Our social:

domingo, 28 de janeiro de 2018

Todo o dinheiro do mundo, de Ridley Scott, estreia 1º de fevereiro


O ator Christopher Plummer, que interpreta o magnata John Paul Getty, é um dos indicados ao prêmio de melhor ator coadjuvante no Oscar 2018.

O filme que narra a história do sequestro do neto do homem mais rico do mundo na década de 1970, John Paul Getty, estreia no dia 1º de fevereiro no Brasil. Dirigido e produzido por Ridley Scott, o longa é estrelado por Christopher Plummer, Michelle Williams e Mark Wahlberg, mas sua estreia já vem recheada de polêmicas. 
O papel do velho magnata tinha sido inicialmente entregue a Kevin Spacey, que chegou a filmar todo o longa, com o rosto transformado pela equipe de maquiagem. Entretanto, com as denúncias de assédio sexual envolvendo o ator norte-americano, um mês antes do lançamento, o desempenho do filme estava seriamente ameaçado. Foi aí que Ridley Scott e os demais produtores executivos tiveram a difícil decisão de substituir o ator, escalando em seu lugar o veterano Christopher Plummer. Eles convocaram novamente o elenco e produção de set para refilmar as cenas do personagem. A substituição, segundo o diretor, foi feita às pressas e sem ser anunciada a Kevin Spacey, já que segundo ele, o ator após as denúncias sequer deu um telefonema para dar uma satisfação e esclarecer os fatos.

Entre as polêmicas envolvendo o filme,  o cachê dos atores Michelle Williams e Mark Wahlberg para refilmarem as cenas após a saída de Kevin Spacey foi bastante diferenciada. Wahlberg, que tem um papel secundário na trama, teria recebido uma quantia 1, 5 mil vezes maior que Michelle Williams. Segundo o site TMZ, a atriz aceitou receber um pagamento simbólico para encerrar a produção, já o ator não. Com a divulgação dos valores e a polêmica armada, Mark Wahlberg terminou doando seu cachê para a Time's Up, que auxilia vítimas de assédio sexual.
Acesse o link e confira a crítica do filme no site Cabine de Cinema: http://www.cabinedecinema.com/2018/01/todo-o-dinheiro-do-mundo-2017.html

Elisabete Estumano Freire