Previous
Next

quinta-feira, 29 de setembro de 2022

'A Queda'  estreia nesta quinta (29/09) nos cinemas

'A Queda' estreia nesta quinta (29/09) nos cinemas

 



"A Queda" (The fall), dirigido por Scott Mann, e estrelado por Grace Fulton, Ginny Gardner e com a participação de Jeffrey Dean Morgan (The Walking Dead, Supernatural), é um longa de suspense, que apresenta cenas fortes, principalmente para pessoas que tem fobia de altura.   

O filme narra a história dos amigos Becky (Grace Fulton), Hunter (Ginny Gardner) e Dean (James Corner), que gostavam de escalar juntos. Após um acidente traumático, Becky se isola de todos e Hunter decide ajudar a amiga, incentivando-a a encarar um novo desafio: escalar uma antiga torre de transmissão de rádio, com mais de 600 metros de altura, isolada no meio do deserto. 

Durante a viagem, as duas presenciam sinais de que o pior pode acontecer. No entanto, ambas prosseguem com o planejado. Após o momento de euforia, um novo acidente ocorre impossibilitando que as duas amigas possam descer da torre. A partir daí, começa uma luta pela sobrevivência e diversas tentativas de chamar por socorro.  

Em meio a angústia da situação, segredos são revelados e as personagens refletem sobre a vida. Entre sentimentos de dor e desesperança, as amigas buscam manter a sanidade para encontrar uma saída. 

Com um roteiro inteligente, o diretor consegue manter o suspense e a tensão até a última cena, num espaço reduzido de atuação dos atores. Há também um jogo com o espectador, que pode cair numa armadilha entre o real e o irreal da situação, a partir do olhar dos personagens. Explora as ilusões e as defesas mentais causadas pelo subconsciente humano em momentos traumáticos e de grande perigo.

O longa pode causar no espectador sentimentos de angústia, medo e vertigem, principalmente por causa das cenas de altura. Chama atenção para o perigo que os jovens se submetem ao embarcar em aventuras perigosas, sem a devida cautela, não medindo as consequências de seus atos em busca de emoções fortes e visibilidade nas redes sociais.  


Elisabete Estumano Freire   




Documentário AUTODECLARADO estreia no streaming nesta quinta (29/09)

Documentário AUTODECLARADO estreia no streaming nesta quinta (29/09)

 



Tocando num tema sempre urgente e polêmico no Brasil: a política de cotas raciais, o documentário AUTODECLARADO, de Maurício Costa, chega, nessa quinta (29), às plataformas de VOD: Now, Vivo Play, Itunes, Microsoft, Google Play e Youtube.

 

Partindo do debate sobre a política de cotas e as acusações de fraudes na sua dinâmica de verificação, com pessoas brancas se passando por outras raças para conseguir uma vaga nas universidades, o filme discute não apenas a importância dessa política, nas últimas décadas, mas também como é o processo de verificação e suas possíveis falhas.

 

Próximo a completar 20 anos, a política de cotas raciais se revela um mecanismo necessário, mas ainda assim falho. Elas começaram a ser usadas no ingresso no ensino superior no país, que começou a ser utilizada em 2003, nos vestibulares da UERJ (Universidade Estadual do Rio de Janeiro) e da UNEB (Universidade Estadual da Bahia).

 

Luan Myque Figueira da Silva, Luciene Guimarães de Faria, Cristina Sousa, Bárbara Kruczyski, Janedson Almeida e Glaucielle Dias estão ao centro do documentário. Ao retratar as jornadas dessas pessoas, AUTODECLARADO discute os evidentes  preconceitos e colorismo racial no país - onde essa dita “democracia racial” é apenas uma ilusão.

 

“A divisão interessa mais a quem é contra as cotas raciais do que a quem as defende. Como afirmou um de nossos entrevistados, temos de discutir a inclusão, em vez de discutir a exclusão.  Além disso, meu entendimento da experiência racial, no Brasil, mudou, e espero que o filme faça o mesmo para o público”, explica o cineasta.

 

O projeto ainda conta com a participação de 25 entrevistados, incluindo lideranças históricas no movimento negro no Brasil, os criadores e redatores da regulamentação das comissões de verificação, reitores de universidades federais e privadas, acadêmicos, youtubers e influenciadores digitais negros, negras, pardos e pardas e, principalmente. 

 

Entre eles, Frei Davi (EDUCAFRO), Prof. José Vicente (Reitor da Universidade Zumbi dos Palmares), Benedito Gonçalves (Ministro do STJ), Spartakus Santiago e Winnie Bueno (ambos influenciadores negros de grande alcance entre o público-alvo do filme), Natalino Salgado (Reitor da UFMA), e Demétrio Magnoli (sociólogo e jornalista).

 

.


 

Sinopse

A partir do debate sobre as fraudes cometidas por brasileiros brancos e as acusações contra brasileiros pardos nos programas de ação afirmativa para ingresso nas universidades e em concursos públicos no Brasil, o filme busca refletir de forma profunda sobre colorismo, racismo e identidade racial.

 

Ficha Técnica

Direção, roteiro e produção: Maurício Costa

Produção: Richard Brandes, Phil Miler

Montagem, animação, design gráfico e VFX: Pedro Neto

Desenho de Som: Maurício Fonteles

Trilha Sonora: Ramiro Galas

Direção de Fotografia: Matheus Bastos

 

 

Sobre o diretor

Maurício Costa, natural de Porto Alegre-RS, há mais de 10 anos em Brasília – DF, é diplomata, crítico de cinema, professor e coeditor do site Razão de Aspecto. Além de todas essas atividades, Maurício dirigiu os documentários "Era dos Gigantes" (2017) e "Uber x Táxis (2020)", já disponíveis no streaming e sempre com reflexão e debate crítico sobre a sociedade em que vivemos.

 

 

 

 Fonte: 

 


Patrícia Rabello

32º Cine Ceará terá exibição especial do longa 'Saravá, meu avô'

32º Cine Ceará terá exibição especial do longa 'Saravá, meu avô'

 


Na busca por descobrir a história do avô, Eusélio Oliveira, assassinado brutalmente em 1991, dois anos antes de seu nascimento, Gabriela Oliveira mergulha em relatos, fotos e documentos que revelam não apenas o homem visionário que mudou os rumos da produção audiovisual cearense ainda nos anos 1970, mas também o poeta, o militante político, o articulador cultural e um ser humano diferenciado em suas relações. O encontro entre avô e neta se dá na tela do cinema, no documentário “Saravá, meu avô”. O longa-metragem terá exibição especial no dia 13 de outubro, no Cineteatro São Luiz, no encerramento do 32º Cine Ceará – Festival Ibero-americano de Cinema, que começa no dia 7. 

 

“Saravá, meu avô” marca a estreia de Gabriela Oliveira como diretora, e isso acontece ao lado do pai, Eusélio G. Oliveira (Xuxu). Juntos, revisitam a biografia de um dos mais relevantes nomes da história da cultura cearense, Eusélio Oliveira, através de histórias, relatos de pessoas que conviveram com ele, familiares, amigos de partido, de luta, do cinema, alunos, entre tantas pessoas que passaram pela sua vida.  

 

A ideia de realizar o documentário sobre Eusélio Oliveira surgiu quando Gabriela concluía a graduação em Cinema e Audiovisual na Unifor. “Naquele momento em que todo mundo tem que decidir o que é que vai fazer do TCC, eu via meus colegas fazendo relatórios e documentários sobre diretores, filmes ou pessoas pelas quais eles tinham uma admiração e resolvi olhar pra dentro. Lembrei das várias histórias que minha avó e minha tia contavam nos almoços de domingo sobre meu avô, então pensei que eu poderia ampliar essa forma de conhecê-lo”, conta Gabriela. “O filme nasceu dessa necessidade de aprofundar o conhecimento sobre uma pessoa que sempre foi presente na minha vida, mesmo não estando aqui, fisicamente”, continua. 

 

Para Eusélio G. Oliveira (Xuxu), filho de Eusélio Oliveira, “Saravá, meu avô” é um filme bonito e sensível, que resgata a história de um homem que foi um dos pioneiros do cinema cearense. Sobre o pai, ele ressalta: “Foi quem plantou a semente do Cine Ceará, o cara que levou uma turma do Ceará para a primeira turma da Escola Internacional de Cinema e TV (em San Antonio de Los Baños, Cuba), abriu pontes internacionais, então foi um cara muito importante que viveu fora do tempo dele, e que viveu pouco, morreu com 58 anos. Ele passou por tantas dificuldades no início da vida, foi preso político, perseguido e, mesmo assim, nunca perdeu a vontade de vencer, a ideia de sonhar e de acreditar num mundo melhor”. E completa: “É assim que a gente quer que as pessoas vejam esse filme”. 

 

OS DIRETORES  

 

Eusélio G. Oliveira (Xuxu) iniciou os trabalhos em audiovisual com seu pai na década de 1980. A partir dele, foi instigado a entrar no universo cinematográfico produzindo documentários e curtas-metragens. Nos anos 1990, passou a atuar também no mercado publicitário, participando de filmes comerciais de grandes marcas, além de vídeos institucionais. Assina a direção e a fotografia de produções locais e nacionais, a exemplo do longa-metragem “Bate Coração” (Glauber Filho), das séries de TV “Não matou El Matador” (Cine Brasil TV), “Diário de Luli” (TV Brasil) e “Brasil Joiado” (Cine Brasil TV). Em 2020, foi premiado pela fotografia do curta-metragem “Não me olhe com o canto dos olhos” (Márcio del Pichia) no Screen Power Film Festival, de Londres.  

 

Gabriela Oliveira é realizadora audiovisual, com formação pela Universidade de Fortaleza (Unifor). Participou de longas nacionais como “Férias Trocadas” (Bruno Barreto) e “Cangaceiro do Futuro” (Halder Gomes) como primeira assistente de câmera, e fez a segunda assistência em produções como “Bem-Vinda a Quixeramobim” e “Cine Holliúdy - A Chibata Sideral” (ambas de Halder Gomes), além de assinar filmes documentais e publicitários.  

 

O 32º Cine Ceará – Festival Ibero-americano de Cinema é uma realização do Ministério do Turismo, através da Secretaria Especial da Cultura, da Associação Cultural Cine Ceará e da Bucanero Filmes. Tem o apoio institucional do Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria da Cultura (Secult Ceará) e da Universidade Federal do Ceará, via Casa Amarela Eusélio Oliveira. Parceria: Canal Brasil. Hotel Oficial: Sonata de Iracema. Patrocínio Master: Itaú Unibanco. Patrocínio VIP: Grupo Edson Queiroz, Nacional Gás, Esmaltec e Indaiá. Patrocínio: SP Combustíveis, Banco do Nordeste e Prefeitura de Fortaleza. Agradecimento: Enel.  

 

SERVIÇO 

32° Cine Ceará – Festival Ibero-americano de Cinema – De 7 a 13 de outubro de 2022 em Fortaleza. Informações: www.cineceara.com. Instagram: @cineceara, Facebook: Festival Cine Ceará. E-mail: contatos@cineceara.com

 


 

Fonte: 

  

  

 

Anna Luiza Muller  

Ligia Lopes 

   

Facebook e Instagram: @primeiroplanocom   

Twitter: @_Primeiro_Plano / primeiroplanocom.com.br  

domingo, 4 de setembro de 2022

CINE ARTE UFF: Programação de 01 a 07/09

CINE ARTE UFF: Programação de 01 a 07/09

 




01 a 07 de setembro de 2022

 

A semana tem três lançamentos: os brasileiros Maria – ninguém sabe quem sou eu, sobre Maria Bethânia, e Segredos do Putumayo, um surpreendente documentário, além do coreano Encontros, do cultuado Hong Sang-Soo. Tem ainda a continuação do excelente Marte Um e a chegada ao Cine Arte UFF do elogiadíssimo A ilha de Bergman.

 

Dia 01 quinta

14h30

MARTE UM

16h40

ENCONTROS – Lançamento

18h10

MARIA – NINGUÉM SABE QUEM SOU EU – Lançamento

20h10

SEGREDOS DE PUTUMAYO – Lançamento

Dia 02 sexta

14h30

A ILHA DE BERGMAN

16h40

MARIA – NINGUÉM SABE QUEM SOU EU – Lançamento

18h40

ENCONTROS – Lançamento

20h10

MARTE UM

Dia 03 sábado

14h50

MARTE UM

17h

SEGREDOS DE PUTUMAYO – Lançamento

18h40

ENCONTROS – Lançamento

20h10

MARIA – NINGUÉM SABE QUEM SOU EU – Lançamento

Dia 04 domingo

14h20

ENCONTROS – Lançamento

15h50

MARIA – NINGUÉM SABE QUEM SOU EU – Lançamento

17h50

A ILHA DE BERGMAN

20h

MARTE UM

Dia 05 segunda

14h40

MARTE UM

16h50

SEGREDOS DE PUTUMAYO – Lançamento

18h30

MARIA – NINGUÉM SABE QUEM SOU EU – Lançamento

20h30

ENCONTROS – Lançamento

Dia 06 terça

14h20

MARIA – NINGUÉM SABE QUEM SOU EU – Lançamento

16h20

MARTE UM

18h30

ENCONTROS – Lançamento

20h

A ILHA DE BERGMAN

Dia 07 quarta

14h50

ENCONTROS – Lançamento

16h20

MARIA – NINGUÉM SABE QUEM SOU EU – Lançamento

18h20

SEGREDOS DE PUTUMAYO – Lançamento

20h

MARTE UM

 

ENCONTROS – Lançamento

Dia 01 quinta 16h40 | Dia 02 sexta 18h40 | Dia 03 sábado 18h40 | Dia 04 domingo 14h20 | Dia 05 segunda 20h30 | Dia 06 terça 18h30 | Dia 07 quarta 14h50

Introduction, Coreia do Sul, 2021, 66’, 14 anos

De Hong Sang-Soo

Com Shin Seok-ho, Park Mi-so, Kim Young-ho

 

Dividido em três partes, o filme acompanha os encontros, desencontros e percalços sentimentais de um jovem que vai da Coreia do Sul a Berlim para visitar o pai, a mãe e a namorada. Urso de Prata de Melhor Roteiro em Berlim 2021.




 

 MARIA – NINGUÉM SABE QUEM SOU EU – Lançamento

Dia 01 quinta 18h10 | Dia 02 sexta 16h40 | Dia 03 sábado 20h10 | Dia 04 domingo 15h50 | Dia 05 segunda 18h30 | Dia 06 terça 14h20 | Dia 07 quarta 16h20

Brasil, 2022, 100’, Livre

De Carlos Jardim

 

O filme é um depoimento inédito e exclusivo de Maria Bethânia para o diretor e roteirista Carlos Jardim, entremeado por imagens raras de ensaios e shows da cantora ao longo de seus 57 anos de carreira. A atriz Fernanda Montenegro narra cinco textos de autores como Ferreira Gullar e Caio Fernando Abreu sobre a importância de Bethânia no cenário cultural brasileiro.

 




SEGREDOS DE PUTUMAYO – Lançamento

Dia 01 quinta 20h10 | Dia 03 sábado 17h | Dia 05 segunda 16h50 | Dia 07 quarta 18h20

Brasil, 2020, 82’, 14 anos

De Aurélio Michellis

Narração de Stephen Rea

 

Em 1910, Roger Casement, cônsul britânico no Rio de Janeiro, empreendeu uma investigação sobre as denúncias de crimes contra comunidades indígenas cometidos pela empresa britânica Peruvian Amazon Company. Baseado em seu diário perturbador, o documentário traça a imagem angustiante descoberta por Casement de um sistema industrial-extrativo respaldado por assassinatos e trabalho escravo no meio da selva amazônica.

 




 

A ILHA DE BERGMAN

Dia 02 sexta 14h30 | Dia 04 domingo 17h50 | Dia 06 terça 20h

Bergman island, França/Brasil + 5 países, 112’, 14 anos

De Mia Hansen-Løve

Com Vicky Krieps, Tim Roth, Mia Wasikowska, Anders Danielsen Lie

 

Um casal de cineastas viaja para Fårö, a ilha onde Ingmar Bergman viveu e trabalhou, a fim de poderem escrever roteiros para seus respectivos filmes. Tony é um admirador de Bergman e se inspira na ilha. Já Chris não gosta muito da personalidade que foi Bergman, apesar de amar seus filmes, por conta de suas falhas pessoais, especificamente em como ele tratou as mulheres em sua vida e como pai. Lá, os dois seguem caminhos diferentes: Chris conhece um estudante de cinema e Tony continua com sua exploração na ilha e fascinação pelo diretor sueco. Mas à medida que Tony se acha cada vez mais na ilha e em sua obra, Chris não consegue achar inspiração. Em meio a conflitos pessoais, emocionais e profissionais, a vida do casal é lentamente engolida pelo cenário melancólico da ilha, onde ficção e realidade se misturam.

 



 

MARTE UM

Dia 01 quinta 14h30 | Dia 02 sexta 20h10 | Dia 03 sábado 14h20 | Dia 04 domingo 20h | Dia 05 segunda 14h40 | Dia 06 terça 16h20 | Dia 07 quarta 20h

Brasil, 2022, 115’, 16 anos

De Gabriel Martins

Com Rejane Faria, Carlos Francisco, Camilla Damião, Cícero Lucas

 

Os Martins, família negra de classe média baixa, seguem a vida entre seus compromissos do dia a dia e seus desejos e expectativas, mesmo com a tensão de um governo conservador que acaba de assumir o poder no país. Em meio a esse cotidiano, Tércia cuida da casa enquanto passa por crises de angústia, Wellington quer ver o filho virar jogador de futebol profissional, Eunice tem um novo amor e o pequeno Deivinho sonha em colonizar Marte. Prêmio do Público no San Francisco International Film Festival 2022, Grande Prêmio do Júri no L.A. Outfest 2022 e Melhor Filme pelo Júri Popular, Prêmio Especial do Júri, Roteiro e Trilha Sonora no Festival de Gramado 2022.

 



Ingressos

Inteira – R$ 20,00 | Meia – R$ 10,00 (exceto segundas-feiras)

Segunda-feira – Promoção “Meia-entrada para todos” – R$ 8,00

 

Rua Miguel de Frias 9   Icaraí   Niterói   RJ   (21) 2629-5576  www.centrodeartes.uff.br

 

Fonte: Renata Cunha



Rede Cinemark Rio de Janeiro: Programação 01 a 07/09

Rede Cinemark Rio de Janeiro: Programação 01 a 07/09

 

ESTREIAS – 01/09:


·         UM LUGAR BEM LONGE DAQUI

·         PREDESTINADO

·         ERA UMA VEZ UM GÊNIO

·         A ÚLTIMA CHAMADA

·         ENTRE ROSAS

·         A VIAGEM DE PEDRO

















Fonte: Cinemark/ Atomicalab

AGENDA (Festivais, mostras, concursos)

EVENTOS (Teatro, música, audiovisual)

ARTES E ARTISTAS (EVENTOS, LANÇAMENTOS, CURSOS)

LITERATURA (Eventos, Lançamentos, Dicas de leitura)

CINECLUBES (PROGRAMAÇÃO, EVENTOS)

Arquivo do blog

Cloud Labels

especiais (105)