Our social:

quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

‘TINTA BRUTA’, DE FILIPE MATZEMBACHER E MARCIO REOLON, TERÁ ESTREIA MUNDIAL NO FESTIVAL DE BERLIM

                              Longa será exibido na Mostra Panorama

Depois de “Beira-Mar” (premiado em 2015 como Melhor Filme – Novos Rumos no Festival do Rio), Filipe Matzembacher e Marcio Reolon voltarão ao Festival de Berlim, agora com o mais novo filme, “TINTA BRUTA”. O longa terá estreia mundial na Mostra Panorama, em fevereiro. Com roteiro também assinado pela dupla, o filme conta a história de Pedro (Shico Menegat), um jovem que tenta sobreviver em meio a um processo criminal, à partida de irmã e única amiga e aos olhares que recebe sempre que sai na rua. Sob o codinome GarotoNeon, Pedro se apresenta no escuro do seu quarto para milhares de anônimos ao redor do mundo, pela internet. Com o corpo coberto de tinta, ele realiza performances eróticas na frente da webcam. Ao descobrir que outro rapaz (Bruno Fernandes) de sua cidade está copiando sua técnica, Pedro decide ir atrás do mesmo.

- Estamos muito felizes. Nosso primeiro longa-metragem, ‘BEIRA-MAR’, também estreou na Berlinale, na mostra Forum, e voltar para o festival agora, com nosso segundo longa na Panorama é um prazer imenso. Esperamos ansiosos pelas sessões no inverno berlinense, e mais ansiosos ainda em trazer o filme para o Brasil – comemora Marcio. 

Segundo Filipe, o projeto foi inspirado em outra produção da dupla. “O filme surgiu de uma vontade de falar sobre despedidas, raiva e resistência. Inicialmente a narrativa veio de um curta-metragem nosso, ‘Quarto Vazio’, mas durante o processo de escrita muito se modificou”, afirma o diretor. 

Os diretores explicam como funciona a parceria, que já foi realizada em trabalhos anteriores, como “Beira-Mar”, na série “O Ninho” e diversos curtas-metragens: “Nosso processo é bastante coletivo. Fazemos tudo juntos, desde a escrita do roteiro, os ensaios, decupagem, até durante as gravações e no acompanhamento da pós-produção. Temos bagagens muito semelhantes (ambos somos também atores, por exemplo), mas alguns focos distintos que, quando combinados, acreditamos que contribuem para o nosso trabalho”, revela Filipe.

Com produção da Avante Filmes, coprodução da Besouro Filmes e distribuição da Vitrine Filmes, o longa tem previsão de estreia nos cinemas brasileiros ainda em 2018. 


Sinopse: 

Enquanto responde a um processo criminal, Pedro é forçado a lidar com a mudança da irmã para o outro lado do país. Sozinho no escuro do seu quarto, ele dança coberto de tinta neon, enquanto milhares de estranhos o assistem pela webcam.


Ficha Técnica

Elenco principal:

Pedro - Shico Menegat
Leo - Bruno Fernandes
Luiza - Guega Peixoto
Avó - Sandra Dani
Beto - Frederico Vasques

Equipe

Direção: Filipe Matzembacher e Marcio Reolon
Roteiro: Filipe Matzembacher e Marcio Reolon
Produção: Avante Filmes
Coprodução: Besouro Filmes
Produtores: Filipe Matzembacher, Jessica Luz e Marcio Reolon
Produtora executiva: Jessica Luz
Diretor de fotografia: Glauco Firpo
Diretora de arte: Manuela Falcão
Montador: Germano de Oliveira
Desenho de som e mixagem: Tiago Bello e Marcos Lopes
Trilha Sonora original: Felipe Puperi


SOBRE OS DIRETORES

Filipe Matzembacher (Porto Alegre, 1988) e Marcio Reolon (Porto Alegre, 1984) são roteirista e diretores. A dupla se conheceu quando cursava Produção Audiovisual na PUCRS, e desde então trabalham juntos. Em 2010 fundaram sua produtora, Avante Filmes. São ainda professores de atuação e curadores de dois festivais de cinema. Marcio também é ator, tendo participado de diversos filmes e peças de teatro. Em 2015 lançaram seu primeiro longa-metragem, "BEIRA-MAR", que estreou na mostra Forum do Festival de Berlim, e foi premiado melhor filme do Festival do Rio na mostra Novos Rumos. Em 2018 lançam seu segundo longa-metragem, "TINTA BRUTA", na mostra Panorama do Festival de Berlim. 


SOBRE AVANTE FILMES

Sediada em Porto Alegre, a Avante Filmes é um produtora fundada em 2010, focada na produção de conteúdo para cinema e televisão. Após diversos curtas-metragens, em 2015 a produtora lançou seu primeiro longa-metragem, "Beira-Mar", na 65a Berlinale - Forum. O filme foi vencedor do prêmio de Melhor Filme - Novos Rumos no Festival do Rio, Prêmio Especial do Júri Maguey no Festival de Cinema de Guadalajara, dentre outros, e lançado comercialmente em diversos países. Em 2016 finalizou a minissérie "O Ninho", exibida em diversos países e, assim como Beira-Mar, também dirigida por Filipe Matzembacher e Marcio Reolon. Além do trabalho de produção de conteúdo, a produtora é responsável pelos eventos CLOSE - Festival Nacional de Cinema da Diversidade Sexual e Diálogo de Cinema. Atualmente, além do lançamento de “Tinta Bruta” na Berlinale - Panorama, a Avante Filmes produz os longas-metragens “Barões Detrás do Morro”, de Germano de Oliveira e “Encontro no fim dos dias”, de Daniel de Bem e Daiane Marcon.


SOBRE BESOURO FILMES

Com base em Porto Alegre e foco na produção de conteúdo, a Besouro Filmes foi criada em 2006 e trabalha em parceria com outras empresas e diretores, buscando uma identidade única em suas obras. Entre seus trabalhos mais recentes, além do longa-metragem Tinta Bruta de Filipe Matzembacher e Marcio Reolon, lançou a série O Ninho dos mesmos realizadores e o longa de estreia de Ismael Caneppele, Música para quando luzes se apagam, premiado no 50° Festival de Cinema de Brasília. Ainda para 2018, prepara o documentário 5 Casas de Bruno Gularte Barreto, agraciado com o prêmio IDFA Bertha Fund. 


SOBRE A VITRINE FILMES 

Em oito anos, a Vitrine Filmes distribuiu mais de 100 filmes. Entre seus maiores sucessos estão "Aquarius", de Kleber Mendonça Filho, que competiu no Festival de Cannes e levou mais de 360 mil pessoas aos cinemas brasileiros, o documentário "Cinema Novo", de Eryk Rocha, também selecionado para o festival, "Hoje Eu Quero Voltar Sozinho", que alcançou mais de 200 mil espectadores; e o americano "Frances Ha", dirigido por Noah Baumbach, indicado ao Globo de Ouro em 2014;Em 2017, a Vitrine lançou "O Filme da Minha Vida", terceiro longa do ator e diretor Selton Mello, e "Divinas Divas", o documentário mais visto no ano.


FONTE: PAULA C. FERRAZ/ Sinny Assessoria e Comunicação

Popular Posts

Google+ Followers