Our social:

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

CCBB/RIO APRESENTA RETROSPECTIVA DO CINEASTA DAVID LEAN





De 27 de janeiro a 15 de fevereiro, o CCBB/Rio apresenta a mostra "O Cinema total de David Lean", com uma retrospectiva completa de filmes dirigidos pelo cineasta, autor de clássicos como  A Ponte do Rio Kwai, Lawrence da Arábia e Doutor Jivago. Considerado um dos diretores mais importantes da história do cinema e reverenciado por gênios como Steven Spielberg and Francis Ford Coppola, David Lean (1908-1991) foi o único cineasta britânico a ganhar dois Oscars de Melhor Diretor (A Ponte do Rio Kwai, Lawrence da Arábia). A mostra 

A mostra que está em cartaz nos CCBBs de São Paulo (até 11 de janeiro) e Brasília (até 4 de janeiro),  chega ao Rio de Janeiro trazendo 18 filmes - sendo 16 longas que David Lean assinou como diretor e mais um pelo qual não recebeu o crédito e outro em que assinou apenas como montador, oferecendo ao público carioca uma oportunidade única de acompanhar sua trajetória.

"Além de ser talvez a maior referência do cinema épico, David Lean é um cineasta que, pela sua grande complexidade, merece ter a obra apreciada  a partir de filmes menos conhecidos pelo grande público, como sua fase inicial inglesa, onde o cinema intimista e particular do filmeDesencanto surge como um contraponto à grandiosidade de realizações como Lawrence da Arábia ou Doutor Jivago, o que me parece confirmar a genialidade dele como diretor", comenta  o curador José de Aguiar. 

Durante a mostra, no dia 3 de fevereiro (quarta-feira), às 19h, será realizado um debate com os críticos Gilberto Silva Júnior e Paulo Ricardo Gonçalves de Almeida, com mediação do curador da mostra José de Aguiar. 


Sobre David Lean

David Lean começou sua carreira na época do florescente cinema inglês dos anos de 1930, quando trabalhou como requisitado montador para cineastas como Michael Powell. Ele continuou a exercer essa função em alguns dos seus filmes, além de trabalhar também como roteirista. Em 1942, dirigiu seu primeiro longa metragem, Nosso Barco, Nossa Alma, em parceria com o dramaturgo Noël Coward. Seu primeiro sucesso foi o drama sentimental Desencanto (Brief Encounter), de 1945, apresentado no primeiro Festival de Cannes, onde ganhou o Grande Prêmio, e que foi eleito, em 2013, o filme mais romântico de todos os tempos segundo a revista Time Out.

Diversos filmes de David Lean foram premiados com o Oscar, em várias categorias. Dois deles  ganharam o Oscar de Melhor Filme - A Ponte do Rio Kwai, de 1957 (sete Oscars), e Lawrence da Arábia, de 1962 (sete Oscars). Doutor Jivago, de 1965, outro grande sucesso de Lean que ganhou cinco Oscars, inaugurou a longa parceria do diretor com o compositor Maurice Jarre, autor de diversas trilhas sonoras.

Em 1999, o British Film Institute fez uma lista com os 100 melhores filmes britânicos do século XX. Cinco filmes de David Lean ficaram entre os 30 primeiros e três deles entre os cinco primeiros colocados.

David Lean possuía um domínio profundo das técnicas cinematográficas, interessado, sobretudo, em contar uma historia e comunicar sentimentos. Desfrutando uma liberdade poucas vezes vista em Hollywood, o cineasta britânico pôde construir um estilo próprio e uma perspectiva de mundo única, desenvolvendo uma linguagem de planos gerais grandiosos, elaborados movimentos de câmera e planos sequências onde os diálogos se desenvolvem sem interrupções da montagem. Perfeccionista ao extremo, lutava para fazer os filmes a seu modo e sem interferências, buscando extrair de cada plano o máximo, esperando dias pelo por do sol perfeito, por exemplo, e acabou por reinventar a ideia de épico hollywoodiano.

Para ele, a realidade deveria ser dramatizada e o papel do realizador era justamente apagar os traços da técnica. Lean alcançou uma autonomia que poucos outros diretores tiveram dentro do sistema dos grandes estúdios e talvez seja o cineasta mais exemplar no que diz respeito a narrativa transparente que caracteriza o cinema clássico norteamericano.

Programação

Dia 27/01 (quarta-feira):
- 16h - Sem Barreira no Céu (Breaking the Sound Barrier), de David Lean. Com Ralph Richardson, Ann Todd. Inglaterra, 1952, 109 min. 14 anos. Vencedor de oito prêmios, entres eles o Oscar de Melhor Som. Tony é piloto na Segunda Guerra e se casa com a herdeira de um magnata da aviação. O sogro está obcecado em romper a barreira do som com seu novo modelo a jato.

- 18h30 - Nosso Barco, Nossa Alma (In Which We Serve), de David Lean. Com Noël Coward, John Mills. Inglaterra, 1942, 116min, 14 anos. O navio Torrin resiste a um ataque do Eixo, mas afunda em Creta. Enquanto aguardam socorro, os sobreviventes revelam porque continuam a lutar.

Dia 28/01 (quinta-feira):
- 16h - Este povo alegre (This Happy Breed), de David Lean. Com Robert Newton, Celia Johnson, Amy Veness. Inglaterra, 1944, 114 min, 14 anos. O filme trata de uma série de fatos na vida dos Gibbons, uma família de operários que se estabelece em um novo lar em Clapham, no sul de Londres.

- 18h30 - Oliver Twist, de David Lean. Com Robert Newton, Alec Guinness, John Howard Davies. Inglaterra, 1948, 116 min, 14 anos. Baseado no romance de Charles Dickens. Oliver Twist é um órfão na Inglaterra vitoriana que foge para Londres. Lá é recolhido das ruas por um ladrão que comanda um exército de marginais.

Dia 29/01 (sexta-feira):
- 16h -  Papai é do Contra (Hobson's Choice), de David Lean. Com Charles Laughton, John Mills, Brenda de Banzie. Inglaterra, 1954, 107 min, 14 anos. Hobson é um viúvo sapateiro com tem três filhas. Quando decide casar as duas mais novas, a mais velha, por despeito, se casa com Will, com quem monta uma sapataria.

- 18h30 - A História de uma Mulher (The Passionate Friends), de David Lean. Com Ann Todd, Trevor Howard. Inglaterra, 1949, 91 min, 14 anos. Um casal apaixonado entra em conflito já que a moça precisa se casar com um homem mais velho.


Dia 30/01 (sábado):
- 13h - Quando o Coração Floresce (Summertime), de David Lean. Com Katharine Hepburn, Rossano Brazzi. Inglaterra/EUA, 1955. 99 min, 14 anos. Jane Hudson junta as economias para realizar uma viagem a Veneza. Lá se apaixona por um homem. Sua alegria é abalada quando descobre que ele é casado.

- 15h - A Ponte do Rio Kwai (The Bridge on the River Kwai), de David Lean. Com Alec Guinness, Willian Holden, Jack Hawkins. Inglaterra/EUA, 1957, 161 min, 14 anos. Vencedor de 23 prêmios, entre eles sete Oscars, incluindo os de Melhor Filme e Melhor Diretor. Um coronel britânico coopera na construção de uma ponte para os seus captores - enquanto desconhece os planos dos Aliados para destruí-la.

- 18h - Lawrence da Arábia (Lawrence of Arabia), de David Lean. Com Peter O’Toole, Alec Guinness, Anthony Quinn. Inglaterra, 1962, 227 min, 14 anos. Vencedor de 22 prêmios, entre eles sete Oscars, incluindo os de Melhor Filme e de Melhor Diretor. Contada em flashback, conhecemos a história do tenente Inglês que na 1ª Guerra aceita uma missão na Arábia Saudita e colabora de forma decisiva para a união das tribos árabes.


Dia 31/01 (domingo):
- 13h - Desencanto (Brief Encounter), de David Lean. Com Celia Johnson, Trevor Howard, Stanley Holloway. Inglaterra, 1945, 87 min, 14 anos. Grande Prêmio no 1º Festival de Cannes. Em 2013, foi eleito o filme mais romântico de todos os tempos pela revista Time Out. Laura e Alec se conhecem numa estação, quando ele remove um cisco do olho dela. Aos poucos, surge uma paixão mútua, apesar de saberem ser um amor impossível.

- 15h - Grandes Esperanças (Great Expectations), de David Lean. Com John Mills, Valerie Hobson, Tony Wager. Inglaterra, 1946, 119 min, 14 anos. Vencedor dos Oscars de Melhor Fotografia e Melhor Direção de Arte. De pobre criança apaixonada no interior da Inglaterra, Pip se torna um esnobe almofadinha, financiado por um misterioso padrinho.

- 17h30 - Doutor Jivago (Doctor Zhivago), de David Lean. Com Omar Sharif, Julie Christie, Geraldine Chaplin. Inglaterra/EUA/Itália, 1965, 192 min, 14 anos. Vencedor de 15 prêmios, entre eles cinco Oscars e os Globos de Ouro de Melhor Filme/Drama, Ator/Drama e Diretor. Em meio a Revolução Russa, o Dr. Yuri Jivago, se casa com uma aristocrática, mas se  envolve com Lara, a enfermeira que se torna a grande paixão da sua vida.

Dia 1/02 (segunda-feira):
- 15h30 - A Maior História de Todos Os Tempos (The Greatest Story Ever Told), de de George Stevens, David Lean (David Lean dirigiu o prólogo do filme – Genesis - mas não recebeu o crédito de co-diretor). Com Max von Sydow, Dorothy McGuire, Charlton Heston. EUA, 1965, 225 min, 14 anos. A vida de Jesus de Nazaré. Seu nascimento, as pregações, milagres, julgamento, crucificação e ressurreição.

- 19h30 - Uma Mulher do Outro Mundo (Blithe Spirit), de David Lean. Com Rex Harrison, Constance Cummings, Kay Hammond. Inglaterra, 1945, 96 min, 14 anos. Oscar de Melhor Efeitos Especiais. Depois de uma sessão de espiritismo, um escritor é atormentado pela visão de sua ex-mulher. No entanto, sua atual esposa se recusa a acreditar nele.

Dia 3/02 (quarta-feira):
- 17h – As Cartas de Madeleine (Madeleine), de David Lean. Com Ann Todd, Norman Wooland. Inglaterra, 1950, 91 min, 14 anos. Uma jovem escocesa rica é acusada de envenenar seu amante

- 19h – Debate sobre a obra de David Lean com os críticos Gilberto Silva Júnior e Paulo Ricardo Gonçalves de Almeida, com mediação do curador José de Aguiar. 

Dia 4/02 (quinta-feira):
- 16h - Sem Barreira no Céu (Breaking the Sound Barrier), de David Lean. Com Ralph Richardson, Ann Todd. Inglaterra, 1952, 109 min. 14 anos. Vencedor de oito prêmios, entres eles o Oscar de Melhor Som. Tony é piloto na Segunda Guerra e se casa com a herdeira de um magnata da aviação. O sogro está obcecado em romper a barreira do som com seu novo modelo a jato.

- 18h30 - Papai é do Contra (Hobson's Choice), de David Lean. Com Charles Laughton, John Mills, Brenda de Banzie. Inglaterra, 1954, 107 min, 14 anosHobson é um viúvo sapateiro com tem três filhas. Quando decide casar as duas mais novas, a mais velha por despeito se casa com Will, com quem monta uma sapataria.

Dia 5/02 (sexta-feira):
- 15h30 – A História de uma Mulher (The Passionate Friends), de David Lean. Com Ann Todd, Trevor Howard. Inglaterra, 1949, 91 min, 14 anos. Um casal apaixonado entra em conflito já que a moça precisa se casar com um homem mais velho.

- 17h30 - Lawrence da Arábia (Lawrence of Arabia), de David Lean. Com Peter O’Toole, Alec Guinness, Anthony Quinn. Inglaterra, 1962, 227 min, 14 anos. Vencedor de 22 prêmios, entre eles sete Oscars, incluindo os de Melhor Filme e de Melhor Diretor. Contada em flashback, conhecemos a história do tenente Inglês que na 1ª Guerra aceita uma missão na Arábia Saudita e colabora de forma decisiva para a união das tribos árabes.

Dia 6/02 (sábado):
13h - Nosso Barco, Nossa Alma (In Which We Serve), de David Lean. Com Noël Coward, John Mills. Inglaterra, 1942, 116min, 14 anos.  O navio Torrin resiste a um ataque do Eixo, mas afunda em Creta. Enquanto aguardam socorro, os sobreviventes revelam porque continuam a lutar.

- 15h30 - Quando o Coração Floresce (Summertime), de David Lean. Com Katharine Hepburn, Rossano Brazzi. Inglaterra/EUA, 1955. 99 min, 14 anos. Jane Hudson junta as economias para realizar uma viagem a Veneza. Lá se apaixona por um homem. Sua alegria é abalada quando descobre que ele é casado.

- 17h30 - A Filha de Ryan (Ryan's Daughter), de David Lean. Com Robert Mitchum, Trevor Howard, Saran Miles. Inglaterra, 1970. 206 min, 14 anos. Vencedor de dois Oscars (Melhor Ator Coadjuvante – Mills e Melhor Fotografia). Em uma cidade irlandesa, um rapaz com deficiência mental expõe para todos da cidade que uma mulher casada está tendo um caso com um oficial britânico.

Dia 7/02 (domingo):
- 13h – Paralelo 49 (49th Paralell), de Michael Powell. Montagem de David Lean. Com Leslie Howard, Laurence Olivier, Richard George. Inglaterra, 1941, 104 min, 14 anos. Oscar de Melhor Roteiro Original. Um submarino nazista afunda no Canadá e alguns tripulantes sobrevivem. Para não serem presos, ele precisam navegar até a fronteira com o então neutro Estados Unidos.

- 15h - Oliver Twist, de David Lean. Com Robert Newton, Alec Guinness, John Howard Davies. Inglaterra, 1948, 116 min. 14 anos. Baseado no romance de Charles Dickens. Oliver Twist é um órfão na Inglaterra vitoriana que foge para Londres. Lá é recolhido das ruas por um ladrão que comanda um exército de marginais.

- 18h30 - Doutor Jivago (Doctor Zhivago), de David Lean. Com Omar Sharif, Julie Christie, Geraldine Chaplin. Inglaterra/EUA/Itália, 1965, 192 min, 14 anos. Vencedor de 15 prêmios, entre eles cinco Oscars e os Globos de Ouro de Melhor Filme/Drama, Ator/Drama e Diretor. Em meio a Revolução Russa, o Dr. Yuri Jivago, se casa com uma aristocrática, mas se  envolve com Lara, a enfermeira que se torna a grande paixão da sua vida.

Dia 8/02 (segunda de Carnaval): o CCBB estará fechado

Dia 10/02 (quarta-feira):
- 16h – Uma Mulher do Outro Mundo (Blithe Spirit), de David Lean. Com Rex Harrison, Constance Cummings, Kay Hammond. Inglaterra, 1945, 96 min, 14 anos. Oscar de Melhor Efeitos Especiais. Depois de uma sessão de espiritismo, um escritor é atormentado pela visão de sua ex-mulher. No entanto, sua atual esposa se recusa a acreditar nele.

- 18h - Este povo alegre (This Happy Breed), de David Lean. Com Robert Newton, Celia Johnson, Amy Veness. Inglaterra, 1944, 114 min, 14 anos. O filme trata de uma série de fatos na vida dos Gibbons, uma família de operários que se estabelece em um novo lar em Clapham, no sul de Londres.

Dia 11/02 (quinta-feira):
- 16h - Paralelo 49 (49th Paralell), de Michael Powell. Montagem de David Lean.   Com Leslie Howard, Laurence Olivier, Richard George. Inglaterra, 1941, 104 min, 14 anos. Oscar de Melhor Roteiro Original. Um submarino nazista afunda no Canadá e alguns tripulantes sobrevivem. Para não serem presos, ele precisam navegar até a fronteira com o então neutro Estados Unidos.

- 18h - A Ponte do Rio Kwai (The Bridge on the River Kwai), de David Lean. Com Alec Guinness, Willian Holden, Jack Hawkins. Inglaterra/EUA, 1957. 161 min, 14 anos. Vencedor de 23 prêmios, entre eles sete Oscars, incluindo os de Melhor Filme e Melhor Diretor. Um coronel britânico coopera na construção de uma ponte para os seus captores - enquanto desconhece os planos dos Aliados para destruí-la.

Dia 12/02 (sexta-feira):

- 18h - Lawrence da Arábia (Lawrence of Arabia), de David Lean. Com Peter O’Toole, Alec Guinness, Anthony Quinn. Inglaterra, 1962, 227 min, 14 anos. Ganhou 22 prêmios, entre eles sete Oscars, incluindo os de Melhor Filme e de Melhor Diretor. Contada em flashback, conhecemos a história do tenente Inglês que na 1ª Guerra aceita uma missão na Arábia Saudita e colabora de forma decisiva para a união das tribos árabes.

Dia 13/02 (sábado):
- 13h – Grandes Esperanças (Great Expectations), de David Lean. Com John Mills, Valerie Hobson, Tony Wager. Inglaterra, 1946, 119 min, 14 anos. Vencedor dos Oscars de Melhor Fotografia e Melhor Direção de Arte. De pobre criança apaixonada no interior da Inglaterra, Pip se torna um esnobe almofadinha, financiado por um misterioso padrinho.

- 15h30 - A Ponte do Rio Kwai (The Bridge on the River Kwai), de David Lean. Com Alec Guinness, Willian Holden, Jack Hawkins. Inglaterra/EUA, 1957. 161 min, 14 anos. Vencedor de 23 prêmios, entre eles sete Oscars, incluindo os de Melhor Filme e Melhor Diretor. Um coronel britânico coopera na construção de uma ponte para os seus captores - enquanto desconhece os planos dos Aliados para destruí-la.

- 18h30 - A Filha de Ryan (Ryan's Daughter), de David Lean. Com Robert Mitchum, John Mills, Saran Miles. Inglaterra, 1970. 206 min, 14 anos. Vencedor de dois Oscars - Melhor Ator Coadjuvante (Mills) e Melhor Fotografia. Em uma cidade irlandesa, um rapaz com deficiência mental expõe para todos da cidade que uma mulher casada está tendo um caso com um oficial britânico.

Dia 14/02 (domingo):
- 13h – Doutor Jivago (Doctor Zhivago), de David Lean. Com Omar Sharif, Julie Christie, Geraldine Chaplin. Inglaterra/EUA/Itália, 1965, 192 min, 14 anos. Vencedor de 15 prêmios, entre eles cinco Oscars e os Globos de Ouro de Melhor Filme/Drama, Ator/Drama e Diretor. Em meio a Revolução Russa, o Dr. Yuri Jivago, se casa com uma aristocrática, mas se  envolve com Lara, a enfermeira que se torna a grande paixão da sua vida.

- 16h30 – Desencanto (Brief Encounter), de David Lean. Com Celia Johnson, Trevor Howard, Stanley Holloway. Inglaterra, 1945, 87 min, 14 anos. Grande Prêmio no 1º Festival de Cannes. Em 2013, foi eleito o filme mais romântico de todos os tempos pela revista Time Out. Laura e Alec se conhecem numa estação, quando ele remove um cisco do olho dela. Aos poucos, surge uma paixão mútua, apesar de saberem ser um amor impossível.

- 18h30 – Passagem para a Índia (A Passage to India) de David Lean. Com Judy Davis, Victor Banerjee. Inglaterra/EUA, 1984. 163 min, 14 anos. Vencedor de 19 prêmios, entre eles os Oscars de Melhor Atriz Coadjuvante (Peggy Ashcroft) e Melhor Trilha Sonora Original. Uma rica inglesa de idéias liberais, viaja à Índia. O choque cultural acontece, mas quando tudo parece bem ela acusa um indiano de tentativa de estupro.

Dia 15/02 (segunda-feira):
- 15h30 - A Maior História de Todos Os Tempos (The Greatest Story Ever Told), de de George Stevens, David Lean (David Lean dirigiu o prólogo do filme – Genesis - mas não recebeu o crédito de co-diretor). Com Max von Sydow, Dorothy McGuire, Charlton Heston. EUA, 1965, 225 min, 14 anos. A vida de Jesus de Nazaré. Seu nascimento, as pregações, milagres, julgamento, crucificação e ressurreição.

- 19h30 - As Cartas de Madeleine (Madeleine), de David Lean. Com Ann Todd, Norman Wooland. Inglaterra, 1950, 91 min, 14 anos. Uma jovem escocesa rica é acusada de envenenar seu amante



O CINEMA TOTAL DE DAVID LEAN
Patrocínio: Banco do Brasil
Curadoria: José de Aguiar
Produção: Firula Filmes

Realização: Centro Cultural Banco do Brasil
vinheta da mostra: https://vimeo.com/150200613

Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro
27 de janeiro a 15 de fevereiro de 2016 (quarta a segunda-feira)
Rua Primeiro de Março 66, Centro, tel (21) 3808-2020
Salas de Cinema 1 (98 lugares) – Ingressos: R$ 4 e R$ 2 (meia).


Fonte: CCBB/Rio; Cláudia Oliveira.

Imprensa (2)Trailer/Divulgação

Imprensa (3) Teaser Trailer

Popular Posts

Google+ Followers