segunda-feira, 2 de janeiro de 2023

Coprodução russa 'Gemini: O Planeta Sombrio': nova data de lançamento 02 de fevereiro

 


O thriller de ficção-científica e suspense "Gemini- O planeta sombrio", dirigido pelo diretor russo Seric Beyseu, que estreia dia 02 de fevereiro nos cinemas brasileiros, narra a história de uma missão espacial que tem por objetivo criar condições para que um planeta distante se torne habitável para a humanidade. 

Num contexto pós-COVID-19, em que a ameaça de novas pandemias faz parte da nossa realidade, assim como a ocorrência de desastres ambientais, amplamente divulgados pelos noticiários televisivos, não é difícil imaginar o contexto futurista do argumento de "Gemini: o planeta sombrio". 
O filme apresenta a preocupação da comunidade científica sobre uma catástrofe ambiental mundial a partir do surgimento de um novo vírus, responsável pela devastação de ecossistemas e drásticas alterações climáticas

No roteiro de Natalya Lebedeva e Dimitriy Zhigalov, a saída seria encontrar um novo planeta e recriar as condições de vida na terra, possibilitada por uma importante descoberta a
rqueológica: uma esfera e motor alienígenas, que estariam na origem da vida em nosso planeta. O transporte desses artefatos para um planeta ideal, num sistema solar distante, seria a saída para salvar a humanidade de uma catástrofe iminente. Contudo, durante o percurso da viagem espacial, ocorrem misteriosos acontecimentos e a tripulação descobre que leva à bordo uma estranha criatura. 

Apesar de ser 
uma coprodução Rússia-Chipre, o longa é todo em inglês. A narrativa é centrada na obsessão do chefe da tripulação, Dr. Steve Ross (Egor Koreshkov) em completar a missão a qualquer custo. O filme abusa dos clichês, fazendo várias referências a produções do gênero, mas talvez as mais fortes sejam as das franquias "Alien" e "O predador". Há um certo esforço em problematizar as relações espaço-tempo e as motivações éticas dos personagens, envolvendo o discurso cientificista, a moral e as questões pessoais, mas os conflitos são trabalhados na superficialidade. Com efeitos especiais razoáveis, o filme possui alguns momentos interessantes, porém não surpreende, assim como a tentativa de realizar um final redentor.  

Elisabete Estumano Freire. 




SHARE THIS

0 comentários:

AGENDA (Festivais, mostras, concursos)

EVENTOS (Teatro, música, audiovisual)

ARTES E ARTISTAS (EVENTOS, LANÇAMENTOS, CURSOS)

LITERATURA (Eventos, Lançamentos, Dicas de leitura)

CINECLUBES (PROGRAMAÇÃO, EVENTOS)

Arquivo do blog

Cloud Labels

especiais (107)