Previous
Next

sexta-feira, 16 de abril de 2021

‘Quo Vadis, Aida?’, indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, ganha trailer nacional

‘Quo Vadis, Aida?’, indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, ganha trailer nacional



FILME BÓSNIO ESTREIA EM ABRIL NAS PLATAFORMAS DIGITAIS

 

O drama de guerra “Quo Vadis, Aida?”, que chega às plataformas digitais para compra e aluguel em 20 de abril, acaba de ganhar um trailer legendado. O longa da Bósnia-Herzegovina conta uma história ficcional ambientada no Massacre de Srebrenica, em 1995, quando mais de 8 mil bósnios muçulmanos foram assassinados por tropas sérvias. Hoje, 25 anos depois, ainda existem 1.700 pessoas desaparecidas.

Distribuída pela Synapse Distribution, a produção conta com o roteiro e direção assinados por Jasmila Žbanić (“Em Segredo”). “Quo Vadis, Aida?” foi indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro e concorre ao British Academy Film Awards (BAFTA) em duas categorias: Melhor Filme em Língua Estrangeira e Melhor Direção.


A diretora diz que a história de Srebrenica sempre a assombrou, pois ela sobreviveu à guerra na capital, Sarajevo, que também foi devastada no conflito.
“Sempre achei que alguém deveria fazer um filme sobre o que aconteceu lá, mas nunca pensei que seria eu. Li tudo que pude sobre Srebrenica e só depois de dirigir quatro filmes é que me senti pronta para fazer este”.


Žbanić conta que apareceram muitos obstáculos no caminho, já que a Bósnia é um país que produz apenas um filme por ano. “Depois da guerra e da divisão interna da Bósnia, Srebrenica permaneceu na parte do país administrada pelos sérvios. Muitos políticos de direita, que ainda negam que o genocídio em Srebrenica aconteceu, seguem no governo”.  A diretora e roteirista lembra que diversos bósnios ajudaram para que o filme saísse do papel, e nove países europeus assinaram a coprodução, que mesmo assim demorou anos para ser finalizada. “Fomos movidos pela necessidade de contar essa história, pois acreditamos que não é apenas uma história sobre a Bósnia ou os Bálcãs, mas sobre seres humanos, como nos comportamos com o outro quando somos libertados da moralidade, quando destruímos todas as formas humanas”, finaliza.

Sinopse oficial:

Bósnia, 11 de julho de 1995. Aida (Jasna Djuricic) é uma tradutora das Nações Unidas (ONU) para a pequena cidade de Srebrenica. Quando o exército sérvio toma conta da cidade, sua família está entre os milhares de cidadãos que estão procurando abrigo. Com o seu papel de fonte interna nas negociações, Aida tem acesso a informações cruciais que ela precisa interpretar. O que está no horizonte para a família dela e pessoas: resgate ou morte? Qual atitude ela deve tomar?




Biografia da Diretora:

Jasmila ŽBANIĆ (1974, Bósnia e Herzegovina) formou-se na Academia de Artes Dramáticas de Sarajevo. Fundou a associação de artistas e a produtora Deblokada em 1997, em conjunto com Damir Ibrahimovic. Após o lançamento de vários curtas-metragens, fez a sua estreia em longas-metragens como “Em Segredo” (Grbavica, 2006), que foi nomeado para o Grande Prémio do Júri em Sundance e ganhou o Urso de Ouro em Berlim. O seu segundo longa-metragem, “Um Outro Caminho” (On the Path, 2010), estreou em Berlim, onde também foi nomeado ao Urso de Ouro. Quo Vadis, Aida? (2020) foi indicado para o Leão Dourado em Veneza. O trabalho de Žbanić trata das Guerras Iugoslavas e do seu destrutivo legado emocional e político.

Sobre a Synapse Distribution

A Synapse Distribution atua no mercado latino-americano de entretenimento desde os anos 1990. Com o crescimento do VOD a empresa tornou-se uma das principais fornecedoras de filmes e séries para plataformas digitaisNos últimos seis anos, a distribuidora licenciou mais de 2.000 horas de conteúdo para players como Netflix, Amazon, Apple, Google, Globoplay, Pluto TV e MUBI.

Parte do Grupo Sofa Digital desde 2018, a Synapse lançou mais de 30 filmes em 2020, entre eles os sucessos internacionais 'Agente Infiltrada', 'Crime e Desejo', 'A Última Nota', 'Um Inverno em Nova York' e 'Curiosa'. Entre destaques nacionais, a empresa é responsável pela comercialização de longa-metragens, made for VOD, estrelando Luccas Neto, Viih Tube e Lucas Rangel, três dos principais YouTubers do Brasil nos segmentos infantil e infanto-juvenil.

 

Fonte: 

Janis Alencar 

Jason Statham e o diretor Guy Ritchie retomam parceria nos cinemas em Infiltrado

Jason Statham e o diretor Guy Ritchie retomam parceria nos cinemas em Infiltrado

 


Conhecido por seus trabalhos em grandes sucessos do gênero de ação, como ‘Os Mercenários’, ‘Carga Explosiva’ e a franquia ‘Velozes e Furiosos’, Jason Statham está de volta aos cinemas em Infiltrado. Escrito e dirigido por Guy Ritchie, o filme marca o retorno da parceria do diretor com Statham após dezesseis anos. Os dois estrearam em 1998, com ‘Jogos, Trapaças e Dois Canos Fumegantes’, e realizaram outros dois trabalhos juntos, ‘Snatch: Porcos e Diamantes’, em 2000, e ‘Revólver’, em 2005. Infiltrado tem previsão de estreia nos cinemas nacionais apontada para maio de 2021 e a Imagem Filmes é a distribuidora responsável pelo lançamento.

Em entrevista ao Deadline, o produtor Bill Block revela estar animado com o lançamento de Infiltrado e afirma que esse reencontro de Guy Ritchie e Jason Statham certamente irá dar origem a um novo “clássico do gênero”. O ator Scott Eastwood também não escondeu sua empolgação com o projeto e aproveitou para revelar que é fã de longa data do diretor, que tem em seu currículo sucessos como ‘Sherlock Holmes’, ‘Aladdin’ e ‘Rei Arthur: A Lenda da Espada’. “Os filmes do Guy são icônicos e me sinto sortudo por ter tido a oportunidade de aprender com alguém tão talentoso. Também estou animado para trabalhar novamente com Jason Statham, que é um dos maiores astros da ação de todos os tempos”. Os dois atores já haviam trabalhado juntos no oitavo filme da franquia ‘Velozes e Furiosos’, que levou mais de 8 milhões de brasileiros aos cinemas em 2017.

No longa, Statham interpreta Harry, conhecido apenas como “H”, um homem misterioso que trabalha para a Fortico, empresa de carros-fortes, e movimenta grandes quantias de dinheiro pela cidade de Los Angeles semanalmente. Quando, ao impedir um assalto, ele surpreende os colegas de trabalho com suas habilidades de combate, suas verdadeiras intenções começam a ser questionadas. Além de Jason Statham, Post Malone e Scott Eastwood, Infiltrado conta ainda com Josh Hartnett (‘Penny Dreadful’), Jeffrey Donovan (‘Sicário: Dia do Soldado’), Holt McCallany (‘Mindhunter’), Laz Alonso (‘The Boys’) e Niamh Algar (‘Raised by Wolves’) no elenco.responsável pelo lançamento.

Assista ao Trailer

Sinopse

Harry (Jason Statham), conhecido apenas como “H”, é um homem misterioso que trabalha para uma empresa de carros-fortes e movimenta grandes quantias de dinheiro pela cidade de Los Angeles. Quando, ao impedir um assalto, ele surpreende a todos com suas habilidades de combate, suas verdadeiras intenções começam a ser questionadas e um plano maior é revelado.





Fonte: Sinny Assessoria e comunicação
Bate-papo ao vivo com Lauro Escorel e conversa sobre o Oscar na programação

Bate-papo ao vivo com Lauro Escorel e conversa sobre o Oscar na programação

 


Cinema mais amado de São Paulo também lança uma convocatória que irá selecionar curtas-metragens para serem exibidos na plataforma digital, além de ganhar uma sessão especial no cinema no final do ano



A programação do Petra Belas Artes Digital da próxima semana está recheada de cultura, arte e super dicas! A nova plataforma digital com conteúdo gratuito e exclusivo produzido pela equipe do Belas Artes Grupo, leva semanalmente para os apaixonados pelo universo do cinema, cultura e arte, conteúdos exclusivos e indicações preciosas, que contam sobre o fazer cinema, o mercado cinematográfico e muito mais. 

Entre os destaques está uma conversa ao vivo na terça-feira com o diretor Lauro Escorel e André Sturm, presidente do Belas Artes Grupo. A conversa aborda a carreira de Escorel e seus filmes, em especial “Sonho sem fim”, seu primeiro longa como diretor e que completa 35 anos do seu lançamento em 2021. Já na quinta-feira acontece mais um super bate-papo sobre cinema com um time de especialistas que falam sobre a edição do Oscar deste ano. Os jornalistas e cinéfilos Paula Ferraz, Rafael Argemon, Chico Fireman e Ronaldo Junior dão seus pitacos sobre os favoritos ao prêmio nessa semana decisiva.

O Cine Belas Artes também tem uma surpresa para quem faz cinema! Estão abertas as inscrições para a convocatória “Seu curta no Petra Belas Artes Digital'', que tem como objetivo criar um espaço de lançamento e difusão de curtas-metragens, de qualquer gênero, e que não estejam disponíveis no YouTube. Serão selecionados sete curtas-metragens que serão exibidos no canal do Petra Belas Artes Digital no YouTube, de maio a novembro de 2021. Além disso, em dezembro haverá uma grande exibição gratuita no cinema Petra Belas Artes com todos os vencedores desta convocatória. As inscrições estão abertas no nosso site: www.cinebelasartes.com.br

O Belas Artes Grupo agradece o patrocínio da Petra, e o apoio de seus parceiros: Alpha FM, Abraço Cultural, Casa Natura Musical, Galeria Pivô, Etc Filmes, MAM, MASP, MIS e Museu Afro Brasil.

Confira abaixo a programação completa:

19.04 l Segunda-feira l 18h l Mercado | O trabalho de uma distribuidora de filmes - Vídeo 3

O terceiro vídeo da série sobre o universo de uma distribuidora de cinema, Priscila Santos, coordenadora da distribuidora Pandora Filmes, fala sobre os mais de 30 anos de história da Pandora Filmes.  

Priscila Santos é coordenadora da Pandora Filmes, que integra o Belas Artes Grupo. É responsável pela coordenação de curadoria, vendas, formulação de estratégias de distribuição e produção de lançamentos de filmes nacionais e internacionais, tendo atuado no lançamento de mais de 40 longas.

20.04 l Terça-feira l 18h l  Cinema | “35 anos de Sonho sem fim”, ao vivo com Lauro Escorel e André Sturm

Nesta terça-feira, o Petra Belas Artes Digital recebe Lauro Escorel para um bate-papo ao vivo com André Sturm, presidente do Belas Artes Grupo. A conversa aborda a carreira de Escorel e seus filmes, em especial “Sonho sem fim”, seu primeiro longa como diretor e que completa 35 anos do seu lançamento em 2021. 

Sonho sem fim (Dir. Lauro Escorel, Brasil, 1986, Biografia, 93min, 14 anos) com Carlos Alberto RiccelliLuiz Carlos Arutin, Vicente Barcellos e Débora Bloch foi o filme de estreia do diretor de fotografia Lauro Escorel como diretor e conta a história biográfica do gaúcho Eduardo Abelim, um dos pioneiros do cinema brasileiro. "Sonho Sem Fim" levou o troféu Kikito em 5 categorias no Festival de Gramado 1985: Prêmio Especial do Júri, Melhor Figurino, Melhor Direção de Fotografia, Melhor Atriz para Marieta Severo e Melhor Atriz Coadjuvante para Imara Reis. "Sonho sem fim" também recebeu o prêmio de melhor filme do ano de 1986 da crítica cinematográfica do Rio de Janeiro.

Lauro Escorel é um dos mais conceituados diretores de fotografia brasileiros. Como cineasta, dirigiu o longa-metragem “Sonho sem fim” (1985), além de curtas e documentários como “Os libertários” (1976), prêmio Margarida de Prata da CNBB. Foi assistente de Dib Lutfi e Affonso Beato, antes de estrear como diretor de fotografia em São Bernardo (1971), de Leon Hirzsman, que recebeu o prêmio de melhor fotografia em Gramado. Seu trabalho em “Ironweed” (1987), de Hector Babenco, filmado nos EUA, lhe abriu as portas para o mercado norte-americano. No exterior, assinou a direção de fotografia de “Indecency” (1992), de Marisa Silver, Dangerous Heart (1993), de Michael Scott, e “Amelia Earhart: The Final Flight” (1994), de Yves Simoneau, entre outros. Em 1998, retomou a parceria com Babenco na direção de fotografia de “Coração iluminado”, que representou o Brasil no Festival de Cannes. É membro da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood (AMPAS) e um dos fundadores da Associação Brasileira de Cinematografia (ABC).

21.04 l Quarta-feira l 18h l Memória Belas: a sua história marcante com o Cine Petra Belas Artes

Convidamos alguns cinéfilos de carteirinha que estão presentes no dia a dia do cinema para dividir um momento marcante de suas vidas que foi vivido em uma sala de cinema do Belas. Essa semana quem conta sua história é a Patty Fang (@coffinfang), que fala sobre uma de suas muitas experiências vividas no Belas: a sessão de “Bacurau”. 

22.04 l Quinta-feira l 18h l 22.04 Cinema | Aquecimento Oscar:  Os favoritos

Nesta quinta-feira, convidamos um time de especialistas em cinema para falar sobre a edição do Oscar deste ano. Paula Ferraz, Rafael Argemon, Chico Fireman e Ronaldo Junior dão seus pitacos sobre os favoritos ao prêmio nessa semana decisiva, baseando nas demais premiações e nos comentários da  imprensa e crítica especializada.

Sobre os participantes: 

Ronaldo Junior: Jornalista e editor do Cinematic Tips, blog especializado em premiações, com previsões e análises, além de coberturas de festivais, críticas de filmes, dicas e listas. Além disso, escreve para os blogs You!Me!!Dancing! e Trash to Tarkovsky. 

Rafael Argemon é jornalista com 20 anos de experiência em passagem por veículos como O Estado de S. Paulo, UOL, R7, Time Out São Paulo e Huffpost Brasil. Atualmente toca o canal do Instagram O Cara da Locadora (@caradalocadora).

Paula Ferraz é assessora de imprensa especializada em cinema desde 2006, formada em jornalismo e pós-graduada em crítica de cinema pela FAAP. Especializou-se em lançamentos de filmes independentes e já lançou mais 600 filmes, entre brasileiros e das mais diversas nacionalidades. Entre os filmes trabalhados estão: A Origem (2010), Intocáveis (2011), Me Chame Pelo Seu Nome (2018), Melancolia (2011), Parasita (2019), O Farol (2019), Praia do Futuro (2013), O Animal Cordial (2017), A Sombra do Pai (2018), A Vida Invisivel (2019), O Filme da Minha Vida (2017), Entre Irmãs (2016), entre outros.

Chico Fireman é jornalista e faz parte da Associação Brasileira dos  Críticos de Cinema. Escreve para o Filmes do Chico desde 2003 e integra a equipe do podcast Cinema na Varanda.

24.04 l Sábado l 13h l Bela Dica da Marina

Todos os sábados a equipe do Belas Artes Grupo dá dicas quentinhas de cultura, entretenimento, mídia e arte. Neste sábado é a vez da Marina de Castro Alves, gerente de comunicação do Belas Artes Grupo, que indica o disco “Carnage”, de Nick Cave e Warren Ellis. Além do novo álbum dos músicos australianos, ela recomenda para os fãs de Nick Cave dois filmes que estão nosso streaming, o À LA CARTE: “Os Infratores” (2012) que tem roteiro e trilha assinados por Cave e  o clássico de Wim Wender “Asas do Desejo” (1979), em que o músico faz muito mais que uma participação especial. 

Sobre o Petra Belas Artes Digital

O Petra Belas Artes Digital é um canal gratuito com conteúdo produzido pela equipe do Belas Artes Grupo. A plataforma leva aos apaixonados pelo universo do cinema, cultura e arte, conteúdos exclusivos, conversas ao vivo e super dicas culturais, que contam sobre o fazer cinema, o mercado cinematográfico e muito mais.

Acesse o Petra Belas Artes Digital

Sobre o Belas Artes Grupo

Formado em 2020, o Belas Artes Grupo reúne três empresas de destaque no mercado audiovisual brasileiro: o Cine Petra Belas Artes, um dos mais tradicionais cinemas de rua da cidade São Paulo, inaugurado em 1967; a Pandora Filmes, distribuidora de filmes independentes mais antiga do Brasil, responsável por lançamentos como Que horas ela volta? e Parasita; e o À LA CARTE, streaming de filmes que é o caçula do grupo, lançado em abril de 2020. A plataforma conta com uma curadoria pensada para quem ama cinema de verdade e que leva para seus assinantes cerca de 400 títulos de todos os cantos do mundo e de todas as épocas. O Belas Artes Grupo é 100% nacional e é comandado por André Sturm.


FONTE: PETRA BELAS ARTES DIGITAL/ SINNY ASSESSORIA E COMUNICAÇÃO

Rede UCI exibe quatro filmes que estão concorrendo ao Oscar 2021

Rede UCI exibe quatro filmes que estão concorrendo ao Oscar 2021

 


“Nomadland”, da diretora chinesa Chloé Zhao, tem seis indicações e acaba de entrar em cartaz na rede de cinemas

Nos seus três complexos de cinemas do Rio de Janeiro (UCI New York City Center, UCI Parkshopping Campo Grande e UCI Norte Shopping), a Rede UCI exibe quatro filmes que concorrendo ao Oscar, marcado este ano para 25 de abril.

 

“Nomadland”da diretora Chloé Zhao, traz a história de uma mulher na casa dos 60 anos que embarca em uma viagem pelo oeste americano após perder tudo na Grande Recessão. A produção concorre a seis prêmios: melhor filme, direção, atriz (Frances McDormand), roteiro adaptado, edição e fotografia. “Meu Pai”, drama dirigido por Florian Zeller, também disputa em seis categorias: melhor filme, ator (Anthony Hopkins), atriz coadjuvante (Olivia Colman), roteiro adaptado, montagem e desenho de produção. No longa, Anthony (Anthony Hopkins) tem 81 anos, mora sozinho em seu apartamento em Londres e recusa receber cuidados da filha, Anne (Olivia Colman). A relação se torna ainda mais complexa quando ela resolve se mudar para Paris com um homem que conheceu há pouco e não pode mais estar com o pai todos os dias.

 

“Judas e o Messias Negro” é produzido pelo diretor de “Pantera Negra” e o ator Daniel Kaluuya é o destaque do elenco como o jovem Fred Hampton. O longa-metragem concorre a seis categorias. São elas: melhor filme, melhor ator coadjuvante para Daniel Kaluuya e Lakeith Stanfield, melhor roteiro original, melhor fotografia e melhor canção original. Por fim, “Druk - Mais uma Rodada” traz a história de quatro professores com problemas em suas vidas, que acreditam na teoria de que tudo vai melhorar se conseguirem manter um nível constante de álcool em suas correntes sanguíneas. A produção entra na disputa do Oscar 2021 concorrendo a duas estatuetas: melhor diretor e melhor filme internacional.

 

Outras opções em cartaz são os filmes “Raya e o Último Dragão”, a releitura do clássico infantil “Tom & Jerry”, a comédia nacional “Lucicreide Vai a Marte”, entre outras. Clientes do UCI Unique, o programa de relacionamento da rede, está com os benefícios de pagar meia-entrada em qualquer dia e sessão e ganhar o upgrade na pipoca (o valor da pipoca grande sai pelo valor da média). Para fazer parte do grupo, basta acessar o site http://www.ucicinemas.com.br/Unique e adquirir o seu cartão na bilheteria de qualquer cinema UCI.

 

Quem prefere um programa ao lado somente de seus amigos e/ou familiares pode optar pela Sessão Amigos, que possibilita que um grupo de pessoas reserve o cinema para uma sessão privada. Para aproveitar a experiência, é só acessar ucicinemas.com.br/sessaoamigos, escolher dia, hora e filme. A reserva precisa ser feita com pelo menos cinco dias de antecedência e os clientes podem escolher filmes que estão em cartaz, além de opções que estão em um catálogo recheado de blockbusters, como “A Bela e a Fera”, “A Freira”, “Capitã Marvel”, “Coringa”, “It”, “O Rei Leão”, “Os Novos Mutantes”, “Scooby! O Filme” e “Tenet”, do aclamado diretor Christopher Nolan. As sessões privadas podem ser realizadas todos os dias e os valores variam de R$ 200 a R$ 600 por sessão.

 

Segunda Mania também está disponível no UCI Rio de Janeiro. Às segundas, os filmes da rede UCI contam com um valor especial (R$15,00 inteira e R$7,50 a meia-entrada) para aqueles que gostam de começar a semana assistindo o que há de melhor do cinema no momento. O desconto só não é válido em feriados e vésperas de feriados.


Desde o retorno de seus cinemas, a rede implementou um sistema exclusivo de ar condicionado nas suas salas no Brasil: o iWave, um sofisticado equipamento com polarizadores de íons que destroem não apenas o vírus do Covid-19, como qualquer outro microrganismo. Além disso, a rede segue à risca o protocolo obrigatório recomendado pelas autoridades de cada cidade e pela OMS (Organização Mundial de Saúde). A higienização das salas é intensificada a cada sessão e conta com dispensers de álcool em gel espalhados pelos complexos. Além da utilização de máscaras ser obrigatória para funcionários e clientes, as bilheterias e bombonières estão equipadas com escudos de acrílico de proteção. E, para evitar aglomerações, haverá indicação da capacidade máxima de pessoas dentro dos banheiros, limitação de público e distanciamento de dois metros entre as poltronas – as vendas serão controladas por um sistema que bloqueia automaticamente os assentos próximos aos já ocupados. O espaçamento ideal entre os clientes também será indicado com marcadores de piso na bombonière, na bilheteria, nos terminais de autoatendimento e no acesso às salas.

 

Mais informações sobre a compra de ingressos, valores e programação: https://www.ucicinemas.com.br/


Fonte: Michelle Antelo/ Palavra Assessoria em Comunicação

Doc 'Edna' traz denúncia e poesia na Transamazônica, no Festival É tudo Verdade

Doc 'Edna' traz denúncia e poesia na Transamazônica, no Festival É tudo Verdade

 



O documentário "Edna", de Erik Rocha, apresenta a história de uma sobrevivente da luta pela terra. O longa estreia nesta sexta-feira, dia 16/04, às 21h,com exibição online e gratuita para todo o país, na programação do Festival Internacional de Documentários "É tudo Verdade", pela plataforma É Tudo Verdade/ Looke.

Vivendo às margens da rodovia Transamazônica e sob constante ameaça dos fazendeiros, Edna teme por seu companheiro e deseja ir embora de um lugar marcado pela ação de pistoleiros. O filme mostra as reflexões de uma mulher, que registra suas memórias como um ato de resistência. Presa e torturada, ela perdeu seu filho e neto, mortos por grandes latifundiários.


Em suas memórias, traz histórias de luta dos companheiros e familiares mortos, torturados e desaparecidos na guerra pela terra. São r
elatos de dor, sofrimento, sonhos, coragem e fé. Edna resiste, mas tem a alma ferida pela violência no campo.

Com uma estética glauberiana, o longa apresenta uma narrativa pessoal, com imagens de arquivo e momentos de fé, dor e poesia.


Elisabete Estumano Freire


 

Latest Posts

Cloud Labels

especiais (93)