Previous
Next

sábado, 25 de junho de 2022

Cine Arte UFF entra no circuito do Festival Varilux de Cinema Francês, de 23 de junho a 6 de julho

Cine Arte UFF entra no circuito do Festival Varilux de Cinema Francês, de 23 de junho a 6 de julho


De 23 de junho a 6 de julho, o Cine Arte UFF, cinema do Centro de Artes da Universidade Federal Fluminense (UFF), integra o  do Festival Varilux de Cinema Francês. O evento é bastante popular entre os fiéis espectadores do Cine Arte UFF, em Niterói, tanto que o espaço, ao longo dos anos, como uma das salas com maior público do Festival Varilux em todo o Brasil. As sessões na cidade são realizadas em parceria com a Aliança Francesa de Niterói. 


São filmes francófonos para todos os gostos, com astros consagrados e jovens revelações, diretores veteranos e sempre presentes, como François Ozon, e outros em início de carreira. Tem 17 filmes inéditos, filme para crianças e um clássico em homenagem aos 400 anos de Moliére (As Aventuras de Molière). A seleção conta com obras premiadas, como O Acontecimento, Leão de Ouro em Veneza, e títulos inéditos que ainda nem foram lançados na França. 

Os ingressos serão vendidos por meio do site GuichêWeb a partir da data da primeira sessão, no link https://www.guicheweb.com.br/pesquisa/centrodeartesuff, ou diretamente na bilheteria do Centro de Artes UFF. Os valores são de R$20 (inteira) e R$10 (meia), de terça a domingo, e segunda-feira há o preço promocional de R$8 para todos. O Cine Arte UFF fica na Rua Miguel de Frias, 9, em Icaraí, Niterói-RJ.

___________



23 de junho a 06 de julho de 2022

 

FESTIVAL VARILUX DE CINEMA FRANCÊS

 

Em várias edições o Cine Arte UFF figurou como uma das salas com maior público do Festival Varilux em todo o Brasil. É com grande alegria que, uma vez mais, trazemos para os nossos fiéis espectadores esse evento tão querido e tão popular. Como sempre, são filmes para todos os gostos, com astros consagrados e jovens revelações, diretores veteranos e sempre presentes, como François Ozon, e outros em início de carreira. Tem filme para crianças, o tradicional clássico e uma homenagem aos 400 anos de Moliére; obras premiadas, como O acontecimento, Leão de Ouro em Veneza, e filmes inéditos que ainda nem foram lançados na França. Agora é se programar, garantir seus ingressos e curtir essa ótima programação.

 

Dia 23 quinta

15h30

O ACONTECIMENTO

17h40

O PRÓXIMO PASSO

20h

CONTRATEMPOS

Dia 24 sexta

15h30

QUERIDA LÉA

17h30

GOLIAS

20h

OS JOVENS AMANTES

Dia 25

sábado

15h40

PETER VON KANT

17h30

AS AVENTURAS DE MOLIÈRE

20h

UM HERÓI

Dia 26

domingo

15h40

KING - MEU MELHOR AMIGO

17h50

PAPAI NOEL É UM PICARETA

19h40

KOMPROMAT

Dia 27 segunda

15h50

CONTRATEMPOS

17h50

O ACONTECIMENTO

20h

O DESTINO DE HAFFMANN

Dia 28 terça

15h10

OS JOVENS AMANTES

17h30

KOMPROMAT

20h

O SEGREDO DE MADELEINE COLLINS

Dia 29 quarta

16h

GOLIAS

18h30

UM PEQUENO GRANDE PLANO

20h

SENTINELA DO SUL

Dia 30 quinta

15h30

UM HERÓI

18h

QUERIDA LÉA

20h

O MUNDO DE ONTEM

Dia 01 sexta

15h30

O SEGREDO DE MADELEINE COLLINS

17h40

O DESTINO DE HAFFMANN

20h

ESPERANDO BOJANGLES

Dia 02

sábado

15h50

O PRÓXIMO PASSO

18h10

PETER VON KANT

20h

O ACONTECIMENTO

Dia 03

domingo

15h40

ENTRE ROSAS

17h40

CONTRATEMPOS

19h40

GOLIAS

Dia 04 segunda

15h

ESPERANDO BOJANGLES

17h30

UM HERÓI

20h

PETER VON KANT

Dia 05 terça

16h10

O MUNDO DE ONTEM

18h

SENTINELA DO SUL

20h

O PRÓXIMO PASSO

Dia 06 quarta

15h30

KOMPROMAT

18h

ENTRE ROSAS

20h

UM PEQUENO GRANDE PLANO

 

O ACONTECIMENTO

L'événement, França, 2021, 100’, 16 anos

De Audrey Diwan

Com Anamaria Vartolomei, Kacey Mottet Klein, Luàna Bajrami

Distribuição:  Zeta Filmes

 

França, 1963: uma sociedade que censura os desejos das mulheres e o sexo em geral. A história de Anne, uma jovem que decide abortar para terminar seus estudos e escapar das restrições sociais de uma família operária. Esta história simples segue o itinerário de uma mulher que decide ir contra a lei. Anne tem pouco tempo pela frente. Suas provas estão chegando e sua barriga está crescendo. Leão de Ouro e Prêmio da Crítica no Festival de Veneza 2021 e Atriz Revelação nos Prêmios César 2022.

 ___

AS AVENTURAS DE MOLIÈRE

Homenagem aos 400 anos de Molière

Molière, França, 2007, 201’, 14 anos

De Laurent Tirard

Com Romain Duris, Fabrice Luchini, Laura Morante

Distribuição: Bonfilm

 

Moliére é um jovem diretor que zomba da nobreza em suas peças teatrais, entretendo a baixa classe francesa. O tempo passa e, a cada dia, ele e sua trupe se tornam mais populares entre os pobres. Ele acaba sendo preso por não pagar as taxas obrigatórias ao governo. Seu destino muda quando um aristocrata, Monsieur Jourdain, paga sua dívida em troca do uso dos talentos do escritor, para cortejar a bela moça Célimène. Melhor Ator (Fabrice Luchini) e Prêmio do Público no Festival de Moscou 2007

 ______

CONTRATEMPOS

A plein temps, França, 2021, 88’, 14 anos

De Eric Gravel

Com Laure Calamy, Anne Suarez, Geneviève Mnich

Distribuição: Bonfilm

 

Julie luta sozinha para criar seus dois filhos no subúrbio e manter seu emprego em Paris. Quando ela finalmente consegue uma entrevista para um cargo correspondente às suas aspirações, uma greve geral eclode, paralisando o transporte. Ela então embarcará em uma corrida frenética para salvar seu emprego e sua família. Melhor Diretor e Melhor Atriz na mostra Horizontes do Festival de Veneza 2021.

 

 ______

O DESTINO DE HAFFMANN

Adieu Monsieur Haffmann, França/Bélgica, 2021, 116’, 14 anos

De Fred Cavayé

Com Daniel Auteuil, Gilles Lellouche, Sara Giraudeau

Distribuição: Synapse

 

Paris, 1941. François Mercier é um homem comum que sonha em começar uma família com a mulher que ama, Blanche. Ele trabalha para um talentoso joalheiro, o Sr. Haffmann. Mas frente à ocupação alemã, os dois homens não terão outra escolha senão concluir um acordo cujas consequências perturbarão seus destinos.


 _____

ENTRE ROSAS

La fine fleur, França, 2020, 96’, 10 anos

De Pierre Pinaud

Com Catherine Frot, Olivia Côte, Fatsah Bouyahmed

Distribuição: California

 

Eve Vernet foi a maior criadora de rosas. Hoje, está à beira da falência, prestes a ser comprada por um poderoso concorrente. Véra, sua fiel secretária, acha que encontrou uma solução ao contratar três presidiários que tentam se reinserir na sociedade, mas que não tem nenhum conhecimento de jardinagem. Enquanto quase tudo os separa, eles embarcam juntos em uma aventura singular para salvar a pequena fazenda.

 ______

ESPERANDO BOJANGLES

En attendant Bojangles, França/Bélgica, 2021, 125’, 14 anos

De Régis Roinsard

Com Romain Duris, Virginie Efira, Grégory Gadebois, Solan Machado Graner

Distribuição: California

 

Camille e Georges formam um casal que vive fora da realidade. Ela sempre ouve sua música favorita, Mr Bojangles. Em sua casa, só há espaço para diversão, fantasia e amigos. Até que um dia Camille, uma mulher hipnotizante e imprevisível, desce mais fundo em sua própria mente, e Georges e seu pequeno filho Gary precisam mantê-la segura. O grande trunfo do filme é seu elenco e o menino Solan Machado Graner consegue se destacar junto dos veteranos Romain Duris e Virginie Efira.

 _______

GOLIAS

Goliath, França/Bélgica, 2022, 122’, 14 anos

De Frédéric Tellier

Com Gilles Lellouche, Pierre Niney, Emmanuelle Bercot

Distribuição: Bonfilm

 

France, professora de esportes durante o dia, trabalhadora à noite, é uma ativista contra o uso de pesticidas. Patrick, um obscuro e solitário advogado parisiense, é especialista em direito ambiental. Mathias, lobista brilhante, defende os interesses de um gigante agroquímico. Seguindo o ato radical de uma pessoa anônima, esses três destinos, que nunca deveriam ter se cruzado, se acotovelam, colidem e se inflamam.

 _______

UM HERÓI

Ghahreman/Un heros, Irã/França, 2021, 128’, 12 anos

De Asghar Farhadi

Com Amir Jadidi, Mohsen Tanabandeh, Fereshteh Sadre Orafaee

Distribuição: California

 

Rahim está na prisão devido a uma dívida que não conseguiu pagar. Durante uma licença de dois dias, ele tenta convencer o seu credor a retirar a queixa contra o pagamento de parte da quantia. Mas as coisas não correm de acordo com o plano. Grand Prix no Festival de Cannes de 2021, Melhor Filme em Língua Estrangeira e Melhor Roteiro Original pelo National Board of Review 2021.

 ______

OS JOVENS AMANTES

Les jeunes amants, França/Bélgica, 2022, 114’, 14 anos

De Carine Tardieu

Com Fanny Ardant, Melvil Poupaud, Cécile de France

Distribuição: Elite

 

Dois amantes se reencontram no corredor de um hospital, 15 anos após o primeiro contato. Shauna tem 71 anos, enquanto Pierre tem 45. Opostos, mas hipnotizados um pelo outro, eles se reconectam, enquanto Shauna, que já é mãe, avó e viúva, quer reafirmar que ainda é uma mulher e que a diferença de idade entre eles não importa.

 ______

KING - MEU MELHOR AMIGO

King, França/Bélgica, 2022, 105’, Livre, dublado

De David Moreau

Com Gérard Darmon, Lou Lambrecht, Léo Lorléac'h

Distribuição: Bonfilm

 

King, um filhote de leão traficado, foge do aeroporto e encontra abrigo na casa de Inès e Alex, de doze e quinze anos. Os irmãos bolam um plano maluco: levar King de volta para casa, na África.

 

 ______

KOMPROMAT

Kompromat, França, 2022, 127’, 14 anos

De Jérôme Salle

Com Gilles Lellouche, Michael Gor, Joanna Kulig

Distribuição: Mares

 

Baseado em um inacreditável episódio real, o filme mostra a espetacular fuga de um diretor da Aliança Francesa da Sibéria. Vítima de uma trama orquestrada pelo FSB (Serviço Federal de Segurança da Rússia), esse intelectual terá que se transformar em homem de ação para escapar de seu destino.

 _______

O MUNDO DE ONTEM

Le monde d'hier, França, 2022, 89’, 14 anos

De Diastème

Com Léa Drucker, Denis Podalydès, Alban Lenoir

Distribuição: Bonfilm

 

Elisabeth de Raincy, Presidente da República, optou por se aposentar da vida política. Três dias antes do primeiro turno das eleições presidenciais, ela fica sabendo por seu secretário-geral que um escândalo do exterior atrapalhará seu sucessor e dará a vitória ao candidato de extrema-direita. Eles têm três dias para mudar o curso da história.


 _____

PAPAI NOEL É UM PICARETA

Le Père Noel est une ordure, França, 1982, 110’, 14 anos

De Jean-Marie Poiré

Com Gérard Jugnot, Josiane Balasko, Anémone, Marie-Anne Chazel, Thierry Lhermitte, Christian Clavier

Distribuição: Bonfilm

 

A linha direta parisiense de SOS é interrompida na véspera de Natal pela chegada de personagens marginais excêntricos que causam desastres em cadeia. Realizado pela trupe Splendid, este filme é a adaptação de sua peça de mesmo nome, criada em 1979. A exibição comemora os quarenta anos do lançamento do filme.

 ______

UM PEQUENO GRANDE PLANO

La croisade, França, 2021, 66’, 10 anos

De Louis Garrel

Com Louis Garrel, Laetitia Casta, Joseph Engel, Lionel Dray

Distribuição: Synapse

 

Abel e Marianne descobrem que seu filho de 13 anos, Joseph, está vendendo seus bens mais valiosos para financiar um projeto ecológico na África. Eles rapidamente entendem que Joseph não é o único e que existem centenas de crianças ao redor do mundo em uma missão para salvar o planeta.

___

 

PETER VON KANT

Peter von Kant, França, 2022, 86’, 16 anos

De François Ozon

Com Denis Ménochet, Isabelle Adjani, Khalil Ben Gharbia, Hanna Schygulla

Distribuição: Bonfilm

 

Peter von Kant é um diretor de cinema de sucesso e mora com seu assistente Karl, a quem gosta de maltratar e humilhar. Sidonie, uma grande atriz que foi sua musa por muitos anos, o apresenta a Amir, um belo e modesto jovem. Peter se apaixona por Amir e se oferece para dividir seu apartamento com ele e ajudá-lo a entrar na indústria cinematográfica. A estratégia funciona, mas assim que ganha fama, Amir tem novos planos que não incluem Peter. Homenagem ao filme As lágrimas amargas de Petra von Kant, de Fassbinder, Peter von Kant é dirigido por François Ozon, o diretor de maior sucesso dos festivais Varilux no Cine Arte UFF.

_____

 

O PRÓXIMO PASSO

En corps, França/Bélgica, 2022, 117’, 12 anos

De Cédric Klapisch

Com Marion Barbeau, Hofesh Shechter, Denis Podalydès, Pio Marmaï

Distribuição: Bonfilm

 

Elise, uma jovem bailarina clássica, se machuca em uma apresentação após flagrar a traição do namorado. Apesar dos especialistas dizerem que ela não conseguirá mais dançar, Elise vai lutar para se recuperar, buscando novos rumos no mundo da dança contemporânea. Cédric Klapisch dirigiu grandes sucessos como O Gato SumiuO Albergue Espanhol e Bonecas Russas.


 ___

QUERIDA LÉA

Chère Léa, França, 2021, 90’, 14 anos

De Jérôme Bonnell

Com Grégory Montel, Grégory Gadebois, Anaïs Demoustier

Distribuição: Elite

 

Depois de uma noite de bebedeira, Jonas decide visitar sua ex-namorada Léa, por quem ainda é apaixonado. Contudo, ele é rejeitado. Atormentado, Jonas vai ao café do outro lado da rua para escrever-lhe uma última carta de amor, perturbando assim o seu dia de trabalho e despertando a curiosidade do dono do café.

 

 ____

O SEGREDO DE MADELEINE COLLINS

Madeleine Collins, França/Bélgica/Suíça, 2021, 102’, 14 anos

De Antoine Barraud

Com Virginie Efira, Quim Gutiérrez, Bruno Salomone, Jacqueline Bisset

Distribuição: Synapse

 

Judith leva uma vida dupla entre a Suíça e a França, com dois amantes e filhos diferentes. Por um lado, Abdel, com quem cria uma menina, por outro Melvil, com quem tem dois meninos mais velhos. Pouco a pouco, esse frágil equilíbrio de mentiras, segredos e idas e vindas começa a se despedaçar.

 ___

SENTINELA DO SUL

Sentinelle sud, França, 2021, 97’, 14 anos

De Mathieu Gérault

Com Niels Schneider, Sofian Khammes, India Hair

 

Após uma operação clandestina que dizimou sua unidade, o soldado Christian Lafayette está de volta à França. Enquanto tenta retomar uma vida normal, logo se envolve no tráfico de ópio para salvar seus dois irmãos de armas sobreviventes.


 

 

Ingressos

Inteira – R$ 20,00 | Meia – R$ 10,00 (exceto segundas-feiras)

Segunda-feira – Promoção “Meia-entrada para todos” – R$ 8,00

 

 

Rua Miguel de Frias 9   Icaraí   Niterói   RJ   (21) 3674-7511 | 3674-7512      www.centrodeartes.uff.br


Fonte: Renata Cunha/ Gerência de Comunicação
Centro de Artes UFF

terça-feira, 21 de junho de 2022

Jornalista lança livro sobre a história dos 40 anos da Seção de Filmes do Arquivo Nacional

Jornalista lança livro sobre a história dos 40 anos da Seção de Filmes do Arquivo Nacional


 jornalista e diretor Walter Pamplona lança livro que apresenta um levantamento inédito do Arquivo Nacional, guardião da história do audiovisual brasileiro

 

“Documentos Audiovisuais nos Arquivos: um estudo sobre a trajetória da seção de filmes do arquivo nacional”, lançamento da editora Multifoco, reúne duas paixões do jornalista, diretor e roteirista Walmor Pamplona – filmes e arquivos. O conteúdo do livro é a sua dissertação de mestrado na Escola de Arquivologia da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO, no Programa de Pós-Graduação em Gestão de Documentos e Arquivos (PPGARQ), com orientação da Profa. Aline Lopes de Lacerda, da Casa de Oswaldo Cruz.


O livro chega ao público em um momento de muitas comemorações: os 40 anos da Seção de Filmes do Arquivo Nacional e os 10 anos do mestrado em Arquivologia da UNIRIO, o único no Brasil. Além disso, a Universidade será sede da VII Reunião Brasileira de Ensino e Pesquisa em Arquivologia 2022 (REPARQ), de 20 a 23 de junho, que tem como tema dessa edição “Arquivos, democracia e justiça social”. Não por acaso, Walmor assina também a direção do filme comemorativo dos 10 anos do mestrado, que será exibido na abertura da REPARQ.

 

O Arquivo Nacional faz parte da Federação Internacional de Arquivos de Filmes (FIAF), assim como a Cinemateca Brasileira e a Cinemateca do MAM, e é, junto com essas instituições e o CTav - Centro Técnico Audiovisual, um dos guardiões da história do audiovisual brasileiro. A sua Seção de Filmes, criada em 1982, preserva obras cinematográficas, em diversos formatos, como os Cinejornais da Agência Nacional, acervos privados, doados por empresas e pessoas físicas, e filmes de produtores, como a L. C. Barreto, Nelson Pereira dos Santos, entre outros, em regime de comodato, desde 2002.

 

Pamplona reuniu registros documentais tradicionais, como relatórios e bases de dados, a relatos inéditos de profissionais que iniciaram esse trabalho e que contaram detalhes do funcionamento do arquivo, além de histórias cheias de afeto e comprometimento. “A reunião dessas duas fontes permite, além de dar uma visibilidade maior à formação do acervo audiovisual da mais importante instituição arquivística do Brasil, permite também, de forma muito clara, perceber os desafios dessa trajetória, como também os desafios a serem enfrentados, especialmente no momento em que a produção de registros audiovisuais cresce de forma muito rápida com a diversidade tecnológica, mas sem negligenciar os registros audiovisuais feitos desde os primórdios do Cinema e da Televisão”, comenta Mauro Domingues, fotógrafo e arquivista especialista em preservação audiovisual.

 

Rafael de Luna Freire, do Programa de Pós-Graduação em Cinema e Audiovisual da UFF, destaca que “ao analisar detalhadamente a criação da Seção de Filmes do Arquivo Nacional, o autor ilumina um período menos estudado dessa história, localizado entre o auge da Cinemateca do MAM como berço da cinefilia, nos anos 1960 e 1970, e os grandes investimentos do Governo Federal na Cinemateca Brasileira, nos anos 2000”.

 

A dissertação de mestrado de Pamplona não só virou livro como o levou à Universidade de Coimbra para um Doutorado em Ciência da Informação e à produção de um filme de arquivo de longa-metragem sobre o bicentenário da Independência, com apoio da FAPERJ. Será o segundo documentário de Walmor que estreou neste formato com Mulatas! Um tufão nos quadris (2011).

 

Sobre o autor

 

Walmor Martins Pamplona é graduado em Comunicação Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (Escola de Comunicação/UFRJ) e em Arquivologia pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Escola de Arquivologia/UNIRIO); mestre em Gestão de Documentos e Arquivos pelo PPGARQ/UNIRIO. Roteirista, diretor, redator publicitário e jornalista, tem mais de 30 anos de atuação na Comunicação, dos quais 25 anos dedicados à atividade audiovisual. Foi diretor de programa e autor-roteirista da TV Globo, e diretor do documentário de longa-metragem Mulatas! Um tufão nos quadris (2011), exibido em festivais no Brasil e no exterior. O filme foi licenciado para a TV Globo Internacional (exibido em Lisboa, Paris e NY) e para o Canal Brasil (2012-2017).

 

Documentos Audiovisuais nos Arquivos: um estudo sobre a trajetória da seção de filmes do arquivo nacional

Autor: Walmor Martins Pamplona

Editora: Multifoco

394 páginas.


Fonte: Claudia Oliveira 

COORDENADORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL 

UNIRIO I Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro 
Av. Pasteur, 296, Prédio da Reitoria, Urca, Rio de Janeiro, RJ

quarta-feira, 15 de junho de 2022

TV Brasil: programação de filmes 20 a 26 de junho

TV Brasil: programação de filmes 20 a 26 de junho

 


Veja a programação de filmes da TV Brasil para a semana de 20 a 26 de junho de 2022.

 

- Segunda (20) – 14h00 – Sessão Família"As Aventuras de uma Super-Professora" (2018) – aventura

- Segunda (20) – 22h30 / 03h45 – Cine Retrô"O Vendedor de Linguiça" (1962) – comédia

- Terça (21) – 14h00 – Sessão Família"BugiGangue no Espaço" (2016) – animação

- Terça (21) – 22h30 / 03h45 – Cine Retrô: "O Noivo da Girafa" (1957) – comédia

- Quarta (22) – 14h00 – Sessão Família"Uma Viagem Extraordinária" (2013) – aventura

- Quinta (23) – 14h00 – Sessão Família: "O Corintiano" (1967) – comédia

- Quinta (23) – 22h30 / 03h45 – Cine Retrô"Garota Enxuta" (1959) – comédia musical

- Sexta (24) – 14h00 – Sessão Família"Peter Pan - À Procura do Livro do Nunca" (2018) – animação

- Sexta (24) – 22h30 / 03h45 – Festival de Cinema: "Z – A Cidade Perdida" (2016) – drama biográfico

- Sábado (25) – 16h00 – Cine Retrô"Jecão... Um fofoqueiro no céu" (1977) – comédia

- Sábado (25) – 21h00 – Cine Retrô"O Lamparina" (1964) – comédia

- Domingo (26) – 14h00 – Sessão Família"Tainá - Uma Aventura na Amazônia" (2000) – aventura

- Domingo (26) – 16h00 – Cine Retrô"O Trapalhão na Ilha do Tesouro" (1977) – comédia

- Domingo (26) – 23h00 – Cine Nacional"Não se preocupe, nada vai dar certo!" (2011) – comédia

- Domingo (26) – 3h30 – Cine Retrô" do Periquito" (1960) – comédia

 


_______



Filmes da TV Brasil - 20 a 26 de junho de 2022

 

Segunda-feira, 20 de junho

 

Sessão Família – As Aventuras de uma Super-Professora

14h00, na TV Brasil

 

Título original: Superjuffie. País: Holanda. Ano: 2018. Gênero: aventura, família, fantasia. Direção: Martijn Maria Smits. Elenco: Diewertje Dir, Hassan Slaby, Harry Piekema, Carly Wijs, Jeevan Dhanpat, Josephine Nollen, e Maarten Wansink.

 


A Srta. Josje (Diewertje Dir) parece ser uma professora comum. Ela acaba de chegar à nova escola em que vai lecionar e logo precisa lidar com uma sala de aula repleta de alunos sem um pingo de motivação para aprender. A moça de 20 anos tem uma vida pacata como educadora em uma escola primária.

 

Meio tímida e muito atrapalhada, ela descobre um misterioso artefato na parede de casa. Ao entrar em contato com o objeto, ela liberta uma força potente que se une ao seu corpo e lhe dá superpoderes incríveis. A professora precisa de coragem para vencer seus medos e encarar os desafios.

 

Ao ouvir o som emitido por um animal em perigo, ela dá uma mordida no giz e se transforma na Super Professora. Josje dispara pelo ar como um tornado verde a fim de salvar animais, com quem consegue se comunicar. A partir de suas novas habilidades, a professora usa os poderes especiais para proteger os bichos. Ela não consegue evitar o desejo, muitas vezes inconveniente, de realizar os resgates.

 

Algumas crianças descobrem o segredo da professora e ela conta com o sigilo deles. Quando Josje descobre uma conspiração contra o zoológico da cidade, a jovem e seus alunos terão a perigosa tarefa de defender o local sem revelar a identidade da nova heroína da região. Aí, ela precisa decidir se vai resgatá-los ou fugir.

 

O filme é uma adaptação literária baseada na série de livros homônima escrita por Janneke Schotveld.

 

Reprise. 84 min.

Classificação Indicativa: 12 anos

 

---

 

Segunda-feira, 20 de junho

 

Cine Retrô – O Vendedor de Linguiça

22h30, na TV Brasil

03h45, na TV Brasil (madrugada de segunda, dia 20/6, para terça-feira, dia 21/6)

 

País: Brasil. Ano: 1962. Gênero: comédia musical. Direção: Glauco Mirko Laurelli. Argumento e produção: Amácio Mazzaropi. Elenco: Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Roberto Duval, Maximira Figueiredo, Amilton Fernandes, Carlos Garcia, David Neto, Maria Helena Rossignolli, Anita Sorrento.

 


O humorista Amácio Mazzaropi interpreta o personagem Gustavo, um vendedor de linguiça que, para conquistar sua freguesia, tem de ralar muito. Em meio a problemas com a família, vizinhos, e cachorros que adoram roubar suas linguiças, o comediante vive um banquete de situações engraçadas que vão fazer o público chorar de tanto rir.

 

O vendedor ambulante de linguiças sai todos os dias com seu filho Dudu (Carlos Garcia) a bordo de um pequeno caminhão e percorre os bairros da periferia de São Paulo oferecendo seu produto.

 

Flora (Maximira Figueiredo), filha de Gustavo, trabalha como empregada doméstica para patrões ricos e quando eles viajam, resolve passear pela cidade usando as roupas daquela família.

 

Durante esse passeio, a moça conhece o milionário Pierre (Amilton Fernandes) e ambos começam um namoro. Flora pega outras roupas dos seus empregadores a e dá ao pai e ao irmão Dudu, para fazer com que eles se passem por uma família rica.

 

A mentira é descoberta e todos vão parar na polícia enquanto Pierre sabe da verdade sobre a namorada através dos jornais. Mesmo assim ele quer continuar o namoro, mas a família dele tenta impedi-lo.

 

Entre as canções que fazem parte dos números musicais do filme estão "O Linguiceiro" e "Mocinho Lindo", interpretadas por Mazzaropi; "Olhar de saudade", cantada por Pery Ribeiro; "Não ponha a mão", entoada Elza Soares; e "Poema do adeus", na voz de Miltinho.

 

Reprise. 95 min.

Classificação Indicativa: 12 anos

 

---

 

Terça-feira, 21 de junho

 

Sessão Família – BugiGangue no Espaço

14h00, na TV Brasil

 

País: Brasil. Ano: 2016. Gênero: animação. Direção: Ale McHaddo.

 


Quando o vilão alienígena Gana Gobler toma o poder da Confederação, sete alienígenas desajeitados conseguem escapar do cerco, mas sua espaçonave cai na Terra, ao lado da sede de um clube restrito a sete amigos, que aguardam algum acontecimento divertido para mudar sua rotina. Juntos, eles embarcam em uma emocionante aventura espacial para restaurar a paz no universo.

 

Animação brasileira em computação gráfica, "BugiGangue no Espaço" foi realizada, escrita e produzida por Ale McHaddo.

 

Reprise. 90 min.

Classificação Indicativa: Livre

 

---

 

Terça-feira, 21 de junho

 

Cine Retrô – O Noivo da Girafa

22h30, na TV Brasil

03h45, na TV Brasil (madrugada de terça, dia 21/6, para quarta-feira, dia 22/6)

 

País: Brasil. Ano: 1963. Gênero: comédia. Direção: Glauco Mirko Laurelli. Elenco: Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Roberto Duval, Tarcísio Meira, Edgard Franco, Astrogildo Filho, Guy Loup, Luis Gustavo, Marly Marley, Marina Freire, Ingrid Tobias.

 


Funcionário do Zoológico do Rio de Janeiro, Aparício Boamorte (Amácio Mazzaropi) desenvolve um laço afetivo com a girafa do parque, com quem costuma conversar enquanto trabalha. O humilde tratador de animais vira alvo de chacota dos colegas, que o apelidam de "Noivo da Girafa".

 

Dono da pensão onde Aparício mora, Seu Gonçalves (Manoel Vieira) reclama pelo atraso no pagamento. Já a solteirona Inesita (Glauce Rocha) e o Poeta (Roberto Duval), pretenso filósofo, mas pianista de cabaré, tentam compreender a simplicidade de Boamorte, um homem do interior.

 

As filhas de Seu Gonçalves, Aninha (Vera Lucia) e Clara (Celeneh Costa), também simpatizam com o pobre cuidador de animais. Quando Aninha adoece de repente, logo suspeita-se que Aparício tenha contaminado a menina com alguma doença proveniente dos animais.

 

Sem dinheiro para atendimento médico, Aparício se consulta com o veterinário do zoológico. Após um exame de sangue, o clínico constata que o tratador de animais tem leucemia terminal e apenas 15 dias de vida.

 

A notícia se espalha e os conhecidos de Aparício passam a tratá-lo bem. Já o dono da pensão vê nisso uma oportunidade e tenta arranjar o casamento de sua filha mais velha, Clara, com Aparício. Seu plano é torná-la herdeira da fortuna de um tio rico do cuidador de animais.

 

Realizada em 1957, a comédia "O Noivo da Girafa" é parte da trilogia carioca de Amácio Mazzaropi, ao lado de "Fuzileiro do Amor" e "Chico Fumaça". Filmado nos estúdios da antiga TV-Rio, o longa-metragem traz imagens do Rio de Janeiro da época, incluindo o Corcovado, o bondinho do Pão de Açúcar e a praia de Copacabana.

 

A trilha sonora é assinada pelo maestro Radamés Gnatalli e as canções são interpretadas pelo próprio Mazzaropi.

 

Reprise. 92 min.

Classificação Indicativa: Livre

 

---

 

Quarta-feira, 22 de junho

 

Sessão Família – Uma Viagem Extraordinária

14h00, na TV Brasil

 

Título original: The Young and Prodigious T.S. Spivet. País: França e Canadá. Ano: 2013. Gênero: aventura, drama, fantasia. Direção: Jean-Pierre Jeunet. Elenco: Helena Bonham Carter, Robert Maillet, Callum Keith Rennie, Kyle Catlett, Judy Davis, Niamh Wilson, Jakob Davies, Rick Mercer.

 


T.S. Spivet (Kyle Catlett) é um garoto superdotado, apaixonado por cartografia. Quando ganha um prêmio científico importante, o menino de apenas 12 anos decide abandonar sua família em Montana, uma região rural, para atravessar sozinho os Estados Unidos, até chegar a Washington. O único problema é que o júri não sabe que o vencedor ainda é uma criança.

 

Pequeno gênio da ciência, T.S. Spivet conquista um importante concurso e decide empreender uma jornada para sair do rancho isolado e cruzar um longo trajeto pelos Estados Unidos. Ele não se interessa pelo reconhecimento científico, mas busca ser aceito pela própria família.

 

O menino mora numa pequena e isolada fazenda no estado de Montana, aos pés das Montanhas Rochosas, com a mãe Clair (Helena Bonham Carter), o pai (Callum Keith Rennie), a irmã mais velha Gracie (Niamh Wilson) e o irmão gêmeo Layton (Jakob Davies).

 

O filme é uma adaptação do romance de Reif Larsen sobre um menino gênio e sua peculiar família. O longa tem direção de Jean-Pierre Jeunet, cineasta responsável pelo sucesso cult "O Fabuloso Destino de Amélie Poulain" (2001).

 

Reprise. 105 min.

Classificação Indicativa: Livre

 

---

 

Quinta-feira, 23 de junho

 

Sessão Família – O Corintiano

14h00, na TV Brasil

 

País: Brasil. Ano: 1967. Gênero: comédia. Direção: Milton Amaral. Elenco: Amácio Mazzaropi, Elizabeth Marinho, Lúcia Lambertini, Carlos Garcia, Roberto Pirillo, Leonor Lambertini, Nicolau Guzzardi, Roberto Orosco.

 


Em "O Corintiano", Amacio Mazzaropi é 'Seu' Manuel, um barbeiro fanático pelo Corinthians Paulista. Ele é capaz das maiores loucuras para torcer pelo seu time do coração como andar com um burro preto e branco, bater boca com torcedores de times rivais, fazer promessas malucas e orações, passar por sofrimentos, xingar na arquibancada e comprar todos os jornais das bancas quando seu time perde.

 

Reprise. 98 min.

Classificação Indicativa: Livre

 

---

 

Quinta-feira, 23 de junho

 

Cine Retrô – Garota Enxuta

22h30, na TV Brasil

03h45, na TV Brasil (madrugada de quinta, dia 23/6, para sexta-feira, dia 24/6)

 

País: Brasil. Ano: 1959. Gênero: comédia musical. Direção: J.B. Tanko. Roteiro: Chico Anysio, Herbert Richers. Elenco: Ankito, Grande Otelo, Renato Restier, Agnaldo Rayol, Nelly Martins, Jaime Costa, Carlos Costa, Lílian Fernandes, Iracema de Alencar, Carlos Melo, Carlos Imperial.

 


Presidente da Fábrica de Automóveis Torpedo, Dr. Falcão (Jaime Costa), contrata a TV Carioca Canal 20, do Rio de Janeiro, e a TV Bandeirante, em São Paulo, para transmitir um programa musical de televisão patrocinado por sua empresa.

 

A atração "Torpedo Musical" vai contar a história do carro e da música e será apresentado por Otelo (Grande Otelo). A jovem Nelly (Nelly Martins), filha do Dr. Falcão, quer cantar no programa, mas seu pai não a autoriza.

 

Já que não tem a permissão dele, a moça busca outra alternativa para alcançar seu sonho quando conhece o esperto Popô (Ankito), funcionário da emissora. Ele pretende colocar no programa uma dupla sertaneja de anões, Cosme e Damião. Popô e seu irmão, Rafael (Agnaldo Rayol), decidem ajudar Nelly a se apresentar.

 

Lançado em 1959, o filme "Garota enxuta" tem direção de J.B. Tanko e roteiro de Chico Anysio. Os números musicais contam com interpretações de personalidades do próprio elenco como Grande Otelo, Agnaldo Rayol e Nelly Martins. Também tem participação de outros astros da época como Emilinha Borba, Ivon Cury, Trio Irakitan, Morgana, Agostinho dos Santos, Orlando Silva, Íris Bruzzi, entre outros.

 

Reprise. 102 min.

Classificação Indicativa: Livre

 

---

 

Sexta-feira, 24 de junho

 

Sessão Família – Peter Pan - À Procura do Livro do Nunca

14h00, na TV Brasil

 

Título original: Peter Pan: The Quest for the Never Book. País: Irlanda. Ano: 2018. Gênero: animação, fantasia, infantil. Direção: Chandrasekaran, Jake Paque.

 


O terrível Capitão Gancho ataca mais uma vez e rouba o Livro do Nunca, um tomo muito antigo que contém poderes mágicos. Ele deseja usá-lo para despertar terríveis criaturas na Terra do Nunca e destruir Peter Pan e seus amigos. Agora, Peter precisa mais uma vez salvar seu lar, sendo que a única forma de realizar esta tarefa é cumprindo com a profecia descrita no poderoso livro.

 

O dia mais longo do ano finalmente chegou na Terra do Nunca. As festividades já começaram e as comemorações estão em andamento. Para todos se divertirem, os jogos foram organizados para os meninos perdidos.

 

Cansado de derrotas, o Capitão Gancho percebe que essa ocasião pode virar a seu favor. Ele cria uma teia de planos perversos para fazer Peter Pan e seus amigos se renderem. O trapaceiro decide interferir nos perigos que espreitam nos pântanos amaldiçoados e no templo dourado.

 

Determinado a não ser derrotado, o vilão parece estar um passo à frente de Peter Pan neste momento. Então o filme revela o que poderia acontecer se finalmente o Capitão Gancho descobrisse uma maneira de destruir os voadores Sininho e Peter Pan.

 

Reprise. 90 min.

Classificação Indicativa: Livre

 

---

 

Sexta-feira, 24 de junho

 

Festival de Cinema – Z – A Cidade Perdida

22h30, na TV Brasil

03h45, na TV Brasil (madrugada de sexta-feira, dia 24/6, para sábado, dia 25/6)

 

Título original: The Lost City of Z. País: Estados Unidos. Ano: 2016. Gênero: ação, aventura e drama biográfico. Direção: James Gray. Roteiro: James Gray e David Grann. Elenco: Charlie Hunnam, Robert Pattinson, Sienna Miller, Tom Holland, Angus Macfadyen, Ian McDiarmid, Franco Nero.

 


O filme de aventura conta a história real do explorador britânico Percy Fawcett (Charlie Hunnam) que viaja para o coração da Amazônia no começo do século XX. O cartógrafo e ex-oficial do império britânico descobre evidências de uma civilização avançada desconhecida que pode ter habitado a região.

 

Apesar de ridicularizado pela comunidade científica, que considera as populações indígenas "selvagens", Fawcett está determinado a retornar à amada selva na tentativa de confirmar sua tese. A viagem culmina com seu misterioso desaparecimento em 1925.

 

A intrigante narrativa acompanha as desventuras e surpresas enfrentadas pelo pesquisador britânico na Floresta Amazônica em busca das inúmeras possibilidades existentes em um território pouco explorado pelo homem branco onde habitam povos indígenas afastados da civilização ocidental na época.

 

Durante a jornada, o protagonista conta com o apoio da esposa Nina Fawcett (Sienna Miller) e do filho Jack Fawcett (Tom Holland). A trama do filme ainda tem a participação do explorador Henry Costin (Robert Pattinson) que os ajuda nessa arriscada trajetória.

 

Dirigido por James Gray e baseado no livro homônimo de David Grann, o drama biográfico "Z - A Cidade Perdida" (2016) é estrelado por Charlie Hunnam, Tom Holland, Robert Pattinson e Sienna Miller.

 

Reprise. 141 min.

Classificação Indicativa: 14 anos

 

---

 

Sábado, 25 de junho

 

Cine Retrô – Jecão... Um fofoqueiro no céu

16h00, na TV Brasil

 

País: Brasil. Ano: 1977. Gênero: comédia. Direção: Amácio Mazzaropi e Pio Zamuner. Elenco: Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Paulo Greven, Dante Ruy, Gilda Valença, Denise Del Vecchio, Edgard Franco, Elizabeth Hartman, João Paulo, Leonor Navarro, Rose Garcia, Armando Paschoalim.

 


Jecão Espinheiro vê-se envolvido com problemas relacionados à sua sorte com dinheiro. Ele e o filho Martinho ganham na Loteria "Espiritiva" e vão para São Paulo receber o prêmio. Quando voltam para cidadezinha onde moram, são recebidos pela população fanfarra, faixa de boas-vindas e muita festa, mas também por olhos cobiçosos.

 

A fortuna desperta o interesse de um latifundiário da região, Chico Fazenda, que, com seus capangas, assalta Jecão e o mata. Graças às suas boas ações, Jecão vai parar no céu, um achado cenográfico bem ao estilo popular do caipira. Há no filme sequências impagáveis das sessões espíritas. Em uma delas, o protagonista volta à Terra para realizar seu próprio enterro, provocando confusão, medo e correria em praça pública.

 

Para desespero dos santos, toda vez que volta ao céu, Jecão promove bailinhos para animar os anjos e é punido pelo pecado da indisciplina. Diante das estripulias do Jecão no céu, realiza-se uma reunião de cúpula entre os santos para decidir sua sorte. Como ele não pode ficar mais lá, nem ser mandado para o inferno, o conselho decide-se pela única saída: a reencarnação.

 

Reprise. 98 min.

Classificação Indicativa: Livre

 

---

 

Sábado, 25 de junho

 

Cine Retrô – O Lamparina

21h00, na TV Brasil

 

País: Brasil. Ano: 1964. Gênero: comédia. Direção: Glauco Mirko Laurelli. Elenco: Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Manoel Vieira, Astrogildo Filho, Zilda Cardoso, Ana Maria Guimarães, Emiliano Queiroz, Carlos Garcia, Francisco de Souza, Rosemary Wong, Carla Diniz, Rafael Gallardo Tina, Agostinho Toledo, João Batista de Souza, David Cardoso, Francisco di Franco.

 


Em "O Lamparina", Amácio Mazzaropi interpreta Bernardino Jabá, um pacato homem do campo que para não se defrontar com o bando de cangaceiros de Zé Candiero acaba se disfarçando e é confundido com um deles.

 

Incrementando a farsa em que se encontrou, ele faz com que sua família inteira se passe por integrantes do seu bando e todos acabam indo parar no acampamento dos verdadeiros cangaceiros onde o "destemido" Lamparina vai ter que mostrar que é um cabra valente de verdade.

 

Depois de ficar preso um ano na cadeia, ele assusta os habitantes da cidade de Sororóca que pensavam que estava morto e que agora é uma "assombração". Com figurinos marcantes e direção de Glauco Mirko Laurelli, o longa tem no elenco, além de Mazzaropi, Geny Prado e Emiliano Queiroz.

 

Reprise. 91 min.

Classificação Indicativa: 10 anos

 

---

 

Domingo, 26 de junho

 

Sessão Família – Tainá - Uma Aventura na Amazônia

14h00, na TV Brasil

 

País: Brasil. Ano: 2000. Gênero: aventura, fantasia. Direção: Tânia Lamarca e Sérgio Bloch. Elenco: Eunice Baía, Caio Romei, Jairo Mattos, Branca Camargo, Betty Erthal, Luiz Carlos Tourinho, Alexandre Zacchia, Luciana Rigueira, Charles Paraventi.

 


Tainá (Eunice Baía), uma indiazinha de 8 anos, vive na Amazônia com seu velho e sábio avô Tigê (Ruy Polanah), que ensina à menina as lendas e as histórias de seu povo. Ela convive proximamente com a floresta e seus animais.

 

Ao longo de aventuras cheias de peripécias, ela conhece o macaco Catu ao salvá-lo das garras de Shoba (Alexandre Zacchia), um traficante de animais. Aos poucos, a jovem indígena torna-se uma guardiã da floresta. O novo amiguinho passa a ser seu companheiro após a morte do avô. Protegida por um amuleto deixado por Tigê, a garotinha segue na luta em defesa da selva.

 

Perseguida pela quadrilha de traficantes, Tainá foge e acaba conhecendo a bióloga Isabel (Branca Camargo) e seu filho Joninho (Caio Romei), um menino de dez anos que mora a contragosto na selva. O menino acompanha a mãe em suas pesquisas científicas.

 

Depois de um desentendimento inicial, o Joninho consegue superar os limites de garoto da cidade e ajuda Tainá a enfrentar os contrabandistas, que vendem animais para pesquisas genéticas no exterior. Juntos, os dois aprendem a lidar com os valores destes dois mundos: o da selva e o da cidade.

 

Reprise. 90 min.

Classificação Indicativa: Livre

 

---

 

Domingo, 26 de junho

 

Cine Retrô – O Trapalhão na Ilha do Tesouro

16h00, na TV Brasil

 

País: Brasil. Ano: 1974. Gênero: comédia. Direção: J. B. Tanko. Elenco: Renato Aragão, Dedé Santana, Eliane Martins, Mário Cardoso, Edson Guimarães, Rafael de Carvalho, Germano Filho, Zeni Pereira, Eduardo de Albuquerque, Jotta Barroso, Edson Farias, Amauri Guarilha, Eduardo Antônio.

 

Os pescadores Zé Cação (Renato Aragão) e Lula (Dedé Santana) descobrem o contrabando de uma perigosa quadrilha e passam a ser ameaçados pelos bandidos. No encalço do bando de criminosos também está o agente Carlos (Mário Cardoso), apaixonado pela jovem Diana (Eliane Martins). Os pescadores se tornam companheiros da bela moça e do galã na caçada.

 

A ação se desenrola na Pensão dos Pescadores, onde também vive o jovem garoto Pipo (Eduardo de Albuquerque). Certo dia, um misterioso Capitão (Rafael de Carvalho) hospeda-se na pensão e revela ao menino que possui um mapa secreto.

 

O clima esquenta no local com a chegada do pirata Long John Silver (Edson Guimarães). Ele está em busca de um fabuloso mapa de um suposto tesouro que estaria escondido numa ilha próxima, a "Ilha das Cabras".

 

Já dividido em duas partes, o mapa torna-se motivo de perseguições, em uma trama com muita adrenalina e bom humor. O documento é trocado de mãos ao longo da aventura. O mapa conduz até a ilha em que estaria enterrado o tesouro. Lá, piratas e contrabandistas são vencidos, a mocinha raptada é socorrida e Zé Cação encontra o tesouro.

 

Baseado no mote do clássico "A Ilha do Tesouro", do romancista Robert Louis Stevenson, também autor da célebre obra "O Médico e o Monstro", o filme obteve sucesso ao se inspirar no consagrado título da literatura infantojuvenil e alcançou mais de 3 milhões de espectadores na bilheteria do cinema nacional.

 

A versão dos comediantes para a saga inclui divertidas cenas ao longo da narrativa, hilárias sequências de ação e a graça ingênua que marcou a trajetória de Os Trapalhões, mesmo ainda sem a presença de Mussum e de Zacarias, nesta produção.

 

A fórmula do longa-metragem "O Trapalhão na Ilha do Tesouro" insere o humor pastelão típico da dupla Renato Aragão e Dedé Santana em coreografias engraçadas com as caricatas atuações que fizeram rir e conquistaram o público de todas as idades Brasil afora.

 

Reprise. 96 min.

Classificação Indicativa: Livre

 

---

 

Domingo, 26 de junho

 

Cine Nacional – Não se preocupe, nada vai dar certo!

23h00, na TV Brasil

 

País: Brasil. Ano: 2011. Gênero: comédia. Direção: Hugo Carvana. Elenco: Tarcísio Meira, Gregório Duvivier, Flávia Alessandra, Ângela Vieira, Mariana Rios, Herson Capri, Antonio Pedro, Guilherme Piva, Alice Borges, Maria Gladys, José Marinho, Lu Guimaldi, Hugo Carvana.

 

O humorista Lalau (Gregório Duvivier) viaja pelo interior do Brasil se apresentando em pequenas cidades com um show de piadas. O pai do comediante, Ramon Velasco (Tarcísio Meira), também é ator, participa do show e atua como empresário do filho.

 

Certo dia, Lalau recebe uma proposta milionária para usar seus talentos e fingir ser um famoso guru, em uma palestra motivacional. Em nome da grana, ele aceita a proposta rapidinho, mas algo não ocorre como o esperado e Lalau precisa mais uma vez da ajuda de seu pai, que, nas situações mais complicadas, solta o velho bordão: "Não se preocupe, nada vai dar certo".

 

Com direção do veterano ator e diretor Hugo Carvana, a comédia nacional é estrelada por Tarcísio Meira e Gregório Duvivier. Além dos protagonistas, o elenco do filme conta com Flávia Alessandra, Ângela Vieira, Mariana Rios e Herson Capri, entre outros.

 

Reprise. 99 min.

Classificação Indicativa: 12 anos

 

---

 

Domingo, 26 de junho

 

Cine Retrô – Zé do Periquito

03h30, na TV Brasil (madrugada de domingo, dia 26/6, para segunda-feira, dia 27/6)

 

País: Brasil. Ano: 1960. Gênero: comédia. Direção: Amácio Mazzaropi e Ismar Porto. Elenco: Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Roberto Duval, Nena Viana, Amélia Bittencourt.

 


Em "Zé do Periquito", Amácio Mazzaropi interpreta Genó, um tímido e pobre jardineiro de um colégio que se encanta por uma das alunas, Carmem. A jovem é filha de um empresário bem-sucedido que passa por dificuldades financeiras.

 

Para poder conquistar a moça, Genó deixa o emprego de jardineiro e vai para outra cidade onde trabalha com seu realejo em busca de dinheiro. O realejo fica famoso e, em pouco tempo, Genó consegue uma pequena fortuna.

 

As filmagens foram realizadas nos Estúdios da Vera Cruz, com locações em Santos. O longa conta ainda com números musicais de Mazzaropi, Agnaldo Rayol, Hebe Camargo, Cely Campello, Tony Campello, George Freedman, Paulo Molin e Carlão.

 

Reprise. 100 min.

Classificação Indicativa: 12 anos




Fonte: Fernando Lima Barros Chaves

Jornalista
Coordenação de Relações Institucionais
Presidência

AGENDA (Festivais, mostras, concursos)

EVENTOS (Teatro, música, audiovisual)

ARTES E ARTISTAS (EVENTOS, LANÇAMENTOS, CURSOS)

LITERATURA (Eventos, Lançamentos, Dicas de leitura)

CINECLUBES (PROGRAMAÇÃO, EVENTOS)

Arquivo do blog

Cloud Labels

especiais (102)