sexta-feira, 27 de novembro de 2020

Filmes TV Brasil - 28/11 a 6/12




Sábado (28)
18h – Cine Retrô: “Jeca e Seu Filho Preto” (1978) – comédia

Domingo (29)
11h – Sessão Família: “Bugigangue no Espaço” (2016) – aventura, animação
14h – Cine Nacional: “Billi Pig” (2012) - comédia

Segunda (30) 
22h30 / 2h30 – Cine Nacional: “O Palhaço” (2011) – drama, comédia
4h – Sessão Retrô: “Um Caipira em Bariloche” (1973) – comédia

Quarta (2) 
22h30 / 2h30 – Festival de Cinema: “Histórias que Só Existem Quando Lembradas” (2011) – drama

Quinta (3) – 22h30 / 2h30 – Cine Retrô: “Quem Roubou meu Samba” (1959) – comédia musical

Sexta (4)
22h30 / 2h30 – Cine Nacional: “Estradeiros” (2011) – documentário
Sessão Retrô: “Uma Pistola para Djeca” (1969) – comédia

Sábado (5) – 18h – Cine Retrô: “O Jeca e a Freira” (1968) – comédia

Domingo (6) 
 14h – Sessão Família: “Jill & Joy - O Segredo do Orfanato” (2017) – aventura, drama
 16h15 – Cine Nacional: “Menino Maluquinho 2, a Aventura” (1998) – comédia, aventura
4h – Sessão Retrô: “O Vendedor de Linguiça” (1962) – comédia


 Jeca e seu filho preto

Sábado, 28 de novembro, às 18h


Em “Jeca e seu filho preto”, o saudoso humorista Amácio Mazzaropi interpreta Zé, o pai de um rapaz (misteriosamente) negro. O fato nunca pareceu o atormentar, mas os outros se incomodam quando seu filho se enamora de uma moça branca, filha de um rico fazendeiro.

Em plenos anos 1970, Amácio Mazzaropi, com seu jeito simples, abordou no cinema a questão do preconceito racial.

104 min. Ano de estreia: 1978. Gênero: comédia. Direção: Pio Zamuner. Codireção: Berilo Faccio, com Amácio Mazzaropi, Mazzaropi, Geny Prado, Yara Lins, Elizabeth Hartman, Denise Assunção. Classificação Indicativa: 12 anos.

______

Bugigangue no Espaço

Domingo, 29 de novembro, às 11h


Quando o vilão alienígena Gana Gobler toma o poder da Confederação, sete alienígenas desajeitados conseguem escapar do cerco, mas sua espaçonave cai na Terra, ao lado da sede de um clube restrito a sete amigos, que aguardam algum acontecimento divertido para mudar sua rotina. Juntos, eles embarcam em uma emocionante aventura espacial para restaurar a paz no universo.

Animação brasileira em computação gráfica, “BugiGangue no Espaço” foi realizada, escrita e produzida por Ale McHaddo.

90 min. Ano: 2016. País: Brasil. Gênero: aventura, animação. Direção: Ale McHaddo. Classificação: livre.

_______

Billi Pig

Domingo, 29 de novembro, às 14h

A aspirante atriz Marivalda (Grazi Massafera) tem sonhos com Billi, um porco de plástico que guarda desde a infância. Nas conversas com Marivalda, Billi insiste que ela deve abandonar o marido, Wanderley (Selton Mello), um corretor de seguros falido que, argumenta o porco, não consegue dar ela o merecido luxo na vida. Movida pelos conselhos de Billi, Marivalda dá um ultimato ao marido.

Desesperado por uma solução que preserve seu casamento, Wanderley bola um plano junto ao padre Roberval (Milton Gonçalves), que tem fama de milagreiro. Juntos, eles esperam obter ganhos junto ao traficante Boca (Otávio Muller), cuja filha se encontra em coma.

Realização da Bananeira Filmes, Billi Pig tem roteiro assinado por José Eduardo Belmonte, Ronaldo D'Oxum e direção de José Eduardo Belmonte. O longa-metragem conta com Selton Mello, Grazi Massafera, Milton Gonçalves, Preta Gil, Milhem Cortaz, Cássia Kis Magro e Léa Garcia no elenco.

98 min. Ano: 2012. País: Brasil. Gênero: comédia. Direção: José Eduardo Belmonte

______

O Palhaço
Segunda-feira, 30 de novembro, às 22h30 e 2h30

O circo itinerante de Valdemar (Paulo José) viaja de vila em vila pelo interior do Brasil. No picadeiro, Valdemar atua como o palhaço Puro Sangue, ao lado do filho, Benjamin (Selton Mello), que faz o palhaço Pangaré.
Sem qualquer documento além da certidão de nascimento, Benjamin nunca conheceu vida fora do circo. Para ele, ser palhaço nunca foi uma opção, mas uma condição inevitável da vida.
Ao começar a questionar sua capacidade de fazer as pessoas rirem e incerto quanto a seu lugar no mundo, Benjamin decide se rebelar. Ele quer descobrir o que há além da tenda do circo, correr riscos, conhecer pessoas e agarrar oportunidades. Então, com o pretexto de encontrar um ventilador e um amor, o jovem põe o pé na estrada. Na aventura, porém, conhece várias pessoas que lhe mostram outras possibilidades e o lembram de um sonho antigo: um dia ter um fã.
Em seu segundo longa-metragem como diretor, Selton Mello aborda em "O Palhaço" a busca por identidade e autoconhecimento. E a necessidade de se abrir mão do velho para abraçar o novo.
Aclamado por crítica e público, o filme conquistou prêmios no Festival de Cinema de Paulínia (2011), Prêmio ABC de Cinematografia (2012), Grande Prêmio Brasileiro de Cinema (2012), Tiburon International Film Festival (2012), Chicago International Festival (2012), entre outros. Em 2015, foi eleito pela Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine) um dos 100 melhores filmes brasileiros de todos os tempos.
88 min. Ano: 2011. País: Brasil. Gênero: Drama, comédia. Direção: Selton Mello. Roteiro: Selton Mello e Marcelo Vindicato.
______

Um Caipira em Bariloche

Segunda-feira, 30 de novembro, às 4h

(Madrugada de segunda para terça)


Fazendeiro ingênuo, Polidoro cai na conversa do genro e vende suas terras para um vigarista que engana a todos, inclusive sua própria esposa, uma argentina honesta e desiludida com o amor.

Por pura armação, os dois acabam indo parar em Bariloche e lá na neve, em meio a confusões e gargalhadas, o caipira começa a juntar os fatos e retorna para desmascarar os vilões.

A comédia promete muitas risadas e momentos de diversão, intriga e suspense para a plateia. O longa “Um caipira em Bariloche” foi uma das maiores bilheterias de toda a carreira do saudoso humorista Amácio Mazzaropi.

100 min. Ano: 1973. Gênero: comédia. Direção: Pio Zamuner e Amácio Mazzaropi, com Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Beatriz Bonnet, Ivan Mesquita, Carlos Valone. Classificação Indicativa: 14 anos.

____

Histórias que só existem quando lembradas”

Quarta, 2 de dezembro, às 22h30 e 2h30

Como em todos os dias, Madalena (Sonia Guedes) faz pão para o armazém do Antônio (Luiz Serra). Depois, segue sua rotina: atravessa o trilho onde o trem já não passa há anos, limpa o portão do cemitério trancado, ouve o sermão do padre Josias (Ricardo Merkin) e almoça com os outros velhos habitantes da cidade.

Vivendo da memória do marido morto, Madalena é acordada por Rita (Lisa Fávero), jovem fotógrafa que chega à cidade fantasma de Jotuomba, onde o tempo parece ter parado. A região fica no Vale do Paraíba (RJ), onde, nos anos 1930, as até então ricas fazendas de café foram à falência, derrubando a economia local.

Primeiro longa de ficção dirigido pela cineasta Julia Murat, filha da renomada de diretora Lucia Murat, o drama "Histórias que só existem quando lembradas" participou de mais de 80 festivais de cinema e conquistou mais de 30 prêmios nacionais e internacionais.

Com roteiro de Julia Murat, Maria Clara Escobar e Felipe Sholl, a coprodução de Brasil, Argentina e França foi inspirada no realismo fantástico latino-americano, em especial na obra de Gabriel García Márquez e Juan Rulfo.

97 min. País: Brasil, Argentina e França. Ano: 2011. Gênero: drama. Direção: Julia Murat. Elenco: Sonia Guedes, Lisa Fávero, Luiz Serra, Ricardo Merkin, Antônio dos Santos, Nelson Justiniano, Maria Aparecida Campos, Manoelina dos Santos, Evanilde Souza, Julião Rosa, Elias dos Santos, Pedro Igreja. Classificação indicativa: 10 anos.

____
Quem Roubou meu Samba
Quinta-feira, 3 de dezembro, às 22h30 e 2h30
Atanásio Cruz (Chuvisco) é um compositor de sambas que decide passar a perna em duas gravadoras rivais e vende-lhes, simultaneamente, os mesmos sambas.
Atanásio desaparece depois do golpe e passa a ser procurado pelos donos das gravadores, já cientes de sua malandragem.
Amigo de Atanásio, o atrapalhado detetive Leovegildo (Ankito) é contratado pela dona da Gravadora Aurora para procurá-lo no Morro da Navalhada. Já o proprietário da Gravapan, Tancredo (Humberto Catalano), envia para o mesmo lugar um grupo de capangas liderados por Secundino (Aurélio Teixeira).
Após muitas confusões, Atanásio perde a memória e é enviado ao hospital onde trabalha Iolanda (Nancy Wanderley), namorada de Leovegildo. Secundino e seus homens decidem raptar Atanásio no leito do hospital, mas Leovegildo os segue.
Com direção de José Carlos Burle, “Quem Roubou meu Samba” traz números musicais com participação dos intérpretes Angela Maria, Virginia Lane, Trio Irakitan, Marlene e Germano Mathias.
Inédito. Ano: 1959. País: Brasil. Gênero: comédia musical. Direção: José Carlos Burle.
_____

Estradeiros”

Sexta-feira, 4 de dezembro, às 22h30 e 2h30

O documentário “Estradeiros” registra os passos de uma “tribo” nômade que percorre grande parte do Brasil e também da América Latina.

Constituída por indivíduos de diversas origens, os integrantes do grupo vestem-se roupas precárias, quase sempre sujas, cabelos desgrenhados e andam quase sempre a pé. Os membros da tribo vendem suas artes em práticos mostruários de tecido que carregam por todos os lugares por onde passam.

O documentário interpreta a geografia, a organização política e social e a mitologia de uma tribo que não se reconhece como tal.

79 min. Classificação Indicativa: 14 anos. Ano de estreia: 2011. Gênero: documentário. Direção: Renata Pinheiro e Sergio Oliveira.

______

Uma Pistola para Djeca

Sexta-feira, 4 de dezembro, às 4h

(Madrugada de sexta para sábado)


Amácio Mazzaropi interpreta Gumercindo, homem pobre e honesto que tem sua filha seduzida pelo filho do fazendeiro. A garota fica grávida e o bebê vira motivo de chacotas por não ter pai.

O patrão acaba expulsando o trabalhador de suas terras e Gumercindo se une a fazendeiros vizinhos para o ajuste de contas. Agora, a justiça deve ser feita. Só será preciso que algum louco dê “Uma Pistola para Djeca.”

52 min. Ano: 1969. Gênero: comédia. Direção: Ary Fernandes, com Amácio Mazzaropi, Nello Pinheiro, Elizabeth Hartman, Patricia Mayo, Rogério Camara. Classificação Indicativa: 14 anos.

_____

O Jeca e a Freira

Sábado, 5 de dezembro, às 18h


Neste longa dirigido e protagonizado pelo humorista Mazzaropi, um senhor de terras responsabiliza-se pela educação da filha de um de seus colonos, em uma fazenda no Brasil do séc. XIX. Ele se afeiçoa à menina como se fosse sua própria filha.

Anos mais tarde, quando a jovem regressa do colégio em companhia de uma freira, o fazendeiro faz de tudo para que ela não reconheça seus verdadeiros pais.

102 min. Ano: 1968. Gênero: comédia. Direção: Amácio Mazzaropi, com Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Mauricio do Valle, Elizabeth Hartman, Carlos Garcia, Ewerton de Castro. Classificação indicativa: 12 anos.

_______

Jill & Joy - O Segredo do Orfanato

Domingo, 6 de dezembro, às 14h

Jill (Aava Merikanto) e Joy (Lilja Lehto) são duas meninas que vivem em um lugar especial chamado Rose Alley, em uma casa feita especialmente para elas. As duas costumam brincar no campo perto de onde moram.

Certo dia, um garoto chamado Pekki foge de um orfanato próximo e busca abrigo no jardim de Jill e Joy. Quando é descoberto por elas, o menino conta que a vida no orfanato não é nada boa. A situação ocorre por causa da rigorosa diretora da instituição.

Para ajudar Pekki e as demais crianças que residem no local, Jill e Joy reúnem seus amigos de Rose Alley para, juntos, salvarem o orfanato.

75 min. Ano: 2017. País: Finlândia. Título original: Onneli, Anneli ja Salaperäinen Muukalainen. Gênero: aventura, drama. Direção: Saara Cantell. Classificação Indicativa: Livre.

________________

Menino Maluquinho 2

Domingo, 6 de dezembro, às 16h15

Maluquinho vai passar férias na casa do avô, Tônico (Stênio Garcia), um inventor que mora em uma pequena comunidade do interior de Minas Gerais. Eles desejam preparar uma festa pelo centenário da cidade, mas o prefeito (Nelson Dantas) recusa-se a colaborar.

Amigos de Maluquinho, Junim (Samuel Brandão), Lucio (Cauã Bernard Souza), Bocão (João Romeu Filho) e Nina (Fernanda Guimarães) aparecem para ajudá-lo a arrecadar fundos para os festejos.

O grupo acaba encontrando a entidade Tatá-Mirim (Antônio Pedro), que aparece sob o semblante de uma labareda e acaba fazendo a comunidade acreditar que está sendo invadida pela Diabo.

85 min. Ano: 1998. País: Brasil. Gênero: Comédia, aventura. Direção: Fernando Meirelles.

______

O Vendedor de Linguiça

Domingo, 6 de dezembro, às 4h

(Madrugada de domingo para segunda)


Na comédia musical “O Vendedor de Linguiça”, Mazzaropi é um vendedor que tem que se esforçar para conquistar a freguesia. Em meio a problemas com a família, vizinhos e cachorros (que adoram roubar suas linguiças), ele vive diversas situações inusitadas e cômicas.

Entre as canções do filme estão o “O Linguiceiro” e “Mocinho Lindo”, interpretadas por Mazzaropi; “Olhar de saudade”, interpretada por Pery Ribeiro; “Não ponha a mão”, por Elza Soares; e “Poema do adeus”, por Miltinho.

Ano: 1962. Gênero: comédia musical. Direção: Glauco Mirko Laurelli. Argumento e produção: Amácio Mazzaropi. Classificação: 12 anos.


FONTE: RICARDO RIBEIRO/ TV BRASIL



SHARE THIS

0 comentários:

AGENDA (Festivais, mostras, concursos)

EVENTOS (Teatro, música, audiovisual)

ARTES E ARTISTAS (EVENTOS, LANÇAMENTOS, CURSOS)

LITERATURA (Eventos, Lançamentos, Dicas de leitura)

CINECLUBES (PROGRAMAÇÃO, EVENTOS)

Arquivo do blog

Cloud Labels

especiais (95)