terça-feira, 20 de outubro de 2020

FILHO DE BOI SERÁ EXIBIDO NA MOSTRA INTERNACIONAL DE CINEMA DE SÃO PAULO

 


Depois de passar por prestigiados festivais internacionais,
 Filho de Boi será exibido no Brasil. O longa baiano foi selecionado para a 44ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, que acontece de 22 de outubro a 4 de novembro, em versão majoritariamente on-line e disponível para todo Brasil. Os títulos serão exibidos em três plataformas (a Mostra Play, o Sesc Digital e a Spcine Play) e em dois cinemas ao ar livre na cidade de São Paulo: o Belas Artes Drive-In e o CineSesc Drive-in.


Filho de Boi foi realizado pelo coletivo Plano 3 Filmes, formado por Paula Gomes, Haroldo Borges, Ernesto Molinero e Marcos Bautista, mesma equipe criadora de Jonas e o Circo Sem Lona,que ocupam diferentes funções no novo projeto. A direção é assinada por Haroldo Borges. No centro da história está um menino dividido entre ficar em casa com seu pai autoritário ou ir embora com um novo amigo, o palhaço do circo. O filme reflete sobre como se tecem os afetos num ambiente de masculinidade, pensando o machismo nos dias de hoje, a partir da relação entre esses três homens, que têm olhares muito distintos sobre a vida.  

“Filho de Boi é um filme sobre raízes, que lança luz sobre as relações no sertão, esse território que normalmente é reconhecido como um lugar de fuga. Mas ficar, às vezes, exige mais coragem do que partir”, diz Haroldo Borges.

O elenco traz Jonas Laborda (Jonas e o Circo sem Lona), atores profissionais como Luiz Carlos Vasconcelos e Vinicius Bustani, revelação do teatro baiano, vários palhaços de pequenos circos itinerantes da Bahia, que no filme, não interpretam personagens que são palhaços, além de atores naturais. “O trabalho com os atores foi uma verdadeira maratona. João, o protagonista, foi o último candidato que conhecemos dos 1500 meninos que entrevistamos durante a pesquisa; todos de escolas públicas; todos do sertão. Começamos procurando por um perfil específico que tínhamos no roteiro. Mas ao ir conhecendo esses meninos, resolvemos nos deixar levar por suas histórias. Até que conhecemos João. Tímido, falando baixinho... Um menino de alma entranhada! O mais improvável para viver um protagonista. Mas foi essa improbabilidade que nos cativou”, complementa o diretor.

A preparação começou dois meses antes do início das filmagens, onde equipe e elenco começaram a conviver em um grande espaço laboratorial de experimentação e investigação coordenado por Fátima Toledo. Ninguém leu o roteiro e tudo foi transmitido oralmente, construindo assim o trabalho de atuação. 

O longa será lançado nos cinemas pela Olhar Distribuição em 2021.

Ficha técnica:

2019  | Brasil | Drama | 91 min. 

Direção: Haroldo Borges; Co-Direção: Ernesto Molinero; Roteiro: Haroldo Borges e Paula Gomes; Direção de Arte: Marcos Bautista; Preparação de Elenco: Fátima Toledo; Produção de Elenco: Milena Pinheiro; Direção de Fotografia: Remo Albornoz; Montagem: Andrea Kleinman e Juliano Castro. Desenho de Som: Vitor Coroa. Elenco:  João Pedro Dias, Vinicius Bustani, Luiz Carlos Vasconcelos e outros; Distribuidora: Olhar Distribuição.

Sinopse: João tem 13 anos e mora no sertão baiano. O vínculo com seu pai foi rompido e ele não tem amigos. João quer fugir daquele lugar e um dia surge a oportunidade quando um pequeno circo chega à cidade.

Sobre a Olhar Distribuição

A Olhar Distribuição nasceu do desejo de buscar a pluralidade de experiências, de visões de mundo, de mostrar a diversidade que existe no contexto em que vivemos. Cada filme tem um universo próprio, repleto de cores, texturas, sorrisos, dilemas e culturas singulares. Nosso objetivo é respeitar cada obra e transpor as fronteiras que limitam os mundos ficcionais e  reais, e levando-as a outros olhares, cercados de realidades distintas, a fim de sensibilizar e provocar a reflexão. 

Os filmes já distribuídos pela Olhar são: “Meu Corpo é Político”, “A gente”, “Ferrugem”, “Homem Livre”, “António Um Dois Três”, “Eleições”, “Dias Vazios”, “A parte do mundo que me pertence”, “Rafiki”, “Fernando”, “Meu Nome é Daniel”, “Nóis por Nóis”, “Alice Júnior”, “Zona Árida”.

Assessoria de Imprensa:
Karina Almeida/ Genco Assessoria

SHARE THIS

0 comentários:

Latest Posts

Cloud Labels

especiais (79)