domingo, 28 de abril de 2019

'O Anjo’, dirigido por Luis Ortega e produzido por Almodóvar, continua em cartaz


Baseado na história real de Carlos Robledo Puch – que foi preso quando ainda era adolescente e permanece encarcerado há mais de 46 anos –, o thriller argentino “O Anjo” continua em cartaz nos cinemas. Protagonizado pelo jovem estreante Lorenzo Ferro e por Chino Darín, o filme conta uma história de cumplicidade, crimes e perseguições policiais na Buenos Aires dos anos 70. 

Com direção de Luis Ortega e produzido pelo cineasta espanhol Pedro Almodóvar, o filme tem no elenco Cecilia Roth, Mercedes Morán, Luis Gnecco e Peter Lanzani, entre outros. A distribuição no Brasil é da Pagu Pictures.

“O Anjo” foi o representante oficial da Argentina no Oscar 2019, além de ter sido selecionado para a Mostra Um Certain Régard, do Festival de Cannes, em 2018, quando também participou do Festival de San Sebastián e de Toronto. Ainda no ano passado, integrou as programações do Festival do Rio e da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. Por sua atuação, Lorenzo Ferro ganhou os prêmios de melhor ator no Festival de Havana e Fenix de 2018, além de ter sido indicado para o Prêmio Platino 2019, na mesma categoria.

Sinopse
Carlitos é um adolescente que faz sucesso com seus cabelos loiros e o jeito de galã de cinema. Desde menino, cobiçava as coisas de outras pessoas, mas foi no início da adolescência que descobriu seu verdadeiro talento para roubar. Quando conhece Ramon em sua nova escola, embarca com ele em uma jornada de descobertas, amor e crime. Por causa de sua aparência angelical, Carlitos passa a ser conhecido como “O Anjo da Morte”.

Ficha técnica
Título Original: El Ángel
Direção: Luis Ortega
Elenco: Lorenzo Ferro, Chino Darín, Daniel Fanego, Mercedes Morán, Luis Gnecco, Peter Lanzani e Cecilia Roth
Produção: Pedro Almodóvar
Gênero: Thriller Biográfico
Nacionalidades: Argentina, Espanha
Classificação: 16 anos
Duração: 118 minutos



Sobre a Pagu Pictures
Fundada em 2017 por amantes do cinema, a Pagu Pictures é uma distribuidora inovadora que acredita que cada filme é feito para as pessoas que, sem saber, esperavam por ele. Em seu primeiro ano de vida, lançou grandes filmes brasileiros, destacando-se “Gabriel e a Montanha”, de Fellipe Barbosa, único filme brasileiro no Festival de Cannes de 2017, e “On Yoga: Arquitetura da Paz”, de Heitor Dhalia. A Pagu existe para levar cada um de seus filmes às pessoas que desejam esse encontro, seja onde for, seja no formato que for, mas que fundamentalmente acredita que é na sala de projeção que o filme explode inesquecível. O Cinema brasileiro vive!



SHARE THIS

0 comentários:

Popular Posts

Cloud Labels

especiais (77)