sexta-feira, 18 de novembro de 2022

TV BRASIL: Programação de 18 a 27 de novembro

 



- Sexta (18) – 14h00 – Sessão Família: Encantado (2019) – Fantasia/Animação

- Sexta (18) – 22h30/03h45 – Cine Nacional: Capitães da Areia (2011) – Aventura

- Sábado (19) – 16h00/02h15 – Cine Retrô: Betão Ronca Ferro (1971) – Comédia

- Sábado (19) – 21h00/04h00 – Cine Retrô: Jeca Tatu (1959) – Comédia

- Domingo (20) – 14h00 – Sessão Família: Tainá – Uma Aventura na Amazônia (2000) – Aventura

- Domingo (20) – 16h00 – Cine Nacional: Eu Sou Brasileiro (2019) – Drama

- Domingo (20) – 03h30 – Cine Retrô: Jecão... Um Fofoqueiro No Céu (1977) – Comédia


- Segunda (21) – 14h00 – Sessão Família: O Jardim Secreto (2017) – Drama/Fantasia/Infantil

- Segunda (21) – 22h00 – Cine Retrô: Roberto Carlos a 300 Quilômetros por Hora (1971) – Aventura/Musical

- Segunda (21) – 03h45 – Cine Retrô: Betão Ronca Ferro (1971) – Comédia

- Terça (22) – 14h00 – Sessão Família: Sobre Rodas (2017) – Drama

- Terça (22) – 22h30/03h45 – Cine Retrô: Uma Pistola para Djeca (1969) – Comédia

- Quarta (23) – 14h00 – Sessão Família: A Cidade das Crianças (2008) – Aventura

- Quinta (24) – 14h00 – Cine Retrô: Jecão... Um Fofoqueiro no Céu (1977) – Comédia

- Quinta (24) – 22h30/03h45 – Cine Retrô: Os Três Cangaceiros (1958) – Comédia

- Sexta (25) – 14h00 – Sessão Família: Big Pai, Big Filho (2017) – Animação

- Sexta (25) – 22h30/03h45 – Cine Nacional: Entre Idas e Vindas (2016) – Comédia Romântica

- Sábado (26) – 16h00/02h15 – Cine Retrô: Zé Do Periquito (1960) – Comédia

- Domingo (27) – 14h00 – Sessão Família: Zoom – Academia de Super-Heróis (2006) – Aventura

- Domingo (27) – 16h00 – Festival de Cinema: Florence – Quem É Essa Mulher (2016) – Drama Biográfico/Comédia

- Domingo (27) – 23h00 – Cine Doc: Vai Guarulhos – O Filme (2017) – Documentário

- Domingo (27) – 03h30 – Cine Retrô: Betão Ronca Ferro (1971) – Comédia



___________________________


Filmes da TV Brasil de 14 a 20 de novembro de 2022

 


Sexta, 18 de novembro

Sessão Família: Encantado

14h00, na TV Brasil

 

Título original: Charming. País: Canadá. Ano: 2019. Gênero: animação, fantasia, comédia. Direção: Ross Venokur.

 

No dia de seu batizado, o Príncipe Felipe Encantado é amaldiçoado pela bruxa Morgana com um feitiço que faz com que todas as mulheres do reino se apaixonem por ele até que um dia em que não será amado por mais ninguém.

 

A animação resgata as histórias de contos de fadas quando Branca de Neve, Cinderela e Bela Adormecida descobrem que todas elas são encantadas pelo mesmo Príncipe. Elas ficam perdidamente apaixonadas assim que o veem.

 

O Príncipe Encantado deve embarcar em uma viagem épica em busca de sua essência. Caso ele não encontre sua real alma gêmea antes de completar 21 anos de idade, todo o amor que Felipe conhece desaparecerá e existe no reino desaparecerá para sempre.

 

O encanto só pode ser rompido com um beijo de amor verdadeiro. Assim, quebrar a maldição de Morgana será bastante difícil diante de tamanha adoração. Para cumprir o desafio em três etapas, Felipe encontra apoio na ladra Leonora Quinonez, que está imune ao seu galanteio e se traveste de homem para ajudá-lo.

 

Reprise. 85 min.

Classificação Indicativa: Livre

-----

 

Sexta, 18 de novembro

Cine Nacional: Cine Nacional: Capitães da Areia

22h30, na TV Brasil

03h45, na TV Brasil (madrugada de sexta, dia 18/11, para sábado, dia 19/10)

 

País: Brasil. Ano: 2011. Gênero: Aventura, Drama. Direção: Cecília Amado. Elenco: Jean Luís Amorim, Ana Graciela, Robério Lima, Israel Gouvêa, Paulo Abade, Jordan Mateus, Felipe Duarte.

 

Pedro Bala (Jean Luís Amorim), Professor (Robério Lima), Gato (Paulo Abade), Sem Pernas (Israel Gouvêa) e Boa Vida (Jordan Mateus) são adolescentes abandonados por suas famílias. Eles são obrigados a lutar para sobreviver nas ruas de Salvador e crescem na comunidade do Trapiche junto com outros rapazes da mesma faixa etária.

 

Os jovens praticam uma série de assaltos, o que faz com que sejam constantemente perseguidos pela polícia. Um dia Professor conhece Dora (Ana Graciela) e seu irmão Zé Fuinha (Felipe Duarte). Os dois também vivem nas ruas da cidade.

 

O rapaz leva os novos amigos até o Trapiche, o que desencadeia a excitação dos demais garotos, que não estão acostumados à presença de uma mulher no local. Pedro consegue acalmar a situação e permite que Dora e o irmão fiquem por algum tempo. Só que, aos poucos, nasce o afeto entre o líder dos Capitães da Areia e a moça que acabou de integrar o bando.

 

Personagens marcantes da obra de Jorge Amado, os jovens da trama habitam eternamente na memória do público. Mais atual do que nunca, a história emociona e inspira de forma profunda. Adaptação do romance homônimo de Jorge Amado, um dos livros mais vendidos do autor baiano, o filme é o primeiro longa-metragem com direção da cineasta Cecília Amado, neta do escritor.

 

Reprise. 96 min.

Classificação Indicativa: 14 anos

----------

 

Sábado, 19 de novembro

Cine Retrô: Betão Ronca Ferro

16h00, na TV Brasil

02h15, na TV Brasil (madrugada de sábado, dia 19/11, para domingo, dia 20/11)

 

Ano: 1971. Gênero: Comédia. Direção: Geraldo Afonso Miranda. Elenco: Amácio Mazzaropi, Dilma Lóes, Roberto Pirillo, Geny Prado, Araken Saldanha.

 

Em "Betão Ronca Ferro", o comediante Amácio Mazzaropi presta uma justa homenagem aos artistas mambembes e a sua origem no circo. Mesmo depois da fama, o ator nunca deixou de frequentar os picadeiros Brasil afora.

 

Na trama, o humorista interpreta um empregado de circo que tem o ofício ameaçado quando a filha (Dilma Lóes) deixa o mundo dos espetáculos para se casar com um jovem muito rico (Roberto Pirillo), contra a vontade da família dele.

 

O pai dela (Amácio Mazzaropi) acaba pegando dinheiro emprestado com a família do genro (Araken Saldanha) e compra o circo onde trabalhava. Assim, ele passa a perambular de cidade em cidade.

 

O título da comédia faz alusão à revolucionária telenovela "Beto Rockfeller", um fenômeno daqueles tempos. "Betão Ronca Ferro" retrata a dura realidade dos artistas de circo, principalmente na concorrência entre um circo de grande porte e um menor. Na época, os animais ainda podiam ser atrações no picadeiro. Amácio Mazzaropi também aborda a moda da época, como a minissaia e a calça pantalona.

 

Reprise. 100 min.

Classificação Indicativa: Livre

-----

 

Sábado, 19 de novembro

Cine Retrô: Jeca Tatu

21h00, na TV Brasil

04h00, na TV Brasil (madrugada de sábado, dia 19/11, para domingo, dia 20/11)

 

País: Brasil. Ano: 1959. Gênero: Comédia. Direção: Milton Amaral. Elenco: Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Roberto Duval, Marlene França, Nicolau Guzzardi, Nena Viana.

 

Inspirado no personagem de Monteiro Lobato, Jeca Tatu é um caipira muito preguiçoso que vive em uma cidade do interior de São Paulo com sua esposa e filha.

 

Jeca é um roceiro ocioso de dar dó, mas essa indolência está com os dias contatos, pois seu ranchinho está ameaçado pela ganância de latifundiários sem coração. Agora, o protagonista vai precisar colocar em prática todo seu jeito matreiro para conseguir seu cantinho de terra.

 

Clássico da filmografia de Amácio Mazzaropi, o filme é uma declarada homenagem ao conterrâneo Monteiro Lobato, criador do personagem homônimo na obra "Urupês".

 

Na trama, Mazzaropi trata com singeleza a figura do homem do campo e a questão da reforma agrária.

 

Reprise. 100 min.

Classificação Indicativa: 14 anos

---------

 

Domingo, 20 de novembro

Sessão Família: Tainá – Uma Aventura na Amazônia

14h00, na TV Brasil

 

País: Brasil. Ano: 2000. Gênero: Aventura, Fantasia. Direção: Tânia Lamarca e Sérgio Bloch. Elenco: Eunice Baía, Caio Romei, Jairo Mattos, Branca Camargo, Betty Erthal, Luiz Carlos Tourinho, Alexandre Zacchia, Luciana Rigueira, Charles Paraventi.

 

Tainá (Eunice Baía), uma indiazinha de 8 anos, vive na Amazônia com seu velho e sábio avô Tigê (Ruy Polanah), que ensina à menina as lendas e as histórias de seu povo. Ela convive proximamente com a floresta e seus animais.

 

Ao longo de aventuras cheias de peripécias, ela conhece o macaco Catu ao salvá-lo das garras de Shoba (Alexandre Zacchia), um traficante de animais. Aos poucos, a jovem indígena torna-se uma guardiã da floresta. O novo amiguinho passa a ser seu companheiro após a morte do avô. Protegida por um amuleto deixado por Tigê, a garotinha segue na luta em defesa da selva.

 

Perseguida pela quadrilha de traficantes, Tainá foge e acaba conhecendo a bióloga Isabel (Branca Camargo) e seu filho Joninho (Caio Romei), um menino de dez anos que mora a contragosto na selva. O menino acompanha a mãe em suas pesquisas científicas.

 

Depois de um desentendimento inicial, o Joninho consegue superar os limites de garoto da cidade e ajuda Tainá a enfrentar os contrabandistas, que vendem animais para pesquisas genéticas no exterior. Juntos, os dois aprendem a lidar com os valores destes dois mundos: o da selva e o da cidade.

 

Reprise. 90 min.

Classificação Indicativa: Livre

-----

 

Domingo, 20 de novembro

Cine Nacional: Eu Sou Brasileiro

16h00, na TV Brasil

 

País: Brasil. Ano: 2019. Gênero: Drama. Direção: Alessandro Barros. Elenco: Daniel Rocha, Fernanda Vasconcellos, Cristiana Oliveira, Letícia Spiller, Zezé Motta, Marcella Rica, Felipe Folgosi, Marcelo Argenta, Márcia Manfredini, Ivan Mendes, João Vitti, Thales Miranda

 

Léo é um jogador de futebol excepcional, órfão de pai, vive com a mãe (costureira da comunidade), querido por seus amigos, possui todas as qualidades para ser o ídolo de um grande CLUBE. Seu sonho é jogar num time internacional e proporcionar condições melhores de vida, principalmente para sua mãe. Ele faz "bicos" para ganhar uns trocados e treina pelo time de sua cidade, também dá aulas para crianças, tendo uma forte ligação com todos à sua volta. Ignora o amor de sua jovem vizinha e namora uma típica "Maria Chuteira" - Numa partida classificatória municipal, um importante olheiro (trazido por seu agente), acompanha o jogo. Será a grande oportunidade de sua vida. Mas, um acidente acaba com a sua carreira. Passam-se sete anos. Agora, pai de um pequeno garoto de cinco anos, casado com sua vizinha, supera dia a dia a depressão pela perda de sua mãe. Com incentivo de uma Professora, e - lutando pela sobrevivência diária - inspira-se em sua esposa/filho, transpondo suas experiências para a escrita, se tornando um grande escritor campeão de vendas. O futebol foi apenas um capítulo. Quando menos se espera, Léo se depara novamente com uma grande escolha.

-----

 

Domingo, 20 de novembro

Cine Retrô: Jecão... Um Fofoqueiro no Céu

03h30, na TV Brasil (madrugada de domingo, dia 20/11, para segunda, dia 21/11)

 

País: Brasil. Ano: 1977. Gênero: Comédia. Direção: Amácio Mazzaropi e Pio Zamuner. Elenco: Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Paulo Greven, Dante Ruy, Gilda Valença, Denise Del Vecchio, Edgard Franco, Elizabeth Hartman, João Paulo, Leonor Navarro, Rose Garcia, Armando Paschoalim.

 

Jecão Espinheiro vê-se envolvido com problemas relacionados à sua sorte com dinheiro. Ele e o filho Martinho ganham na Loteria "Espiritiva" e vão para São Paulo receber o prêmio. Quando voltam para cidadezinha onde moram, são recebidos pela população fanfarra, faixa de boas-vindas e muita festa, mas também por olhos cobiçosos.

 

A fortuna desperta o interesse de um latifundiário da região, Chico Fazenda, que, com seus capangas, assalta Jecão e o mata. Graças às suas boas ações, Jecão vai parar no céu, um achado cenográfico bem ao estilo popular do caipira. Há no filme sequências impagáveis das sessões espíritas. Em uma delas, o protagonista volta à Terra para realizar seu próprio enterro, provocando confusão, medo e correria em praça pública.

 

Para desespero dos santos, toda vez que volta ao céu, Jecão promove bailinhos para animar os anjos e é punido pelo pecado da indisciplina. Diante das estripulias do Jecão no céu, realiza-se uma reunião de cúpula entre os santos para decidir sua sorte. Como ele não pode ficar mais lá, nem ser mandado para o inferno, o conselho decide-se pela única saída: a reencarnação.

 

Reprise. 98 min.

Classificação Indicativa: Livre


_______



Segunda, 21 de novembro

Sessão Família: O Jardim Secreto

14h00, na TV Brasil

 

Título original: The Secret Garden. País: EUA. Ano: 2017. Gênero: Drama, Fantasia, Infantil. Direção: Owen Smith. Roteiro: Frances Hodgson Burnett. Elenco: Glennellen Anderson, Amanda Waters, Erin Leigh Bushko, Max River, Sacha A. Dzuba, Mark Ashworth, Hannah Fierman, Paden Garrett Anderson, Michael Vaughn.

 

Mary Lennox (Glennellen Anderson) conhece personagens maravilhosos nessa trama que atualiza o clássico. Um deles é Martha Sowerby (Amanda Waters) que a jovem encontra quando chega à fábrica de Archibald Craven (Michael Vaughn).

 

Há uma tragédia associada à fábrica: Lily (Hannah Fierman), a esposa de Craven, morreu alguns anos atrás. O viúvo permite que apenas algumas das caldeiras sejam acesas, deixando a fábrica fria. Sua esposa adorava o local quando estava viva e trabalhou em criações maravilhosas e mágicas em seu "jardim secreto".

 

Em pouco tempo, Mary explora a fábrica e fica intrigada quando se depara com o jardim misterioso. Ela está convencida de que há muito mais no jardim do que aparenta.

O filme é uma adaptação do clássico romance homônimo de Frances Hodgson Burnett. No conto de fadas, a adolescente órfã Mary Lennox descobre a magia e o mistério de um jardim secreto.

 

Reprise90 min.

Classificação Indicativa: 12 anos

-----

 

Segunda, 21 de novembro

Cine Retrô: Roberto Carlos a 300 Quilômetros por Hora

22h00, Na TV Brasil

 

País: Brasil. Ano: 1971. Gênero: Aventura, Musical. Direção: Roberto Farias. Roteiro: Bráulio Pedroso e Roberto Farias. Elenco: Roberto Carlos, Erasmo Carlos, Raul Cortez, Mário Benvenuti, Libânia Almeida, Cristina Martinez, Antônio Carlos Avallone, José Renato Catapani, Joberte dos Santos, Olga Mary Hanada,

Cacilda Rita de Jesus, Beatriz Assumpção, Irina Ostasevic, Zélia Borges, Rita Olívia Veloso, Wanda Reiff, Reginaldo Faria, Flávio Migliaccio, Otelo Zeloni, Walter Forster.

 

Lalo (Roberto Carlos) e Pedro (Erasmo Carlos) são mecânicos que trabalham na oficina de Rodolfo (Raul Cortez), piloto de fama internacional no automobilismo. Lalo é fã de corridas e Pedro domina várias técnicas de pilotagem. Os dois utilizam carros de clientes para dirigir sem o conhecimento do patrão.

 

Pressionado pela namorada Luciana (Libânia Almeida) e pela imprensa, Rodolfo decide participar da Copa Brasil, prova a ser realizada no Autódromo de Interlagos. O experiente piloto não corre desde um acidente que o deixou abalado. Para competir, o veterano financia a construção de um moderno protótipo.

 

Já a dupla Lalo e Pedro segue a rotina de trabalho na concessionária sempre em busca de uma chance para guiar um veículo potente. Luciana costuma visitar a oficina para ver o amado e em uma dessas idas ao local, Lalo e ela se conhecem.

 

Depois das primeiras voltas, sob o olhar da jovem, Rodolfo reclama do carro e marca nova data para treinar. A sorte parece a favor dos mecânicos. Com o automóvel de um cliente e o auxílio do amigo Pedro, Lalo consegue ser veloz e bate o recorde da pista.

 

Em outro dia, Rodolfo tenta novamente dirigir. O piloto dá mais voltas na pista com o seu modelo exclusivo, mas sente um mau pressentimento e reconhece que ainda não superou o trauma. Irritado, ele briga com a namorada e viaja para afogar as mágoas na Europa.

 

Com a desistência do chefe, Pedro planeja colocar Lalo para correr no lugar do patrão na prova que será disputada no circuito paulista. Ele consegue evitar que a inscrição seja cancelada pela secretária Neusa (Cristina Martinez). Ainda convence os funcionários da oficina a não divulgarem a decisão à imprensa.

 

Ao se preparar para a corrida, Lalo experimenta o protótipo de Rodolfo, fabricado especialmente para a Copa Brasil. O tímido mecânico se apaixona pela jovem Luciana que acompanhava os treinos. A situação envolvendo a namorada do chefe deixa o protagonista em conflito emocional.

 

Com a ajuda do motorista Luigi (Flavio Migliaccio), que conduz um caminhão, Lalo e Pedro levam o carro novamente a Interlagos para treinar. O mecânico corre às escondidas durante a madrugada na pista de Interlagos para estar pronto para a competição.

 

No dia da prova, Lalo finge ser Rodolfo e alinha o carro no grid de largada. A suposta presença o astro causa grande alvoroço entre o público e os profissionais da imprensa. A farsa é descoberta apenas no decorrer da corrida. Pedro informa a identidade do piloto à organização do GP.

 

Os dirigentes da Copa Brasil cogitam desclassifica-lo, mas reavaliam a medida ao observar o desempenho surpreendente do estreante. Com uma pilotagem arrojada, o mecânico tem uma performance incrível, ultrapassa os concorrentes e lidera a disputa para garantir a vitória. Luciana vai à festa de comemoração e celebra com o ganhador.

 

Estrelada por Roberto Carlos, Erasmo Carlos e Raul Cortez, a produção traz para o elenco uma série de personalidades da dramaturgia brasileira para realizar participações especiais na trama. A película conta com a brilhante atuação dos atores Reginaldo Faria, Flávio Migliaccio, Otelo Zeloni e Walter Forster.

 

O filme "Roberto Carlos a 300 km por hora" (1971) está entre as 65 maiores bilheterias do cinema brasileiro de todos os tempos com um público superior a 2,7 milhões de pessoas nas salas do circuito nacional na época de seu lançamento.

 

Com direção de Roberto Farias e roteiro de Bráulio Pedroso, o longa-metragem é o menos musical da trilogia de clássicos da sétima arte intitulados pelo 'rei ' e também é o único deles em que o artista não interpreta a si próprio. O artista vive um mecânico que trabalha em uma concessionária de carros.

 

Roberto Carlos gostaria de privilegiar a perspectiva como intérprete de um personagem em detrimento da performance como cantor e compositor. Ainda assim, a trilha sonora reúne clássicos da obra do ídolo como as músicas "De tanto amor" e "Todos estão surdos", ambas parcerias com o Tremendão.

 

As cenas de corrida foram realizadas durante a Copa Brasil no circuito de Interlagos. Roberto Carlos fez questão de acelerar os modelos Dodge Charger R/T e o Chrysler Avallone em Interlagos. A produção valoriza os trechos em que o artista dirige carros.

 

Essas movimentadas sequências com roco de motores e fumaça saindo dos pneus tiveram a assessoria técnica do piloto brasileiro Antônio Carlos Avallone. Com muita experiência em corridas e carreira internacional em modalidades do automobilismo, ele trouxe contribuições técnicas para a filmagem.

 

O esportista inclusive interpretou o papel de Pietro Antonioni, piloto italiano impaciente que era o maior rival, nas pistas, do protagonista Lalo, vivido por Roberto Carlos. Os personagens disputaram a liderança na prova com muita garra e força no braço para controlar os veículos na briga pela vitória.

 

Inédito100 min.

Classificação Indicativa: Livre

-----

 

Segunda, 21 de novembro

Cine Retrô: Betão Ronca Ferro

03h45, na TV Brasil (madrugada de segunda, dia 21/10, para terça, dia 22/11)

 

Ano: 1971. Gênero: Comédia. Direção: Geraldo Afonso Miranda. Elenco: Amácio Mazzaropi, Dilma Lóes, Roberto Pirillo, Geny Prado, Araken Saldanha.

 

Em "Betão Ronca Ferro", o comediante Amácio Mazzaropi presta uma justa homenagem aos artistas mambembes e a sua origem no circo. Mesmo depois da fama, o ator nunca deixou de frequentar os picadeiros Brasil afora.

 

Na trama, o humorista interpreta um empregado de circo que tem o ofício ameaçado quando a filha (Dilma Lóes) deixa o mundo dos espetáculos para se casar com um jovem muito rico (Roberto Pirillo), contra a vontade da família dele.

 

O pai dela (Amácio Mazzaropi) acaba pegando dinheiro emprestado com a família do genro (Araken Saldanha) e compra o circo onde trabalhava. Assim, ele passa a perambular de cidade em cidade.

 

O título da comédia faz alusão à revolucionária telenovela "Beto Rockfeller", um fenômeno daqueles tempos. "Betão Ronca Ferro" retrata a dura realidade dos artistas de circo, principalmente na concorrência entre um circo de grande porte e um menor. Na época, os animais ainda podiam ser atrações no picadeiro. Amácio Mazzaropi também aborda a moda da época, como a minissaia e a calça pantalona.

 

Reprise100 min.

Classificação Indicativa: Livre

----------

 

Terça, 22 de novembro

Sessão Família: Sobre Rodas

14h00, na TV Brasil

 

País: Brasil. Ano: 2017. Gênero: Drama, Aventura, Infantil. Direção e Roteiro: Mauro D’Addio. Elenco: Cauã Martins, Georgina Castro, Lara Boldorini.

 

A trama acompanha a história de Lucas (Cauã Martins), um menino de 13 anos que perde os movimentos das pernas após um acidente. Ele passa a depender de uma cadeira de rodas e assim que se recupera volta aos estudos. O rapaz chega a uma nova escola e faz amizade com Laís (Lara Boldorini).

 

A garota de 13 anos ajuda sua mãe na barraca de café da manhã numa parada de caminhões na pequena cidade em que vivem. A jovem sonha em conhecer o pai, um caminhoneiro que a abandonou ainda na infância.

 

Quando Lara descobre o possível paradeiro do pai, os dois amigos do colégio iniciam uma jornada inesperada e partem em uma viagem pelas estradas do interior do país. Durante a aventura, eles acabam conhecendo melhor um ao outro.

 

Primeiro longa do diretor e roteirista Mauro D’Addio, "Sobre Rodas" foi reconhecido como o Melhor Filme pelo público no TIFF Kids (Canadá). A produção nacional ainda foi agraciada no Chicago International Children’s Film Festival (EUA) e na Mostra Geração, no Festival do Rio, como Melhor Filme.

 

Reprise82 min.

Classificação Indicativa: Livre.

-----

 

Terça, 22 de novembro

Cine Retrô: Uma Pistola Para Djeca

22h30, na TV Brasil

03h45, na TV Brasil (madrugada de terça, dia 22/11, para quarta, dia 23/11)

 

País: Brasil. Ano: 1969. Gênero: Comédia. Direção: Ary Fernandes. Elenco: Amácio Mazzaropi, Nello Pinheiro, Elizabeth Hartman, Patricia Mayo, Rogério Camara.

 

Amácio Mazzaropi interpreta Gumercindo, um homem pobre e honesto que tem sua filha seduzida pelo filho do fazendeiro. A garota fica grávida, mas a criança é motivo de chacotas por não ter pai.

 

O patrão acaba expulsando o trabalhador de suas terras e Gumercindo se une aos fazendeiros vizinhos para o ajuste de contas. Agora a justiça deverá ser feita, só será preciso que algum louco dê "Um Pistola para Djeca".

 

Reprise90 min.

Classificação Indicativa: 14 anos

----------

 

Quarta, 23 de novembro

Sessão Família: A Cidade das Crianças

14h00, na TV Brasil

 

Título original: Les enfants de Timpelbach. País: França. Ano: 2008. Gênero: Aventura, Comédia, Infantil. Direção: Nicolas Bary. Elenco: Raphaël Katz, Adèle Exarchopoulos, Léo Legrand, Gérard Depardieu, Carole Bouquet.

 

Na vila de Timpelbach, as crianças passam os dias a aprontar travessuras, afrontar os adultos e resistir a qualquer forma de autoridade. Até que os pais decidem deixar a aldeia, a princípio por um dia, e deixam os jovens imaginarem que todos partiram numa viagem.

 

Quando as crianças se dão conta de que não existe um só adulto na vila, eles tomam conta de tudo, fazendo suas próprias leis. Uma aldeia sem adultos soa bem a todos. Mas agora dois grupos de crianças terão que disputar o controle do lugar.

 

Reprise95 min.

Classificação Indicativa: Livre

----------

 

Quinta, 24 de novembro

Cine Retrô: Jecão... Um Fofoqueiro no Céu

14h00, na TV Brasil

 

País: Brasil. Ano: 1977. Gênero: Comédia. Direção: Amácio Mazzaropi e Pio Zamuner. Elenco: Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Paulo Greven, Dante Ruy, Gilda Valença, Denise Del Vecchio, Edgard Franco, Elizabeth Hartman, João Paulo, Leonor Navarro, Rose Garcia, Armando Paschoalim.

 

Jecão Espinheiro vê-se envolvido com problemas relacionados à sua sorte com dinheiro. Ele e o filho Martinho ganham na Loteria "Espiritiva" e vão para São Paulo receber o prêmio. Quando voltam para cidadezinha onde moram, são recebidos pela população fanfarra, faixa de boas-vindas e muita festa, mas também por olhos cobiçosos.

 

A fortuna desperta o interesse de um latifundiário da região, Chico Fazenda, que, com seus capangas, assalta Jecão e o mata. Graças às suas boas ações, Jecão vai parar no céu, um achado cenográfico bem ao estilo popular do caipira. Há no filme sequências impagáveis das sessões espíritas. Em uma delas, o protagonista volta à Terra para realizar seu próprio enterro, provocando confusão, medo e correria em praça pública.

 

Para desespero dos santos, toda vez que volta ao céu, Jecão promove bailinhos para animar os anjos e é punido pelo pecado da indisciplina. Diante das estripulias do Jecão no céu, realiza-se uma reunião de cúpula entre os santos para decidir sua sorte. Como ele não pode ficar mais lá, nem ser mandado para o inferno, o conselho decide-se pela única saída: a reencarnação.

 

Reprise98 min.

Classificação Indicativa: Livre

-----

 

Quinta, 24 de novembro

Cine Retrô: Os Três Cangaceiros

22h30, na TV Brasil

03h45, na TV Brasil (madrugada de quinta, dia 24/11, para sexta, dia 25/11)

 

País: Brasil. Ano: 1958. Gênero: Comédia. Diretor: Victor Lima. Elenco: Ankito, Ronald Golias, Grande Otelo, Neide Aparecida, Átila Iório, Nelly Martins, Paulete Silva, Angelito Melo, Wilson Grey, Carlos Tovar.

 

A cidade de Desterro sofre o ataque do bando do cangaceiro Tranca-pés (Átila Iório). Dois covardes locais, Aristides Pelado (Ankito), o farmacêutico da Botica dos Aflitos, e Carlos Bronco (Ronald Golia), dentista e fotógrafo, amam a jovem Rosinha (Neide Aparecida), filha de um abastado fazendeiro.

 

A moça, porém, os despreza, porque gosta de homens valentes, como o misterioso personagem "Onça Vingadora", que combate sozinho os cangaceiros. Bronco e Aristides são amados secretamente por Zizi (Nelly Martins) e Marisa (Paulete Silva), que não se interessam por elas.

 

Bronco e Mundico (Grande Otelo), um mascate nordestino, são capturados pelos cangaceiros e, no momento em que serão enforcados, são salvos pela Onça Vingadora. Ambos se refugiam numa capela abandonada, onde também está escondido Aristides.

 

Eles entram em acordo sobre a única maneira de enfrentar os cangaceiros: vestir-se como eles e se misturar ao bando para descobrir o esconderijo. Entretanto, os verdadeiros cangaceiros chegam à capela e os tomando como companheiros, levam-nos no ataque à cidade de Desterro.

 

Durante o assalto, Rosinha é raptada. Os três falsos cangaceiros são presos e ameaçados de linchamento. Por acaso, eles são salvos por Zizi e Marisa. Elas se disfarçam de cangaceiras e os cinco vão no encalço do bando para resgatar Rosinha. Descoberto o esconderijo, eles conseguem libertar Rosinha, prendem os bandidos e é esclarecida a identidade da Onça Vingadora.

 

Reprise97 min.

Classificação Indicativa: Livre

----------

 

Sexta, 25 de novembro

Sessão Família: Big Pai, Big Filho

14h00, na TV Brasil

 

Título original: The Son of Bigfoot. País: Bélgica, França. Ano: 2017.  Gênero: Animação, Infantil. Direção: Jeremy Degruson, Ben Stassen.

 

Adam, um garoto de treze anos que não tem muitos amigos, parte em uma jornada ousada para desvendar o mistério por trás de seu pai, há muito desaparecido. Ele rapidamente descobre que seu pai não é outro senão o lendário Pé Grande, que se escondeu na floresta por anos para proteger a si mesmo e sua família da HairCo., uma empresa de grande porte ansiosa para realizar experimentos científicos com seu DNA especial.

 

Enquanto pai e filho começam a recuperar o tempo perdido, Adam logo descobre que ele também é dotado de super poderes inimagináveis. Porém, mal sabem eles que a HairCo. está prestes a encontrá-los, pois descobriu os rastros deixados por Adam ao longo do caminho.

 

Reprise92 min.

Classificação Indicativa: Livre

-----

 

Sexta, 25 de novembro

Cine Nacional: Entre Idas e Vindas

22h30, na TV Brasil

03h45, na TV Brasil (madrugada de sexta, dia 18/11, para sábado, dia 19/10)

 

País: Brasil. Ano: 2016. Gênero: Comédia Romântica. Direção: José Eduardo Belmonte. Elenco: Ingrid Guimarães, Alice Braga, Fábio Assunção, Rosanne Mulholland, Carolina Abras, João Assunção.

 

Afonso (Fábio Assunção) é um professor universitário separado que vive com o filho Benedito (João Assunção). Um dia, os dois resolvem fazer uma viagem juntos, mas enfrentam problemas quando o carro deles quebra.

 

A família é ajudada por quatro operadoras de telemarketing. Amanda (Ingrid Guimarães), Sandra (Alice Braga), Krisse (Rosanne Mulholland) e Cillie (Caroline Abras) decidem viajar pelo litoral quando encontram pai e filho pedindo carona à beira da estrada.

 

As moças levam os dois de volta a São Paulo. Só que Afonso acaba se apaixonando pela líder delas, Amanda. O que seria uma simples carona acaba se transformando em uma "road trip" repleta de acontecimentos inusitados e revelações pessoais.

 

Reprise100 min.

Classificação Indicativa: 12 anos

----------

 

Sábado, 26 de novembro

Cine Retrô: Zé Do Periquito

16h00, na TV Brasil

02h15, na TV Brasil (madrugada de sábado, dia 26/11, para domingo, dia 27/11)

 

País: Brasil. Ano: 1960. Gênero: Comédia. Direção: Amácio Mazzaropi e Ismar Porto. Elenco: Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Roberto Duval, Nena Viana, Amélia Bittencourt.

 

Em "Zé do Periquito" (1960), Amácio Mazzaropi interpreta Genó, um tímido e pobre jardineiro de um colégio que se encanta por uma das alunas, Carmem. A jovem é filha de um empresário bem-sucedido que passa por dificuldades financeiras.

 

Para poder conquistar a moça, Genó deixa o emprego de jardineiro e vai para outra cidade onde trabalha com seu realejo em busca de dinheiro. O realejo fica famoso e, em pouco tempo, Genó consegue uma pequena fortuna.

 

As filmagens foram realizadas nos Estúdios da Vera Cruz, com locações em Santos. O longa conta ainda com números musicais de Mazzaropi, Agnaldo Rayol, Hebe Camargo, Cely Campello, Tony Campello, George Freedman, Paulo Molin e Carlão.

 

Reprise100 min.

Classificação Indicativa: 12 anos

----------

 

Domingo, 27 de novembro

Sessão Família: Zoom – Academia de Super-Heróis

14h00, na TV Brasil

 

Título original: Zoom: Academy for Superheroes. País: Estado Unidos. Ano: 2006. Gênero: aventura. Direção: Peter Hewitt. Elenco: Tim Allen, Courteney Cox, Chevy Chase, Kevin Zegers, Kate Mara, Ryan Whitney Newman, Michael Cassidy, Spencer Breslin, Rip Torn.

 

Com o planeta Terra em risco e para salvá-lo da destruição, um super-herói aposentado e fora de forma é convocado para uma missão especial. Jack Shepard (Tim Allen), mais conhecido como Capitão Zoom, vai ser o mentor de uma nova geração de heróis, mas para isso tem que lutar contra os seus próprios limites.

 

O vetetano é chamado pelo General Larraby (Rip Torn) e pelo Dr. Grant (Chevy Chase) para comandar um grupo de adolescentes. Ele precisa transformar os jovens desobedientes, que não controlam seus poderes especiais, em super-heróis de verdade.

 

A tarefa promete não ser fácil já que a garotada apronta demais. Eles possuem habilidades extraordinárias, mas não fazem ideia de como utilizá-las direito. Ainda mais diante da ameaça que a Terra sofre.

 

Então, o experiente super-herói Capitão Zoom vai contar com a ajuda da genial Marsha Holloway (Courteney Cox) na condução do treinamento dos novos salvadores da humanidade. Vai ser necessário deixar as diferenças de lado e trabalhar em equipe para proteger o planeta.

 

Baseado no livro homônimo de Jason Lethcoe, o filme combina ação, aventura, comédia e ficção científica. O longa-metagem teve direção de Peter Hewitt. No elenco, a produção conta com astros da sétima arte como Tim Allen, Courteney Cox e Chevy Chase.

 

Reprise88 min.

Classificação Indicativa: Livre

-----

 

Domingo, 27 de novembro

Festival de Cinema: Florence – Quem É Essa Mulher

16h00, na TV Brasil

 

Título original: Florence Foster Jenkins. País: Estados Unidos, Reino Unido, França. Ano: 2016. Gênero: Drama Biográfico, Comédia. Direção: Stephen Frears. Roteiro: Nicholas Martin. Elenco: Meryl Streep, Hugh Grant, Simon Helberg, Rebecca Ferguson, Nina Arianda.

 

Na década de 1940, a rica herdeira Florence Foster (Maryl Streep) persegue seu sonho de se tornar uma grande cantora. Ela quer uma carreira como cantora de ópera. Infelizmente, sua ambição excede em muito seu talento. Para a socialite nova-iorquina sua voz é perfeita, mas para todos os outros soa absurdamente horrível.

 

O seu companheiro, Bayfield (Hugh Grant), um aristocrata inglês, tenta proteger a amada a todo custo. Ele busca manter Florence longe da verdade de todas as formas, mas um concerto público coloca toda a farsa em risco. Ele enfrenta seu maior desafio quando Florence decide fazer uma apresentação no Carnegie Hall.

 

Inspirada em uma história real, a trama foi reconhecida em diversos festivais. Os protagonistas Maryl Streep e Hugh Grant tiveram diversas indicações e conquistaram prêmios pela atuação nesse divertido drama biográfico.

 

Reprise111 min.

Classificação Indicativa: 10 anos

-----

 

Domingo, 27 de novembro

Cine Doc: Vai Guarulhos – O Filme

23h00, na TV Brasil

 

País: Brasil. Ano: 2017. Gênero: Documentário. Direção: Fabrício Gallinucci.

 

O documentário "Vai Guarulhos- o filme" acompanha os desafios e os bastidores de um pequeno time de futebol em sua disputa na quarta e última divisão profissional do campeonato paulista.

 

O filme investiga a razão pela qual a Associação Desportiva Guarulhos (AD Guarulhos) não consegue gerar engajamento e empatia junto à população da cidade, que tem 1,3 milhão de habitantes.

 

A equipe representa a cidade mais populosa dentre todas no campeonato, mas possui a pior média de público da competição. Enquanto concorre por uma vaga na final, a AD Guarulhos tenta ganhar visibilidade em uma cidade ofuscada por São Paulo.

 

Reprise74 min.

Classificação Indicativa: Livre.

-----

 

Domingo, 27 de novembro

Cine Retrô: Betão Ronca Ferro

03h30, na TV Brasil (madrugada de segunda, dia 21/10, para terça, dia 22/11)

 

Ano: 1971. Gênero: Comédia. Direção: Geraldo Afonso Miranda. Elenco: Amácio Mazzaropi, Dilma Lóes, Roberto Pirillo, Geny Prado, Araken Saldanha.

 

Em "Betão Ronca Ferro", o comediante Amácio Mazzaropi presta uma justa homenagem aos artistas mambembes e a sua origem no circo. Mesmo depois da fama, o ator nunca deixou de frequentar os picadeiros Brasil afora.

 

Na trama, o humorista interpreta um empregado de circo que tem o ofício ameaçado quando a filha (Dilma Lóes) deixa o mundo dos espetáculos para se casar com um jovem muito rico (Roberto Pirillo), contra a vontade da família dele.

 

O pai dela (Amácio Mazzaropi) acaba pegando dinheiro emprestado com a família do genro (Araken Saldanha) e compra o circo onde trabalhava. Assim, ele passa a perambular de cidade em cidade.

 

O título da comédia faz alusão à revolucionária telenovela "Beto Rockfeller", um fenômeno daqueles tempos. "Betão Ronca Ferro" retrata a dura realidade dos artistas de circo, principalmente na concorrência entre um circo de grande porte e um menor. Na época, os animais ainda podiam ser atrações no picadeiro. Amácio Mazzaropi também aborda a moda da época, como a minissaia e a calça pantalona.

 

Reprise100 min.

Classificação Indicativa: Livre

---------



Fonte: TV BRASIL

SHARE THIS

0 comentários:

AGENDA (Festivais, mostras, concursos)

EVENTOS (Teatro, música, audiovisual)

ARTES E ARTISTAS (EVENTOS, LANÇAMENTOS, CURSOS)

LITERATURA (Eventos, Lançamentos, Dicas de leitura)

CINECLUBES (PROGRAMAÇÃO, EVENTOS)

Arquivo do blog

Cloud Labels

especiais (105)