quinta-feira, 22 de julho de 2021

AVA ATOS: Performance de música, poesia e audiovisual estreia 26 de Julho no Youtube

 



Com exibição única, seis episódios híbridos abordam o múltiplo universo criativo da cantora, compositora, cineasta, performer, poeta e artista visual e apresentam composições sonoras e audiovisuais inéditas e de seu repertório

O múltiplo e intenso universo criativo de Ava Rocha ganha uma série de seis episódios, de exibição única, entre os dias 26 e 31 de julho, sempre às 22h, no canal do Youtube da artista (https://www.youtube.com/avarocha). AVA ATOS apresenta  em sessões exclusivas composições sonoras e audiovisuais, entremeadas por poemas, arquivos, cenas, shows, animações e efeitos visuais, que tecem lives híbridas que passam por seu repertório e apresentam músicas inéditas.  

 

Ava opera de sua casa toda a direção e execução da série. A artista filma, ilumina, performa, desenha, canta, projeta, toca, monta, remonta e cria interlocução online com os artistas convidados que colaboraram com a obra. A série conta com atuações dos músicos Guilherme Kastrup, Bella, Chicão, Gabriel Mayall, Victoria dos Santos, Negro Léo e Ariane Molina; do iluminador Diogo Terra; dos produtores musicais Eduardo Manso e Fabiano França; do diretor de arte, assistente de direção e animador de Diogo Hayashi; do finalizador de cor Lucas Barbi e do designer de Rodrigo Barja da Galope. Os adereços são de Aman Requena e a produção executiva é de Letícia Brito e Ale Fernandes.

Sobre Ava Rocha - Ava Rocha é uma artista múltipla. Cantora, compositora e cineasta, é performer, artista visual e sonora, montadora e poeta que extrapola as fronteiras das linguagens. A artista, que lançou em maio de 2020 seu último registro musical, o compacto “Sal Gruesa”, com a banda colombiana Los Toscos, tem mais três discos lançados: " Diurno" (2011), Ava Patrya Yndia Yracema ( 2015 ) e Trança ( 2018 ); além de dos singles " Lingua Loka" (2016) e "Ambar", de Adriana Calcanhoto ( 2019), e inumeras participações em discos como os de Jards Macalé, Anelis Assumpção, Negro Leo, Iara Rennó e Gustavo Galo. Como compositora foi gravada por nomes como Tulipa Ruiz, de quem é parceira em "Terrorista del Amor" e "Lilith"; Fafá de Belém, Lia de Itamaracá, Juliana Perdigão, Negro Leo, Jards Macalé,parceira em "Limite"; e  Ana Frango Elétrico, na parceria "Amor Feminino".

Desde sua estreia, a cantora e compositora tem grande receptividade da crítica e do público. Com seu segundo disco ganhou o Prêmio Multishow 2015 nas categorias Artista Revelação e Melhor Hit. No mesmo ano, conquistou o Prêmio APCA de Artista Revelação e figurou entre os melhores discos do ano no New York Times, segundo Ben Hatlif. Suas músicas foram tocadas por Iggy Pop na BBC London e em playlists em todo mundo e foram pautas de diversas publicações e críticas. Ava apresentou seus shows performáticos em diversos países, como China, Estados Unidos, Colômbia, Argentina, Alemanha, Peru e México. Foi artista convidada pela FLIP 2019, participou do coletivo Deixa Queimar 2009 e do bloco carnavalesco Baile Primitivo e apresentou a obra sonora-performática “Rito de Explosão”, ao lado da artista sonora BELLA, no Festival de Performance do CCBB.

Compôs trilhas originais e desenhou o som de inúmeros filmes, como "Transeunte", "Se Hace Camino al Andar ", "Noite ", "Edna" e "Quimera". Também tem músicas sincronizadas em filmes como "Abismo Tropical", de Paulo Caldas. Participou da Bienal do Mercosul em 2008 com a obra sonora “Olorozui”. Como diretora artística, criou “IARA”, show de Iara Rennó, e “Ó”, show de Juliana Perdigão. Assina a identididade visual e a capa do mais recente álbum de Curumin, “Boca” e as capas dos discos “The Newspeak” e “Tara”, ambos de Negro Leo, e “Venta”, de Lukash. Como cineasta, dirigiu os filmes "Ardor Irresistível" (2011), “Dramática” (2005) e mais de 15 videoclipes de diferentes artistas da cena contemporânea.

Durante a quarentena, lançou os filmes "Mãe", a convite de HKW de Berlin, e "Lunar", pela Biblioteca Mario de Andrade. Apresentou a Live “AVA VIVA”, pelo Sesc ao Vivo; a obra transmidia “FEMME FRAME”, no festival online Bicuda; e a obra live/rec na Feira Virtual Contrapedal Telefonica de Lima, Peru. Dirigiu a live “Oferenda - Anelis canta Itamar”, assinou a capa do disco “Cac Cac Cac”, de Negro Leo; e co-roteirizou o álbum visual Baby Nebulosa, de Giovani Cidreira. Compôs e cantou a música "Menino Sol", trilha do conto de Zahy Guajajara, da Coleção Cafuné, e publicou seu site AVAFRAME (interactiv-game in progress). No momento, dirige a live de Negro Leo que será transmitida no Festival de Jazz de Berlim em novembro de 2021; prepara a direção do clipe de Owera MC Kunumi, lança a série AVA ATOS e trabalha na produção de seus próximos lançamentos.

 

AVA ATOS

sessões únicas, às 22h
no canal do YouTube de Ava Rocha https://www.youtube.com/avarocha

Atos 1- dia 26/07

Atos 2 - 27/07 

Atos 3 - 28/07

Atos 4 - 29/07

Atos 5 - 30/07

Atos 6- 31/07



FONTE: FERNANDA COUTO


SHARE THIS

0 comentários:

AGENDA (Festivais, mostras, concursos)

EVENTOS (Teatro, música, audiovisual)

ARTES E ARTISTAS (EVENTOS, LANÇAMENTOS, CURSOS)

LITERATURA (Eventos, Lançamentos, Dicas de leitura)

CINECLUBES (PROGRAMAÇÃO, EVENTOS)

Arquivo do blog

Cloud Labels

especiais (97)