sexta-feira, 4 de junho de 2021

Série de TV revisita quatro décadas de Porto Alegre por meio de 20 filmes locais

 


O Cinema e As Cidades” vai ao ar em quatro episódios semanais, exibidos nas sextas-feiras, às 21h30, a partir de 4 de junho, no canal Prime Box Brazil


Do distanciamento social à diversidade de gênero: a série “O Cinema e As Cidades” revisita quatro décadas de Porto Alegre, por meio de 20 produções locais, entre curta e longas-metragens e documentários. Dirigido por Eduardo Wannmacher e produzido por Frederico Mendina, o seriado vai ao ar por meio de quatro episódios semanais, exibidos nas sextas-feiras, às 21h30, a partir de 4 de junho, em rede nacional no canal de TV por assinatura Prime Box Brazil.

A geração oitentista inicia a produção de um novo cinema urbano em Porto Alegre, com a descoberta do super-8 no formato de ficção. Esse movimento é revisitado no episódio introdutório da série, por meio do depoimento de
Carlos Gerbase, diretor de “Inverno(1983). O distanciamento social por muros e grades é retratado no segundo episódio, com uma análise do curta “Ângelo Anda Sumido(1997), de Jorge Furtado.

O cinema fantástico, com criaturas e lendas mágicas, chega ao terceiro episódio, com a animação “Reino Azul(1989), de Otto Guerra. Ao longo do tempo, temas ligados ao cinema de gênero, como ficção-científica e terror, sempre estiveram presentes nas produções gaúchas, revelando um lado mais sombrio da capital. “Sob Águas Claras e Inocentes” (2016), de Emiliano Cunha, também integra o roteiro do seriado.

O último episódio explora temas urgentes, como a diversidade de gênero, o racismo, a ocupação de lugares públicos e as manifestações sociais. Esses temas são revisitados pelo documentário “O Caso do Homem Errado(2017), de Camila de Moraes, entre outros títulos. Produzida pela Pironauta e coproduzida pela Firma Filmes, a série é estruturada em imagens originais das obras analisadas e depoimentos dos respectivos realizadores.


A série tem financiamento do Edital Pró-cultura RS FAC de Produção Audiovisual, realizado pelo Governo do Estado do Rio Grande do Sul/SEDAC, em parceria com a Ancine, através do Fundo Setorial do Audiovisual.


SERVIÇO

Série “O Cinema e As Cidades”

TV por assinatura: Prime Box Brazil

Estreia: 4 de junho

Exibições: sextas-feiras, 21h30

Último episódio: 25 de junho

Temporada: 4 episódios de 30 minutos, cada

Reprises: sábados, 10h30. Domingos, 02h30. Segundas-feiras, 08h30. Terças-feiras, 19h. Quinta-feira, 09h

Classificação indicativa: 12 anos


EQUIPE TÉCNICA

Direção e Roteiro: Eduardo Wannmacher | Produção e Produção Executiva: Frederico Mendina | Controller: Tanize Cardoso | Assistente de Produção Executiva: Fernanda Bischoff | Direção de Fotografia: Thiago Gruner | Assistente de Fotografia e Logger: Rodrigo Scheid | Direção de Produção: Martina Zanetello | Assistente de Produção: Estevão Comelli | Montagem: Thais Fernandes | Assistente de Montagem: Joana Bernardes | Sound Designer: Rafael Rodrigues | Som Direto: Fábio Baltar Duarte | Trilha sonora Original: Ricardo de Carli | Colorista: Daniel Dode | Design Gráfico: Leo Lage | Produção: Pironauta | Co-produção: Firma Filmes | Depoimentos: Bruno Carboni, Camila de Moraes, Carlos Gerbase, Emiliano Cunha, Filipe Matzembacher, Giba Assis Brasil, Gustavo Spolidoro, Jéssica Luz, Jorge Furtado, Julio Andrade, Kiko Ferraz, Lucas Cassales, Mariani Ferreira, Nelson Diniz, Otto Guerra, Valéria Verba e outros. | Filmes: “Ainda Orangotangos” (2007), “Amores Passageiros” (2012), “Ângelo Anda Sumido” (1997), “Castanha” (2014), “Cidade Fantasma” (1999), “De Lá pra Cá” (2011), “Inverno” (1983), “O Cárcere e a Rua” (2005), “O Caso do Homem Errado” (2017), “O Corpo” (2015), “O Teto Sobre Nós” (2015), “Quem?” (2000), “Reino Azul” (1989), “Secundas” (2017), “Sob Águas Claras e Inocentes” (2016), “Sobre Sete Ondas Verdes Espumantes” (2013), “Tinta Bruta” (2018), “Três Minutos” (1999), “Um Corpo Feminino” (2018), “Um Estrangeiro em Porto Alegre” (1999).


SOBRE PRIME BOX BRAZIL

O Prime Box Brazil é um canal da TV por assinatura dedicado aos vários gêneros do audiovisual brasileiro. Exibe conteúdos ficcionais, documentários e animações, com destaque para séries, longas e curtas-metragens assinados por novos e consagrados diretores. Integra o portfólio da Box Brazil, maior programadora independente de canais brasileiros na TV por assinatura. Disponível na Claro HD/Net HD (656), Claro/Net (156), Sky (157) e Oi TV (85), além de operadoras regionais.


SOBRE PIRONAUTA

A Pironauta foi fundada para atuar na criação e produção de conteúdo audiovisual, com foco na abrangência e diversidade de conteúdo. Produziu o longa “Xico Stockinger” (2012), de Frederico Mendina - prêmio de melhor fotografia no 4º Curta Amazônia e seleções no Portobello Film Festival (Reino Unido), Bogocine (Colombia), Duhok Film Festival (Iraque) e Gramado. Atualmente, prepara-se para lançar o longa inédito “Depois de Ser Cinza” (2021), de Eduardo Wannmacher, e desenvolve o projeto intitulado “Castas”.


SOBRE EDUARDO WANNMACHER

Diretor, produtor e roteirista, Eduardo Wannmacher trabalha com televisão e cinema desde os anos 1990. É realizador de diversos documentários para TV e curtas, entre eles "24 Horas com Carolina" (2012), selecionado para o Festival de Havana. Outros trabalhos incluem "Pra que Servem os Homens?” (2013), "Eu, Ele e os Outros" (2012), "Melhor que Aqui" (2011), “Na Rota do Imperador” (2009). O inédito “Depois de Ser Cinza” (2021) é sua estreia na direção de longas-metragens.




FONTE: 
Isidoro B. Guggiana

SHARE THIS

0 comentários:

AGENDA (Festivais, mostras, concursos)

ESPETÁCULOS (Teatro, música, audiovisual)

LITERATURA (Eventos, Lançamentos, Dicas de leitura)

CINECLUBES (PROGRAMAÇÃO, EVENTOS)

Arquivo do blog

Cloud Labels

especiais (95)