quinta-feira, 25 de julho de 2019

'GRETA’, PROTAGONIZADO POR MARCO NANINI, FARÁ SUA ESTREIA NACIONAL NO 29º CINE CEARÁ

Primeiro longa de Armando Praça teve estreia mundial no último Festival de Berlim

GRETA, de Armando Praça, e protagonizado por Marco Nanini fará sua estreia nacional no 29º Cine Ceará, que acontece em Fortaleza de 30 de agosto até 6 de setembro. O filme, que fez sua estreia mundial na Mostra Panorama do Festival de Berlim de 2019, chega aos cinemas brasileiros em circuito comercial ainda em 2019, com distribuição da Pandora Filmes.  

Estou muito feliz que a primeira exibição do Greta no Brasil seja no Cine Ceará. O filme foi feito em Fortaleza, e ter a equipe e elenco completos presentes, fará dessa sessão, uma sessão inesquecível! Exibi todos os meus curtas no Cine São Luís, dentro do Cine CE e é um Festival que acompanho há pelo menos uns 20 anos”, comemora o diretor, Armando Praça.  
  
O filme é livremente inspirado na peça ‘Greta Garbo, Quem Diria, Acabou no Irajá’, do dramaturgo Fernando Melo, lançada no início dos anos 1970. À época, as personagens retratadas eram abordadas por meio da caricatura e do estereótipo. “Quando conheci o texto, em 2008, percebi o quanto o enredo era atual e bonito e o quanto aquela forma de olhar para os personagens havia ficado anacrônica. Isso me provocou o desejo de atualizar essa história com uma nova abordagem”, explica o diretor, que também assina o roteiro.  
  
Assim, partindo do material original, Praça abandonou o tom cômico do texto, abraçando o drama, mas mantendo o humor. “Mudar o gênero do texto original me parecia um desafio interessante como roteirista e diretor”, diz. Assim, construiu a narrativa do filme com temas universais do cotidiano atual, apresentando um submundo realista e sexual de personagens pouco representados na cinematografia brasileira. “Procurei na ambiência sociocultural de Fortaleza as contradições que se revelam nos desejos e anseios dos próprios protagonistas”.  
  
Em GRETA, Pedro (Nanini) precisa liberar uma vaga no hospital onde trabalha para internar sua melhor amiga, a travesti Daniela (Denise Weinberg). Para isso, ele resolver ajudar Jean (Demick Lopes), um jovem criminoso hospitalizado, a fugir do hospital e assim liberar um leito para a internação da amiga, que sofre de insuficiência renal grave. Pedro, então, esconde Jean em sua casa até que ele se recupere, mas os dois acabam tendo um envolvimento romântico.  
  
E é a partir desse relacionamento entre os personagens de Pedro e Jean que o longa se desenvolve e a trama se constitui. “A concepção do filme como um todo é fortemente influenciada pelas obras de alguns artistas contemporâneos, como o cineasta malaio Tsai Ming Liang, o filipino Brillante Mendonza e a argentina Lucrécia Martel, cuja maneira de desconstruir e flertar com os gêneros me inspira profundamente”, finaliza Praça.   
  
GRETA é coproduzido pela Carnaval Filmes e pela Segredo Filmes, com produção de João Vieira Jr., Nara Aragão e Armando Praça.  

SINOPSE  
Pedro (Marco Nanini), um enfermeiro homossexual de 70 anos e fervoroso fã de Greta Garbo, precisa liberar uma vaga no hospital onde trabalha para Daniela (Denise Weinberg), sua melhor amiga. Para salvar Daniela, ele decide ajudar Jean, um jovem que acaba de ser hospitalizado e algemado por ter cometido um crime. Pedro o ajuda a fugir e esconde-o em sua própria casa até que ele se recupere e nesse período, eles se envolvem afetiva e sexualmente. Essa relação será essencial para que Pedro sobreviva à perda de Daniela, mas também gere mudanças surpreendentes em si mesmo e no modo como ele lida com a solidão. 

FICHA TÉCNICA  
Direção / Roteiro: Armando Praça  
Produção: João Vieira Jr., Nara Aragão e Armando Praça  
Produção Executiva: Maurício Macêdo e João Vieira Jr.  
Direção de Produção: Maurício Macêdo  
Direção de Fotografia: Ivo Lopes Araújo  
Direção de Arte: Diego Costa  
Montagem: Karen Harley  
Figurino: Thaís de Campos  
Maquiagem: Amanda Mirage  
Edição de Som: Waldir Xavier  
Som Direto: Pedro Moreira e Moabe Filho  
Mixagem: Nicolau Domingues  
Elenco: Marco Nanini, Denise Weinberg, Démick Lopes, Gretta Sttar   
 

SOBRE O DIRETOR  
Armando Praça, nascido em 1978 em Aracati, Ceará é cineasta e sociólogo, trabalhou como assistente de direção, roteirista e preparador de elenco de importantes diretores brasileiros como, Marcelo Gomes, Karim Ainouz, Márcia Faria, Sérgio Rezende, Halder Gomes, Rosemberg Cariry, entre outros. Realizou curtas e médias-metragens. Entre eles: A Mulher Biônica (exibido no festival de curtas metragens de Clermont Ferrand), O Amor do Palhaço, Origem: Destino e Parque de Diversões. Atualmente está lançando seu primeiro longa, Greta e se prepara para filmar o segundo, Fortaleza Hotel, e desenvolve os projetos Ne Me Quitte Pas e Cachoeira do Descuido. 


SOBRE A CARNAVAL FILMES  
Fundada e dirigida pelos experientes produtores João Vieira Jr. e Nara Aragão, Carnaval Filmes tem foco em conteúdo original e cinema autoral. Em parceria com mentes criativas, tem entre seus recentes lançamentos os documentários Estou me Guardando para Quando o Carnaval Chegar, de Marcelo Gomes e Casa, de Letícia Simões, o longa de ficção Greta, de Armando Praça e a série infantil de animação Bia Desenha, para a TV Brasil.  
Se prepara para filmar em 2019 a série Chão de Estrelas, de Hilton Lacerda, para o Canal Brasil, e desenvolve o projeto de série de animação Dó Ré Mi Fadas e a série de ficção De Volta para Casa.  
Seus próximos lançamentos serão os longas Vestido Branco, Véu e Grinalda, de Marcelo Gomes e Fim de Festa, de Hilton Lacerda  
  
SOBRE A SEGREDO FILMES  
Uma empresa que atua com pesquisa para roteiros, desenvolvimento de projetos para cinema, pesquisa e produção de locação, e produção e preparação de elenco. Dentre os principais trabalhos para pesquisa de roteiro, estão O Céu de Suely e Praia do Futuro, ambos de Karim Aïnouz; produção de locação e elenco no Ceará do premiado Onde Anda Você?, de Sérgio Rezende, dentre outros. Atua como produtora em parceria com outras empresas do ramo, como nas realizações de A Mulher Biônica, O Amor do Palhaço e Parque de Diversões, filmes que tiveram excelente êxito no Festival Internacional Clermont-Ferrand, no Latino Americano em Toulouse, Mecal e Barcelona, e em mais de 30 festivais nacionais e internacionais  

SOBRE A PANDORA FILMES  
A Pandora é uma distribuidora de filmes independentes que há 30 anos busca ampliar os horizontes da distribuição de filmes no Brasil revelando nomes outrora desconhecidos no país, como Krzysztof Kieślowski, Theo Angelopoulos e Wong Kar-Wai, e relançando clássicos memoráveis em cópias restauradas, de diretores como Federico Fellini, Ingmar Bergman e Billy Wilder. Sempre acompanhando as novas tendências do cinema mundial, os lançamentos recentes incluem “The Square – A Arte da Discórdia”, de Ruben Östlund, vencedor da Palma de Ouro em Cannes, e “O Apartamento”, de Asghar Farhadi, vencedor do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro. 


Paralelamente aos filmes internacionais, a Pandora atua com o cinema brasileiro, lançando obras de diretores renomados e também de novos talentos, como Gustavo Steinberg, Ruy Guerra, Edgard Navarro, Sérgio Bianchi, Roberto Moreira, Beto Brant, Fernando Meirelles, Helena Ignez, Tata Amaral, Anna Muylaert, Petra Costa e Gabriela Amaral Almeida. Entre os próximos lançamentos, destacam-se “Greta”, de Armando Praça; “O Traidor”, de Marco Bellocchio, coprodução nacional, que concorreu à Palma de Ouro em Cannes; e “O Caso Morel” de Suzana Amaral. 


Em 2019, a distribuidora criou o projeto Caixa de Pandora que visa programar filmes premiados, escolhidos através de uma cuidadosa curadoria para serem exibidos em salas comerciais da rede Cinépolis, em 25 cidades do Brasil. 

FONTE: 

Sinny Assessoria e Comunicação 


SHARE THIS

0 comentários:

Popular Posts

Cloud Labels

especiais (77)