sábado, 25 de maio de 2019

‘THE LIGHTHOUSE’ É ELEITO PELA CRÍTICA O MELHOR FILME DA QUINZENA DOS REALIZADORES NO FESTIVAL DE CANNES

Longa de Robert Eggers, com Willem Dafoe e Robert Pattinson, é uma produção da RT Features, New Regency e A24.  


A FIPRESCI – Federação Internacional de Críticos de Cinema elegeu THE LIGHTHOUSE como o melhor filme da Quinzena dos Realizadores exibido no 72º Festival de Cannes, evento que termina hoje (25/5). O longa é produzido pela RT Features, do brasileiro Rodrigo Teixeira, em parceria com a New Regency e a A24.  

Sob a direção de Robert Eggers, do aclamado A Bruxa, e protagonizado por Willem Dafoe e Robert Pattinson, o filme, exibido na Quinzena dos Realizadores, arrancou elogios do público e da crítica especializada. Para o Hollywood Reporter, “Eggers confirma sua reputação como um mestre do New England Gothic nesse segundo longa claustrofóbico”. Já o Guardian afirmou que “pouquíssimos filmes conseguem deixar você assustado e excitado ao mesmo tempo”.  

Rodrigo Teixeira fala sobre a produção de THE LIGHTHOUSE: “Foi um processo incrível, algo que nunca havia vivenciado, Robert Eggers é um diretor visionário, com o qual tenho muito orgulho de trabalhar novamente. Preciso agradecer a toda equipe da RT, Lourenço Sant’Anna, também produtor do filme, que ficou ao meu lado desde o começo e à New Regency e A24, por acreditarem e investirem nesse filme. Obrigado aos brilhantes atores Willem Dafoe e Robert Pattinson, estamos todos muito felizes”.  

Além de THE LIGHTHOUSE, a RT Features teve mais dois filmes selecionados para esta edição do Festival de Cannes: A VIDA INVISÍVEL DE EURÍDICE GUSMÃO, de Karin Aïnouz, com Fernanda Montenegro, Carol Duarte, Júlia Stockler e Gregório Duvivier, e PORT AUTHORITY, de Danielle Lessovitz e produzido em parceria com Martin Scorsese. 


Sinopse “The Lighthouse”  
De Robert Eggers, mesmo diretor visionário da obra prima moderna de terror, A Bruxa, chega este conto hipnótico e alucinante de dois guardas de farol em uma remota ilha na Nova Inglaterra nos idos de 1890.  


Sinopse “A Vida Invisível de Eurídice Gusmão”  
Rio de Janeiro, 1950. Eurídice, 18, e Guida, 20, são duas irmãs inseparáveis. Ambas têm um sonho: uma, se tornar uma pianista profissional; a outra, encontrar o amor verdadeiro. As duas são separadas pelo pai e forçadas a viver distantes. Sozinhas, elas irão tomar as rédeas dos seus destinos, enquanto nunca desistem da esperança de se reencontrar. 

Sinopse “Port Authority”  
Nos degraus da estação central de ônibus de Nova York, Port Authority, uma garota chamada Wye dança vogue com seus irmãos. Paul, um jovem recém-chegado em NY, observa-a fascinado pela sua beleza. Assim que a procura, um amor intenso floresce entre eles.   
Wye apresenta-o para a comunidade de baile KIKI, uma subcultura LGBTQ underground e para sua casa, uma família escolhida por ela mesma. Mas quando Paul percebe que Wye é transexual, ele é forçado a confrontar seus sentimentos por ela e pelas forças sociais que buscam romper seus laços.
  
SOBRE A RT FEATURES       
Fundada e dirigida por Rodrigo Teixeira, a RT Features é uma produtora nacional e internacional de conteúdo cultural e entretenimento para cinema e televisão, com base em São Paulo, Brasil, e escritório em Nova York, nos EUA. Dentre outras produções, seu currículo conta com os longas-metragens O Cheiro do Ralo (2006), O Abismo Prateado (2010), Tim Maia (2014), Alemão (2014), O Silêncio do Céu (2016) e a série O Hipnotizador (para a HBO Latin America em 2015).  
No mercado internacional, a RT Features produziu os longas Frances Ha (2013), O amor é estranho (2014), Love (2015), Mistress America (2015), A Bruxa (2016), Patti Cake$ (2017) e Me chame pelo seu nome (2017), indicado ao Oscar em quatro categorias tendo sido vencedor por Melhor Roteiro Adaptado. Em 2018, entre outros filmes, a RT Features produziu o novo filme de James Gray, Ad Astra, e no Brasil o longa-metragem A Vida Invisível de Eurídice Gusmão, de Karim Aïnouz, ambos com previsão de estreia em 2019.       
Dedicada a trabalhar com jovens e talentosos diretores desde a sua criação, a RT Features formou uma joint venture com a Sikelia Productions, de Martin Scorsese, com o objetivo de produzir filmes de cineastas emergentes em todo o mundo. O primeiro longa-metragem desta parceria, A Ciambra, estreou na Quinzena dos Realizadores em 2017, e o segundo filme, Port Authority, teve estreia mundial na mostra oficial Un Certain Regard do Festival de Cannes. 

Fonte: Sinny Assessoria e Comunicação

SHARE THIS

0 comentários:

Imprensa (3)(4)