Our social:

sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

Confira a programação do CINE ARTE UFF (7 a 12/12)

-->
Entre os destaques, a Mostra Arquivo em Cartaz - Festival Internacional de Cinema de Arquivo. Além desse, haverá sessões dos filmes Tinta Bruta (grande premiado no Festival do Rio), O Beijo no Asfalto e Bohemian Rhapsody.


07 a 12 de dezembro de 2018 - sexta a quarta
*Dia 6 não haverá sessão

Dia 07
sexta

14h
BOHEMIAN RHAPSODY
16h30
BOCA DE OURO | ARQUIVO EM CARTAZ – Entrada franca
19h
TINTA BRUTA – Lançamento seguido de debate
Dia 08
sábado

14h
BOHEMIAN RHAPSODY
16h30
O PRINCÍPIO DO PRAZER | ARQUIVO EM CARTAZ – Entrada franca
18h30
O BEIJO NO ASFALTO
20h30
TINTA BRUTA
Dia 09
domingo

14h
BOHEMIAN RHAPSODY
16h30
LARA | ARQUIVO EM CARTAZ – Entrada franca
18h30
O BEIJO NO ASFALTO
20h30
TINTA BRUTA
Dia 10
segunda

14h
BOHEMIAN RHAPSODY
16h30
CHAMAS DE NITRATO | ARQUIVO EM CARTAZ – Entrada franca
18h30
O BEIJO NO ASFALTO
20h30
TINTA BRUTA
Dia 11
terça

14h
BOHEMIAN RHAPSODY
16h30
TORQUATO NETO: TODAS AS HORAS DO FIM | ARQUIVO EM CARTAZ – E. franca
18h30
O BEIJO NO ASFALTO
20h30
TINTA BRUTA
Dia 12
quarta

14h
BOHEMIAN RHAPSODY
16h30
MENINO 23: INFÂNCIAS PERDIDAS NO BRASIL | ARQUIVO EM CARTAZ – E. franca
18h30
O BEIJO NO ASFALTO
20h30
TINTA BRUTA

14h > BOHEMIAN RHAPSODY
Bohemian Rhapsody, EUA, 2018, 134’, 14 anos
De Bryan Singer
Com Rami Malek, Gwilym Lee, Lucy Boynton

Bohemian Rhapsody é uma celebração do Queen, sua música e seu extraordinário cantor principal Freddie Mercury, que desafiou estereótipos e quebrou convenções para se tornar um dos artistas mais amados do planeta. O filme mostra o sucesso meteórico da banda através de suas canções icônicas e som revolucionário, a quase implosão quando o estilo de vida de Mercury sai do controle e o reencontro triunfal no evento Live Aid, onde Mercury comanda a banda em uma das maiores apresentações da história do rock. A interpretação de Rami Malek é o maior trunfo do filme, e provavelmente será reconhecida com uma indicação ao Oscar.


16h30 > ARQUIVO EM CARTAZ – Entrada franca (ver programação abaixo)

18h30 > O BEIJO NO ASFALTO (08 a 12, sábado a quarta)
Brasil, 2018, 98’, 14 anos
De Murilo Benício
Com Lázaro Ramos, Débora Falabella, Otávio Müller, Stênio Garcia, Fernanda Montenegro

Ao presenciar um atropelamento, Arandir, um bancário recém-casado, tenta socorrer a vítima, mas o homem só tem tempo para um último pedido: um beijo. Arandir beija o homem, mas é flagrado por seu sogro e fotografado por um repórter sensacionalista. Baseado na peça homônima escrita por Nelson Rodrigues.


19h > Dia 07, sexta – Sessão Vitrine Petrobrás + Cineclube Laerte
Exibição seguida de debate com os diretores Filipe Matzembacher e Marcio Reolon, e Jocimar Dias (graduado em Cinema e doutorando do PPGCINE-UFF)
20h30 > 08 a 12, sábado a quarta
TINTA BRUTA
Brasil, 2018, 118’, 18 anos
De Filipe Matzembacher e Marcio Reolon
Com Shico Menegat, Bruno Fernandes, Guega Pacheco

O jovem Pedro vive um momento complicado: ele responde a um processo criminal ao mesmo tempo em que precisa lidar com a mudança da irmã, sua única amiga. Como forma de catarse, ele assume o codinome GarotoNeon e passa a se apresentar anonimamente na internet, dançando nu na escuridão do seu quarto, coberto apenas por uma tinta fluorescente. Teddy Bear no Festival de Berlim 2018, e vencedor de quatro troféus Redentor no Festival do Rio 2018: Melhor Filme, Melhor Roteiro, Melhor Ator (Shico Menegat) e Melhor Ator Coadjuvante (Bruno Fernandes).


Ingressos de Tinta bruta – Inteira – R$ 12,00 – Meia – R$ 6,00 | Segunda-feira – Promoção: R$ 4,00 para todos

16h30 > ARQUIVO EM CARTAZ – Entrada franca
Em sua quarta edição o festival Arquivo em Cartaz apresenta no Cine Arte UFF três sessões em homenagem à atriz Odete Lara e três sessões retrospectivas com destaques de edições anteriores.

Dia 07, sexta - MOSTRA HOMENAGEM ODETE LARA
BOCA DE OURO
Brasil, 1963, 103’, 14 anos | Exibição em 35mm
De Nelson Pereira dos Santos
Com Jece Valadão, Odete Lara, Daniel Filho

Prepotente e cruel, Boca de Ouro mandou arrancar todos os dentes perfeitos, substituindo-os por uma dentadura de ouro. Ele também cultiva o sonho de ser enterrado num caixão de ouro, só para compensar o trauma de ter nascido numa gafieira e de ter sido abandonado pela mãe numa pia de banheiro. O repórter Caveirinha, designado para descobrir a verdadeira história do marginal, resolve entrevistar sua ex-amante Guigui, que conta três diferentes versões da vida do bicheiro. Em todas elas estão envolvidos Leleco, um malandro desempregado, sua mulher Celeste e três ricaças.

Dia 08, sábado - MOSTRA HOMENAGEM ODETE LARA
O PRINCÍPIO DO PRAZER
Brasil, 1979, 90’, 16 anos | Exibição em 35mm
De Luiz Carlos Lacerda
Com Odete Lara, Paulo Villaça, Ana Maria Miranda

Dois casais de irmãos arrendam uma fazenda na cidade de Paraty. Lá, Otávio, Mário, Norma e Ana se entregam a uma vida de ócio e prazeres sexuais incestuosos. Isolados das demais pessoas da cidade, eles se relacionam com os empregados de uma maneira opressiva e ameaçadora. No entanto, um mistério maior cerca a vida dos irmãos e a chegada de um novo empregado irá desencadear o medo e a insegurança nos donos da fazenda.

Dia 09, domingo - MOSTRA HOMENAGEM ODETE LARA
LARA
Brasil, 2002, 107’, 16 anos | Exibição em 35mm
De Ana Maria Magalhães
Com Christine Fernandes, Denise Weinberg, Tuca Andrada, Caco Ciocler

Baseado nos livros autobiográficos de Odete Lara, o filme narra as desilusões e as alegrias da atriz ao longo das décadas de 1930, 40 e 60. Lara relembra o suicídio dos pais, a vida amorosa e o ingresso no mundo artístico.

Dia 10, segunda - RETROSPECTIVA – MOSTRA COMPETITIVA
CHAMAS DE NITRATO
Llamas de nitrato, Argentina/Noruega, 2014, 63’, 10 anos
De Mirko Stopar

O paralelismo entre glória e tragédia unindo o clássico de Carl Theodore Dreyer, “O martírio de Joana D’Arc” (1928), e sua carismática protagonista, a atriz Renée Falconetti – também conhecida como Maria Falconetti – é o fio condutor deste filme apaixonado por ambos. Baseado em materiais de arquivo, o diretor Mirko Stopar traça a trajetória da atriz desde a feérica Paris dos anos 1920 até a sombria Buenos Aires dos anos 1940, onde ela terminou seus dias entre a miséria e o esquecimento, seguindo o destino da obra-prima de Dreyer, desaparecida até o início da década de 1980, quando uma cópia foi reencontrada num hospício norueguês. Melhor Média-metragem, Roteiro e Melhor utilização de material de arquivo no Arquivo em Cartaz 2015.

Dia 11, terça - RETROSPECTIVA – MOSTRA COMPETITIVA
TORQUATO NETO: TODAS AS HORAS DO FIM
Brasil, 2017, 88’, 12 anos
De Eduardo Ades e Marcus Fernando

Torquato Neto (1944-1972) vivia apaixonadamente as rupturas. Atuando em múltiplas frentes – no cinema, na música, no jornalismo –, o poeta piauiense engajou-se ativamente na revolução que mudou os rumos da cultura brasileira nos anos 60 e 70. Foi um dos pensadores e letristas mais ativos da Tropicália, parceiro de Gilberto Gil, Caetano Veloso e Jards Macalé. Junto à arte marginal, radicalizou sua atuação e crítica cultural, com Waly Salomão, Ivan Cardoso e Hélio Oiticica. Por fim, rompe com sua própria vida. Suicida-se no dia de seu aniversário de 28 anos. Melhor Longa, Roteiro e Prêmio do Público no festival Arquivo em Cartaz 2017.


Dia 12, quarta - RETROSPECTIVA – MOSTRA COMPETITIVA
MENINO 23: INFÂNCIAS PERDIDAS NO BRASIL
Brasil, 2016, 80’, 10 anos
De Belisario Franca

O professor de História Sidney Aguilar descobre durante uma aula, por intermédio de uma aluna, algo assustador: tijolos marcados com a suástica, o símbolo nazista, em uma fazenda da região. Determinado a descobrir a verdade por trás das peças, Sidney investiga e busca pistas para entender a fundo o que aconteceu naquele lugar. Através das memórias de um senhor negro que foi retirado há oitenta anos de um orfanato, junto com inúmeras outras crianças, para trabalho escravo na fazenda de uma família abastada de renome, vemos um mapa histórico do racismo e do triste flerte com o nazi-fascismo no Brasil. Melhor Documentário e Montagem no Cine Ceará 2016, Melhor Roteiro e Montagem no Arquivo em Cartaz 2016.



SERVIÇO:

Ingressos
Inteira – R$ 14,00 | Meia – R$ 7,00 (exceto segundas-feiras)
Segunda-feira – Promoção “Meia-entrada para todos” – R$ 4,00


Rua Miguel de Frias 9   Icaraí  Niterói  RJ  (21) 3674-7511 | 3674-7512      www.centrodeartes.uff.br




Fonte: Renata Cunha/ Gerência de Comunicação - CENTRO DE ARTES UFF