Our social:

terça-feira, 20 de novembro de 2018

Confira a programação de filmes da TV BRASIL (20 a 25/11)


Entre os destaques, o documentário "Até o fim do Delfin", de Fernando Mieles, que aborda o trabalho de um músico indígena equatoriano. Uma produção da 
CACI Iberoamérica

Terça-feira, 20 de novembro, às 23h45
(Reprisa na madrugada de sábado para domingo, às 3h)

O longa-metragem “Rio Cigano” conta a história de cumplicidade entre duas meninas ciganas, Kaia e Reka, violentamente separadas na infância e criadas em mundos distantes.
Durante uma viagem pelo interior do Brasil, ciganos se veem obrigados a atravessar a fazenda de um Conde, de onde são expulsos. Em meio ao tumulto da fuga, uma das meninas se perde do grupo e é raptada pelo fazendeiro. Ela é criada no casarão da fazenda como servente da Condessa que, obcecada em não envelhecer, tudo suga e destrói à sua volta.
Reka cresce absorvida pelo trabalho e se agarra às poucas lembranças da vida cigana.
Kaia, por sua vez, é criada pela própria família até deixar o acampamento e partir sozinha em busca de Reka.
"Rio Cigano" marca a estreia da diretora Julia Zakia em longas-metragens. O filme participou de diversos festivais no Brasil e no exterior, incluindo o Festival do Rio 2013, a 37ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, o Festival Internacional de Cinema do RS, a Competição Oficial Viña del Mar, a Muestra de Cine Centro e Iberoamericano (Nicaragua) e a Mostra do Filme Livre.

80min. Ano: 2013. Gênero: drama. Direção: Julia Zakia. 80min. Classificação: 14 anos.

_______
“Um Caipira em Bariloche”
Quarta-feira, 21 de novembro, às 23h45
(Reprisa no sábado, 24, às 23h30)

Fazendeiro ingênuo, Polidoro cai na conversa do genro e vende suas terras para um vigarista que engana a todos, inclusive sua própria esposa, uma argentina honesta e desiludida com o amor.
Por pura armação, os dois acabam indo parar em Bariloche e lá na neve, em meio a confusões e gargalhadas, o caipira começa a juntar os fatos e retorna para desmascarar os vilões.
A comédia promete muitas risadas e momentos de diversão, intriga e suspense para a plateia. O longa “Um caipira em Bariloche” foi uma das maiores bilheterias de toda a carreira do saudoso humorista Amácio Mazzaropi.
  
100 min. Ano: 1973. Gênero: comédia. Direção: Pio Zamuner e Amácio Mazzaropi, com Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Beatriz Bonnet, Ivan Mesquista, Carlos Valone. Classificação Indicativa: Livre


-----
“Até o Fim do Delfin”
Quinta-feira, 22 de novembro, às 23h45

Delfín é um músico indígena que postou no  Youtube seu videoclipe, “Torres Gemelas”, sem imaginar o impacto que causaria. Dez anos depois, sua música luta para não se perder no mundo das “estrelas efêmeras da era digital”.

Inédito. 53 min. Ano: 2018. País: Equador. Idioma: espanhol. Gênero: documentário. Título original: “Hasta el Fin de Delfín”. Direção: Fernando Mieles. Realização: CACI Conferencia de Autoridades Cinematográficas de Iberoamérica / TVL Television Legislativa / Incuba Films. Classificação Indicativa: 12 anos
  

____
“O Grande Xerife”
Sábado, 24 de novembro, às 16h
(Reprisa na madruga para domingo, à 1h)

Amácio Mazzaropi interpreta um viúvo, pai de Mariazinha. Ele é o morador mais antigo de Vila do Céu, onde vive cuidando da vida dos outros. Um dia, chega à cidade o bandido João Bigode, disfarçado de padre.
O bandido mata o xerife da Vila e põe um comparsa no lugar. A confusão está armada e só Mazzaropi pode fazer algo a respeito.

95 min. Ano de estreia: 1972. Gênero: comédia. Direção: Pio Zamuner. Elenco: Mazzaropi, Patricia Mayo, Paulo Bonelli, Tony Cardi, Augusto César Ribeiro. Classificação: Livre


Fonte: Ricardo Ribeiro/ TV BRASIL