Our social:

quinta-feira, 22 de novembro de 2018

Cine Arte UFF exibe mostra de curtas e as sessões da 10ª Semana de Cinema (22 a 28/11)




Após uma pausa para reparos dos equipamentos de projeção, o Cine Arte UFF, em Icaraí, reabre ao público no dia 22 de novembro (quinta) com duas sessões de curtas, promovidas pelo Cineclube Laerte e pelo projeto Cinemas em Rede, respectivamente. Ambas as sessões têm entrada gratuita e classificação etária de 14 anos.

Dia 22, às 15h, o Cineclube Laerte reflete sobre uma bandeira levantada na última Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, sobre a infância LGBT. Serão exibidos quatro curtas que abordam o atual e polêmico tema, que requer muita reflexão. Após a sessão, haverá um debate com representantes do grupo Mães Pela Diversidade e da Associação Brasileira de Famílias Homotransafetivas.

Ainda no dia 22, às 19h, e a vez do projeto Cinemas em Rede (realizado em parceria com a Rede RNP de Ensino e Pesquisa e universidades públicas em todo o Brasil) promover uma sessão de curtas universitários, com representantes da UFF, da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) e da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). A mostra reflete a diversidade do que é produzido em várias regiões do país e encerra as ações do projeto no ano de 2018.

De 23 a 28/11, nos horários de 16h e 18h30, a UFF recebe a 10ª Semana de Cinema (antiga Semana dos Realizadores). Voltada para a exibição e discussão da produção brasileira contemporânea de curta, média e longa metragem, a Semana de Cinema, nesta edição, expande seu olhar e território. O festival conta este ano com 45 produções de 10 estados brasileiros, que serão exibidas em Niterói, no Rio e em outros 3 municípios. O Cine Arte UFF é uma das casas dessa edição e receberá lançamentos como os longas Temporada, de André Novais de Oliveira (melhor filme no Festival de Brasília), Sol Alegria, de Tavinho Teixeira (Grande Prêmio do Júri no Festival Olhar de Cinema) e Baixo Centro, de Ewerton Belico e Samuel Marotta (melhor filme na mostra Aurora do Festival de Tiradentes). O evento é produzido pela Jurubeba Produções e tem patrocínio da Secretaria de Cultura de Niterói/Fundação de Arte de Niterói.

10ª. SEMANA DE CINEMA 
Dias 23 a 28, sexta a quarta, 16h e 18h30
Ingressos: R$ 10 e R$ 5 | Segunda – promoção R$ 4
-----------------------

Dia 22, quinta - Sessões de curtas em dobro!

15h > INFÂNCIA LGBT | CINECLUBE LAERTE
62´, 14 anos | Exibição seguida de debate – Entrada franca

Esta sessão do Cineclube Laerte reflete sobre a bandeira levantada na última parada do orgulho LGBT de São Paulo: a criança LGBT existe! Serão exibidos quatro curtas que abordam o tema e logo depois haverá um debate com representantes do Mães Pela Diversidade e Associação Brasileira de Famílias Homotransafetivas .

XAVIER
Brasil, 2016, 13’
De Ricky Mastro
Com Gregório Musatti, André Guerreiro Lopes, Netuno Trindade, Rodrigo Audi

Nicolas começa a perceber que a atenção de seu filho Xavier, de 11 anos, não está mais só nas baquetas de sua bateria, mas se volta também para outros meninos.

SHALA
Brasil, 2016, 11’
De João Inácio
Com Juliana Sinimbú, Tiago Assis

Shala conta a história de Pedro, um garoto que vive em um orfanato na Amazônia. Entre outros preconceitos, o cruel desinteresse de ser adotado devido à sua faixa-etária. O garoto passa a criar situações diversas para chamar a atenção de possíveis pais adotivos. Paralelo a essa busca, Pedro passa a cultivar uma amizade profunda com seu único brinquedo: a boneca Shala.

DOCE DE GOIABADA
Brasil, 2014, 13’
De Fernanda Rocha
Com Lourrany de Oliveira, Maya Silvino, Mallú Moraes

A história da amizade de Elisa e Denise que, por motivos de saúde, são proibidas de se encontrarem.

AURORA, O INÍCIO
Brasil, 2018, 25´

Documentário do grupo Mães Pela Diversidade


Aurora, no seu sentido figurado, representa as primeiras manifestações de qualquer coisa; o princípio. Neste documentário, três mães pela diversidade contam suas experiências com seus filhos LGBTs e discutem a importância familiar no processo de desenvolvimento e descobertas de crianças que não seguem o padrão heteronormativo.
----------------------------

19h > CURTAS UNIVERSITÁRIOS | PROJETO CINEMAS EM REDE
14 anos | Exibição seguida de transmissão de debate em rede – Entrada franca

Pelo segundo ano consecutivo, o projeto Cinemas em Rede encerra a temporada com uma mostra de curtas, cada um representando uma universidade participante do projeto. A sessão reflete a diversidade do que é produzido em várias regiões do país.

CONVITE VERMELHO (UFF)
Brasil, 2018, 16'

De João Victor Almeida
Com Ana Suely Malta, Aretha Sadick, Wilson Rabelo

A rotina com os afazeres domésticos ocupa boa parte do dia da Cristina. Os ruídos desses movimentos ecoam por todos os cômodos vazios da casa. A chegada de um convite inesperado interrompe a sua rotina e a levará para um tocante reencontro, repleto de orgulho e saudade.

SÓ SEI QUE FOI ASSIM (UFPel)
Brasil

De Giovanna Muzel

Com uma dose de existencialismo, a animação explora ambientes e estimula a imaginação do espectador. Ao envolver na narrativa elementos diversos, a obra nos convida a refletir sobre questionamentos e a enfrentar os nossos próprios medos por meio de um enredo poético e imagens coloridas.

RECLUSO (UFSCar)
Brasil, 2017, 14´

De Laura Souza e Max Tomaz

Um homem que está sozinho na sala de sua casa passa por momentos de reclusão até conseguir romper a depressão de seu lar e enfrentar o mundo externo.

PSIU, ISSO AQUI TEM GRAÇA (UFOP)
Brasil, 2015, 10’
De Thais Alessandra

O filme aborda o feminismo através do humor. Por meio de entrevistas com algumas integrantes do Coletivo Calcinha de Palhaça, de Belo Horizonte, o curta traz o rompimento dos padrões estéticos proposto pelas mulheres palhaças.


Ingressos

Inteira – R$ 14,00 | Meia – R$ 7,00 (exceto segundas-feiras)
Segunda-feira – Promoção “Meia-entrada para todos” – R$ 4,00


Rua Miguel de Frias 9   Icaraí  Niterói  RJ  (21) 3674-7511 | 3674-7512      www.centrodeartes.uff.br




Fonte: RENATA CUNHA/ Gerência de Comunicação -CINEARTE UFF