Our social:

quarta-feira, 28 de março de 2018

EM ABRIL TEM MOSTRA DE CINEMA KEN LOACH NA CAIXA CULTURAL DO RIO


Mostra sobre o cineasta britânico é a maior retrospectiva já realizada no Brasil, com a exibição de 22 longas-metragens, além de um debate e sessão comentada


A CAIXA Cultural Rio de Janeiro recebe, de 3 a 15 de abril de 2018 (terça-feira a domingo), a mostra O Cinema Político de Ken Loach, que exibirá uma seleção de 22 longas-metragens realizados para o cinema, entre documentários e filmes de ficção, desde Kes (1969), considerado um dos melhores filmes já realizados no Reino Unido, até Eu, Daniel Blake (2016), ganhador da Palma de Ouro em Cannes. A curadoria é de Claudia Oliveira e Fernanda Bastos e o projeto tem patrocínio da Caixa Econômica Federal e do Governo Federal.

Ken Loach
A retrospectiva é uma homenagem ao cineasta britânico que, após inúmeros prêmios e diversas obras-primas, desistiu da aposentadoria, em 2014, aos 79 anos, pois não conseguiu permanecer quieto com o rumo que o mundo está seguindo.

A programação inclui filmes do início da carreira de Ken Loach no cinema, como os inéditos Looks and Smiles (1981), vencedor do prêmio Young Cinema no Festival de Cannes; e Hidden Agenda (1990), estrelado por Frances McDormand e prêmio do Júri no Festival de Cannes. Serão exibidas, ainda, produções marcantes como Terra e Liberdade (1995) sobre a Guerra Civil Espanhola e ganhador de diversos prêmios como o César e o European Film; Ventos da Liberdade (2006), sobre a rebelião irlandesa de 1920 e ganhador da Palma de Ouro no Festival de Cannes; e seu mais recente documentário O Espírito de 45 (2013).

Cena de "Ventos da Liberdade"
Com uma obra inteiramente ligada a questões político-sociais, Loach é uma voz dissonante no discurso sobre a realidade dos países que compõem o Reino Unido. Ele retrata a classe trabalhadora e todas as dificuldades que ela enfrenta no cotidiano de países ricos, mas ainda assim desiguais. Abordando temas como imigração ilegal e exploração de trabalhadores com a crueza que esses assuntos demandam, Loach nunca perde a ternura e o humor.

“Se você faz filmes sobre a vida das pessoas, a política é essencial. É a essência do drama, a essência do conflito”, comenta Paul Laverty, parceiro de Ken Loach desde o início de sua carreira, no documentário Versus: the life and films of Ken Loach (2016). “Ken quer fazer filmes sobre como o mundo funciona. Ele é o diretor mais esquerdista e subversivo que a Inglaterra já teve. E um perfeito cavalheiro”, declara.

Atividades extras:
A mostra promoverá, no dia 7 de abril (sábado), às 19h, um debate sobre a obra do cineasta, com participação da curadora Fernanda Bastos e do jornalista e crítico de cinema Rodrigo Fonseca, que cobre há muitos anos o Festival de Cannes e já entrevistou Loach diversas vezes. O debate tem entrada franca, com senhas distribuídas uma hora antes.

E no dia 13 de abril (sexta-feira), Sérgio Veloso, professor de Relações Internacionais da PUC-RJ, conversa com o público logo após a exibição do documentário O Espírito de 45, em uma sessão comentada.

Sobre o cineasta:
Ken Loach (17/06/1936, Nuneaton, Reino Unido) começou sua carreira atrás das câmeras após um breve período como ator de teatro quando, em 1963, foi convidado pela BBC para trabalhar como diretor de televisão. Sua obra foi intensamente influenciada pelo Free Cinema, movimento que teve um papel importante na formação de muitos cineastas nos anos 60 e abriu caminho para o cinema político-social britânico.

Com uma longa trajetória na direção de filmes para televisão e cinema – é realizador de mais de 50 produções, entre ficções, documentários e séries de TV – Loach foi premiado diversas vezes nos mais importantes festivais do mundo. É recordista de participação na mostra competitiva de Cannes (13 vezes), onde ganhou 11 prêmios, incluindo duas Palmas de Ouro: uma em 2006, por Ventos de Liberdade, e outra em 2016, porEu, Daniel Blake. Em Berlim, recebeu um Urso de Ouro honorário por sua carreira, além de outros oito prêmios.

Cena de " Eu, Daniel Blake"
Em 2014, Ken Loach anunciou sua aposentadoria, após 50 anos de carreira. No ano seguinte, diante da volta do Partido Conservador ao poder na Grã-Bretanha, Ken se “desaposentou”, realizou Eu, Daniel Blake e, exatamente agora, está começando um novo projeto.

“O filme, como a literatura, pintura e teatro, pode ser muitas coisas ao mesmo tempo: amor, paixão, drama e entretenimento. Ele não tem de ser sinônimo de banalidade, mas pode fazer-nos vibrar e até mesmo mudar nossa vida. O cinema deve permitir saber mais sobre a condição humana, deve fazer-nos crescer e acordar, porque é um meio que tem muita força”, afirma o cineasta.

Outras informações sobre a mostra podem ser acessadas no endereço www.facebook.com/pg/khoraproducao.

Programação:
3 de abril (terça)
16h15 – Programa Milênio/Globonews – Ken Loach (2017), Brasil, 23 min, DVD, Livre. Entrada franca
17h – Eu, Daniel Blake (2016), de Ken Loach, Reino Unido/França/Bélgica, 97 min, DVD, 12 anos
19h – Jimmy’s Hall (2014), de Ken Loach, Reino Unido /Irlanda/França, 100 min, DVD, 12 anos

4 de abril (quarta)
Cena de "Pão e Rosas"
16h30 - Uma Canção para Carla (1996), de Ken Loach, Reino Unido /Espanha/Alemanha, 127 min, DVD, 12 anos
19h - Pão e Rosas (2000), de Ken Loach, Reino Unido/França/Espanha/Alemanha/Suiça/Itália, 110 min, DVD, 14 anos

5 de abril (quinta)
16h30 - Kes (1969), de Ken Loach, Reino Unido, 111 min, DVD, 14 anos
19h - Vida em Família (1971), de Ken Loach, Reino Unido, DVD, 108 min, 14 anos

6 de abril (sexta)
17h - A parte dos Anjos (2012), de Ken Loach, Reino Unido/França/Bélgica/Itália, 101 min, DVD, 14 anos
19h - Agenda Secreta (1990), de Ken Loach, Reino Unido, 108 min, DVD, 14 anos.

7 de abril (sábado)
Cena de "Agenda Secreta"
14h30 - Versus: the life and films of Ken Loach (2016), de Louise Osmond, Reino Unido, 93 min, 10 anos
16h30 - Ventos da Liberdade (2006), de Ken Loach, Reino Unido/Irlanda/Alemanha/Espanha/França/Bélgica/Itália/Suiça/Holanda, 127 min, DVD, 12 anos
19h - Debate O cinema de Ken Loach, com o jornalista e crítico de cinema Rodrigo Fonseca e a curadora Fernanda Bastos

8 de abril (domingo)
14h - Terra e Liberdade (1995), de Ken Loach, Reino Unido/ Alemanha/Espanha/França/Itália, DVD, 109 min, 16 anos
16h30 - Jimmy’s Hall (2014), de Ken Loach, Reino Unido/Irlanda/França, 109 min, DVD, 14 anos
19h - Ladybird Ladybird (1994), de Ken Loach, Reino Unido, 101 min, DVD, 16 anos

10 de abril (terça)
Cena de "Terra da Liberdade"
16h30 - Ventos da Liberdade (2006), de Ken Loach, Reino Unido/Irlanda/Alemanha/Espanha/França/Bélgica/Itália/Suiça/Holanda, 127 min, DVD, 12 anos
19h - Mundo Livre (2007), de Ken Loach, Reino Unido/ Alemanha/Espanha/Itália/Polônia, 96 min, DVD, 12 anos

11 abril (quarta)
16h30 - Vida em Família (1971), de Ken Loach, Reino Unido, 108 min, DVD, 14 anos
19h - Felizes dezesseis (2002), de Ken Loach, Reino Unido, 106 min, DVD, 14 anos

12 de abril (quinta)
Cena de "Kes"
17h - Mundo Livre (2007), de Ken Loach.  Reino Unido/ Alemanha/Espanha/Itália/Polônia, 96 min, DVD, 12 anos
19h - Apenas um Beijo (2004), de Ken Loach, Reino Unido/Alemanha/Espanha/Bélgica/Itália, 104 min, DVD, 14 anos

13 de abril (sexta)
17h - O Espírito de 45 (2013), de Ken Loach, Reino Unido, 94 min, 12 anos + Sessão comentada com Sérgio Veloso (professor de Relações Internacionais da PUC/ RJ)

14 de abril (sábado)
Cena de "Riff-Raff"
15h - Riff-Raff (1991), de Ken Loach, Reino Unido, 95 min, Blu-ray, 14 anos
17h - Chuva de Pedras (1993), de Ken Loach, Reino Unido, 90 min, Blu-ray, 14 anos
19h - Rota Irlandesa (2010) de Ken Loach, Reino Unido/França/Espanha/Bélgica/Itália, 109 min, DVD, 14 anos

15 de abril (domingo)
15h - The Navigators (2001), de Ken Loach, Reino Unido/Alemanha/Espanha, 96 min, DVD, 14 anos
17h - Looks and Smiles (1981), de Ken Loach, Reino Unido, 104 min, DVD, 14 anos
19h - Singing the Blues in Red (Fatherland) (1986), de Ken Loach, Reino Unido/Alemanha Ocidental/França, 110 min, DVD, 14 anos

Serviço:
Mostra O Cinema Político de Ken Loach
Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Cinema 2
Endereço: Av. Almirante Barroso, 25 - Centro (Metrô e VLT: Estação Carioca)
Telefone: (21) 3980-3815
Data: de 3 a 15 de abril de 2018 (terça-feira a domingo)
Horários: Consultar programação
Ingressos: R$ 4,00 (inteira) e R$ 2,00 (meia). Além dos casos previstos em lei, clientes CAIXA pagam meia.
Lotação:  80 lugares (mais 2 para cadeirantes)
Bilheteria: terça-feira a domingo, das 13h às 20h
Classificação Indicativa: Consultar programação
Acesso para pessoas com deficiência
Realização: Khora Produção e Comunicação
Patrocínio: CAIXA e Governo Federal

Fonte: Claudia Oliveira/ Mariana Bezerra Cavalcanti

Popular Posts

Google+ Followers