Our social:

sábado, 20 de janeiro de 2018

Semana de filmes premiados na programação da TV BRASIL (20 a 28 de Janeiro)

Entre os destaques, o premiadíssimo “Ixcanul”, produção da Guatemala,  dirigida por Jayro Bustamante, escolhido como melhor filme nos Festivais de Biarritz (França), Festival de Cinema de Arte (Eslováquia) e Festival Internacional de Cinema de Cartagena das Índias (Colômbia)

Programação - 20 a 28 de Janeiro de 2018.


Sábado, 20 de janeiro, às 16h.
O Grande Xerife”
Amácio Mazzaropi interpreta um viúvo, pai de Mariazinha. Ele é o morador mais antigo de Vila do Céu, onde vive cuidando da vida dos outros. Um dia, chega à cidade o bandido João Bigode, disfarçado de padre.
O bandido mata o xerife da Vila e põe um comparsa no lugar. A confusão está armada e só Mazzaropi pode fazer algo a respeito.
Reprise. 95 min. Ano de estreia: 1972. Gênero: comédia. Direção: Pio Zamuner. Elenco: Mazzaropi, Patricia Mayo, Paulo Bonelli, Tony Cardi, Augusto César Ribeiro. Classificação: Livre



________
Sábado, 20 de janeiro, às 22h30.
Casinha Pequenina”
Considerado a obra-prima de Mazzaropi, o longa-metragem “Casinha Pequenina” traz um elenco de estrelas e marca a estreia de Tarcísio Meira no cinema. O filme tem o fim da escravidão como pano de fundo e mostra a luta dos abolicionistas contra os interesses dos senhores de engenho.
Ícone da sétima arte no país, Mazzaropi usou a figura do “Jeca” como personagem central em dezenas de produções nacionais.
Reprise. 95 min. Gênero: Comédia. Ano: 1963. Classificação: livre.



________
Domingo, 21 de janeiro, às 22h30.
Melaza”
Aldo e Monica são um jovem casal que mora na cidade de Melaza, Cuba, junto com sua filha e sua avó.
Monica trabalha em uma refinaria de açúcar. Aldo é professor em uma escola e dá aulas de natação em uma piscina vazia. Os dois mal conseguem se manter.
Um dia, o Estado fecha a refinaria. É necessária uma grande força dos dois para que a família não se desintegre também.
Melaza” foi premiado no Festival Internacional do Novo Cinema Latino-Americano de Havana, Cuba: Prêmio da Federação Nacional de Cinema-clubes; no Festival de Cinema de Trinidad e Tobago; Melhor filme de ficção; no Vancouver Latin American Film Festival, Canadá: Prêmio do Júri; no New England Festival of Ibero American Cinema, EUA: Melhor estreia; no Festival Internacional de Cinema de Belgrado, Sérvia: Prêmio Crítico; Gasparilla International Film Festival de Tampa, EUA: World Showcase Award.
Reprise. 80 min. Ano: 2012. País: Cuba. Idioma original: espanhol. Gênero: drama. Direção e roteiro: Carlos Lechuga. Classificação etária: 16 anos.



________
Domingo, 21 de janeiro, à meia-noite.
Porfirio”
Porfirio era um agricultor próspero que havia depositado grandes esperanças no futuro, até que um conflito armado na Colômbia o deixou em uma cadeira de rodas. Com a falta de apoio de um Estado indiferente, Porfirio decide fazer justiça com as próprias mãos e por meios não convencionais.
Com base em uma história real que ocorreu em 2001, o filme conduz o espectador, pelo ponto de vista poético e cotidiano, à alma e aos sonhos do protagonista.
Entre os prêmios conquistados por “Porfirio” estão o do Festival Internacional de Cinema de Cartagena de Indias, Colômbia: Melhor Imagem, Melhor Diretor; World Cinema Amsterdam Festival, Holanda: Prêmio do Júri; Festival de Biarritz - cinémas et cultures d'amérique latine, França: Prêmio do Júri, Melhor Ator (Porfirio Ramírez); Festival Internacional de Cinema de Salónica, Grécia: Inovação e Originalidade.
Reprise. 102 min. Ano: 2011. País: Colômbia. Idioma original: espanhol. Gênero: comédia dramática. Direção: Alejandro Landes. Roteiro: Alejandro Landes. Classificação: 16 anos.



_________
Segunda-feira, 22 de janeiro, às 22h30
"Pacto de Silencio"
Após a Segunda Guerra Mundial, uma grande comunidade de alemães e imigrantes de língua alemã reuniu-se em Bariloche, Argentina, e fundou uma escola que usariam como ferramenta para influenciar a sociedade local.
Nostálgicos do regime nazista, derrubado em 1945, eles transmitiam aos jovens os valores do antissemitismo, na utopia de ver o ressurgimento do Terceiro Reich.
O cineasta Carlos Echeverría foi aluno dessa escola, dirigida por Erich Priebke, ex-membro da SS em Roma. Echeverria reconstrói o pensamento da comunidade alemã de Bariloche que protegia Priebke e adoutrinava sua juventude.
"Pacto de Silencio" foi exibido no Festival Internacional de Cinema de Buenos Aires (BAFICI) e no Festival Internacional de Cinema Latino-Americano de Havana, Cuba.
Inédito. 134 min. País: Argentina. Gênero: documentário. Direção e roteiro: Carlos Alejandro Echeverría. Elenco: Edgardo Mesa, Marcos Woinsky, Carolina Petrone, Rolf Rüst, Pedro Echeverría.



________
Terça-feira, 23 de janeiro, às 22h30
"La Pantalla Desnuda"
Octavio e Alex são amigos. Octavio é um estudante de classe humilde. Alex é carismático e vem de uma das famílias mais ricas da Nicarágua. Octavio está tão fascinado por seu novo amigo que está disposto a afastar qualquer um que esteja entre eles, começando pela namorada dele, Esperanza. Ele usa o celular de Alex e publica na Internet um vídeo seu fazendo sexo com Esperanza, com a intenção de destruir a vida do casal.
"La Pantalla Desnuda" foi premiado no Icarus Festival, Guatemala: Melhor Atriz (Paola Baldión); e no Belize International Film Festival: Melhor filme.
Inédito. 93 min. País: Nicarágua. Gênero: drama. Direção e roteiro: Florence Jaugey. Elenco: Oscar Sinela, Paola Baldión, Roberto Guillén.



________
Quarta-feira, 24 de janeiro, às 22h30
Tercera Llamada”
Fazer teatro é um ato de fé. Para que a cortina seja aberta e um trabalho seja visto, muitas vontades têm que convergir. O filme conta o processo de criação da peça “Calígula.” No entanto, a harmonia da equipe está em questão. O trabalho, escrito por um existencialista francês, é dirigido por um neurótico em depressão. A diva está brava, o ator mais velho esquece o texto, o produtor não está sóbrio e, para completar, um grupo tenta atacar os técnicos.
Tercera Llamada” foi premiado no Festival Internacional de Cinema de Guadalajara, México: Prêmio do Público, Melhor Atriz (Cecilia Suárez), Prêmio de Prêmio Guerrero para Melhor Ficção Mexicana; Ariel Awards, México: Silver Ariel para Melhor Roteiro Adaptado; Festival de Cinema Latino de San Diego, EUA: Melhor filme; Festival do Novo Cinema Latino-Americano de Havana, Cuba: Melhor edição.
Inédito. 92 min. País: México. Gênero: comédia dramática. Direção: Francisco Franco. Roteiro: María Renee Prudencio, Francisco Franco, com base no trabalho "Calígula, provavelmente" de Francisco Franco e Ignacio Guzmán. Elenco: Karina Gidi, Irene Azuela, Mariana Trevino, Fernando Luján, Cecilia Suarez, Rebecca Jones, Anabel Ferreira, Jorge Poza, Silvia Pinal, Moisés Arismendi, Ricardo Blume, Alfonso Dosal, Eduardo Espanha, Jorge Adrián Espíndola, Krystian Ferrer.



________
Quinta-feira, 25 de janeiro, às 22h30
"Virgem Margarida"
Em 1975, Moçambique tornou-se independente de Portugal. Determinado a apagar todos os vestígios do colonialismo, o governo envia cerca de 500 prostitutas aos campos de reeducação sob os cuidados da guerrilha, para "se tornarem mulheres."
O conflito surge quando a jovem Margarida, uma camponesa de 16 anos, é incluída por engano nesse grupo. "Virgem Margarida" é a história de mulheres fortes, rebeldes, unidas pela adversidade.
Inédito. 90 min. Ano: 2012. Gênero: documentário. País: Portugal. Direção: Licínio Azevedo.



_______
Sexta-feira, 26 de janeiro, às 22h30
Ixcanul”
María é uma jovem maya da tribo Kaqchikel que vive com os pais em uma plantação de café na encosta de um vulcão ativo da Guatemala. Um casamento arranjado com Ignacio a espera, mas ela quer partir para os Estados Unidos com Pepe.
O vulcão Ixcanul testemunha a tentativa de Mary de mudar seu destino. Mas sua condição de mulher indígena será um enorme obstáculo.
Entre os prêmios conquistados por “Ixcanul” estão os do Festival Internacional de Cinema de Guadalajara, México: Melhor Diretor, Melhor Atriz (María Mercedes Croy); Platinum Ibero-American Film Awards: Melhor estreia; Festival de Cinema de Lima, Peru: Melhor Atriz; Festival Internacional de Cinema de Cartagena de Indias, Colômbia: Melhor filme; Prêmio de filmes ibero-americanos Phoenix, melhores trajes; Festival Internacional de Cinema de Berlim, Alemanha: Prêmio Alfred Bauer; Cinélatino, Rencontres de Toulouse, França: Prêmio do Público; Festival de Biarritz, cinémas et cultures d'amerique latine, França: Melhor longa-metragem; FEST Festival Internacional de Cinema: Melhor estreia; Festival de Cinema de Arte, Eslováquia: Melhor filme, Melhor atriz.
Inédito. 93 min. País: Guatemala. Gênero: Drama. Direção e roteiro: Jayro Bustamante. Elenco: María Mercedes Croy, María Telón, Manuel Antún, Justo Lorenzo, Marvin Coroy.



_______
Sábado, 27 de janeiro, às 16h
Um Caipira em Bariloche”
Fazendeiro ingênuo, Polidoro cai na conversa do genro e vende suas terras para um vigarista que engana todos, inclusive sua própria esposa, uma argentina honesta e desiludida com o amor.
Vítimas da armação, os dois vão parar em Bariloche. Mas, em meio a neve, confusões e gargalhadas, o caipira começa a juntar os fatos e retorna para desmascarar os vilões.
O longa “Um caipira em Bariloche” foi uma das maiores bilheterias de toda a carreira do saudoso humorista Amácio Mazzaropi.
Reprise. 100 min. Ano de estreia: 1973. Gênero: comédia. Direção: Pio Zamuner e Amácio Mazzaropi, com Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Beatriz Bonnet, Ivan Mesquista, Carlos Valone. Classificação Indicativa: Livre



_________
Sábado, 27 de janeiro, às 22h30
Zé do Periquito”
Em “Zé do Periquito”, Mazzaropi interpreta Genó, um tímido e pobre jardineiro que se encanta por uma das alunas do colégio onde trabalha. A jovem Carmem é filha de um empresário bem-sucedido, mas que passa por dificuldades financeiras.
Para conquistar a moça, Genó deixa o emprego de jardineiro e vai para outra cidade, onde trabalha com seu realejo. O realejo fica famoso e Genó consegue uma pequena fortuna em pouco tempo.
As filmagens foram realizadas nos Estúdios da Vera Cruz, com locações em Santos. O longa conta com números musicais de Mazzaropi, Agnaldo Rayol, Hebe Camargo, Cely Campello, Tony Campello, George Freedman, Paulo Molin e Carlão.
Reprise. 100 min. Classificação indicativa: Livre.



________
Sábado, 27 de janeiro, à meia-noite
O Universo de Karin Lambrecht”
O Universo de Karin Lambrecht” revê o processo criativo e a obra da pintora, desenhista, gravadora e escultora brasileira. No filme, as páginas que vão sendo escritas e a montagem de um trabalho em processo conduzem o espectador pelos temas, reflexões e poética da produção artística de Karin Lambrecht.
Vencedor do Prêmio Funarte 2014 e dirigido por Hopi Chapman, o documentário reúne depoimentos da artista, de amigos, críticos, colecionadores e curadores.
Reprise. 27 min. Ano: 2015. Gênero: Documentário: Direção: Hopi Chapman e Karine Emerich.



__________
Domingo, 28 de janeiro, às 22h30
Venecia”
Violeta, Mónica e Mayelín trabalham em um salão de beleza. No dia em que recebem o pagamento, decidem sair e comprar vestidos, sem imaginar que estão começando uma viagem inesperada até as profundezas da noite de Havana, Cuba.
Ao amanhecer, elas estão exaustas e sem dinheiro. Mas a noitada das amigas foi o sonho que queriam ver materializado.
Entre os prêmios de “Venecia” estão os do Festival Internacional do Novo Cinema Latino Americano de Havana, Cuba: Prêmio de Pós-produção; Festival Internacional de Cinema de Guadalajara, México: Melhor Atriz (Claudia Muñiz); Festival de Gramado, Brasil: Melhor Diretor, Melhor Cinematografia, Melhor Atriz (Claudia Muñiz, Marianela Pupo, Maribel García).
Inédito. Duração: 74 min. País: Cuba. Idioma original: espanhol. Gênero: drama. Ano: 2014. Classificação: 16 anos. Direção: Enrique Álvarez. Roteiro: Claudia Muñiz, Marianela Pupo, Maribel García, Nicolás Ordóñez e Kiki Álvarez.


__________
Domingo, 28 de janeiro, à 0h30
Princesas Rojas”
Claudia tem 11 anos e sempre se considerou uma revolucionária. Quando sua família se muda da Nicarágua para a Costa Rica, em plena Revolução Sandinista, a política acaba não sendo um jogo tão divertido.
Seus pais têm a tarefa de criar uma frente clandestina para apoiar a revolução. Enquanto Claudia troca os pins de Lenin por papéis perfumados da Hello Kitty, sua mãe desaparece e seu pai sai em uma missão arriscada.
Dirigido por Laura Astorga., “Princesas Rojas” foi premiado no Festival Internacional de Cinema de Costa Rica: Prêmio do Público; Festival Internacional do Novo Cinema Latino Americano de Havana, Cuba: Prêmio Sara Gómez, concedido pela Rede de cineastas cubanos; Festival de Cinema Latino-Americano e do Caribe de Margarita, Venezuela: Melhor Primeiro Filme; Festival Internacional de Cinema Icaro Guatemala: Melhor Direção, Melhor Roteiro; Festival Internacional de Cinema Latino de Los Angeles, EUA: Melhor filme inicial; Candidato à Academia de Cinema da Costa Rica para os Oscars.
Inédito. 100 min. País: Costa Rica. Idioma original: espanhol. Gênero: drama. Direção: Laura Astorga. Roteiro: Laura Astorga, Daniela Goggi. Ano: 2013. Classificação: 12 anos.

Fonte: Ricardo Ribeiro/ TV BRASIL