Our social:

terça-feira, 3 de outubro de 2017

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO DO CINEARTE UFF


05 a 11 de outubro de 2017 - quinta a quarta

Dia 05
quinta
14h20
EXODUS – DE ONDE EU VIM NÃO EXISTE MAIS
16h
BIKES VS CARS – Entrada franca
19h
PENDULAR – Exibição seguida de debate
06 a 11
sexta a quarta
14h20
EXODUS – DE ONDE EU VIM NÃO EXISTE MAIS
16h10
NA PRAIA À NOITE SOZINHA
18h10
MÃE!
20h40
PENDULAR

14h20 > EXODUS – DE ONDE EU VIM NÃO EXISTE MAIS
Exodus - Where I come from is disappearing, Alemanha/Brasil, 2016, 90’, 12 anos
De Hank Levine, narração de Wagner Moura

Exodus fala de pessoas de diferentes partes do mundo que foram forçadas a deixar seus lares e construir suas vidas sob novas e desafiadoras circunstâncias. Napuli, uma ativista política, teve de deixar o Sudão do Sul e vive na Alemanha, onde está lutando por seus direitos de permanecer ali. Tarcha nasceu no Saara Ocidental e teve que fugir para a Argélia, em 1975, indo viver desde então em campos de refugiados. Nascida na Síria, Dana chegou no Brasil via Turquia e está desesperada para poder reunir sua família no Canadá. Nizar, um Sírio-Palestino, e sua jornada do Brasil à Europa, onde espera receber refúgio e levar sua família. Bruno, de Togo, levou nove anos em campos na Alemanha, até ser finalmente legalizado e passar a ajudar outros refugiados desde então. Lahtow e Mahka, de Mianmar, tiveram que deixar suas casas devido a conflitos militares; ainda que no meio de uma zona de guerra, Mahka enfrenta o perigo para visitar seu lar abandonado. As histórias são contadas em paralelo, retratando o desenvolvimento de seus destinos através do período de dois anos.



16h > BIKES VS CARS (somente dia 05, quinta, entrada franca)
Bikes vs Cars, Suécia, 2015, 90’, Livre
De Fredrik Gertten

Como a indústria automobilística influencia nas políticas públicas das cidades e como a bicicleta começa a mudar uma parte desse jogo. Gravado em São Paulo, Los Angeles, Toronto e Copenhague, o filme mostra realidades completamente diferentes, desde a luta por incluir o uso da bicicleta no dia a dia das pessoas em São Paulo até Copenhague, cidade que é referência internacional em mobilidade urbana.



16h10 > NA PRAIA À NOITE SOZINHA (de 06 a 11, sexta a quarta)
Bamui haebyun-eoseo honja, Coreia do Sul/Alemanha, 2017, 101’, 14 anos
De Hong Sang-soo
Com Kim Minhee, Seo Younghwa, Jung Jaeyoung,

Após ter um relacionamento com um homem casado, a famosa atriz coreana Younghee resolve dar um tempo e viaja para a cidade de Hamburgo, na Alemanha. Lá, em uma conversa com uma amiga, ela se pergunta se o amante a seguirá ou se ele sente sua falta tanto quanto ela. Ao retornar à Coreia, reencontra alguns velhos amigos na cidade costeira de Gangneung, onde comem e bebem juntos. Com todos meio bêbados, Younghee provoca, insulta e irrita os amigos. A conversa entre eles fica cada vez mais fora de controle, revelando segredos. Em seguida, ela se retira para uma praia deserta. Qual é a importância do amor na vida de alguém? Younghee quer saber. Urso de Prata de Melhor Atriz no Festival de Berlim 2017 para Kim Minhee, que já havia conquistado o público com sua extraordinária atuação em A criada e também em Certo agora, errado antes.


18h10 > MÃE! (de 06 a 11, sexta a quarta)
Mother!, EUA, 2017, 122’, 16 anos
De Darren Aronofsky
Com Jennifer Lawrence, Javier Bardem, Ed Harris, Michelle Pfeiffer

Um casal vive em um imenso casarão no campo. Enquanto a jovem esposa passa os dias restaurando o lugar, afetado por um incêndio no passado, o marido, mais velho, tenta desesperadamente recuperar a inspiração para voltar a escrever os poemas que o tornaram famoso. Os dias pacíficos se transformam com a chegada de uma série de visitantes que se impõem à rotina do casal e escondem suas verdadeiras intenções.



PENDULAR
19h > Dia 05, quinta – Exibição seguida de debate com a diretora Júlia Murat
20h40 > de 06 a 11, sexta a quarta
Brasil, 2017, 108’, 16 anos
De Júlia Murat
Com Raquel Karro, Rodrigo Bolzan, Neto Machado

Um jovem casal se instala em um grande galpão industrial abandonado. Uma fita laranja colada ao chão separa o espaço em duas partes iguais: à direita um atelier de escultura; à esquerda um espaço de ensaio de dança. Pendular acontece neste ambiente, onde arte, performance e intimidade se misturam; e onde os personagens perdem aos poucos a capacidade de distinguir entre seus projetos artísticos, o passado de cada um e sua relação amorosa. Melhor Filme pela Crítica Internacional – FIPRESCI no Festival de Berlim 2017.



Ingressos
Inteira – R$ 14,00 | Meia – R$ 7,00 (exceto segundas-feiras)
Segunda-feira – Promoção “Meia-entrada para todos” – R$ 4,00



Rua Miguel de Frias 9 Icaraí Niterói RJ (21) 3674-7511 | 3674-7512 www.centrodeartes.uff.br




FONTE: RENATA CUNHA                                                                                                                

Imprensa (2)Trailer/Divulgação

Imprensa (3) Teaser Trailer

Popular Posts

Google+ Followers