Our social:

sexta-feira, 27 de outubro de 2017

CINECLUBE SALA ESCURA TEM SESSÃO ESPECIAL NO DIA DAS BRUXAS



O Cineclube Sala Escura - Sessão Latina Cinemateca Especial Dia das Bruxas exibe uma obra clássica mexicana.O filme "Satánico pandemonium (La sexorcista, 1975), do diretor Gilberto Martinez Solares. A sessão acontece no dia 31 de Outubro (Terça-feira), às 18h30min, na Cinemateca do MAM. A entrada é franca. 

De Noiva de Cristo à Escrava de Satã. A obra cult mexicana Satánico pandemonium, do gênero nunsploitation, tem como tema principal a possessão de uma freira por Satanás. Na Nova Espanha do século XVII, a jovem Irmã María vive em um convento temente ao Senhor, mas em segredo começa a ter visões de um lugar livre, diferente do convento que a oprime. Nesse lugar, o seu Senhor é o próprio Lucífer. Acreditando nas promessas do Príncipe das Trevas, ela decide destruir o convento e guiar as suas outras irmãs para o Inferno.
O longa Satánico pandemonium partiu de uma referência e, por sua vez, também se converteu em uma referência pop: baseado em The devils (1971) de Ken Russell, o filme de Martínez Solares, por sua vez, deu nome à personagem de Salma Hayek em Um drink no inferno (1996) de Robert Rodríguez.

Gilberto Martínez Solares é um importante fotógrafo e diretor da Era de Ouro do cinema mexicano, tendo dirigido cerca de 140 filmes e escrito quase a metade. Nasce na Cidade do México, em 1906, onde começa os seus estudos de fotografia com Gabriel Figueroa. Após aprimorar tecnicamente em Hollywood e Paris, retorna ao seu país de origem em 1936, onde estreia como fotógrafo no longa Rosario (1935) de Miguel Zacarias. Quatro anos mais tarde, inicia a sua carreira de diretor com o longa Señor alcalde. É conhecido por sua parceria com o comediante Germán Valdés, Tin Tan, que dirigiu em mais de 35 filmes. Falece na Cidade do México, em 1997.  

Satánico Pandemonium (La sexorcista)
México, 1975
87 minutos, Cor, V.O.
Direção: Gilberto Martínez Solares
Roteiro: Adolfo Martínez Solares e Gilberto Martínez Solares
Argumento e Produção: Jorge Barragán
Fotografia: Jorge Stahl Jr.
Som: James L. Fields
Cenografia: Alberto Ladrón de Guevara
Música: Gustavo C. Carrión
Montagem: José W. Bustos
Elenco: Cecilia Pezet, Enrique Rocha, Delia Magaña, Clemencia Colín, Laura Montalvo

Serviço: 


Exibição: Dia 31 de Outubro de 2017
Terça-feira, às 18h30min
Cinemateca do MAM
Parque do Flamengo - Rio de Janeiro

ENTRADA GRATUITA

Cineclube Sala Escura é uma atividade de extensão da Plataforma de Reflexão sobre o Audiovisual Latino-Americano (PRALA), vinculada ao Laboratório de Investigação Audiovisual (LIA) da Universidade Federal Fluminense (UFF).

Apoio: UFF/ Proex/ Cinemateca MAM


Fonte: Nicholas Sanches, Fabián Nunez.

Popular Posts

Google+ Followers