Our social:

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Muita Diversão e informação na Programação de filmes da TV Brasil - 17 e 25 de junho.


Às 16h de sábado (17), a atração é o Festival Mazzaropi, que esta semana traz “O Puritano da Rua Augusta”. No mesmo dia, às 23h30, a emissora exibe o documentário “Canhão de Boca”, sobre o papel da Rádio Libertação na independência de Guiné-Bissau e Cabo Verde.
Na segunda (19), às 23h, o documentário “Paraíso Ameaçado” narra como se deu a descoberta de petróleo no Arquipélago dos Bijagós, na Guiné-Bissau.
Na quarta (21), às 23h, o filme "O Rei do Samba" traça um panorama da vida e da obra sobre o compositor Geraldo Pereira.
A comédia nacional "O Corintiano" vai ao ar no Festival Mazzaropi de sábado, dia 24, às 16h.

_______________________________________

Sábado, 17 de junho
Festival Mazzaropi – “O Puritano da Rua Augusta”
16h
Mazzaropi interpreta Punduroso, pai de família extremamente conservador que deixa os filhos loucos com sua mania de manter a moral e os bons costumes sempre em primeiro lugar.
Após sofrer um ataque do coração, tudo muda. Ele passa a se comportar como um jovem outra vez: muda o cabelo, as roupas e até o gosto pela música.
Ano: 1965. Gênero: comédia. Direção: Amácio Mazzaropi, com Amácio Mazzaropi, Marly Marley, Marina Freire, Elizabeth Hartmann, Edgard Franco.
Reprise. 102 min. Classificação Indicativa: Livre.
Serviço:
Festival Mazzaropi – “O Puritano da Rua Augusta”
Sábado, 17 de junho, às 16h, na TV Brasil.



--------------------------------------------------
 17 de junho
Canhão de Boca”
23h30
Na luta de libertação de Guiné-Bissau e Cabo Verde, o agrônomo e militante político Amílcar Cabral usava a expressão “Canhão de Boca” para se referir à Rádio Libertação, que julgava uma arma mais poderosa do que qualquer arsenal de guerra.
A partir da experiência cabo-verdiana e com um olhar sobre o mundo, o documentário “Canhão de Boca” simula um programa de rádio com Amélia Araújo, uma das vozes da Rádio Libertação que deu corpo aos programas de difusão dos ideais da luta entre 1964 e 1973; e Rosário da Luz, voz que incorpora a informação crítica como luta da desconstrução contemporânea em Cabo Verde. Suas lutas são próprias de cada tempo, mas são, na sua essência, lutas comuns.
O documentário elege o rádio, meio de comunicação e expressão vinculado à voz, como veículo da discussão contemporânea em torno da utopia da liberdade. A partir de eventuais confrontos, interessam as relações que o espectador reconstrua a partir do seu próprio pensamento.
Inédito. 45 min. Documentário. Realização: Ângelo Lopes. Classificação: 18 anos.
Serviço:
Canhão de Boca”
Sábado, 17 de junho, às 23h30, na TV Brasil.



--------------------------------------------------
Segunda, 19 de junho
Paraíso Ameaçado”
23h30
O documentário “Paraíso Ameaçado” narra a descoberta de petróleo no Arquipélago dos Bijagós, um paraíso natural integrado por 88 ilhas que pertencem à Guiné-Bissau.
Em 1996, o arquipélago, que conta com uma rica fauna e flora, tornou-se reserva da Unesco. Dirigido por Domingos Sanca, o filme conta a reação das comunidades locais à descoberta de petróleo no Arquipélago dos Bijagós.
O debate sobre a recente descoberta nas ilhas acontece na Rádio Comunitária, onde dois personagens revelam as expectativas e as consequências da exploração de petróleo para as comunidades do Arquipélago de Bijagós.
Inédito, 52 min. Direção: Domingos Sanca. Classificação: 18 anos.
Serviço:
Paraíso Ameaçado”
Segunda-feira, 19 de junho, às 23h, na TV Brasil.



--------------------------------------------------
Quarta, 21 de junho
O Rei do Samba”
23h
Com direção, roteiro e produção de José Sette, o documentário musical resgata a trajetória de um dos maiores compositores do Brasil: Geraldo Theodoro Pereira. Como tantos artistas nacionais, a obra de Pereira é bem mais conhecida do que o próprio autor. São dele clássicos como “Falsa Baiana”, “Sem Compromisso”, “Escurinho”, “Acertei no Milhar” e “Bolinha de Papel”.
Mineiro de Juiz de Fora, o sambista decidiu deixar Minas Gerais para morar no Morro da Mangueira, no Rio de Janeiro. A exemplo de ícones do samba, como Cartola, Nelson Cavaquinho, Nelson Sargento, seus companheiros de rodadas de samba, Geraldo Pereira ganhou a admiração de gigantes da música brasileira, como Chico Buarque, João Gilberto, Ciro Nogueira, Moreira da Silva e Zeca Pagodinho. Os artistas se encantavam com o estilo de samba sincopado e melodias sofisticadas.
Boêmio e com uma vida desregrada, Geraldo Pereira faleceu jovem, em 1955, aos 37 anos, após uma briga com o lendário malandro da Lapa “Madame Satã”, o que levantou especulações de que essa teria sido a causa da sua morte.
Reprise. 80 min. Classificação Indicativa: Livre. Ano: 1999. Gênero: documentário. Direção: José Sette, com Gerson Rosa e Rosana Silva.
Serviço:
O Rei do Samba”
Quarta-feira, 21 de junho, às 23h, na TV Brasil.



--------------------------------------------------
Sábado, 24 de junho
Festival Mazzaropi – “O Corintiano”
16h
Neste filme de 1967, Mazzaropi é 'Seu' Manuel, um barbeiro fanático pelo Corinthians Paulista. Em "O Corintiano", Mazzaropi é capaz das maiores loucuras para torcer pelo seu time do coração, como andar com um burro preto e branco, bater boca com torcedores de times rivais, fazer promessas malucas, orações, sofrimento e “xingamentos” na arquibancada.
Ano: 1967. Gênero: comédia. Direção: Milton Amaral, com Amácio Mazzaropi, Elizabeth Marinho, Lucia Lambertini, Nicolau Guzzardi, Carlos Garcia, Roberto Pirillo, Leonor Pacheco, Roberto Orosco, Augusto Machado de Campos, Xandó Batista.
Reprise. 98 min. Classificação Indicativa: Livre
O Corintiano”
Sábado, 24 de junho, às 26h, na TV Brasil.

Fonte: Ricardo Ribeiro/ TV BRASIL

Imprensa (2)Trailer/Divulgação

Imprensa (3) Teaser Trailer

Popular Posts

Google+ Followers