Our social:

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

SAv/MinC abre três editais para a realização de filmes de baixo-orçamento


Inscrições ficam abertas até 13 de março

Foram abertas hoje, dia 19 de janeiro, as inscrições para três editais de baixo orçamento, realizados pela Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura (SAv/MinC), em parceria com a ANCINE, por meio do Programa Brasil de Todas as Telas – Ano 2.

 O orçamento total é de R$ 27,5 milhões, oriundos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), para a realização de 22 filmes, divididos nas categorias: Longa BO, Longa Afirmativo e Longa Infanto-Juvenil.

As inscrições ficam abertas até o dia 13 de março e devem ser feitas por meio do sistema online Salicweb, disponível no site do Ministério da Cultura.

Em 2014, pela primeira vez, foram lançadas duas chamadas públicas da Secretaria do Audiovisual com recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) – para a produção de filmes de longa-metragem de Baixo orçamento e de documentários. “Essa coordenação de ações da Secretaria do Audiovisual, da ANCINE e do Fundo Setorial do Audiovisual tem permitido buscar filmes que trabalham a contemporaneidade, desenvolvem um olhar crítico em relação à nossa sociedade, à nossa história e abordam a diversidade brasileira”, pontua o secretário do audiovisual do Ministério da Cultura, Pola Ribeiro.

O diretor-presidente da ANCINE, Manoel Rangel, também comemora a parceria: “O Programa Brasil de Todas as Telas – Ano 2 representa a continuidade de uma política pública vigorosa e consistente, pactuada entre ANCINE, Ministério da Cultura e Governo Federal. Seguimos apostando na regionalização do investimento pelo FSA, na ampliação de espaços para circulação de conteúdos independentes, no fortalecimento dos catálogos e grades de programação para difusão linear e não-linear do produto audiovisual brasileiro e para o fortalecimento da programação das TVs Públicas”.


Longa BO

O estímulo a produções de longa-metragem de baixo orçamento – conhecido com Longa BO – é uma ação estratégica para a formação de novos cineastas, além de estimular a inovação da linguagem e da estética audiovisual.

Nos últimos 10 anos, a Secretaria do Audiovisual finalizou seis editais para filmes de Baixo Orçamento com 38 filmes contemplados. Essas produções participaram de diversos festivais ao redor do mundo, incluindo cerca de 79 eventos nacionais e 61 internacionais. Em 2014, pela primeira vez, o edital Longa BO utilizou recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA).

Para esta nova edição, serão produzidos 10 filmes de longa-metragem de ficção.


Longa Afirmativo

O Edital Longa Afirmativo tem como objeto a realização de três filmes de ficção, com temática livre, dirigidos por cineastas negros.

Em 2012 e 2014, a Secretaria do Audiovisual já havia realizado duas edições do Curta-Afirmativo, voltado para diretores e produtores negros, o que resultou na produção de mais de 60 obras audiovisuais, entre curtas e médias-metragens.


Longa Infanto-Juvenil

O Edital para Longa Infanto-Juvenil apoiará nove projetos de filmes de ficção, com conteúdo destinado ao público infantil ou infanto-juvenil.
Este é o primeiro edital para a produção de longas dedicado a esse público aberto pela SAv, que já realizou seis edições dos editais Curta-Criança e Curta Infanto-Juvenil.

Os três editais também contemplam projetos de animação.

Saiba mais sobre o Programa Brasil de Todas as Telas

Programa Brasil de Todas as Telas, lançado em julho de 2014, pela presidenta Dilma Rousseff, foi moldado para atuar na expansão do mercado e na universalização do acesso às obras audiovisuais brasileiras. O Programa, uma ampla ação governamental que visa transformar o País em um centro relevante de produção e programação de conteúdos audiovisuais, foi formulado pela ANCINE em parceria com o MinC, e com a colaboração do setor audiovisual por meio de seus representantes no Comitê Gestor do Fundo Setorial do Audiovisual - FSA.

O resultado do primeiro ano do Programa superou as metas estabelecidas. Foram 306 longas- metragens e 433 séries ou telefilmes apoiados. A aposta no investimento em desenvolvimento de projetos também foi bem sucedida, rendendo a estruturação de 55 núcleos criativos em todas as regiões do país, e projetando o desenvolvimento de 620 projetos.

O Programa Brasil de Todas as Telas – Ano 2 foi lançado no dia 1º de outubro, no Rio de Janeiro, em cerimônia com a presença do Ministro da Cultura, Juca Ferreira, garantindo a continuidade de uma política pública vigorosa para o audiovisual brasileiro.

Fonte: ANCINE

Imprensa (2)Trailer/Divulgação

Imprensa (3) Teaser Trailer

Popular Posts

Google+ Followers