quinta-feira, 8 de julho de 2021

TV BRASIL - PROGRAMAÇÃO DE 10 A 18 DE JULHO



A comédia de animação "Encantado" é um dos destaques da programação da semana na TV Brasil


 Relação de filmes que a TV Brasil exibe de 10 a 18 de julho de 2021:


  • Sábado (10) – 18h30 – Cine Retrô: “A Banda das Velhas Virgens” (1979) – comédia

  • Domingo (11) – 14h – Sessão Família: “Asterix, o Gaulês” (1967) – animação, aventura

  • Domingo (11) – 17h – Sessão Família: “A Menina no País das Maravilhas” (2010) – drama

  • Domingo (11) – 3h30 – Festival Mazzaropi: “O Noivo da Girafa” (1957) – comédia

  • Segunda (12) – 13h – Sessão Família: “Encantado” (2017) – comédia, animação

  • Segunda (12) – 22h30 / 3h45 – Cine Doc: “Sotaque Elétrico” (2017) – documentário

  • Terça (13) – 13h – Sessão Família: “Bugigangue no Espaço” (2016) – aventura, animação

  • Terça (13) – 22h30 / 3h45 – Cine Retrô: “No Paraíso das Solteironas” (1969) – comédia

  • Quarta (14) – 13h – Sessão Família: “A Menina no País das Maravilhas” (2010) – drama

  • Quinta (15) – 13h – Cine Retrô: “A Banda das Velhas Virgens” (1979) – comédia

  • Quinta (15) – 22h30 / 3h45 – Cine Retrô: “Mulheres à Vista” (1959) – comédia musical

  • Sexta (16) – 13h – Sessão Família: “Uma Amizade Verdadeira” (2015) - drama

  • Sexta (16) – 22h30 / 3h45 – Festival de Cinema: “Chef” (2014) – comédia

  • Sábado (17) – 19h – Cine Retrô: “Um Caipira em Bariloche” (1973) – comédia

  • Domingo (18) – 14h – Sessão Família: “Houdini, o Pequeno Mágico” (2014) – animação, infantil

  • Domingo (18) – 17h – Sessão Família: “Uma Viagem Extraordinária” (2013) – drama, aventura

  • Domingo (18) – 3h30 – Cine Retrô: “Casinha Pequenina” (1963) - comédia





________

A Banda das Velhas Virgens

Sábado, 19 de junho, às 18h30

Quinta-feira, 15 de julho, às 13h


Em “A Banda das Velhas Virgens”, o humorista Amácio Mazzaropi vive o caipira “Gostoso”, maestro de uma banda formada por senhoras idosas e beatas.

Expulso de suas terras, Gostoso vai morar em um ferro-velho nos arredores da cidade, onde encontra um saco de joias e acaba acusado de roubo. Agora, tem que fazer de tudo para provar sua inocência.

100 min. Ano: 1979. Gênero: Comédia. Direção: Pio Zamuner (codiretor: Berilo Faccio) Produção: Amácio Mazzaropi. Roteiro: Rajá de Aragão e Amácio Mazzaropi. Elenco: Mazzaropi, Geny Prado, André Luiz Toledo, Gilda Valença, José Velloni. Gênero: Comédia. Classificação Indicativa: livre.


-----

Asterix, o Gaulês

Domingo, 2 de agosto, às 14h


Após sucessivas derrotas, o centurião romano Caius Bonus envia um espião à Gália, com a missão descobrir o segredo da super força dos guerreiros gauleses.

O espião descobre que a força vem da poção mágica feita pelo druida Panoramix. Contudo, seu disfarce cai por terra e ele foge, usando-se dos poderes da poção.

No acampamento romano, Caius Bonus fica surpreso com a descoberta e decide capturar Panoramix, pois pretende usar a poção para tomar o poder e se tornar o imperador de Roma.

Agora, Asterix e Obelix, seu inseparável amigo, partem para resgatar o druida. Mas, para destruir os seus planos do centurião, eles podem precisar de uma ajuda inesperada: a do próprio imperador Júlio César.

Inédito. 68 min. Ano: 1967. País: França / Bélgica. Idioma: francês. Gênero: animação, aventura. Título original: "Astérix le Gaulois". Direção: Ray Goossens. Roteiro: René Goscinny, Albert Uderzo, Willy Lateste, Jos Marissen, László Molnár. Classificação: Livre.



-----

A Menina no País das Maravilhas

Domingo, 11 de julho, às 17h

Quarta-feira, 14 de julho, às 13h


Phoebe (Elle Fanning) é uma menina rejeitada por seus colegas de classe. Mais do que tudo, ela deseja participar da peça de teatro da escola: Alice no País das Maravilhas.

O comportamento de Phoebe piora a cada dia, o que deixa seus pais – Hillary (Felicity Huffman) e Peter (Bill Pullman) – preocupados por não compreenderem a filha.

Phoebe se esconde em suas fantasias, confundindo realidade com sonho. Agora, terá que enfrentar um duro, doloroso e emocionante processo de autodescoberta e transformação pessoal.

Inédito. 96 min. Ano: 2010. País: EUA. Título Original: “Phoebe in Wonderland”. Gênero: drama. Direção: Daniel Barnz. Classificação Indicativa: 12 anos.



-----

O Noivo da Girafa

Domingo, 11 de julho, às 3h30


Funcionário do Zoológico do Rio de Janeiro, Aparício Boamorte (Mazzaropi) desenvolve um laço afetivo com a girafa do parque, com quem costuma conversar enquanto trabalha. O humilde tratador de animais vira alvo da chacota dos colegas, que o apelidam de “Noivo da Girafa”.

Filha do dono da pensão onde Aparício mora, Aninha adoece de repente e logo suspeita-se que Aparício tenha contaminado a menina com alguma doença proveniente dos animais.

Sem dinheiro para atendimento médico, Aparício se consulta com o veterinário do Zoológico. Após um exame de sangue, o clínico constata que o tratador de animais tem leucemia terminal e apenas 15 dias de vida.

A notícia se espalha e os conhecidos de Aparício passam a tratá-lo bem. Já o dono da pensão vê nisso uma oportunidade e tenta arranjar o casamento de sua filha mais velha, Clara, com Aparício. Seu plano é torná-la herdeira da fortuna de um tio rico do cuidador de animais.

Realizada em 1957, a comédia “O Noivo da Girafa” é parte da trilogia carioca de Mazzaropi, ao lado de “Fuzileiro do Amor” e “Chico Fumaça.” Filmado nos estúdios da antiga TV-Rio, o longa-metragem traz imagens do Rio de Janeiro da época, incluindo o bondinho do Pão de Açúcar.

A trilha sonora é assinada pelo maestro Radamés Gnatalli, com algumas das canções interpretadas pelo próprio Mazzaropi.

92 min. Ano: 1957. País: Brasil. Gênero: comédia. Direção: Victor Lima. Produção: Oswaldo Massaini.



-----

Encantado

Domingo, 18 de abril, às 14h30

(Reprise na quarta, 21, às 13h)


Quando criança, o príncipe Felipe Encantado foi amaldiçoado: passaria a despertar paixão nas mulheres que o conhecessem. Princesas como Cinderela , Bela Adormecida e Branca de Neve, além de todas as moças do reino, apaixonam-se perdidamente por ele. Entretanto, o feitiço será quebrado e todo o amor que Felipe conhece desaparecerá, caso o príncipe não ache sua real alma gêmea antes de completar 21 anos de idade.

Inédito. 85 min. Ano: 2017. País: Canadá. Gênero: comédia, animação. Direção: Ross Venokur. Classificação Livre.



-----

Sotaque Elétrico

Segunda-feira, 12 de julho, às 22h30 / 3h45


Investigação musical sobre a guitarra brasileira, o documentário parte da chegada da viola de machete ao Recôncavo baiano em meados do séc. XIX. Aborda ainda a revolução do pau elétrico de Dodô e Osmar no carnaval da Bahia, a energia do carimbó do Pará, as experimentações tropicalistas de Lanny Gordin, o baque dos tambores do maracatu pernambucano, o peso do Megadeth e a reconexão com as matrizes em linha direta com a música africana atual.

A guitarra elétrica teve que se adaptar à cultura do ritmo, própria aos gêneros brasileiros, forjando uma identidade que vai além da tradição do rock’n’roll.

Inédito. 91 min. País: Brasil. Gênero: documentário. Direção: Caio Jobim e Pablo Francischelli.



-----

Bugigangue no Espaço

Terça-feira, 13 de julho, às 13h


Quando o vilão alienígena Gana Gobler toma o poder da Confederação, sete alienígenas desajeitados conseguem escapar do cerco, mas sua espaçonave cai na Terra, ao lado da sede de um clube restrito a sete amigos, que aguardam algum acontecimento divertido para mudar sua rotina. Juntos, eles embarcam em uma emocionante aventura espacial para restaurar a paz no universo.

Animação brasileira em computação gráfica, “BugiGangue no Espaço” foi realizada, escrita e produzida por Ale McHaddo.

90 min. Ano: 2016. País: Brasil. Gênero: aventura, animação. Direção: Ale McHaddo. Classificação: livre.



-----

No Paraíso das Solteironas

Terça-feira, 13 de julho, às 22h30 / 3h45


Um homem acostumado à vida do interior não poderia imaginar que, ao tentar a sorte na cidade grande, seria objeto do desejo de uma turma de solteironas. O personagem de Mazzaropi ainda se envolve em confusões com a dona do hotel e é colocado às voltas com uma quadrilha e um grupo de ciganos.

95 min. Ano: 1969. Gênero: comédia. Direção: Pio Zamuner, com Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Átila Iório, Carlos Garcia, Elizabeth Hartman. Classificação Indicativa: livre.



-----

Mulheres à Vista

Quinta-feira, 15 de julho, às 22h30 / 3h45


Em “Mulheres à Vista”, João Flores é empresário de uma companhia teatral mambembe formada por ele, a vedete Boca de Caçapa, o ex-ajudante de palhaço Josafá e o cantor sem voz Benedito.

João tenta organizar um grande teatro de revista em uma renomada casa teatral carioca. Para conseguir o dinheiro, aplica vários golpes, ajudado pelos seus companheiros. A quantidade de credores a persegui-lo se torna enorme e, para complicar ainda mais a situação, o antigo empresário que alugava o teatro, Galileu, busca impedir que João alcance o sucesso, pois quer de volta o teatro, em condições mais vantajosas.

Inédito. 90 min. Ano: 1959. Direção: J.B. Tanko. Roteiro: Chico Anysio, Victor Lima. Elenco: Zé Trindade, Grande Otelo, Renato Restier, Consuelo Leandro, Geraldo Meyer, Estelitta Bell, Bill Farr, Geraldo Alves, Marivalda, Carlos Imperial.



-----

Uma Amizade Verdadeira

Sexta-feira, 16 de julho, às 13h


Um menino de 13 anos, Finn (Lucas McHugh Carroll), torna-se alvo de valentões em sua nova escola e está se sentindo sem esperança, até que encontra o cão Marshall, com quem cria um imediato laço de amizade. O animal está enjaulado em condições deploráveis, após ser capturado por um colecionador de cães. O garoto sabe que deve resgatar Marshall, que está ferido e precisa de um veterinário com urgência.

Uma Amizade Verdadeira" recebeu o Prêmio de Escolha do Público de Melhor Filme no Festival Internacional de Cinema de St. Louis. O filme também foi premiado como “Melhor Filme de Família” no Wild Rose Film Festival. E o Belleville News Democrat o aclamou como o “Melhor Filme de Família”, em 2014.

Inédito. 90 min. Ano: 2015. País: EUA. Gênero: drama. Título original: “Marshall, The Miracle Dog”. Direção: Jay Kanzler. Roteiro: Jay Kanzler, Scott Zakarin. Elenco: Shannon Elizabeth, Matthew Settle, Lauren Holly.



-----

Chef

Sexta-feira, 16 de julho, às 22h30 / 3h45


Carl Casper é o chef do restaurante Gauloises, em Los Angeles. Embora popular com sua equipe de cozinha, Carl entra em conflito com a dona do restaurante, Riva, que tenta limitá-lo à culinária clássica em vez de pratos inovadores.

Carl também tem um relacionamento tenso com sua rica ex-esposa, Inez, e seu filho pré-adolescente vidrado em tecnologia, Percy.

Após muitos conflitos o deixarem desempregado, Carl decide comprar um food truck a fim de recuperar sua criatividade na cozinha. Ele, Martin e Percy dirigem o caminhão pelo país, da Flórida até a Califórnia, servindo sanduíches cubanos e batatas fritas.

Percy os promove nas redes sociais e eles obtêm sucesso em várias cidades, onde suas iguarias diárias encantam as pessoas. A visibilidade pode dar um novo rumo à vida profissional e afetiva de Carl.

Inédito. 115 min. Ano: 2014. País: EUA. Idioma original: inglês. Gênero: comédia. Direção e roteiro: Jon Favreau.



-----

Um Caipira em Bariloche

Sábado, 17 de julho, às 19h


Fazendeiro ingênuo, Polidoro cai na conversa do genro e vende suas terras para um vigarista que engana a todos, inclusive sua própria esposa, uma argentina honesta e desiludida com o amor.

Por pura armação, os dois acabam indo parar em Bariloche e lá na neve, em meio a confusões e gargalhadas, o caipira começa a juntar os fatos e retorna para desmascarar os vilões.

A comédia promete muitas risadas e momentos de diversão, intriga e suspense para a plateia. O longa “Um caipira em Bariloche” foi uma das maiores bilheterias de toda a carreira do saudoso humorista Amácio Mazzaropi.

100 min. Ano: 1973. Gênero: comédia. Direção: Pio Zamuner e Amácio Mazzaropi, com Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Beatriz Bonnet, Ivan Mesquita, Carlos Valone. Classificação Indicativa: 14 anos.



-----

Houdini, o Pequeno Mágico

Domingo, 18 de julho, às 14h


Nos Estados Unidos do séc. XIX, o jovem Harry Houdini, de doze anos, tem um talento inato para a magia. Contudo, sua cidade natal, Appletown, não tem tradição alguma nisso.

Apesar de ensaiar incansavelmente no celeiro de sua casa, Harry tem consciência de que seu potencial pode nunca ser explorado. E tornar-se um mago talvez seja, enfim, uma utopia.

Eis que o prefeito de Nova York anuncia um concurso de mágica para celebrar a inauguração oficial da Estátua da Liberdade. Mas, para entrar na competição, o concorrente deve ser treinado por um mago de verdade. E assim começa o problema, pois Harry não conhece nenhum mago.

O pai de Harry acaba por encontrar o Grande Tesla, um verdadeiro mágico que vê talento, criatividade e ousadia em Harry. Ele decide dar uma chance ao rapaz e o convida a iniciar o treinamento em sua casa.

Acompanhado por sua sobrinha, Beth, e seu assistente, Arnold, Tesla vai ensinar a Harry o básico da magia e alguns truques surpreendentes. Mas também vai testar o rapaz, pois precisará ter certeza de que Harry está pronto para o desafio a sua frente.

O desenho é livremente inspirado no ilusionista Harry Houdini, famoso no começo do séc. XIX por suas performances envolvendo magia de rua e, especialmente, números de escape. Nestes, Houdini ficava preso por cordas, correntes, pendurado a arranha-céus ou imerso n’água. Para espanto da plateia, sempre escapava dentro do tempo-limite da apresentação.

53 min. País: França / Bélgica: Idioma original: francês. Ano: 2014. Gênero: animação, infantil. Direção: Cédric Babouche. Roteiro: Sydelia Guirao, Francis Launay, Maxime Le Bras e Francois Turquety.



-----

Uma Viagem Extraordinária

Domingo, 18 de julho, às 17h


Em “Uma viagem extraordinária”, T.S. Spivet é um garoto superdotado, apaixonado por cartografia. Quando ganha um prêmio científico prestigioso, o garoto decide abandonar sua família em Montana, um região rural, para atravessar sozinho os Estados Unidos, até chegar a Washington. O único problema é que o júri não sabe que o vencedor ainda é uma criança.

105 min. Ano: 2013: País: França e Canadá. Título original: “The Young and Prodigious T.S. Spivet”. Gênero: drama, aventura. Direção: Jean-Pierre Jeunet. Classificação: livre.



-----

Casinha Pequenina

Domingo, 18 de julho, ás 3h30 (madrugada de domingo para segunda)


Considerado a obra-prima de Mazzaropi, o longa-metragem “Casinha Pequenina” traz um elenco de estrelas e marca a estreia de Tarcísio Meira no cinema. O filme tem o fim da escravidão como pano de fundo e mostra a luta dos abolicionistas contra os interesses dos senhores de engenho.

Ícone da sétima arte no país, Mazzaropi usou a figura do “Jeca” como personagem central em dezenas de produções nacionais.

95 min. Ano: 1963. Gênero: comédia. Classificação Indicativa: 12 anos.



--

Coordenação de Relações Públicas e Imprensa

TV Brasil

Empresa Brasil de Comunicação


SHARE THIS

0 comentários:

AGENDA (Festivais, mostras, concursos)

EVENTOS (Teatro, música, audiovisual)

ARTES E ARTISTAS (EVENTOS, LANÇAMENTOS, CURSOS)

LITERATURA (Eventos, Lançamentos, Dicas de leitura)

CINECLUBES (PROGRAMAÇÃO, EVENTOS)

Arquivo do blog

Cloud Labels

especiais (96)