sábado, 8 de maio de 2021

Filmes TV Brasil: 8 a 16 de maio



 Relação de filmes que a TV Brasil exibe de 8 a 16 de maio:


  • Sábado (8) – 18h30 – Cine Retrô: “A Banda das Velhas Virgens” (1979) – comédia
  • Domingo (9) – 14h30 – Sessão Família: “Uma Grande Amizade” (2018) – drama
  • Domingo (9) – 16h30 – Cine Nacional: “A Casa Elétrica” (2011) – drama
  • Domingo (9) – 3h30 – Festival Mazzaropi: “No Paraíso das Solteironas” (1969) – comédia
  • Segunda (10) – 13h – Sessão Família: "Menino Maluquinho – O Filme" (1995) – comédia, aventura
  • Segunda (10) – 22h30 – Cine Doc: "Imaterial" (2019) – documentário
  • Terça (11) – 13h – Sessão Família: "Peixonauta – O Filme" (2018) – aventura, animação
  • Terça (11) – 22h30 / 3h45 – Cine Retrô: "Entrei de Gaiato" (1960) – comédia
  • Quarta (12) – 13h – Sessão Família: "Uma Grande Amizade" (2018) – drama
  • Quinta (13) – 13h – Cine Retrô: "Chofer de Praça" (1958) – comédia
  • Quinta (13) – 22h30 / 3h45 – Cine Retrô: "Depois eu Conto" (1956) – comédia musical
  • Sexta (14) – 13h – Sessão Família: "Brasil Animado" (2011) – comédia, animação
  • Sexta (14) – 22h30 / 3h45 – Cine Nacional: "Vazio Coração" (2013) – drama
  • Sábado (15) – 18h30 – Cine Retrô: "O Grande Xerife" (1972) – comédia
  • Domingo (16) – 14h30 – Sessão Família: "O Segredo do Vale da Lua" (2009) – aventura
  • Domingo (16) – 16h30 – Cine Nacional: "O Palhaço" (2011) – drama, comédia
  • Domingo (16) – 3h30 – Festival Mazzaropi: "Chico Fumaça" (1957) – comédia

Segue, abaixo, a sinopse de cada filme.

-----

A Banda das Velhas Virgens

Sábado, 8 de maio, às 18h30


Em “A Banda das Velhas Virgens”, o humorista Amácio Mazzaropi vive o caipira “Gostoso”, maestro de uma banda formada por senhoras idosas e beatas.

Expulso de suas terras, Gostoso vai morar em um ferro-velho nos arredores da cidade, onde encontra um saco de joias e acaba acusado de roubo. Agora, tem que fazer de tudo para provar sua inocência.

100 min. Ano: 1979. Gênero: Comédia. Direção: Pio Zamuner (codiretor: Berilo Faccio) Produção: Amácio Mazzaropi. Roteiro: Rajá de Aragão e Amácio Mazzaropi. Elenco: Mazzaropi, Geny Prado, André Luiz Toledo, Gilda Valença, José Velloni. Gênero: Comédia. Classificação Indicativa: livre.


___

Uma Grande Amizade

Domingo, 9 de maio, às 14h30

(Reprise na quarta, dia 12, às 13h)

Flora é uma elefanta de circo que não consegue mais realizar seus truques. Na noite anterior à data marcada para sua eutanásia, a filha do dono do circo, Dawn, de 14 anos, foge do circo com Flora. Agora, tudo o que há entre eles e o santuário de animais  –   onde Flora poderá viver em paz  –   são duzentos quilômetros de bosques, um rio turbulento e dois caçadores de elefantes.

Inédito. 95 min. Ano: 2018. País: EUA. Gênero: drama. Direção: Mark Taylor. Roteiro: David Moss, Mark Taylor.


____

A Casa Elétrica

Domingo, 9 de maio, às 16h30


Na Buenos Aires dos dias atuais, uma discussão no tradicional Café Tortoni entre quatro senhores, profundos conhecedores do tango, desperta a atenção de um turista brasileiro. Ele tem uma informação: o primeiro tango registrado em vinil na América Latina foi gravado no Brasil.

Assim começa “A Casa Elétrica”, o filme baseado em fatos reais sobre a história de Savério Leonetti, sua fábrica de gramofones e sua gravadora de discos, em Porto Alegre no começo do século XX.

110 min. Ano: 2011. País: Brasil. Gênero: drama. Direção: Gustavo Fogaça. Realização: Panda Filmes. Classificação: 12 anos.


____

No Paraíso das Solteironas

Domingo, 9 de maio, às 3h30

(Madrugada de domingo para segunda)


Um homem acostumado à vida do interior não poderia imaginar que, ao tentar a sorte na cidade grande, seria objeto do desejo de uma turma de solteironas. O personagem de Mazzaropi ainda se envolve em confusões com a dona do hotel e é colocado às voltas com uma quadrilha e um grupo de ciganos.

95 min. Ano: 1969. Gênero: comédia. Direção: Pio Zamuner, com Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Átila Iório, Carlos Garcia, Elizabeth Hartman. Classificação Indicativa: livre.


___

Menino Maluquinho, o Filme

Segunda-feira, 10 de maio, às 13h

Maluquinho (Samuel Costa) é um garoto travesso de classe média. Apesar de sua energia e bom humor – adora brincar e pregar peças nos amigos –, ele sofre com a separação dos pais.

Vovô Passarinho (Luiz Carlos Arutin) decide o levar em férias para o interior de Minas Gerais. Lá o menino vive aventuras incríveis com seus amigos e seu primo da roça, Tonico.

83 min. Ano: 1995. País: Brasil. Gênero: comédia, aventura. Direção: Helvécio Ratton. Classificação: livre.


___

Imaterial

Segunda–feira, 10 de maio, às 22h30 e 3h45

Imaterial” é o documentário de Shinji Shiozaki e Felipe Santiago, assim descrito pelos próprios: “a produção de imagem no meio da rua, curadoria sonora para vídeos e todo o processo de construção midiática, transforma a produção artística inerente à prática do skate na cidade. Imaterial é a documentação de um período da produção artística e o skate como objeto artístico”. Figuras destacadas na intersecção entre arte e skate dão voz ao filme, como Alexandre Vianna, Guilherme Guimarães, Klaus Bohms, Flavio Samelo e Erica Maradona, entre outros.

Filmado ao longo de quatro anos, o documentário “Imaterial” reúne imagens e depoimentos de skatistas amadores e profissionais, na cidade de São Paulo.

Com direção de Shinji Shiozaki e Felipe Santiago, o filme aborda o skate enquanto objeto artístico e o modo como ele define todo um estilo de vida. Pessoas que atuam na interseção entre o skate e a arte revelam como tiveram contato com o skate e como este dá forma a seus trabalhos e suas vidas.

Imaterial” conta com depoimentos de Alexandre Vianna, Guilherme Guimarães, Klaus Bohms, Flavio Samelo e Erica Maradona, entre outros.

O documentário foi exibido no Surf Skate Film Festival 2020, em Milão, e conquistou o prêmio do júri no Tokyo Lift Off Film Festival 2020.

Inédito. 86 min. Ano: 2019. País: Brasil. Gênero: documentário. Direção: Shinji Shiozaki e Felipe Santiago


____

Peixonauta, o Filme

Terça-feira, 11 de maio, às 13h


Peixonauta e seus amigos, Marina e Zico, deixam a segurança do Parque das Árvores Felizes em busca do Dr. Jardim e dos primos Pedro e Juca. Pela primeira vez, entram numa cidade grande, mas a encontram completamente vazia.

Após investigar, descobrem que as pessoas não desaparecem, mas encolheram. Agora, Peixonauta e sua turma precisam desvendar a causa para o encolhimento dos cidadãos e salvar a cidade.

77 min. Ano: 2018. País: Brasil. Gênero: aventura, animação. Direção: Celia Catunda, Rodrigo Eba.


_____

Entrei de Gaiato

Terça-feira, 11 de maio, Às 22h30 e 3h45


Entrei de Gaiato” conta a história de Januário, um vigarista que, com ajuda de seus amigos igualmente trapaceiros, se hospeda no requintado Hotel Palácio, fazendo-se passar por um rico fazendeiro de cacau, a fim de roubar e enganar turistas. Ananásia é uma viúva que também se torna hóspede do mesmo hotel, com quase o mesmo plano: fingir ser milionária para conseguir casar com algum "velho" endinheirado. De imediato, Januário e Ananásia começam a namorar. No entanto, as mentiras sobre suas riquezas os tornam alvo de ladrões internacionais de joias que estavam entre os hóspedes.

Inédito. 95 min. País: Brasil. Ano: 1960. Gênero: comédia. Direção: J.B. Tanko. Classificação: 12 anos.


____

Chofer de Praça

Quinta-feira, 13 de maio, às 13h

Em “Chofer de Praça”, o ator e humorista Amácio Mazzaropi interpreta o humilde Zacarias, que se muda com a mulher para São Paulo a fim de arrumar emprego e ajudar o filho Raul a pagar a faculdade de Medicina.

Na comédia, o personagem começa a dirigir um modelo de carro antigo, muito barulhento e fumacento, que rapidamente vira motivo de piadas.

Primeira produção de Amácio Mazzaropi para o cinema, “Chofer de Praça” foi o primeiro filme do comediante ao lado da atriz Geny Prado, que viria a ser seu par constante. Os números musicais são com Lana Bittencourt e Agnaldo Rayol.

97 min. Ano: 1958. Gênero: comédia. Direção: Milton Amaral, com Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Ana Maria Nabuco, Lana Bittencourt e Agnaldo Rayol. Classificação: 10 anos.


____

Depois eu conto

Quinta-feira, 13 de maio, às 22h30 e 3h45


Jovem pobre que trabalha como frentista no subúrbio do Rio, Zé da Bomba (Anselmo Duarte) usa com frequência o Cadillac do patrão para ir à Boate Astral, onde se passa por um bem sucedido empresáro paulista. Para compor a fachada, Zé tem a ajuda de seu inseparável amigo Renatinho Pinga-Fogo (Grande Otelo), que finge ser o colunista social Renê Dorê.

Sônia (Eliana Macedo) é vizinha e namorada de Zé da Bomba. Sua tia Ofélia (Dercy Gonçalves), por intermédio de um dos donos da Boate Astral, descobre que Zé ficou noivo da sofisticada Marilu Biscaim (Ilka Soares), e decide desmascará-lo.

Crítica à alta sociedade carioca, a comédia musical satiriza a onda de "glamourização da pobreza" em voga nos anos 1950, retratada na sequência final, com a inauguração da "Boate Favela" no alto do morro.

Depois eu Conto” traz números musicais com Dercy Gonçalves em dueto com Grande Otelo, além de Jamelão cantando "Exaltação à Mangueira" (Enéas Brites da Silva e Aluízio Augusto da Costa), e Eliana Macedo personificando Carmem Miranda. Dercy Gonçalves ainda apresenta uma paródia do sucesso “Ninguém me Ama” (Antônio Maria).

96 min. Ano: 1956. Gênero: comédia musical. Direção: José Carlos Burle, Watson Macedo. Classificação Indicativa: 12 anos.


____

Brasil Animado

Sexta-feira, 14 de maio, às 13h

O cineasta Relax sempre tenta convencer o ganancioso empresário Stress a investir em seus projetos. Eis que Relax propõe uma busca à árvore mais antiga do Brasil: o grande jequitibá rosa. Stress logo vê potencial na ideia, pois pode vender ingressos para a visitação à árvore quando esta for encontrada. Com isso, a dupla sai em jornada Brasil adentro, dispostos a encontrar a espécie rara.

Primeiro filme em 3D do cinema brasileiro, a animação mescla computação gráfica com cenas gravadas em cenários reais. O filme marca a estreia de Mariana Caltabiano como diretora e traz cenas no Rio de Janeiro, Salvador, Porto Seguro, Foz do Iguaçu, Porto de Galinhas, Olinda, Ouro Preto, Tiradentes, Diamantina, Fortaleza, Canoa Quebrada, Jericoacoara, Gramado, Caxias do Sul, São Paulo, Brasília, Florianópolis e Amazônia.

78 min. Ano: 2011. País: Brasil. Gênero: comédia, animação. Direção: Mariana Caltabiano. Classificação: livre.


____

Vazio Coração

Sexta-feira, 14 de maio, às 22h30 e 3h45

Hugo Kari (Murilo Rosa) é um famoso cantor de música sertaneja. Com canções de tom confessional, nas quais põe para fora suas aflições, Hugo alcançou sucesso e agora está no auge da carreira. Tem dinheiro, shows lotados, milhares de fãs. Mas, apesar de toda a realização profissional, sua vida afetiva guarda um lado obscuro e esquecido.

Prestes a se aposentar, o embaixador Mário Menezes (Othon Bastos) tem convicção de que nunca mais quer falar novamente com Hugo, seu filho. Cabe à esposa de Hugo (Larissa Maciel) ajudar o marido no desafio de reconquistar o amor do pai.

O cantor e a esposa fazem uma pausa na turnê a fim de se encontrarem com Mário no Grande Hotel Termas de Araxá, no qual a família passava férias quando Hugo era criança. Naquele local de fortes memórias para os dois, pai e filho tentam remontar o quebra-cabeças de uma relação fragmentada por ideais e sonhos conflitantes. E por um trágico acontecimento que os marcara para sempre.

Filmado nas cidades de Araxá e Patrocínio, Minas Gerais, "Vazio Coração" é o longa-metragem de estreia do diretor Alberto Araújo e conquistou os prêmios de Melhor Filme e Melhor Ator (para Murilo Rosa) na 26ª edição do Festival de Cinema de Natal/RN, em 2013.

91 min. Ano: 2013. País: Brasil. Gênero: drama. Direção: Alberto Araujo. Produção: Kanal Cine Video. Roteiro: Alberto Araujo. Elenco Principal: Murilo Rosa, Othon Bastos, Oscar Magrini, Lima Duarte, Bete Mendes, Patrícia Naves. Classificação Indicativa: Livre.


____

O Grande Xerife

Sábado, 15 de maio, às 18h30


Amácio Mazzaropi interpreta um viúvo, pai de Mariazinha. Ele é o morador mais antigo de Vila do Céu, onde vive cuidando da vida dos outros. Um dia, chega à cidade o bandido João Bigode, disfarçado de padre.

O bandido mata o xerife da Vila e põe um comparsa no lugar. A confusão está armada e só Mazzaropi pode fazer algo a respeito.

95 min. Ano : 1972. Gênero: comédia. Direção: Pio Zamuner. Elenco: Mazzaropi, Patricia Mayo, Paulo Bonelli, Tony Cardi, Augusto César Ribeiro. Classificação: 12 anos.


_____

O Palhaço
Domingo, 16 de maio, às 16h30

O circo itinerante de Valdemar (Paulo José) viaja de vila em vila pelo interior do Brasil. No picadeiro, Valdemar atua como o palhaço Puro Sangue, ao lado do filho, Benjamin (Selton Mello), que faz o palhaço Pangaré.
Sem qualquer documento além da certidão de nascimento, Benjamin nunca conheceu vida fora do circo. Para ele, ser palhaço nunca foi uma opção, mas uma condição inevitável da vida.
Ao começar a questionar sua capacidade de fazer as pessoas rirem e incerto quanto a seu lugar no mundo, Benjamin decide se rebelar. Ele quer descobrir o que há além da tenda do circo, correr riscos, conhecer pessoas e agarrar oportunidades. Então, com o pretexto de encontrar um ventilador e um amor, o jovem põe o pé na estrada. Na aventura, porém, conhece várias pessoas que lhe mostram outras possibilidades e o lembram de um sonho antigo: um dia ter um fã.
Em seu segundo longa-metragem como diretor, Selton Mello aborda em "O Palhaço" a busca por identidade e autoconhecimento. E a necessidade de se abrir mão do velho para abraçar o novo.
Aclamado por crítica e público, o filme conquistou prêmios no Festival de Cinema de Paulínia (2011), Prêmio ABC de Cinematografia (2012), Grande Prêmio Brasileiro de Cinema (2012), Tiburon International Film Festival (2012), Chicago International Festival (2012), entre outros. Em 2015, foi eleito pela Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine) um dos 100 melhores filmes brasileiros de todos os tempos.
88 min. Ano: 2011. País: Brasil. Gênero: drama, comédia. Direção: Selton Mello. Roteiro: Selton Mello e Marcelo Vindicato.


____

Chico Fumaça

Domingo, 16 de maio, às 3h30

(Madrugada de domingo para segunda)

Chico Fumaça (Amácio Mazzaropi) , assim conhecido por sua paixão pelos trens, é um caipira de Jequitibá, interior de Minas Gerais. Endividado, Chico perde sua vaca de estimação para o dono do armazém, Seu Elias (Domingos Terras), e vê o sonho de se casar com Inocência (Celeneh Costa) se distanciar ainda mais.

A sorte de Chico muda quando sua fixação por trens lhe permite evitar um descarrilamento. Um dos passageiros a sobreviver é um importante político, Dr. Japércio Limoeiro (Carlos Tovar).

Agradecido, Limoeiro resolve levar Chico para o Rio de Janeiro, então capital da República, a fim de lhe entregar uma recompensa. O político deseja, principalmente, usar a figura de Chico Fumaça em sua própria campanha para deputado.

No Rio, Chico se mete em várias confusões, conhece a vida noturna da capital e passeia pelas atrações cariocas. Também conhece uma quadrilha de vigaristas e uma vedete, que lhe tentam aplicar um golpe.

Chico precisará se superar para sobreviver às malícias da cidade grande e retornar à Jequitibá para se casar com sua noiva.

81 min. Ano: 1957. País: Brasil. Gênero: comédia. Direção: Victor Lima. Roteiro: Victor Lima e Alípio Ramos. Classificação Indicativa: livre.



FONTE: RICARDO RIBEIRO


SHARE THIS

0 comentários:

AGENDA (Festivais, mostras, concursos)

EVENTOS (Teatro, música, audiovisual)

ARTES E ARTISTAS (EVENTOS, LANÇAMENTOS, CURSOS)

LITERATURA (Eventos, Lançamentos, Dicas de leitura)

CINECLUBES (PROGRAMAÇÃO, EVENTOS)

Arquivo do blog

Cloud Labels

especiais (96)