sábado, 17 de abril de 2021

TV Brasil: Programação de filmes de 17 a 23 de abril:



 Relação de filmes que a TV Brasil exibe de 17 a 23 de abril:


  • Sábado (17) – 18h30 – Cine Retrô: “Jeca e seu Filho Preto” (1978) – comédia
  • Domingo (18) – 11h – “Miller & Fried: As Origens do País do Futebol” (2016) – documentário
  • Domingo (18) – 14h30 – Sessão Família: “Encantado” (2017) – comédia, animação
  • Domingo (18) – 16h30 – Cine Nacional: “Eu Sou Brasileiro” (2019) – drama
  • Domingo (18) – 3h30 – Festival Mazzaropi: “Meu Japão Brasileiro” (1965) – comédia
  • Segunda (19) – 13h – Sessão Família: "Bugiguangue No Espaço" (2016) – aventura, animação
  • Segunda (19) – 22h30 / 3h45 – Cine Doc: "Trópicos Gelados: Os 30 Anos de uma Conquista Brasileira" (2016) – Documentário
  • Terça (20) – 13h – Sessão Família: "Sobre Rodas" (2019) – drama, aventura
  • Terça (20) – 22h30 / 3h45 – Cine Retrô: "Quelé Do Pajeú" (1969) – drama
  • Quarta (21) – 13h – Sessão Família: “Encantado” (2017) – comédia, animação
  • Quinta (22) – 13h – Cine Retrô: “Jeca e seu Filho Preto” (1978) – comédia
  • Quinta (22) – 22h30 / 3h45 – Cine Retrô: "Alegria De Viver" (1958) – comédia musical
  • Sexta (23) – 13h – Sessão Família: "Becassine – A Babá Dos Sonhos" (2001) – aventura, animação
  • Sábado (24) – 18h30 – Cine Retrô: "Uma Pistola Para Djeca" (1969) – comédia
  • Domingo (25) – 14h30 – Sessão Família: "Big Pai, Big Filho" (2017) – animação
  • Domingo (25) – 16h30 – Cine Nacional: "Uma Loucura De Mulher" (2016) – comédia romântica
  • Domingo (25) – 3h30 – Festival Mazzaropi: "O Jeca e a Freira" (1968) – Comédia

____

Jeca e seu filho preto

Sábado, 17 de abril, às 18h30

(Reprise na quinta, 22, às 13h)

Em “Jeca e seu filho preto”, o saudoso humorista Amácio Mazzaropi interpreta Zé, o pai de um rapaz (misteriosamente) negro. O fato nunca o pareceu atormentar, mas os outros se incomodam quando seu filho se enamora de uma moça branca, filha de um rico fazendeiro.

Em plenos anos 1970, Amácio Mazzaropi, com seu jeito simples, abordou no cinema a questão do preconceito racial.

104 min. Ano de estreia: 1978. Gênero: comédia. Direção: Pio Zamuner. Codireção: Berilo Faccio, com Amácio Mazzaropi, Mazzaropi, Geny Prado, Yara Lins, Elizabeth Hartman, Denise Assunção. Classificação Indicativa: 12 anos.

____

Miller & Fried – As Origens do País do Futebol

Domingo, 18 de abril, às 11h

No final do séc. XIX, o Brasil estava em ebulição. O fim da escravidão, a chegada de imigrantes e a urbanização movimentavam o país. Naquele cenário, o futebol chegava da Inglaterra com o jovem Charles Miller e sofria uma revolução nos pés mágicos de Arthur Friedenreich.

Entre as conquistas do documentário, estão a menção honrosa no 34th Milano International FICTS Fest – Sport Movies & Tv 2016; e o Prêmio ABC 2017 (Associação Brasileira de Cinematografia), em que também foi finalista na categoria Melhor Direção de Fotografia em Longa-Metragem.

71 min. Ano: 2016. País: Brasil. Gênero: documentário. Direção: Luiz Ferraz. Roteiro: Guilherme Aguilar. Realização: Olé Produções.


_____


Encantado

Domingo, 18 de abril, às 14h30

(Reprise na quarta, 21, às 13h)

Quando criança, o príncipe Felipe Encantado foi amaldiçoado: passaria a despertar paixão nas mulheres que o conhecessem. Princesas como Cinderela , Bela Adormecida e Branca de Neve, além de todas as moças do reino, apaixonam-se perdidamente por ele. Entretanto, o feitiço será quebrado e todo o amor que Felipe conhece desaparecerá, caso o príncipe não ache sua real alma gêmea antes de completar 21 anos de idade.

Inédito. 85 min. Ano: 2017. País: Canadá. Gênero: comédia, animação. Direção: Ross Venokur. Classificação Livre.


_____

Eu Sou Brasileiro

Domingo, 18 de abril, às 16h30

O longa-metragem “Eu Sou Brasileiro” conta a história do jovem Léo (Daniel Rocha), que passou a vida tentando se tornar um jogador de futebol bem-sucedido em meio à luta para melhorar a condição financeira de sua família.

De repente, Léo vê sua grande chance ser desperdiçada por causa de um acidente em campo. O rapaz tenta superar as dificuldades, reconstruindo os laços com a família e o amor pelo futebol.

Inédito. 85 mim. Ano: 2019. País: Brasil. Gênero: drama. Direção: Alessandro Barros. Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 10 anos.


_____

Meu Japão Brasileiro

Domingo, 18 de abril, às 3h30 (madrugada de domingo para segunda)

Em uma comunidade rural nipo-brasileira, o agricultor Fofuca (Mazzaropi) enfrenta a exploração descarada do Sr. Leão, um atravessador que faz o intermédio entre os produtores e o comércio na cidade.

Após muito penar nas mãos de Leão, Fofuca forma com os camponeses uma cooperativa agrícola. Mas Leão e seus filhos não veem com bons olhos essa iniciativa e vão fazer de tudo para impedir que Fofuca e seus amigos tenham êxito nesse “Japão brasileiro.”

102 min. Classificação Indicativa: Livre. Ano: 1965. Gênero: comédia. Direção: Glauko Mirko Laurelli, com Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Célia Watanabe, Zilda Cardoso, Carlos Garcia, Reynaldo Martini, Adriano Stuart Elk Alves, Francisco Gomes, Judith Barbosa, Bob Junior, Ivone Hirata, Luiz Tokio, Luzia Yoshigumi. Classificação Indicativa: 12 anos.


_______

Bugigangue no Espaço

Segunda-feira, 19 de abril, às 13h

Quando o vilão alienígena Gana Gobler toma o poder da Confederação, sete alienígenas desajeitados conseguem escapar do cerco, mas sua espaçonave cai na Terra, ao lado da sede de um clube restrito a sete amigos, que aguardam algum acontecimento divertido para mudar sua rotina. Juntos, eles embarcam em uma emocionante aventura espacial para restaurar a paz no universo.

Animação brasileira em computação gráfica, “BugiGangue no Espaço” foi realizada, escrita e produzida por Ale McHaddo.

90 min. Ano: 2016. País: Brasil. Gênero: aventura, animação. Direção: Ale McHaddo. Classificação: livre.


______

Trópicos Gelados

Segunda-feira, 19 de abril, às 22h30 e 3h45

O projeto “Trópicos Gelados - Os 30 anos de uma conquista brasileira” contará a história da presença brasileira no continente antártico, desde as primeiras expedições até a construção da Estação Antártica Comandante Ferraz, o incêndio ocorrido em 25 de fevereiro de 2012 e sua reconstrução, que está em curso.

Além de resgatar a história da aventura antártica brasileira, o documentário trará informações, depoimentos e fatos inéditos fundamentais para a compreensão histórica deste esforço que envolve o estado, as instituições públicas e privadas e a cidadania brasileira na inserção de nosso país na questão ambiental mundial.

Inédito. 85 min. Ano: 2016. País: Brasil. Gênero: documentário. Direção: Ernesto Rodrigues. Classificação: livre.

_____

Sobre Rodas

Terça-feira, 20 de abril, às 13h

Sobre Rodas” conta a história de Lucas (Cauã Martins), um jovem de 13 anos que retorna à escola após um acidente o deixar sem movimento nas pernas. Lá, ele conhece Laís (Lara Boldorini), também de 13.

Os dois decidem partir por estradas de terra no interior, em busca do pai que Laís nunca conheceu. Nesta aventura eles acabam conhecendo um ao outro e começam uma amizade.

Produzido pela Klaxon Cultura Audiovisual e Hora Mágica Filmes, “Sobre Rodas” foi eleito o Melhor filme pelo público no TIFF Kids (Canadá), melhor filme no Chicago International Children’s Film Festival (EUA) e Melhor Filme da Mostra Geração, no Festival do Rio.

72 min. Ano: 2019. País: Brasil. Gênero: drama, aventura. Direção: Mauro D’Addio.


____

Quelé do Pajeú

Terça-feira, 20 de abril, às 22h30 e 3h45

Clemente Celidônio (Tarcísio Meira), mais conhecido como Quelemente ou Quelé, cuida de um rebanho próximo a sua casa, em Pajeú das Flores, Pernambuco.

Certo dia, ao chegar em casa, descobre que sua irmã, Marizolina (Elizângela Vergueiro) fora estuprada por um estranho. Em busca de vingança, Quelemente sai a procura do homem sobre quem Marizolina deu dois detalhes: uma cicatriz no rosto e a falta de um dedo.

Na longa jornada, Quelemente viverá muitas aventuras e se apaixonará por Maria do Carmo (Rossana Ghessa).

Eis que Quelé descobre o estuprador, Cesídio (Jece Valadão), com quem entra em confronto. Na luta, Quelemente mata um policial e passa a ser perseguido pela polícia. As desventuras de Quelé e sua sede de vingança poderão levá-lo à beira do abismo. Ou rumo ao cangaço...

Ano: 1969. País: Brasil. Gênero: drama. Direção: Anselmo Duarte. Roteiro: Lima Barreto.


____

Alegria de Viver

Quinta-feira, 22 de abril, às 22h30 e 3h45

Gilberto (John Herbert) atua como burocrata no escritório de uma construtora onde seu pai, já falecido, também fez carreira.

O dono da empresa, Senhor Pires, tem altas expectativas quanto ao futuro do rapaz na companhia, dada a admiração que nutria pelo pai de Gilberto. Mal sabe, porém, que o rapaz é frequentador e presidente do clube juvenil Copa Jazz, onde é conhecido como “King”.

Pires deseja apresentar sua filha, Elizabeth (Eliana Macedo), a Gilberto, aproveitando que a jovem está de férias do internato. Contudo, Elizabeth tem receio de que o jovem seja tão antiquado quanto seu pai e envia a amiga Margarida (Annabella) ao encontro com Gilberto em seu lugar.

Elizabeth e Gilberto acabam se conhecendo no Copa Jazz dias depois. Mas Silvia (Yoná Magalhães), enciumada com a afinidade entre os dois, decide sabotar o namoro que mal começou.

Comédia musical de 1958, “Alegria de Viver” tem direção de Watson Macedo e marca a estreia de Margarida Rey no cinema. O longa-metragem traz performances musicais do Trio Irakitan e do cantor Ivon Curi.

85 min. Ano: 1958. País: Brasil. Gênero: comédia musical. Direção: Watson Macedo.

____

Becassine, a Babá dos Sonhos

Sexta-feira, 23 de abril, às 13h

A babá Bécassine chega a Paris para cuidar de Charlotte, filha de uma de suas tutoradas anteriores. Porém, ela e a menina acabam por se envolver em uma aventura repleta de humor, música e dança. Precisam ir de Paris à Marselha, de Ibiza à Lapônia, tentando desvendar o que teria acontecido com o pai de Charlotte, Edmond. Do que ele está fugindo? Que segredo ele está tentando proteger? A família de Charlotte escapará das garras do perverso Gaspard, um suposto amigo da família?

Adaptação para cinema da popular personagem dos quadrinhos franceses, “Becassine, a Babá dos Sonhos” tem como protagonista Bécassine de Pinchon (na voz da atriz Muriel Robin), a babá que toda criança sonha em ter.

A princípio, seu vestido verde, avental branco e meias listradas podem parecer um pouco estranhos, mas a desajeitada Bécassine ganha o coração dos que a conhecem, tanto por sua doçura quanto pelas confusões em que se mete.

85 min. Ano: 2001. País: França. Gênero: aventura, animação. Título original “Bécassine - Le Trésor Viking”. Direção: Philippe Vidal. Roteiro: Yves Coulon, Béatrice Marthouret, J.P. Pinchon. Classificação: Livre.

_____


Uma Pistola para Djeca

Sábado, 27 de março, às 16h

Amácio Mazzaropi interpreta Gumercindo, homem pobre e honesto que tem sua filha seduzida pelo filho do fazendeiro. A garota fica grávida e o bebê vira motivo de chacotas por não ter pai.

O patrão acaba expulsando o trabalhador de suas terras e Gumercindo se une a fazendeiros vizinhos para o ajuste de contas. Agora, a justiça deve ser feita. Só será preciso que algum louco dê “Uma Pistola para Djeca.”

52 min. Ano: 1969. Gênero: comédia. Direção: Ary Fernandes, com Amácio Mazzaropi, Nello Pinheiro, Elizabeth Hartman, Patricia Mayo, Rogério Camara. Classificação Indicativa: 14 anos.


____

Big Pai, Big Filho

Domingo, 25 de abril, às 14h30

Adam, um garoto de treze anos que não tem muitos amigos, parte em uma jornada ousada para desvendar o mistério por trás de seu pai, há muito desaparecido. Ele rapidamente descobre que seu pai não é outro senão o lendário Pé Grande, que se escondeu na floresta por anos para proteger a si mesmo e sua família da HairCo., uma empresa de grande porte ansiosa para realizar experimentos científicos com seu DNA especial.

Enquanto pai e filho começam a recuperar o tempo perdido, Adam logo descobre que ele também é dotado de super poderes inimagináveis. Porém, mal sabem eles que a HairCo. está prestes a encontrá-los, pois encontrou os rastros deixados por Adam ao longo do caminho.

Inédito. 92 min. Ano: 2017. País: Bélgica, França. Título Original: "The Son of Bigfoot." Gênero: animação. Direção: Jeremy Degruson, Ben Stassen. Classificação: Livre.


____

Uma Loucura de Mulher

Domingo, 25 de abril, às 16h30


Lúcia (Mariana Ximenes) é uma ex-bailarina que abandonou os palcos, sua grande paixão, para ficar com o político Gero (Bruno Garcia), com quem está casada há 15 anos.

O casal tem uma briga séria na festa de lançamento da candidatura de Gero ao governo de Brasília.

Confusa, Lúcia viaja ao Rio de Janeiro e se esconde em um apartamento onde passou parte da infância. Ali, ela reencontra uma antiga vizinha e seu primeiro namorado, pessoas que podem mudar o rumo da sua vida.

100 min. Ano: 2016. Gênero: comédia romântica. Direção: Marcus Ligocki Júnior. Classificação Indicativa: 12 anos.


____

O Jeca e a Freira

Domingo, 25 de abril, às 3h30

(Madrugada de domingo para segunda)

Neste longa dirigido e protagonizado pelo humorista Mazzaropi, um senhor de terras responsabiliza-se pela educação da filha de um de seus colonos, em uma fazenda no Brasil do séc. XIX. Ele se afeiçoa à menina como se fosse sua própria filha.

Anos mais tarde, quando a jovem regressa do colégio em companhia de uma freira, o fazendeiro faz de tudo para que ela não reconheça seus verdadeiros pais.

102 min. Ano: 1968. Gênero: comédia. Direção: Amácio Mazzaropi, com Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Mauricio do Valle, Elizabeth Hartman, Carlos Garcia, Ewerton de Castro. Classificação indicativa: 12 anos.


FONTE: RICARDO RIBEIRO/ TV BRASIL


SHARE THIS

0 comentários:

AGENDA (Festivais, mostras, concursos)

EVENTOS (Teatro, música, audiovisual)

ARTES E ARTISTAS (EVENTOS, LANÇAMENTOS, CURSOS)

LITERATURA (Eventos, Lançamentos, Dicas de leitura)

CINECLUBES (PROGRAMAÇÃO, EVENTOS)

Arquivo do blog

Cloud Labels

especiais (95)