quarta-feira, 3 de março de 2021

Realismo na comédia 'Lucicreide vai pra Marte' que estreia 04/03 nos cinemas

 



A personagem Lucicreide (Fabiana Karla), popularizada no Programa televisivo Zorra Total (TV Globo),  embarca numa aventura espacial em 'Lucicreide vai pra Marte'. O filme, dirigido por Rodrigo César, e também produzido por Fabiana Karla, constrói uma narrativa que mistura o discurso da tecnologia, do cientificismo e da fantasia do cinema, com muito bom humor.


Para realizar o filme, a equipe de produção negociou durante um ano para conseguir filmar no Kennedy Space Center, em Cabo Canaveral (Flórida - EUA). O resultado pode ser conferido na telona, através de cenas de realismo, em que os atores passaram por etapas de treinamento dos astronautas, que inclui simulações em protótipos e um vôo em gravidade zero. O longa conta ainda 
com a presença do engenheiro Marcos Pontes, o primeiro astronauta brasileiro e atual ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações. Pontes também ajudou a equipe de produção na mediação com a NASA para conseguir autorização para as filmagens. 



O filme é uma comédia para toda a família. A história tem início quando Lucicleide, desapontada com os problemas familiares, deseja se afastar de tudo. Por obra do destino, ela termina indo parar na seleção de astronautas para a missão Marte. Contudo, a sua chegada ao programa espacial vai gerar uma reviravolta no processo seletivo, trazendo uma mudança de perspectiva na vida de seus novos colegas candidatos.


O carisma e a simplicidade de Lucicreide em contraposição ao esnobismo e arrogância da personagem Luana (Adriana Birolli) dá o tom da comédia. Para Fabiana Karla, levar a personagem ao cinema foi um desafio e um sonho realizado: "A Lucicreide é um personagem que veio do teatro e foi bem difícil levá-la para a TV (...) Quando o Rodrigo (diretor) trouxe a ideia de levar a Lucicreide para o cinema, eu abracei na hora. (...) Depois, fazer isso ainda mais crível ainda pro cinema foi bem difícil."


O longa dialoga com os clássicos cinematográficos de ficção científica. De acordo com o diretor Rodrigo César, conseguir filmar nas locações reais também era essencial para o projeto: "A plateia sempre sabe quando você está enganando. Queríamos oferecer verdade para o público, o cenário de onde saíram as missões Apolo e de onde sai a missão para Marte. Podíamos ter feito no croma, mas queríamos entregar a experiência real para a galera."


A pernambucana Fabiana Karla  não esconde o carinho e o orgulho que tem da personagem Lucicreide, uma mulher suburbana, mãe e dona de casa, que representa uma faceta das mulheres nordestinas: 
"A Lucicreide é minha homenagem mais sincera a todas as mulheres que me rodearam na vida. As lavadeiras, as tias, as avós, as vizinhas. Uma sonoridade muito familiar à minha infância." 


A atriz dedica o filme a Maurício Sherman, que lhe deu a oportunidade de interpretar a personagem na TV, e relembra como foi esse encontro: "Lucicreide me levou longe. Meu sonho era participar da Escolinha do Professor Raimundo. (...) Aí me convenceram de que eu devia ir para o Rio, e eu acreditei. (...) Fui para a porta do Projac e me deparei com o Mauricio Sherman. Nem o conhecia. Mas eu pulei em cima dele e perguntei: Sabe o que é chegar com uma mala de sonhos? Ele me disse: volte amanhã, menina. No dia seguinte, ele me botou para dentro, me ouviu, foi muito carinhoso comigo e me disse que devia fazer novela, porque eu tinha potencial."

O filme "Lucicreide vai pra Marte" estreia no dia 04/3 nos cinemas do Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Fortaleza, Brasília, Recife, Natal, Aracaju, São Luís e em algumas salas da Bahia e Espírito Santo.  


Elisabete Estumano Freire


** Fonte e trechos das entrevistas de Fabiana Karla e Ródrigo César foram extraídos do Pressbook oficial do filme, disponibilizado por Claudia Rodrigues da equipe  Atômica Lab. 




 




SHARE THIS

0 comentários:

Latest Posts

Cloud Labels

especiais (87)