segunda-feira, 20 de maio de 2019

Cine Arte UFF - Programação 23 a 29/05


Nesta semana, serão realizados a Mini Mostra do Filme Livre (MFL) e o Cineclube Sala Escura, ambos no horário das 19h.Todas as sessões terão entrada gratuita.
Programação: 23 a 29 de maio de 2019 – quinta a quarta

Dia 23, quinta, 19h, entrada franca
Cineclube Sala Escura – Exibição seguida de debate com Nina Tedesco (professora de Cinema e Vídeo e do Programa de Pós-Graduação em Cinema e Audiovisual da UFF) e Patricia Machado (pesquisadora, professora de cinema da PUC e doutora em Comunicação e Cultura pela UFRJ). Mediação de Reinaldo Cardenuto (pesquisador, professor de Cinema e Vídeo da UFF e doutor pela USP).

PARQUE OESTE
Brasil, 2018, 70’, 12 anos
De Fabiana Assis
Com Eronilde Nascimento

Depois de ser vítima de uma violenta desocupação ocorrida em Goiânia, no ano de 2005, uma mulher reconstrói sua vida a partir da luta por moradia. Em 2019, o filme foi consagrado com o Troféu Carlos Reichenbach na Mostra Olhos Livres, competitiva da 22ª Mostra de Cinema de Tiradentes.



24 a 29, sexta a quarta, 19h, entrada franca
18ª MFL – MINI MOSTRA DO FILME LIVRE
Iniciada em 2002 com a pretensão de fazer uma mostra sem limitações com relação aos formatos, gêneros e durações dos filmes, a MFL segue abrindo espaço para obras mais independentes.

Dia 24, sexta, 19h | Curta + longa, 78’, livre

POLIS
Brasil, 2018, 8´, Livre
De Rafael Baptista da Costa Magalhães

Uma máquina angustiada narra a crise que enfrenta ao tentar exercer sua função. Expressando com imagens urbanas suas dificuldades, ela tenta encontrar alguma solução.

TOKIO MAO O ÚLTIMO KAMIKAZE
Brasil, 2018, 70´, Livre
De Marina Pessanha
Com Tokio Mao, Kazumi Mao, Carlos Rosa.

Documentário sobre a vida de Tokio Mao, ex-piloto kamikaze que deveria ter morrido em uma ação de contra-ataque na ilha de Luzon, no mar das Filipinas, em novembro de 1944, mas sobreviveu. Dez anos depois do fim da guerra, Tokio Mao veio parar no Brasil a trabalho como engenheiro químico, e daqui nunca mais saiu. Dá aulas de karatê há mais de 40 anos em Niterói.

Dia 25, sábado, 19h | Curta + longa, 95’, 14 anos

FUNERAL PARA A DÉCADA DE BRANCAS NUVENS
Brasil, 1979, 10´, 14 anos
De Geneton Moraes Neto
Com Ana Farache, Amin Stepple, Luiz Augusto Falcão

Colagem de imagens fotográficas marcantes, que retratam os anos 1960/1970, intercaladas por planos de dois jovens. Poeticamente melancólico, o curta dá “boa noite” aos repressores e, em tom esperançoso, dá “bom dia” aos que podem abrir as portas da liberdade.

SAGRADA FAMÍLIA
Brasil, 1970, 85´, 14 anos
De Sylvio Lanna
Com Paulo César Peréio, Walda Maria Franqueira, Milton Gontijo.

Sylvio Lanna pertence à anticonvencional família udigrúdi mineira. Neste filme de 1970, uma típica família burguesa embarca em uma estranha viagem, conduzida pelas mãos de um guru. Ao longo da jornada, eles vão se desfazendo dos bens materiais e de sua história. Porém, o guia desta viagem é uma criatura diabólica, que vai exterminando os integrantes desta família.

Dia 26, domingo, 19h | Curta + longa, 100’, 10 anos

THINYA
Brasil, 2019, 16´, Livre
De Lia Letícia

Minha primeira viagem ao Velho Mundo. Minha fantasia aventureira pós-colonial.

LA MANUELA
Brasil, 2017, 84’, 10 anos
De Clara Linhart

Em agosto de 2015, Manuela Picq Lavinas, jornalista e professora universitária franco-brasileira, foi presa numa manifestação em Quito, no Equador. Na mesma noite, revogaram seu visto de trabalho. Uma semana depois, ela saía do país onde tinha vivido por 10 anos, deixando para trás sua casa, seu trabalho e sua história de amor.

Dia 27, segunda, 19h | Curta + longa, 94’, 14 anos

MEMÓRIAS DO SUBSOLO OU O HOMEM QUE CAVOU ATÉ ENCONTRAR UMA REDOMA
Brasil, 2017, 11´, 14 anos
De Felipe Camilo Mesquita Kardozo

Uma travessia subcutânea entre 1984 e 2016.

MEU NOME É DANIEL
Brasil, 2018, 83´, 14 anos
De Daniel Gonçalves
Com Daniel Gonçalves

Daniel de Castro Gonçalves nasceu com uma deficiência que nenhum médico foi capaz de diagnosticar. No documentário em primeira pessoa, o jovem relembra sua infância por meio de registros de família para tentar entender sua condição, enquanto busca novas respostas para sua doença.



Dia 28, terça, 19h | Curta + longa, 109’, livre

PRINCESA MORTA NO JACUÍ
Brasil, 2018, 17´, Livre
De Marcela Ilha Bordin
Com Gabriel Palma, Maíra Flores

O arqueólogo Margot Moreira retorna ao lugar onde nasceu, a zona de exclusão chamada Depressão Central. Lá, o sol nunca para de brilhar.

O CHALÉ É UMA ILHA BATIDA DE VENTO E CHUVA
Brasil, 2018, 92´, Livre
De Letícia Simões
Com Dalcídio Jurandir

Após uma viagem para o Pará, a diretora Letícia Simões entrou em contato com o livro de Dalcídio Jurandir. O documentário é uma homenagem ao romancista que, enquanto escrevia os livros que compõem sua saga de dez volumes, subia e descia o Rio Tapajós de barco para trabalhar como inspetor de escola.



Dia 29, quarta, 19h | Sessão de curtas, 94’, 14 anos

CALMA
Brasil, 30´, Livre
De Rafael Simões
Com Genilda Maria, Marília Coelho, Gedivan de Albuquerque

Uma cidade em constante processo de construção e desconstrução faz barulho e atrapalha o público. Uma mulher tem o seu apartamento invadido, mas não sabe por quem. Aos vizinhos, cabem as suposições, a dúvida se devem ou não ajudá-la e o medo de serem os próximos invadidos.

A PALAVRA DE DEUS
Brasil, 21´, 14 Anos
De Mg Katrina

Um brasileiro super-herói tentando achar seu lugar num universo paralelo parecido com o nosso. Atordoado pela sua consciência, suas memórias, esperanças e melancolias. Ele decide dar um rolezinho para refrescar a cabeça. Um filme na velocidade do pensamento.

SUR
Brasil, 2018, 23´, 14 Anos
De Marina Gurgel

Al sur al sur / está quieta esperando / Montevideo. Mario Benedetti

ELÃ!
Brasil, 2017, 20´, 14 Anos
De Lucio Branco
Com Leonel Brizola, Carlos Lacerda.

Abril de 1964. Sob a urgência do momento, em pronunciamentos radiofônicos improvisados, “ELÃ!” se apoia na performance retórica passional de dois ícones da vida pública brasileira, o deputado federal Leonel Brizola e o governador Carlos Lacerda. Cada discurso assinala conscientemente a ressonância histórica do momento, num filme composto apenas de material iconográfico.

SERVIÇO:
Cineclube Sala Escura - Dia 23 de maio - Entrada franca
19h. F
ilme: Parque Oeste. Sessão seguida de debate

Mini Mostra do Filme Livre - De 24 a 29 de maio - Entrada franca
Sempre às 19h. Também consulte os filmes da programação pelo site http://mostradofilmelivre.com/19/agenda.php  

Obs: Os demais horários seguem sem agendamento, em virtude de uma manutenção que está sendo feita no equipamento de DCP - Digital Cinema Package.

Local: CINE ARTE UFF / Rua Miguel de Frias, 9 -  Icaraí - Niterói / RJ  
(21) 3674-7511 | 3674-7512      
www.centrodeartes.uff.br



Fonte: Renata Cunha/ Gerência de Comunicação


SHARE THIS

0 comentários:

Imprensa (3)(4)