terça-feira, 14 de março de 2023

Programação Cine Brasília - De 16 a 22 de março de 2023

 



Programação Cine Brasília

De 16 a 22 de março de 2023

Programador responsável: Sérgio Moriconi

 

Dois momentos especiais na programação do Cine Brasília esta semana: A presença do ator Marco Nanini – que lança filme e biografia - e a Mostra Isabelle Huppert – 70 Anos em 7 Filmes, uma parceria do Cine Brasília com o grupo Petra Belas Artes de São Paulo, para celebrar os 70 anos da grande atriz francesa Isabelle Huppert.

 

            Marco Nanini vai estar presente em Brasília nos dias 17 e 18 de março (sexta-feira e sábado) para uma dupla jornada no Cine Brasília: ele acompanhará as duas sessões especiais de As Cadeiras e fará uma tarde/noite de autógrafos da sua recém-lançada biografia intitulada ‘O Avesso do Bordado’ (Mariana Filgueiras, Cia das Letras, 344 páginas). As exibições de As Cadeiras acontecem às 19h e o lançamento do livro na sexta-feira, dia 17/3, às 17h30, no foyer do cinema. No sábado (18/3), às 17h, haverá um bate-papo com o diretor Fernando Libonati, com mediação do artista e educador Rodrigo Fischer e a atriz, cineasta e dramaturga Luciana Martuchelli, aberto ao público e gratuito. O tema é a criatividade e a inovação viabilizando a produção cultural em cenários desafiadores, como o da pandemia.

 

            As Cadeiras nasceu do desejo profundo de seguir fazendo teatro durante a pandemia, tanto de Marco Nanini, como de Fernando Libonati e Camilla Amado (1938-2021), cujo trabalho acabou sendo o derradeiro ato de uma trajetória intensa dedicada aos palcos. Com a incerteza de quando seria possível reencontrar o público, Nanini, Camilla, Fernando e a equipe começaram a fazer leituras e ensaios virtuais em 2020 e, com o prolongamento da pandemia, resolveram que apresentariam a obra em dois formatos: ao vivo e gravado. Filmaram o espetáculo no turbulento janeiro de 2021. O espelho entre a ficção e a realidade era inevitável ao encenar este clássico do Teatro do Absurdo que fala justamente sobre incomunicabilidade, com dois personagens isolados em uma ilha.

 

            O resultado é o “Teatro na tela”, em que, através de recursos do audiovisual e um texto universal, a história é contada com o que há de mais precioso no teatro, que são os intérpretes.

 

            Também em estréia, Medusa, da jovem cineasta brasileira Anita Rocha da Silveira, exibido na Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes 2021, reafirma sua predileção pelo cinema de gênero, cuja abordagem evoca o horror psicológico introduzido no imaginário popular. As conseqüências sociais daí decorrentes transmuta-se numa fábula que tem tudo a ver com a nossa contemporaneidade. Após o excelente Mate-me Por Favor!, Anita quis agora discutir a massificação do radicalismo religioso. Com uma narrativa arthouse, de estética pop-vanguardista-neon (com a intenção de criar o tom fútil, artificial, anti-naturalista e desconexo com a realidade – que remete à aura etérea de Suspiria, de Dario Argento) - Medusa cria uma atemporalidade futurista que potencializa o crescente conservadorismo religioso      

 

            Outro excepcional filme em cartaz, Belas Promessas tem como tema as maquinações políticas que fazem, e sempre fizeram parte do jogo político. O filme, exibido na mostra Horizonte do Festival de Veneza é dirigido por Thomas Kruithof e traz Isabelle Huppert como a grande protagonista. A cereja do bolo da exibição de Belas Promessas é a inclusão em nossa programação da mostra Isabelle Huppert – 70 Anos em 7 Filmes, uma parceria do Cine Brasília com o Cine Petra Belas Artes de São Paulo. Na grade – que celebra o aniversário de 70 anos atriz -, obras que demonstram a versatilidade da artista. Evidentemente, estão presentes três dos seus principais filmes dirigidos por Claude Chabrol: Um Assunto de MulheresMadame Bovary e Mulheres Diabólicas, além de Salve-se Quem Puder (a Vida) obra dirigida pelo companheiro de nouvelle vague Jean-Luc Godard. Fique Comigo, do ator e diretor francês contemporâneo Samuel Benchetrit, vem acompanhado na programação dos longas Amateur, do norte-americano Hal Hartley, e de A Visitante Francesa, do coreano Hong Sang-Soo. Todos os filmes da mostra em homenagem a Isabelle Huppert serão acompanhados do curta-metragem brasiliense Cão Maior, de Filipe Alves.

            Em relação a Belas Promessas, o diretor explica que sempre se interessou pelo tema da política que, segundo ele, “é onde tudo acontece”. Ele resolveu fazer o filme depois das eleições francesas de 2017.   Ressalta “que o foco de seu filme não são, na verdade, as ideologias, mas o cotidiano das figuras políticas e suas ações concretas. Em vez de contar histórias passadas das personagens, queria que estivéssemos logo com elas, queria as apresentar conforme a narrativa avança. Quando o público descobre o problema que têm de resolver, percebemos por pequenas pistas quem são, de onde vêm, um pouco como na vida quando conhecemos alguém.”

 

             No filmeHuppert interpreta Clémence Collombet, ex-médica e prefeita de uma cidade empobrecida nos arredores de Paris. Sua carreira está perto do final, logo serão as eleições, e ela espera abandonar a política. Ela é honesta e competente, mas sem grandes ambições. Porém, um convite para integrar um ministério pode mudar seus planos e sua visão de mundo. Ela percebe então que os embates que terá pela frente são muito mais duros do que imaginava.

 

            A Felicidade das Pequenas Coisas, de Pawo Choyning Darji, do Butão, permanece em cartaz no Cine Brasília. O filme repete o fenômeno Gabbeh, de Mohsen Makhmalgaf, filme iraniano que permaneceu mais de um ano em cartaz em algumas salas brasileiras. Assim como a produção iraniana, A Felicidade seguiu por doze meses nas telas dos cinemas Petra Belas Artes em São Paulo. O que estaria por trás desse fenômeno? Muito provavelmente a delicadeza e a busca de uma existência genuína e pura. O diretor revelou que sua intenção ao decidir fazer o filme (sua estréia no cinema!) era simplesmente contar uma história específica sobre o atual momento do seu país numa circunstância específica no tempo. O Butão é considerado por muita gente o país mais feliz do mundo, mas, segundo ele, se vive numa espécie de armadilha entre tradição e modernidade. Muita gente no Butão se assemelha ao protagonista do filme.

 

            Muitos não têm a noção de pertencimento. Acreditam que serão felizes longe de casa, em países modernos como a Austrália, os EUA e o Canadá. Muitos butaneses sonham com as luzes das grandes cidades. Esta foi a razão de Pawo querer contar a história do filme, uma história que vai na direção oposta. A personagem vai ser professor na região mais remota do Butão. O título original do filme é Lunana, que quer dizer “vale escuro”, o exato oposto de “luz. E o sentido do filme é, segundo o diretor, a descoberta que a personagem faz desse profundo processo interior: “só quem conhece a escuridão pode entender e valorizar a luminosidade, a luz."

 

            Também permanece em cartaz no Cine Brasília Clarice Lispector: A Descoberta do Mundo, ensaio documental criado a partir de uma seleção de depoimentos da escritora Clarice Lispector e entrevistas com amigos e familiares em uma costura poética visual de trechos adaptados da sua obra. O filme contempla a exibição de material inédito e resgata a participação da escritora no programa Os mágicos, da TV Educativa, em dezembro de 1976. Neles e na série de depoimentos coletados vários aspectos da vida privada de Clarice são revelados pela primeira vez. Também fatos dramáticos, como o incêndio provocado por ela própria que queimou sua mão e braços, evento que mudou inteiramente a sua personalidade.  

             

            Nas sessões infantis das 10h, o Cine Brasília apresenta O Grande Mauricinho, adaptação para o cinema de um dos escritores ingleses mais queridos do mundo da fantasia, Terry Prachett. O filme tem como protagonista um gato falante que viaja de cidade em cidade oferecendo seus serviços como exterminador de ratos. Com direção de Toby Genkel, O Grande Mauricinho traz as vozes de Marcelo Adnet como o gato Mauricinho e Sophia Valverde, interpretando a menina Marina. Com roteiro assinado por Terry Rossio, roteirista de sucessos como Aladdin e Shrek, o filme conta a história do gato viajante e falador, que com ajuda seu parceiro Kinho, um menino que toca flauta muito bem, leva os ratos a marchar para longe da cidade, para o alívio dos habitantes. Mauricinho pega o dinheiro da recompensa e vai até uma distância segura para contar e dividir os ganhos com Kinho… e com os ratos! Esses não são ratos comuns – eles falam, usam roupas e sonham com uma ilha paradisíaca onde ratos e humanos vivem juntos e em paz. Tudo vai bem com o “golpe dos ratos”, até que eles chegam à cidade de Bad Blintz, onde conhecem uma garota obcecada por livros, Marina, que os leva em uma aventura para resolver um grande mistério da cidade.

 

ATENÇÃO

 

            Os filmes Medusa, Clarice Lispector: A Descoberta do Mundo e As Cadeiras estão no MovieReading, portanto possuem recursos de acessibilidade.

                                      

Programação          

QUINTA-FEIRA (16/03/2023)

10h – O Grande Mauricinho

 14h30 – Cão Maior (curta-metragem) + 15h - Salve-se Quem Puder (A Vida) Mostra Isabelle Huppert

17h – A Felicidade das Pequenas Coisas

19h – Belas Promessas

21h30 – Medusa

 

SEXTA-FEIRA (17/03/2023)

10h – O Grande Mauricinho

14h30 – Cão Maior +15h – Amateur (Mostra Isabelle Huppert)

17h – Clarice Lispector: A Descoberta do mundo

19h – As Cadeiras

21h - Medusa

 

SÁBADO (18/03/2023)

10h – O Grande Mauricinho

14h30 – Cão Maior + 15h – Fique Comigo (Mostra Isabelle Huppert) 

19h – As Cadeiras

21h – A Felicidade das Pequenas Coisas

 

DOMINGO (19/03/2023) 

10h – O Grande Mauricinho

14h30 – Cão Maior + 15h – A Visitante Francesa (Mostra Isabelle Huppert)

17h – Clarice Lispector: A Descoberta do mundo

19h – Belas Promessas

21h30 – Medusa

 

SEGUNDA-FEIRA (20/03/2023) 

14h30 - Cão Maior + 15h – Um Assunto de Mulheres (Mostra Isabelle Huppert)

17h – A Felicidade das Pequenas Coisas

19h10 – Belas Promessas

21h30 – Medusa

 

TERÇA-FEIRA (21/03/2023)

10h – O Grande Mauricinho

14h30 – Cão Maior + 15h – Madame Bovary (Mostra Isabelle Huppert)

17h45 – Clarice Lispector: A Descoberta do mundo

20h – Belas Promessas

 

QUARTA-FEIRA (22/03/2023)

 10h – O Grande Mauricinho

14h30 – Cão Maior + 15h – Mulheres Diabólicas (Mostra Isabelle Huppert)

17h15 – A Felicidade das Pequenas Coisas

19h20 – Belas Promessas

21h30 - Medusa

Sessão Especial

Dias 17 e 18 de março

As Cadeiras

(Drama/Brasil/2023/67min)

De Fernando Lobonati

Com: Marco Nanini e Camilla Amado

Sinopse: Ambientado em um farol, numa ilha qualquer do planeta, ‘As Cadeiras’ coloca em cena um casal de idosos que espera ansiosamente por seus convidados para no momento certo revelar a uma plateia imaginária sua mensagem ao mundo. É quando os dois deixam aflorar alienação, isolamento, solidão, tédio e uma busca desesperada para entender a humanidade.

Classificação indicativa: 12 anos

 

Estreia

Belas Promessas

(Drama/França/2023/98min)

De Thomas Kruithof

Com: Isabelle Huppert, Reda Kateb, Naidra Ayadi, Soufiane Guerrab

Sinopse: Em Belas Promessas, o ano é 1993 e Clémence (Isabelle Huppert) é prefeita de uma cidade. Com esse cargo ela é corajosa e determinada, sempre se envolvendo com os mais desfavorecidos para salvar a cidade da miséria e do desemprego. Porém, ela trava com Yazid (Reda Kateb), seu chefe de gabinete, uma batalha feroz para salvar o bairro de Bernardins, cidade minada pela insalubridade e pelos "comerciantes adormecidos". Esta será sua última luta, antes de passar para a próxima eleição. Mas quando Clémence é abordada para se tornar ministra, sua ambição põe em questão todos os seus planos. Clémence pode abandonar sua cidade, seus entes queridos e renunciar a suas promessas?

Classificação indicativa: 14 anos

 

Medusa

(Fantasia/Terror/Brasil/2023/128min)

De Anita Rocha da Silveira

Com: Bruna G, Bruna Lizmeyer, Felipe Frazão, Lara Tremouroux, Mari Oliveira, Mariana Oliveira, Thiago Fragoso

Sinopse: Brasil hoje. Mariana, de 21 anos, vive em um mundo onde tem que ser uma mulher piedosa e perfeita. Para resistir à tentação, ela se aproveita para controlar tudo e todos. Ao cair da noite, ela se encontra com sua gangue de meninas e, juntas, escondidas atrás de máscaras, elas caçam e lincham quem se desviou do caminho certo. Mas dentro do grupo, a vontade de gritar fica mais forte a cada dia.

Classificação indicativa: (a definir)

           

O Grande Mauricinho

(Animação/Alemanha/Reino Unido/2022/93min)

De Florian Westermann e Toby Genkel

Sinopse: Mauricinho (Marcelo Adnet) é um gato falante que viaja de cidade em cidade vendendo seu negócio de exterminação de ratos. Mas ele é, também, um malandro, vendendo suas habilidades felinas para enganar as pessoas que o contratam. Ele não faz isso tudo sozinho. Junto com seu parceiro Kinho, um flautista mágico, eles convocam uma horda de ratos e os levam para fora da cidade. Assim que o "trabalho" é feito e o dinheiro da recompensa está em suas patas, ele divide com Kinho e...os ratos. Os ratos, também, não são qualquer espécie de roedores, já que eles falam, se vestem e vivem em uma comunidade paradisíaca com o dinheiro que faturam com Mauricinho e Kinho. Tudo vai bem até que eles decidem golpear a cidade de Bad Blintz, onde conhecem uma garota obcecada por livros, Marina, que os leva em uma aventura para resolver um grande mistério da cidade.

Classificação indicativa: a partir de 6 anos

                                                

Em Cartaz

A Felicidade das Pequenas Coisas

(Aventura/Drama/Butão/2022/109min)

De Pawo Choyning Dorji

Com: Sherab Dorji, Ugyen Norbu. Lhendup, Kelden Lhamo, Gurung, Pem Zam, Sangay Lham, Chimi Dem

Sinopse: Um jovem professor butanês, Ugyen, foge de suas obrigações enquanto planeja ir para a Austrália no intuito de tornar cantor. Como reprimenda, seus superiores o enviaram à escola mais remota do mundo, uma aldeia glacial do Himalaia chamada Lunana, para completar seu serviço. Ele se encontra exilado de seu conforto ocidentalizado após uma árdua jornada de 8 dias para chegar à longínqua localidade. Lá, ele não encontra eletricidade, pouco material didático e nem mesmo um quadro-negro. Embora pobres, os aldeões dão as boas-vindas ao seu novo professor, mas ele enfrenta a difícil tarefa de ensinar as crianças da aldeia contando com poucos recursos. Ugyen quer desistir e voltar para casa, mas começa a aprender sobre as dificuldades na vida das lindas crianças a que ensina e começa a ser transformado por meio da incrível força espiritual dos moradores.

Classificação indicativa: 10 anos

 

Clarice Lispector: A Descoberta do Mundo

(Doc/Brasil/2021/102min)

De Taciana Oliveira

Com: Andrea Veruska, Cristina Pereira, Elias Andreato, Eucir de Souza, Isabela Piquet, Jorge de Paula, Juliana de Almeida, Sofia Montero, Stella Maris Saldanha, Nídia Ferreira Priscilla Melo e Quiercles Santana. Apresentando: Geórgia Alves, Vera Barroso e Cecília Bueno

Sinopse: Ensaio documental criado a partir de uma seleção de depoimentos da escritora

Clarice Lispector e entrevistas com amigos e familiares em uma costura poética

visual de trechos adaptados da sua obra. O filme contempla a exibição de material

inédito e resgata a participação da escritora no programa "Os mágicos" da TV Educativa, em dezembro de 1976.

Classificação indicativa: 10 anos

                  

Curta-Metragem

Cão Maior

(Ficção-científica/Brasília/2019/20min

De Filipe Alves

Com: Igor Ariel Melo, Richarde

Sinopse: Em pleno verão brasiliense, Ícaro tenta matar o tédio em suas últimas férias do ensino médio quando conhece o efusivo João, um outro garoto de sua escola. Juntos, eles presenciam o aparecimento de uma nova estrela no céu, que torna as noites na Terra vermelhas e quentes. Para lidar com a letargia, o calor inesperado e as mudanças da adolescência, os dois navegam pelas ruas da cidade em busca de frescor e descobrem que, além do novo astro, algo também surge entre eles. Entre o romance e a ficção científica, o curta alia as noções de realidade e especulação para trazer visualidades cinematográficas de Brasília até então pouco exploradas, bem como destacar subjetividades sensíveis e propriamente contextualizadas no retrato das pessoas que ocupam esses espaços.

Classificação indicativa: 14 anos

 

Mostra Isabelle Huppert - 70 anos em 7 filmes

 

Salve-se Quem Puder (a Vida) (Sauve qui peut (la vie)

1980, 87 min, drama, 12 anos, cor, francês (legendado)

Diretor - Jean-Luc Godard

Elenco - Isabelle Huppert, Jacques Dutronc, Nathalie Baye

Sinopse - As histórias de três personagens se cruzam, em uma análise das relações sexuais em meio à sociedade: Paul, um produtor de televisão, Denise, a sua colaboradora e ex-namorada, e Isabelle, uma prostituta de quem Paul já foi cliente.

 

Um Assunto de Mulheres (Une affaire de femmes)

1988, 108 min, drama/romance, 14 anos, cor, francês (legendado)

Diretor - Claude Chabrol

Elenco - Isabelle Huppert, François Cluzet, Marie Trintignant

Sinopse Sob a ocupação, Marie, modesta mãe de dois filhos e cujo marido está na prisão, vive apertada. Um dia, ajuda sua vizinha Lucie a interromper uma gravidez indesejada por solidariedade.  Devido às dificuldades que passa, isso se torna rapidamente o verdadeiro trabalho de Marie. Ela passa a cobrar para fazer abortos, o que gera consequências graves.

 

Madame Bovary (Madame Bovary)

1991, 143 min, drama/romance, 14 anos, cor, francês (legendado)

Diretor - Claude Chabrol

Elenco - Isabelle Huppert, Jean-François Balmer, Christophe Malavoy

Sinopse - Emma é filha de um pequeno proprietário de terras e sonha com a vida glamurosa dos romances. Ela se casa com um médico de situação razoável, mas não se adapta a um cotidiano sem maiores emoções e começa a gastar e a ter amantes.

 

Mulheres Diabólicas (La Cérémonie)

1995, 111 min, drama/mistério, 16 anos, cor, francês (legendado)

Diretor - Claude Chabrol

Elenco - Sandrine Bonnaire, Isabelle Huppert, Jean-Pierre Cassel

Sinopse - Sophie, uma mulher eficiente, mas fria e calculista, vai trabalhar como empregada doméstica para a exigente senhora Lelièvre. Um dia, conhece Jeanne, uma funcionária muito intrometida dos Correios, e ambas começam uma relação criminosa.

Amateur (Amateur)

1994, 105 min, drama, 16 anos, cor, francês (legendado)

Diretor - Hal Hartley

Elenco - Isabelle Huppert, Martin Donovan, Erica Gimpel

Sinopse - Isabelle é uma ex-freira ninfomaníaca, porém virgem, que escreve contos pornográficos. Aguardando um sinal divino, ela conhece Thomas Ludens, um misterioso desmemoriado que não lembra sequer do próprio nome. Juntos eles tentam desvendar o obscuro passado de Ludens, que envolve filmes pornôs, arquivos secretos, perseguições e tentativas de assassinato.

 

Fique Comigo (Asphalte)

2015, 100 min, drama/comédia, 12 anos, cor, francês (legendado)

Diretor - Samuel Benchetrit

Elenco - Isabelle Huppert, Gustave Kervern, Valeria Bruni Tedeschi,

Sinopse - Numa periferia da França, em um prédio com o elevador quebrado, três pessoas que vivem sozinhas têm sua rotina alterada: um homem, que devido a uma "overdose" de bicicleta ergométrica, acaba numa cadeira de rodas e conhece uma misteriosa enfermeira do plantão noturno; um adolescente, cujos pais estão sempre ausentes, se envolve com a nova vizinha, uma atriz de cinema com idade para ser sua mãe; e uma imigrante argelina, que aguarda a saída de seu único filho da prisão, acolhe um astronauta americano que cai do espaço e bate à sua porta.

 

A Visitante Francesa (Da-reun na-ra-e-seo)

2012, 89 min, drama, 12 anos, cor, francês, coreano, inglês (legendado)

Diretor - Hong Sang-soo

Elenco - Isabelle Huppert, Joon-sang Yoo, Jung Yu-mi, Youn Yuh-jung

Sinopse - Em uma praia nublada da costa sul-coreana, uma estudante de cinema escreve três histórias diferentes, porém todas elas vividas por uma mesma francesa chamada Anne, que chega àquele lugar e se envolve de diferentes maneiras com personagens nativos.

CINE BRASÍLIA

Endereço: SHCS EQS 106/107, s/nº - Asa Sul

Telefone(61) 3244-1660

Capacidade: 606 assentos

 

Fonte: 

Assessoria de imprensa: Objeto Sim Projetos Culturais


SHARE THIS

0 comments:

CINECLUBES (PROGRAMAÇÃO, EVENTOS)

LITERATURA (Eventos, Lançamentos, Dicas de leitura)

Blog|Críticas de Cinema