sexta-feira, 14 de outubro de 2022

TV BRASIL: Programação de filmes de 17 a 23/10

 


A animação Seefood – Um Peixe Fora D’Água (2011) é um dos destaques  da programação de filmes da semana na TV Brasil.


- Segunda (17) – 14h00 – Sessão Família: Meu Querido Elfo (2019) – Aventura/Fantasia

- Segunda (17) – 23h00 / 04h15 – Cine DOC: Para Gostar de Ler (2017) – Documentário

- Terça (18) – 14h00 – Sessão Família: Asterix e Cleópatra (1968) – Animação

- Terça (18) – 22h30 – Cine Retrô: Puritano da Rua Augusta (1965) – Comédia

- Quarta (19) – 14h00 – Sessão Família: Gangue Zip Zap (2013) – Infantil

- Quinta (20) – 14h00 – Sessão Família: O Lamparina (1964) – Comédia

- Quinta (20) – 22h30 / 03h45 – Cine Retrô: Marido de Mulher Boa (1960) – Comédia Musical

- Sexta (21) – 14h00 – Sessão Família: Seefood – Um Peixe Fora D’Água (2011) – Animação

- Sexta (21) – 22h30 / 03h45 – Cine Nacional: Vestido pra Casar (2014) – Comédia

- Sábado (22) – 16h00/02h15 – Cine Retrô: Jeca Contra o Capeta (1975) – Comédia

- Sábado (22) – 21h30/04h00 – Cine Retrô: Sonhando Com Milhões (1963) – Comédia

- Domingo (23) – 14h00 – Sessão Família: Piratas Pirados! (2012) – Animação

- Domingo (23) – 16h00 – Festival de Cinema: A Bela e a Fera (2014) – Drama/Fantasia

- Domingo (23) – 23h00 – Cine Doc: Imaterial (2019) – Documentário

- Domingo (23) – 03h30 – Cine Retrô: O Jeca Macumbeiro (1974) – Comédia

 


Filmes da TV Brasil de 17 a 23 de outubro de 2022

 

Segunda, 17 de outubro

Sessão Família: Meu Querido Elfo

14h00, na TV Brasil

 

Título original: Domovoy. País: Rússia. Ano: 2019. Gênero: Aventura/Fantasia. Direção: Evgeniy Bedarev. Elenco: Sergey Chirkov, Ekaterina Guseva, Dmitriy Bedarev, Dmitriy Belotzerkovskiy, Mikhail Bespalov, Olga Ostroumova-Gutschmidt, Alexandra Politic, Anastasiya Abadzhidi.

 

A trama russa de contos de fadas acompanha uma família que acaba de comprar um flat em um arranha-céu de Moscou. Eles não sabem que uma criatura mítica – um elfo doméstico – vive na residência há mais de um século.

A arquiteta Vika (Ekaterina Guseva), mãe solteira da pequena Alina (Alexandra Politic), precisa encarar o misterioso ser dotado de poderes mágicos que se esconde e há anos usa truques contra os inquilinos no apartamento do antigo e imponente edifício.

O elfo Domovoy (Sergey Chirkov) é contra moradores no local por causa de uma maldição imposta por uma bruxa contratada pela agente imobiliária para tirá-lo da residência. Agora, os novos donos da casa tentam fazer amizade com ele. A criatura mantém a propriedade e seu tesouro protegidos da perigosa feiticeira.

Assim, além de travar uma verdadeira batalha contra o habitante indesejado, mãe e filha também precisam resistir às investidas da bruxa Mama Fima (Olga Ostroumova-Gutschmidt). A feiticeira quer se apossar da preciosidade escondida pelo elfo sob o assoalho do flat.

Com direção de Evgeniy Bedarev, o filme russo de aventura e fantasia leva às telas a figura do Domovoy, criatura típica do folclore eslavo. Esse espírito doméstico é semelhante a um elfo, porém ainda mais travesso.

 

Reprise90 min.

Classificação Indicativa: 12 anos

-----

 

Segunda, 17 de outubro

Cine DOC: Para Gostar de Ler

23h00, Na TV Brasil

04h15, na TV Brasil (madrugada de segunda, dia 17/10, para terça, dia 18/10)

 

País: Brasil. Ano: 2017. Gênero: Documentário. Direção: Eduardo Rajabally.

 


O documentário aborda a importância da leitura na primeira infância e sua influência na construção do mundo interior e na imaginação de crianças. O filme busca acessar essa dimensão mágica que é ativada e enriquecida através da leitura. Ao mesmo tempo, procura respostas lógicas e reflexões sobre o papel da leitura e dos livros atualmente.

A produção traz o depoimento de diversos especialistas, pensadores, especialistas em desenvolvimento infantil, neuropediatras, pedagogos e autores. O documentário ainda registra a forma intimista que crianças especialmente selecionadas em algumas cidades brasileiras interagem com a leitura, estimulando a imaginação e a fantasia infantil.

 

Reprise. 60 min.

Classificação Indicativa: Livre

----------

 

Terça, 18 de outubro

Sessão Família: Asterix e Cleópatra

14h00, na TV Brasil

 

País: França/Balgica. Ano: 1968. Gênero: Animação. Direção: René Goscinny.

 


Em uma discussão, César desdenha da civilização egípcia, para a ira de Cleópatra, que o desafia em uma aposta e diz que seu povo construirá um magnífico palácio na Alexandria, em apenas três meses.

Diante do desafio quase impossível, o engenheiro egípcio envia uma mensagem ao druida gaulês Panoramix e pede que ele o ajude, cedendo um pouco da poção mágica que dá força descomunal aos que a bebem. Panoramix, então, envia Asterix e Obelix até o Egito.

Como o Império Romano deseja impedir a derrota de César a todo custo, Panoramix, Asterix e Obelix podem ter à sua frente um desafio muito maior do que imaginavam.

 

Reprise72 min.

Classificação Indicativa: livre.

-----

 

Terça, 18 de outubro

Cine Retrô: Puritano da Rua Augusta

22h30, na TV Brasil

04h15, na TV Brasil (madrugada de terça, dia 18/10, para quarta, dia 19/10)

 

País: Brasil. Ano: 1965. Gênero: Comédia. Direção: Amácio Mazzaropi. Elenco: Amácio Mazzaropi, Marly Marley, Marina Freire, Elizabeth Hartmann, Edgard Franco.

 


O comediante Amácio Mazzaropi interpreta o personagem Punduroso, um pai de família extremamente conservador. Ele deixa os filhos loucos com sua mania de manter a moral e os bons costumes sempre em primeiro lugar.

Após sofrer um ataque do coração, nada mais vai ser como antes: o protagonista passa a se comportar como um jovem outra vez, muda o cabelo, as roupas e até o gosto pela música.

 

Reprise102 min.

Classificação Indicativa: 12 anos

----------

 

Quarta, 19 de outubro

Sessão Família: Gangue Zip Zap

14h00, na TV Brasil

 

Título original: Zipi y Zape y el club de la canica. País: Espanha. Ano: 2013. Gênero: Infantil/Família/Aventura. Direção: Oskar Santos. Roteiro: Oskar Santos e Jorge Lara. Elenco: Javier Gutiérrez, Raúl Rivas, Daniel Cerezo, Claudia Veja, Marcos Ruiz, Fran García.

 


Após serem punidos na escola, os irmãos gêmeos Zip (Raúl Rivas) e Zap (Daniel Cerezo) são enviados para um centro de educação conhecido pela rigidez de seus métodos corretivos. Muito severo, Falconetti (Javier Gutiérrez) é o diretor do centro que repudia qualquer forma de lazer e entretenimento.

Zip e Zap, cansados dessa situação, formam um grupo cujos princípios incluem a coragem, a amizade e a inteligência. Desse modo, conseguem desafiar os desmandos do diretor e se divertir.

O filme "A Gangue Zip Zap" é uma adaptação para o cinema dos quadrinhos "Zipi y Zape", do espanhol José Escobar Saliente.

O longa-metragem conquistou o Troféu Especial da Juventude no Festival de Seattle 2014. A produção foi indicada, ainda, ao Prêmio Goya nas categorias Melhor Roteiro Adaptado, Direção de Produção, Efeitos Visuais e Direção Artística.

 

Reprise. 97 min.

Classificação Indicativa: Livre

----------

 

Quinta, 20 de outubro

Sessão Família: O Lamparina

14h00, na TV Brasil

 

País: Brasil. Ano: 1964. Gênero: Comédia. Direção: Glauco Mirko Laurelli. Elenco: Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Manoel Vieira, Astrogildo Filho, Zilda Cardoso, Ana Maria Guimarães, Emiliano Queiroz, Carlos Garcia, Francisco de Souza, Rosemary Wong, Carla Diniz, Rafael Gallardo Tina, Agostinho Toledo, João Batista de Souza, David Cardoso, Francisco di Franco.

 


Em "O Lamparina", Amácio Mazzaropi interpreta Bernardino Jabá, um pacato homem do campo que para não se defrontar com o bando de cangaceiros de Zé Candiero acaba se disfarçando e é confundido com um deles.

Incrementando a farsa em que se encontrou, ele faz com que sua família inteira se passe por integrantes do seu bando e todos acabam indo parar no acampamento dos verdadeiros cangaceiros onde o "destemido" Lamparina vai ter que mostrar que é um cabra valente de verdade.

Depois de ficar preso um ano na cadeia, ele assusta os habitantes da cidade de Sororóca que pensavam que estava morto e que agora é uma "assombração". Com figurinos marcantes e direção de Glauco Mirko Laurelli, o longa tem no elenco, além de Mazzaropi, Geny Prado e Emiliano Queiroz.

 

Reprise91 min.

Classificação Indicativa: 10 anos

-----

 

Quinta, 20 de outubro

Cine Retrô: Marido de Mulher Boa

22h30, na TV Brasil

03h45, na TV Brasil (madrugada de quinta, dia 20/10, para sexta, dia 21/10)

 

País: Brasil. Ano: 1960. Gênero: Comédia Musical. Direção: J. B. Tanko. Elenco: Zé Trindade, Renata Fronzi, Otelo Zeloni, Renato Restier, Lilian Fernandes, Luely Figueiró, Celso Faria, Wilson Grey, Isa Rodrigues, Paulette Silva, Darcy de Souza, César Viola.

 


Anacleto (Zé Trindade) e Frederico (Otelo Zeloni) são sócios da firma Pardal e Pardal, uma casa de modas e alta-costura. Anacleto é casado com Arminda (Renata Fronzi), ex-atriz de teatro, que o preferiu a Frederico, seu ex-noivo. Ainda assim, Anacleto continua sendo um mulherengo.

Os dois sócios compram de Giovanni (César Viola) o bilhete de um grande prêmio de turfe. Anacleto distribui pedaços entre quatro mulheres: Sueli (Luely Figueiró), Marlene (Paulette Silva), Virginia (Isa Rodrigues) e Sofia (Lilian Fernandes), na esperança de conquistá-las.

O bilhete do cavalo azarão ganha a corrida para sorte de Frederico que, agora, pretende se casar com Sofia. Desesperado, Anacleto tenta reaver os fragmentos distribuídos entre as mulheres, mas Arminda, sabendo do golpe, antecipa-se ao marido, reavendo três pedaços do bilhete. Faltando apenas o de Sueli, que já o tinha repartido entre todas as colegas de trabalho.

A produção conta com diversos números musicais com Sílvia Teles, Lúcio Alves, Aracy Costa e Juca Chaves, além da Orquestra Raul de Barros. A comédia ainda traz performances interpretadas por profissionais do elenco como os atores Zé Trindade, Lilian Fernandes e Luely Figueiró.

 

Reprise102 min.

Classificação Indicativa: 12 anos

----------

 

Sexta, 21 de outubro

Sessão Família: Seefood – Um Peixe Fora D’Água

14h00, na TV Brasil

 

Título original: Seefood. País: China/EUA/Coréia. Ano: 2011. Gênero: Animação. Direção: Aun Hoe Goh. Roteiro: Jeffrey Chiang.

 


O jovem tubarão Pup descobre que caçadores humanos estão roubando muitos ovos de seu recife. O personagem toma como missão pessoal salvar seus irmãos e irmãs não eclodidos. Com a ajuda de seus amigos, o animal marinho decide recuperá-los.

Para isso, ele deve sair do mar e enfrentar uma grande aventura no estranho e perigoso mundo dos seres humanos, a terra. Temendo pela segurança de Pup, o tubarão Julius se disfarça e o acompanha na missão, a fim de proteger seu melhor amigo.

 

Reprise93 min.

Classificação Indicativa: Livre

-----

 

Sexta, 21 de outubro

Cine Nacional: Vestido pra Casar

22h30, na TV Brasil

03h45, na TV Brasil (madrugada de sexta, dia 21/10, para sábado, dia 22/10)

 

País: Brasil. Ano: 1960. Gênero: Comédia. Direção: Gerson Sanginitto e Paulo Aragão Elenco: Leandro Hassum, Fernanda Rodrigues, Catarina Abdalla, André Mattos, George Sauma, Tonico Pereira, Renata Dominguez, Marcos Veras, Ricardo Conti, Júlia Rabello, Eliezer Motta, Érico Bras, Claudio Tovar, Hossen Minussi, Adriana Garambone, Jefferson Schroeder, Paulo Mathias Jr., Haroldo Guimarães, Alvaro Diniz, Celso Taddei, Cicero Raul, Macio Trigo, Cris Pompeu, Mariana Brassaroto, Taísa Lima, Denam Pettmant, Claudio Torres, Jeniffer Setti e Marianne Ebert

 


Fernando (Leandro Hassum) acredita que uma mentirinha não faz mal a ninguém. Será? De mentira em mentira, ele transforma o dia do seu casamento numa série de confusões que envolvem sua ex-mulher, sua noiva, o sogro, o primo saidinho, um estilista, uma socialite deslumbrada, policiais e seguranças nada seguros, e um senador ciumento com sua mulher infiel. "Vestido Pra Casar" é uma comédia de muitos erros que só se resolvem quando a verdade vem à tona, poucas horas antes do momento do "sim"

 

Reprise101 min.

Classificação Indicativa: 12 anos

----------

 

Sábado, 22 de outubro

Cine Retrô: Jeca Contra o Capeta

16h00, na TV Brasil

02h15, na TV Brasil (madrugada de sábado, dia 22/10, para domingo, dia 23/10)

 

País: Brasil. Ano: 1975. Gênero: Comédia. Direção: Amácio Mazzaropi e Pio Zamuner. Elenco: Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Roberto Pirilo, Néa Simões, Fausto Rocha Jr, Rose Garcia, Jair Talarico, Leonor Navarro, Jorge Pires, Aparecida de Castro, José Mauro Ferreira, José Velloni, Carlos Garcia, Cavagnole Neto, Macedo Netto, Rui Elias, Luiz Carlos de Oliveira, Almerinda dos Santos.


Em uma pequena cidade do interior, a notícia da aprovação do divórcio alegra a viúva Dionísia (Néa Simões) que tem a ideia fixa de conquistar o caipira Poluído (Amácio Mazzaropi). Este, porém, é bem-casado e feliz. O caipira se vê obrigado a enfrentar a rica fazendeira que é obcecada por ter seu amor.



Uma morte controversa ronda o povoado e as suspeitas sobre o assassinato envolvem a família de Poluído. O filho dele é acusado injustamente pelo crime. Perseguido, o caipira foge para o campo. Perversa, a proprietária rural faz chantagem pelo homem por quem é apaixonada. A viúva Dionísia quer obrigá-lo a se divorciar da esposa na expectativa de que Poluído se case com ela.


Paródia tupiniquim do clássico filme de terror americano "O Exorcista" (1974), a comédia brasileira "Jeca contra o capeta" (1975) fez sucesso e obteve bastante repercussão no país. A gozação de Amácio Mazzaropi com a temática provoca risadas despretensiosas há várias gerações.


Campeão de bilheteria, o longa-metragem levou multidões para as salas de cinema. A trama de humor conquistou o público e teve números impressionantes para a sétima arte nacional na época, com mais de dois milhões e meio de espectadores.

 

Reprise101 min.

Classificação Indicativa: 12 anos

-----

 

Sábado, 22 de outubro

Cine Retrô: Sonhando Com Milhões

21h30, na TV Brasil

04h00, na TV Brasil (madrugada de sábado, dia 22/10, para domingo, dia 23/10)

 

 

País: Brasil. Ano: 1963. Gênero: Comédia. Preto e branco. Direção: Eurides Ramos. Roteiro: Eurides Ramos. Elenco: Dercy Gonçalves, Odete Lara, Oswaldo Loureiro, Herval Rossano, Myriam Persia, Átila Iório, Moacyr Deriquém, Milton Carneiro.

 


Agripina (Dercy Gonçalves) é empregada doméstica de um casal de funcionários públicos que estão em dificuldades financeiras: o pacato e honesto Guimarães (Oswaldo Loureiro) e a ambiciosa Floripes (Odete Lara).

Eles vivem as agruras financeiras do cotidiano. A esposa, inconformada, começa a fazer loucuras para satisfazer suas vaidades e ambições pessoais. O bom marido, afirmando sua honestidade, procurará obter os milhões necessários. Aprontando confusões, Agripina busca resolver a difícil situação do casal.


Agripina briga com a patroa Floripes e vai trabalhar na casa de Gervásio, um rico usineiro. Guimarães descobre sonegação por parte do empresário e de outros usineiros que tentam lhe oferecer suborno através de Agripina quando descobrem que a mulher o conhece.

 

Reprise. Duração: 82 min.

Classificação Indicativa: 12 anos

---------

 

Domingo, 23 de outubro

Sessão Família: Piratas Pirados!

14h00, na TV Brasil

 

Título original: The Pirates! In an Adventure with Scientists. País: Reino Unido/Estados Unidos. Ano: 2012. Gênero: Animação. Direção: Peter Lord e Jeff Newitt. Roteiro: Gideon Defoe.

 


O Capitão Pirata é um dos mais atrapalhados navegantes dos sete mares e sua maré de azar o incomoda. Embora nem sempre bem sucedido em suas empreitadas, ele tem um sonho: vencer seus grandes concorrentes Black Bellamy e Cutlass Liz para levar o prêmio Pirata do Ano. 

O ganhador da cobiçada láurea será aquele que conseguir roubar mais. Com rivais extravagantes, que destroem navios inimigos e obtêm vultosas quantias, o Capitão precisa espantar a urucubaca que o prejudica para alcançar seu desejo quase utópico de reconhecimento. 


Para conseguir cumprir a árdua missão na trama ambientada no ano de 1837, Capitão vai com sua tripulação da exótica Ilha de Sangue às ruas da Londres vitoriana. Sem sucesso, eles batalham contra diversos adversários e buscam saquear navios.


As tentativas frustradas de pilhagem refletem o cotidiano do grupo. A bravura não é um dos fortes desses marujos. Tripudiados pelos seus pares, eles encaram uma triste realidade. A fracassada trupe de piratas tem o Dia do Presunto como ápice de sua rotina.


Com uma vistosa barba, o comandante conhece duas figuras históricas: a enfezada Rainha Vitória e o famoso pesquisador Charles Darwin. A sorte do desastrado Capitão e de seus piratas começa a mudar quando eles resolvem invadir o navio da expedição científica coordenada pelo cientista.


O então jovem biólogo britânico nota que o papagaio do Capitão, mascote do navio, é, na verdade, um Dodô, uma ave extinta. Darwin reconhece o animal raro para surpresa de todos. Ao constatar que seu animal de estimação é um bicho raro, o líder da claudicante tripulação observa que pode auferir lucros com essa descoberta.


Ele acredita que a novidade tem muito potencial para proporcionar glórias, ouros, prêmios e até a amizade da temperamental Rainha Vitória. A monarca está sempre enraivecida com os ladrões dos oceanos que filhas as riquezas da coroa.  O comandante não imagina que pode estar caindo em uma perigosa armadilha que envolve um apetite gastronômico bastante singular. 


Charles Darwin vive acompanhado de um amigo macaco que interage por meio de cartazes. Ao lado da Rainha Vitória, o cientista apresenta cenas hilárias. A história aproveita o gancho para pelas tiradas divertidas sobre a Teoria da Evolução e sacadas com sátiras à realeza britânica.


Produzida pelo estúdio Aardman, a animação "Piratas Pirados!" tem direção de Peter Lord e Jeff Newitt. A equipe é responsável por sucessos como "A Fuga das Galinhas" (2000) e do vencedor do Oscar "Wallace e Gromit: A Batalha dos Vegetais" (2005), atração também desenvolvidas com a mesma técnica manual.

Animação realizada em em stop-motion, com registros quadro a quadro, com personagens e cenários de massinha, o filme tem a ajuda de recursos de computação gráfica quando conveniente para a trama. As técnicas conferem agilidade à história. Com cenário rico nos detalhes, as cenas conferem articulação e realismo ao valorizar sombras e movimentação.


Repleta de aventuras, perigos e emoções, a divertida produção tem vários méritos. O filme prima por valores como lealdade e amizade. Também incentiva a criançada a persistir nos seus objetivos e em acreditar que é possível alcançar seus sonhos. 

Em terra firme ou no alto mar, os fora da lei representados na tela fazem badernas inacreditáveis que encantam e provocam risadas. As piadas encadeadas com inteligência em sequência motivam gargalhadas no público de todas as idades.


O roteiro é uma adaptação de Gideon Defoe para o texto de seus próprios livros. A animação traz ótimos personagens e tipos icônicos no formato de bonecos de massa. O longa faz essa combinação ao revitalizar os estereótipos clássicos.

A trilha sonora da produção também tem destaque. O longa-metragem infantil traz repertório diverso que mescla obras como "Garota de Ipanema" e "Also Sprach Zarathustra" a clássicos consagrados do rock britânico como "London Calling" e "Alright".

 

Inédito. 88 min.

Classificação Indicativa: Livre

-----

 

Domingo, 23 de outubro

Festival de Cinema: A Bela e a Fera

16h00, na TV Brasil

 

Título original: La Belle et la Bete. País: França/Alemanha/Espanha. Ano: 2014. Gênero: Drama/Fantasia. Direção: Christophe Gans. Elenco: Vincent Cassel, Lea Seydoux, André Dussollier, Eduardo Noriega, Myriam Charleins, Audrey Lamy, Sara Giraudeau, Jonathan Demurger

 


Após o naufrágio de seu navio, um comerciante financeiramente arruinado exila-se no campo com seus seis filhos, três rapazes e três moças. Apenas a filha mais nova, Bela, uma menina alegre e cheia de graça, fica entusiasmada com a vida rural.


Um dia, quando o pai arranca uma rosa para a filha de um jardim encantado, é condenado à morte pelo proprietário do castelo, um monstro.


A destemida Bela oferece-se no lugar do pai, mas, uma vez dentro do palácio, encontra não a morte, mas alguém com uma vida estranha, repleta de magia e tristeza.

 

Reprise112 min.

Classificação Indicativa: 12 anos

-----

 

Domingo, 23 de outubro

Cine Doc: Imaterial

23h00, na TV Brasil

 

País: Brasil. Ano: 2019. Gênero: Documentário. Direção: Shinji Shiozaki e Felipe Santiago

 


Filmado ao longo de quatro anos, o documentário “Imaterial” reúne imagens e depoimentos de skatistas amadores e profissionais, na cidade de São Paulo. Com direção de Shinji Shiozaki e Felipe Santiago, o filme aborda o skate enquanto objeto artístico e o modo como ele define todo um estilo de vida.

Pessoas que atuam na interseção entre o skate e a arte revelam como tiveram contato com o skate e como este dá forma a seus trabalhos e suas vidas. Figuras de destaque na arte e no skate dão voz ao filme, como Alexandre Vianna, Guilherme Guimarães, Klaus Bohms, Flavio Samelo e Erica Maradona, entre outros.

O documentário foi exibido no Surf Skate Film Festival 2020, em Milão, e conquistou o prêmio do júri no Tokyo Lift Off Film Festival 2020.

 

Reprise. 86 min.

Classificação Indicativa: Livre

-----

 

Domingo, 23 de outubro

Cine Retrô: O Jeca Macumbeiro

03h30, na TV Brasil

 

País: Brasil. Ano: 1974. Gênero: Comédia. Direção: Amácio Mazzaropi e Pio Zamuner, com Amácio Mazzaropi, Gilda Valença, Joffre Soares, Selma Egrei, Ivan Lima, José Mauro Ferreira, Maria do Roccio.



No filme "O Jeca Macumbeiro", Amácio Mazzaropi é Pirola, um caboclo paupérrimo que vive em um casebre na fazenda de seu patrão, o coronel Januário.

A filha de Pirola, Filomena, é casada com Mário, filho do coronel. Um dia, Pirola recebe de Nhonhô, um velhinho amigo, a notícia de que será herdeiro e quando aceita um saco cheio de dinheiro, resolve deixá-lo na guarda do patrão.

Para apropriar-se do dinheiro de Pirola, o Coronel Januário se passa por um pai-de-santo pra lá de fajuto. O filme foi uma sátira ao enorme sucesso de "O Exorcista" e bateu a arrecadação deste nos cinemas do Brasil.

 

Reprise. 87 min.

Classificação indicativa: 12 anos


Fonte: EBC


SHARE THIS

0 comentários:

AGENDA (Festivais, mostras, concursos)

EVENTOS (Teatro, música, audiovisual)

ARTES E ARTISTAS (EVENTOS, LANÇAMENTOS, CURSOS)

LITERATURA (Eventos, Lançamentos, Dicas de leitura)

CINECLUBES (PROGRAMAÇÃO, EVENTOS)

Arquivo do blog

Cloud Labels

especiais (105)