segunda-feira, 30 de março de 2020

TV BRASIL: 01 A 05 de Abril

 
Destaque para a programação de filmes infantis


Billi Pig
Quarta-feira, 1o de abril, às 23h30
(Reprisa na madrugada para sexta, às 3h)

A aspirante atriz Marivalda (Grazi Massafera) tem sonhos com Billi, um porco de plástico que guarda desde a infância. Nas conversas com Marivalda, Billi insiste que ela deve abandonar o marido, Wanderley (Selton Mello), um corretor de seguros falido que, argumenta o porco, não consegue dar ela o merecido luxo na vida. Movida pelos conselhos de Billi, Marivalda dá um ultimado ao marido.

Desesperado por uma solução que preserve seu casamento, Wanderley bola um plano junto ao padre Roberval (Milton Gonçalves), que tem fama de milagreiro. Juntos, eles esperam obter ganhos junto ao traficante Boca (Otávio Muller), cuja filha se encontra em coma.

Realização da Bananeira Filmes, Billi Pig tem roteiro assinado por José Eduardo Belmonte, Ronaldo D'Oxum e direção de José Eduardo Belmonte. O longa-metragem conta com Selton Mello, Grazi Massafera, Milton Gonçalves, Preta Gil, Milhem Cortaz, Cássia Kis Magro e Léa Garcia no elenco.

Inédito. 98 min. Ano: 2012. País: Brasil. Gênero: comédia. Direção: José Eduardo Belmonte

-----
O Vendedor de Linguiça”
Quinta-feira, 2 de abril, às 23h30
(Reprisa na madrugada para sexta, às 3h)

Na comédia musical “O Vendedor de Linguiça”, Mazzaropi é um vendedor que tem que se esforçar para conquistar a freguesia. Em meio a problemas com a família, vizinhos e cachorros (que adoram roubar suas linguiças), ele vive diversas situações inusitadas e cômicas.

Entre as canções do filme estão o “O Linguiceiro” e “Mocinho Lindo”, interpretadas por Mazzaropi; “Olhar de saudade”, interpretada por Pery Ribeiro; “Não ponha a mão”, por Elza Soares; e “Poema do adeus”, por Miltinho.

Ano: 1962. Gênero: comédia musical. Direção: Glauco Mirko Laurelli. Argumento e produção: Amácio Mazzaropi. Classificação: 12 anos.

_____
No Paraíso das Solteironas”
Sábado, 4 de abril, às 16h

Um homem acostumado à vida do interior não poderia imaginar que, ao tentar a sorte na cidade grande, seria objeto do desejo de uma turma de solteironas. O personagem de Mazzaropi ainda se envolve em confusões com a dona do hotel e é colocado às voltas com uma quadrilha e um grupo de ciganos.

95 min. Ano: 1969. Gênero: comédia. Direção: Pio Zamuner, com Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Átila Iório, Carlos Garcia, Elizabeth Hartman. Classificação Indicativa: livre.


-----
Bugigangue no Espaço
Domingo, 5 de abril, às 14h

Quando o vilão alienígena Gana Gobler toma o poder da Confederação, sete alienígenas desajeitados conseguem escapar do cerco, mas sua espaçonave cai na Terra, ao lado da sede de um clube restrito a sete amigos, que aguardam algum acontecimento divertido para mudar sua rotina. Juntos, eles embarcam em uma emocionante aventura espacial para restaurar a paz no universo.

Animação brasileira em computação gráfica, BugiGangue no Espaço foi realizado, escrito e produzido por Ale McHaddo.

Inédito. 90 min. Ano: 2016. País: Brasil. Gênero: aventura, animação. Direção: Ale McHaddo. Classificação: livre.


-----
Brasil Animado
Domingo, 5 de abril, às 16h

O cineasta Relax sempre tenta convencer o ganancioso empresário Stress a investir em seus projetos. Eis que Relax propõe uma busca à árvore mais antiga do Brasil: o grande jequitibá rosa. Stress logo vê potencial na ideia, pois pode vender ingressos para a visitação à arvore quando esta for encontrada. Com isso, a dupla sai em jornada Brasil adentro, dispostos a encontrar a espécie rara.

Primeiro filme em 3D do cinema brasileiro, a animação mescla computação gráfica com cenas gravadas em cenários reais. O filme marca a estreia de Mariana Caltabiano como diretora e traz cenas no Rio de Janeiro, Salvador, Porto Seguro, Foz do Iguaçu, Porto de Galinhas, Olinda, Ouro Preto, Tiradentes, Diamantina, Fortaleza, Canoa Quebrada, Jericoacoara, Gramado, Caxias do Sul, São Paulo, Brasília, Florianópolis e Amazônia.

Inédito. 78min. Ano: 2011. País: Brasil. Gênero: comédia, animação. Direção: Mariana Caltabiano. Classificação: livre.

Fonte: Ricardo Ribeiro/ TV BRASIL

SHARE THIS

0 comentários:

Latest Posts

Cloud Labels

especiais (78)