sexta-feira, 20 de setembro de 2019

TV BRASIL - Programação (21 A 29/09)

Destaque para o documentário "Estradeiros" que registra os passos de uma “tribo” nômade pelo Brasil e América Latina no Sábado (21) às 23h40 no Cine Nacional.


·         Sábado (21) – 16h – Cine Retrô: “No Paraíso das Solteironas” – comédia
·         Sábado (21) – 22h – Cine Retrô: “Meu Japão Brasileiro” (reprise) – comédia
·         Sábado (21) – 23h40 – Cine Nacional: “Estradeiros” (reprise) – documentário
·         Domingo (22) – 16h – Cine Retrô: “O Jeca Macumbeiro” – comédia
·         Quarta (25) – 22h – Cine Retrô: “O Corintiano” – comédia
·         Quarta (25) – 23h50 – Cine Nacional: “Histórias que só Existem Quando Lembradas” – drama
·         Sábado (28) – 16h – Cine Retrô: “O Puritano da Rua Augusta” – comédia
·         Sábado (28) – 22h – Cine Retrô: “O Corintiano” (reprise) – comédia
·         Sábado (28) – 23h50 – Cine Nacional: “Histórias que só Existem Quando Lembradas” (reprise) – drama
·         Domingo (29) – 16h – Cine Retrô: “O Vendedor de Linguiça” – comédia

_________

“No Paraíso das Solteironas”
Sábado, 21 de setembro, às 16h

Um homem acostumado à vida do interior não poderia imaginar que, ao tentar a sorte na cidade grande, seria objeto do desejo de uma turma de solteironas. O personagem de Mazzaropi ainda se envolve em confusões com a dona do hotel e é colocado às voltas com uma quadrilha e um grupo de ciganos.

95 min. Ano: 1969. Gênero: comédia. Direção: Pio Zamuner, com Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Átila Iório, Carlos Garcia, Elizabeth Hartman. Classificação Indicativa: livre.
  
_____
“Meu Japão Brasileiro”
Sábado, 21 de setembro, às 22h

Em uma comunidade rural nipo-brasileira, o agricultor Fofuca (Mazzaropi) enfrenta a exploração descarada do Sr. Leão, um atravessador que faz o intermédio entre os produtores e o comércio na cidade.

Após muito penar nas mãos de Leão, Fofuca forma com os camponeses uma cooperativa agrícola. Mas Leão e seus filhos não veem com bons olhos essa iniciativa e vão fazer de tudo para impedir que Fofuca e seus amigos tenham êxito nesse “Japão brasileiro.”

102 min. Classificação Indicativa: Livre. Ano: 1965. Gênero: comédia. Direção: Glauko Mirko Laurelli, com Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Célia Watanabe, Zilda Cardoso, Carlos Garcia, Reynaldo Martini, Adriano Stuart Elk Alves, Francisco Gomes, Judith Barbosa, Bob Junior, Ivone Hirata, Luiz Tokio, Luzia Yoshigumi. Classificação Indicativa: 12 anos.
  
_____
“Estradeiros”
Sábado, 21 de setembro, às 23h40

O documentário “Estradeiros” registra os passos de uma “tribo” nômade que percorre grande parte do Brasil e também da América Latina.
Constituída por indivíduos de diversas origens, os integrantes do grupo vestem-se roupas precárias, quase sempre sujas, cabelos desgrenhados e andam quase sempre a pé. Os membros da tribo vendem suas artes em práticos mostruários de tecido que carregam por todos os lugares por onde passam.
 O documentário interpreta a geografia, a organização política e social e a mitologia de uma tribo que não se reconhece como tal.
 79 min. Classificação Indicativa: 14 anos. Ano de estreia: 2011. Gênero: documentário. Direção: Renata Pinheiro e Sergio Oliveira.
  
_____
O Jeca Macumbeiro”
Domingo, 22 de setembro, às 16h

No filme “O Jeca Macumbeiro”, Mazzaropi é Pirola, um caboclo paupérrimo que vive em um casebre na fazenda de seu patrão, o coronel Januário.

A filha de Pirola, Filomena, é casada com Mário, filho do coronel. Um dia, Pirola recebe de Nhonhô, um velhinho amigo, a notícia de que será herdeiro e quando aceita um saco cheio de dinheiro, resolve deixá-lo na guarda do patrão.

Para apropriar-se do dinheiro de Pirola, o Coronel Januário se passa por um pai de santo pra lá de fajuto. O filme foi uma sátira ao enorme sucesso de “O Exorcista” e bateu a arrecadação deste nos cinemas do Brasil.

87 min. Ano: 1974. Gênero: comédia. Direção: Amácio Mazzaropi e Pio Zamuner, com Amácio Mazzaropi, Gilda Valença, Joffre Soares, Selma Egrei, Ivan Lima, José Mauro Ferreira, Maria do Roccio. Classificação indicativa: Livre
   
_____
“O Corintiano”
Quarta, 25 de setembro, às 22h
(Reprise sábado, 28, no mesmo horário)

Em “O Corintiano”, Mazzaropi é '‘seu’' Manuel, um barbeiro fanático pelo Corinthians. Ele é capaz das maiores loucuras para torcer pelo seu time do coração, como andar com um burro preto e branco, bater boca com torcedores de times rivais, fazer promessas malucas, orações, sofrer e xingar na arquibancada.

98 min. Ano: 1967. Gênero: comédia. Direção: Milton Amaral, com Amácio Mazzaropi, Elizabeth Marinho, Lucia Lambertini, Nicolau Guzzardi, Carlos Garcia, Roberto Pirillo, Leonor Pacheco, Roberto Orosco, Augusto Machado de Campos, Xandó Batista. Classificação Indicativa: 10 anos.

____
“Histórias que só existem quando lembradas”
Quarta, 25 de setembro, às 23h50
(Reprise sábado, 28, no mesmo horário)

Como em todos os dias, Madalena (Sonia Guedes) faz pão para o armazém do Antônio (Luiz Serra). Depois, segue sua rotina: atravessa o trilho onde o trem já não passa há anos, limpa o portão do cemitério trancado, ouve o sermão do padre Josias (Ricardo Merkin) e almoça com os outros velhos habitantes da cidade.

Vivendo da memória do marido morto, Madalena é acordada por Rita (Lisa Fávero), jovem fotógrafa que chega à cidade fantasma de Jotuomba, onde o tempo parece ter parado. A região fica no Vale do Paraíba (RJ), onde, nos anos 1930, as até então ricas fazendas de café foram à falência, derrubando a economia local.

Primeiro longa de ficção dirigido pela cineasta Julia Murat, filha da renomada de diretora Lucia Murat, o drama "Histórias que só existem quando lembradas" participou de mais de 80 festivais de cinema e conquistou mais de 30 prêmios nacionais e internacionais.

Com roteiro de Julia Murat, Maria Clara Escobar e Felipe Sholl, a coprodução de Brasil, Argentina e França foi inspirada no realismo fantástico latino-americano, em especial na obra de Gabriel García Márquez e Juan Rulfo.

97 min. País: Brasil, Argentina e França. Ano: 2011. Gênero: drama. Direção: Julia Murat. Elenco: Sonia Guedes, Lisa Fávero, Luiz Serra, Ricardo Merkin, Antônio dos Santos, Nelson Justiniano, Maria Aparecida Campos, Manoelina dos Santos, Evanilde Souza, Julião Rosa, Elias dos Santos, Pedro Igreja. Classificação indicativa: 10 anos.
  
 _____
“O Puritano da Rua Augusta”
Sábado, 28 de setembro, às 16h

Punduroso (Amácio Mazzaropi) é um pai de família extremamente conservador. Ele deixa os filhos loucos com sua mania de manter a moral e os bons costumes sempre em primeiro lugar.
Após sofrer um ataque do coração, tudo muda. Punduroso passa a se comportar como um jovem outra vez: muda o cabelo, as roupas e até o gosto pela música.
102 min. Ano: 1965. Gênero: comédia. Direção: Amácio Mazzaropi, com Amácio Mazzaropi, Marly Marley, Marina Freire, Elizabeth Hartmann, Edgard Franco. Classificação Indicativa: 12 anos.
  
____
“O Vendedor de Linguiça”
Domingo, 28 de setembro, às 16h

Na comédia musical “O Vendedor de Linguiça”, Mazzaropi é um vendedor que tem que se esforçar para conquistar a freguesia. Em meio a problemas com a família, vizinhos e cachorros (que adoram roubar suas linguiças), ele vive diversas situações inusitadas e cômicas.

Entre as canções do filme estão o “O Linguiceiro” e “Mocinho Lindo”, interpretadas por Mazzaropi; “Olhar de saudade”, interpretada por Pery Ribeiro; “Não ponha a mão”, por Elza Soares; e “Poema do adeus”, por Miltinho.

Ano: 1962. Gênero: comédia musical. Direção: Glauco Mirko Laurelli. Argumento e produção: Amácio Mazzaropi. Classificação: 12 anos.

FONTE: RICARDO RIBEIRO/ TV BRASIL

SHARE THIS

0 comentários:

Popular Posts

Cloud Labels

especiais (77)