sábado, 7 de setembro de 2019

Documentário produzido pela UFF estreia nos cinemas em 12 de setembro

“A Música do Tempo - Do Sonho do Império ao Império do Sonho” foi feito a partir de experiência inédita de produção híbrida na Universidade Federal Fluminense



O concerto “O Sonho do Império e o Império do Sonho”, do grupo de música antiga da Universidade Federal Fluminense (UFF), foi transformado em um documentário dirigido pelo professor e cineasta João Velho, há quatro anos à frente da produção audiovisual do Centro de Artes UFF. Entrevistas com os músicos e bastidores da apresentação estão no filme “A Música do Tempo - Do Sonho do Império ao Império do Sonho" que entra em cartaz no dia 12 de setembro em seis capitais brasileiras: Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba, Porto Alegre, Brasília e Salvador.
O primeiro documentário musical de longa-metragem produzido e idealizado pela equipe do Centro de Artes UFF, com a parceria de estudantes de cinema, terá um evento de lançamento voltado a convidados no Rio de Janeiro, incluindo a presença dos artistas do grupo Música Antiga da UFF, a partir das 18h30 do dia 12 de setembro, com sessão iniciando às 19h. O evento de lançamento do Rio será no Espaço Itaú de Cinema, na Praia de Botafogo, 316, Botafogo, mediante confirmação de presença pelo link: https://www.facebook.com/events/2424601047593995/. Os convidados que confirmarem a presença pelo evento do Facebook até o dia 08 de setembro poderão retirar os ingressos na bilheteria antes do filme. Nas demais cidades, é preciso acompanhar a programação local para informações sobre os horários das sessões.
Mais sobre o documentário:

“A Música do Tempo” foi pensado para seguir a estrutura do concerto, que começa com músicas portuguesas medievais, termina com canções do tambor de mina do Maranhão e foi inspirado no mito do 5º império português e do Sebastianismo, desde suas origens na corte portuguesa, entre os Séculos XV e XVI, até o culto de Rei Sebastião na religião de Tambor de Mina, no Maranhão. O filme inclui depoimentos e imagens da visita do grupo ao cravista Roberto de Regina (construtor do primeiro cravo brasileiro e de um museu dedicado à arte barroca e renascentista). 
A emoção, a memória da trajetória, e as novas perspectivas de futuro se misturam às cenas da apresentação do Música Antiga da UFF. O longa-metragem traz praticamente todas as músicas do repertório gravadas no Teatro da UFF, com direção de arte e concepção cênica do prestigiado cenógrafo Ronald Teixeira, além de cenas de bastidores da gravação do concerto e entrevistas com os componentes do conjunto. 
Como resultado, o documentário oferece ao público a oportunidade de conhecer melhor a sonoridade, os instrumentos e a linguagem do movimento de Música Antiga, a partir de um repertório cuidadosamente pesquisado pelo grupo da UFF, e permite saber mais sobre a realidade da vida de músicos que trabalham nessa linha há mais de 30 anos. 

Este filme é possivelmente a primeira experiência num inédito modelo de produção híbrido, no qual uma universidade pública, por meio de seu centro cultural, atua como  produtora, tendo como realizadora uma equipe profissional composta por técnicos da própria universidade ocupando as funções principais do filme, com a colaboração de estudantes de cinema. 
Integram a equipe do documentário "A Música do Tempo" João Velho, que além da direção comanda a montagem; Deivison Branco, na direção musical; Whelby Dias, Pablo Rossi e Artur Bravo na direção de fotografia; Paulo M. de Andrade como colorista; Ronald Teixeira, na direção de arte e direção cênica; Daniel Planel, na edição; Laís Diel, na direção de produção; Alexandre Hang e BenHur Machado na mixagem e edição de som; e Leonardo Guelman, na produção executiva.


Fonte: Gerência de Comunicação Centro de Artes UFF

SHARE THIS

0 comentários:

Popular Posts

Cloud Labels

especiais (77)