domingo, 14 de julho de 2019

Confira a programação de filmes da TV Brasil (14 a 21/07)

   

Destaque para o drama Histórias que só Existem Quando Lembradas” de Julia Murat, no Cine Nacional.


Programação 14 a 21 de Julho de 2019

  Domingo (14) – 16h – Cine Retrô: “Chofer de Praça” – comédia
·         Quarta (17) – 22h – Cine Retrô: “Jeca e Seu Filho Preto” – comédia
·         Quarta (17) – 23h45 – Cine Nacional: “Histórias que só Existem Quando Lembradas” – drama
·         Sábado (20) – 16h – Cine Retrô: “O Vendedor de Linguiça” – comédia
·         Sábado (20) – 22h – Cine Retrô: “Jeca e Seu Filho Preto” (reprise) – comédia
·         Sábado (20) – 23h45 – Cine Nacional: “Histórias que só Existem Quando Lembradas” (reprise) – drama
·         Domingo (21) – 16h – Cine Retrô: “O Puritano da Rua Augusta” – comédia
________________________
“Chofer de Praça”
Domingo, 14 de julho, às 16h

Em “Chofer de Praça”, o ator e humorista Amácio Mazzaropi interpreta o humilde Zacarias, que se muda com a mulher para São Paulo a fim de arrumar emprego e ajudar o filho Raul a pagar a faculdade de Medicina.
Na comédia, o personagem começa a dirigir um modelo de carro antigo, muito barulhento e fumacento, que rapidamente vira motivo de piadas.
Primeira produção de Amácio Mazzaropi para o cinema, “Chofer de Praça” foi o primeiro filme do comediante ao lado da atriz Geny Prado, que viria a ser seu par constante. Os números musicais são com Lana Bittencourt e Agnaldo Rayol.

97 min. Ano: 1958. Direção: Milton Amaral, com Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Ana Maria Nabuco, Lana Bittencourt e Agnaldo Rayol. Classificação: 10 anos.
   _____
“Jeca e seu filho preto”
Quarta-feira, 17 de julho, às 22h
(Reprisa no sábado, 20, às 22h)

Em “Jeca e seu filho preto”, o saudoso humorista Amácio Mazzaropi interpreta Zé, o pai de um rapaz (misteriosamente) negro. O fato nunca pareceu o atormentar, mas os outros se incomodam quando seu filho se enamora de uma moça branca, filha de um rico fazendeiro.
Em plenos anos 1970, Amácio Mazzaropi, com seu jeito simples, abordou no cinema a questão do preconceito racial.

104 min. Ano de estreia: 1978. Gênero: comédia. Direção: Pio Zamuner. Codireção: Berilo Faccio, com Amácio Mazzaropi, Mazzaropi, Geny Prado, Yara Lins, Elizabeth Hartman, Denise Assunção. Classificação Indicativa: 12 anos.
   
_____
“Histórias que só existem quando lembradas”
Quarta, 17 de julho, às 23h45
(Reprisa no sábado, 20, às 23h45)

Como em todos os dias, Madalena (Sonia Guedes) faz pão para o armazém do Antônio (Luiz Serra). Depois, segue sua rotina: atravessa o trilho onde o trem já não passa há anos, limpa o portão do cemitério trancado, ouve o sermão do padre Josias (Ricardo Merkin) e almoça com os outros velhos habitantes da cidade.
Vivendo da memória do marido morto, Madalena é acordada por Rita (Lisa Fávero), jovem fotógrafa que chega à cidade fantasma de Jotuomba, onde o tempo parece ter parado. A região fica no Vale do Paraíba (RJ), onde, nos anos 1930, as até então ricas fazendas de café foram à falência, derrubando a economia local. 
Primeiro longa de ficção dirigido pela cineasta Julia Murat, filha da renomada de diretora Lucia Murat, o drama "Histórias que só existem quando lembradas" participou de mais de 80 festivais de cinema e conquistou mais de 30 prêmios nacionais e internacionais.
Com roteiro de Julia Murat, Maria Clara Escobar e Felipe Sholl, a coprodução de Brasil, Argentina e França foi inspirada no realismo fantástico latino-americano, em especial na obra de Gabriel García Márquez e Juan Rulfo.

97 min. País: Brasil, Argentina e França. Ano: 2011. Gênero: drama. Direção: Julia Murat. Elenco: Sonia Guedes, Lisa Fávero, Luiz Serra, Ricardo Merkin, Antônio dos Santos, Nelson Justiniano, Maria Aparecida Campos, Manoelina dos Santos, Evanilde Souza, Julião Rosa, Elias dos Santos, Pedro Igreja. Classificação indicativa: 10 anos.

 _____
“O Puritano da Rua Augusta”
Domingo, 21 de julho, às 16h

Punduroso (Amácio Mazzaropi) é um pai de família extremamente conservador. Ele deixa os filhos loucos com sua mania de manter a moral e os bons costumes sempre em primeiro lugar.
Após sofrer um ataque do coração, tudo muda. Punduroso passa a se comportar como um jovem outra vez: muda o cabelo, as roupas e até o gosto pela música.
102 min. Ano: 1965. Gênero: comédia. Direção: Amácio Mazzaropi, com Amácio Mazzaropi, Marly Marley, Marina Freire, Elizabeth Hartmann, Edgard Franco. Classificação Indicativa: 12 anos.


Fonte: Ricardo Ribeiro/TV BRASIL

SHARE THIS

0 comentários:

Popular Posts

Cloud Labels

especiais (77)