quinta-feira, 18 de julho de 2019

Cineclube Sala Escura - Sessão Latina Dia 31/07, às 18h30


Cineclube Sala Escura apresenta O pequeno exército louco, de Lucia Murat e Paulo Adário, na Cinemateca do MAM. Entrada Franca.
 O Cineclube Sala Escura retoma as suas atividades na Cinemateca do MAM em 2019 com uma sessão comemorativa dos 40 anos da vitória da Revolução Sandinista.

O pequeno exército louco
Brasil, 1984
50min, Cor/P&B, V.O.
Direção: Lucia Murat e Paulo Adário
Roteiro e edição: Lucia Murat
Produção: Heloísa Adário e Eduardo Homem
Fotografia: Paulo Adário
Fotografia adicional: Pedro Farkas e Maeve Moser
Som direto: Silvio Da-Rin
Trilha sonora: João Garcia
Montagem: Carlos Nascimbeni
Pré-montagem: Aída Marques

O triunfo da Revolução Sandinista e os desafios de um futuro promissor carregado do trágico passado de um país castigado...
Em 19 de julho de 1979, as tropas da Frente Sandinista de Libertação Nacional (FSLN) entram vitoriosas em Manágua, pondo fim a mais de quarenta anos de ditaduras sob o comando da família Somoza. Os olhos do mundo se voltam para a Nicarágua, país centro-americano então com cerca de três milhões de habitantes, onde um grupo de guerrilheiros maltrapilhos conseguiu derrubar uma das mais longevas ditaduras da América Latina, ao liderar uma maciça insurreição popular. Diante de um horizonte promissor, o povo nicaraguense busca reconstruir um país devastado pela repressão, pelo nepotismo, pela corrupção, pela carestia e pela miséria, ao tentar pôr fim a ciclos históricos de intervenções militares imperialistas dos EUA no país, somado com truculentos governos oligárquicos subservientes à potência estrangeira. Sob a égide de Augusto César Sandino, líder do Exército Defensor da Soberania Nacional (EDSN), que travou uma dura guerra em território nicaraguense contra os fuzileiros navais estadunidenses nos anos 1920 e 30, os guerrilheiros vitoriosos de 1979 se veem diante do desafio de consolidar uma revolução popular em um país com profundas desigualdades sociais, numa região que os Estados Unidos costumam considerar o seu “quintal”. 
Vencedor do Prêmio de Melhor Filme em Média-Metragem e Melhor Montagem no Rio Cine Festival e Melhor Montagem na XIV Jornada Internacional de Cinema da Bahia.

SESSÃO SEGUIDA DE DEBATE
Após a sessão, haverá uma conversa com a realizadora Lucia Murat.

Lucia Murat é diretora, roteirista e produtora. Nascida no Rio de Janeiro, em 1948, realizou estudos de Economia. Atuou no movimento estudantil, sendo um dos estudantes presos durante o congresso da UNE em Ibiúna, em 1968. Com a promulgação do Ato Institucional nº 5, entrou para a clandestinidade e militou no Movimento Revolucionário 8 de Outubro (MR-8), até ser presa em março de 1971. Após sofrer inúmeras torturas, foi posta em liberdade em 1974. Em seguida, se volta para o jornalismo e para o cinema. Seu primeiro filme é o documentário O pequeno exército louco (1984). Em 1989, dirige Que bom te ver viva, um dos primeiros filmes brasileiros a abordar as memórias da tortura. Posteriormente, dirige longas de ficção, Doces poderes (1997), inspirado nas eleições presidenciais de 1989, Brava gente brasileira (2000), Quase dois irmãos (2004) e o musical Maré, nossa história de amor (2007). No entanto, continua realizando documentários, como os longas Olhar estrangeiro (2006) e A nação que não esperou por Deus (2015), codirigido por Rodrigo Hinrichsen. O tema da memória sobre a clandestinidade, o encarceramento e a tortura durante os anos 1960/70 retornam na mistura de ficção e documentário Uma longa viagem (2011) e no longa A memória que me contam (2013). Seu último longa é a ficção Praça Paris (2017).

SERVIÇO:
O pequeno exército louco
Direção de Lucia Murat e Paulo Adário
Brasil, 1984
Dia 31 de Julho de 2019
Quarta-feira, às 18h30min
Cinemateca do MAM
Av. Infante Dom Henrique, 85
Parque do Flamengo – Rio de Janeiro

ENTRADA GRATUITA

Cineclube Sala Escura é uma atividade de extensão da Plataforma de Reflexão sobre o Audiovisual Latino-Americano (PRALA), vinculada ao Laboratório de Investigação Audiovisual (LIA) da Universidade Federal Fluminense (UFF).

banner_Sala Escura.jpg
Realização:

logo Sala Escura.jpg    logo_LIA.jpg   logo-PRALA-2_baixa-res.jpg

Apoio:

uff.gif   Proex02a.png  CinematecaMAM.jpg


Fonte: CINECLUBE SALA ESCURA

SHARE THIS

0 comentários:

Popular Posts

Cloud Labels

especiais (77)