sábado, 6 de abril de 2019

Programação CINE ARTE UFF (4 a 10 de abril)


Destaque para a mostra Filmambiente, que será realizada entre os dia 05 e 10/4, com entrada franca. 



Dia 06/4
Sábado
14h20  - CAFARNAUM
16h40 - A MULA
19h -  O JABUTI E A ANTA (FILMAMBIENTE) – Entrada franca
21h - AS FILHAS DO FOGO

Dia 07/4
Domingo
14h20 - CAFARNAUM
16h40 -  A MULA
19h - CURTAS EM ANIMAÇÃO (FILMAMBIENTE) – Entrada franca
21h - ELEGIA DE UM CRIME

Dia 08/4
Segunda
14h20 > CAFARNAUM
16h40 > A MULA
19h > BAÍA URBANA (FILMAMBIENTE) – Entrada franca + Debate
21h > AS FILHAS DO FOGO

Dia 09/4
Terça
14h20 - CAFARNAUM
16h40 - A MULA
19h - RIO SAGRADO (DES)SACRALIZADO (FILMAMBIENTE) – Entrada franca
21h - ELEGIA DE UM CRIME

Dia 10/4
Quarta
19h - SESSÃO DE CURTAS E MÉDIAS (FILMAMBIENTE) – Entrada franca
21h - AS FILHAS DO FOGO

_______________________


14h20 - CAFARNAUM (04 a 09, quinta a terça)
Capharnaüm, Líbano/Fra/EUA, 2018, 126’, 14 anos
De Nadine Labaki
Com Zain Al Rafeea, Nadine Labaki, Yordanos Shifera, Boluwatife Treasure Bankole

Aos doze anos, Zain está preso por ter esfaqueado um homem e quer processar seus pais por o terem colocado no mundo. Antes do ocorrido, ele carregava uma série de responsabilidades: ajudava a cuidar de seus irmãos no cortiço em que vivia junto com a família, trabalhava para um pequeno comerciante e também ganhava alguns trocados com a venda de sucos na rua. Quando sua irmã de onze anos foi forçada a se casar com um homem mais velho, Zain ficou extremamente revoltado e deixou sua casa, indo viver com uma refugiada etíope e seu bebê, imigrantes ilegais no Líbano. Prêmio do Júri no Festival de Cannes 2018 e outros 21 prêmios internacionais.


___________

16h40 - A MULA (04 a 09, quinta a terça)
The mule, EUA, 2018, 116’, 16 anos
De Clint Eastwood
Com Clint Eastwood, Bradley Cooper, Laurence Fishburne

Earl Stone é um homem de 80 anos que está falido, sozinho e enfrentando o fim de seus negócios. Nesse momento delicado, lhe oferecem um emprego cuja única responsabilidade é dirigir. Sem perceber, e pensando ser um trabalho fácil, Earl acaba se tornando uma “mula” responsável pelo transporte de drogas para um cartel mexicano.

________

Dia 4, quinta
Cineclube Rã Vermelha, entrada franca
20h - TUBARÃO
Jaws, EUA, 1975, 124’, 14 anos
De Steven Spielberg
Com Roy Scheider, Robert Shaw, Richard Dreyfuss

Quando um tubarão assassino promove o caos em uma praia da pequena cidade de Amity, o xerife local pede ajuda a um ictiologista e a um pescador veterano para caçar o animal. Mas a missão vai ser mais complicada do que eles imaginavam. Oscar de Trilha Sonora Original, Montagem e Som.

19h  - FILMAMBIENTE – 5 a 10, sexta a quarta, entrada franca
O festival reúne as melhores e mais recentes produções nacionais e internacionais sobre questões ambientais. Ao todo serão exibidos quatro longas e dois programa de curtas e médias.
(Ver programação no final do release)

21h - AS FILHAS DO FOGO (dias 06, 08 e 10, sábado, segunda e quarta)
Las hijas del fuego, Argentina, 2018, 111’, 18 anos
De Albertina Carri
Com Cristina Banegas, Sofía Gala, Erica Rivas, Mijal Katzowicz, Carla Morales Ríos

Insatisfeitas com suas próprias vidas, três mulheres independentes de meia-idade se encontram por acaso, bem longe de suas casas, e começam a se relacionar de maneira poliamorosa. Quando percebem que estão livres daquilo que acreditam ser regras sociais possessivas, elas decidem formar um grupo cujo propósito é libertar outras mulheres que estejam passando pelos mesmos problemas. Prêmio de Melhor Filme Argentino no BAFICI 2018.


21h - ELEGIA DE UM CRIME (dias 07 e 09, domingo e terça)
Brasil, 2018, 92’, 14 anos
De Cristiano Burlan

Em fevereiro de 2011, a mãe do diretor Cristiano Burlan foi assassinada em Uberlândia pelo parceiro. Isabel Burlan da Silva teve sua trajetória marcada pela violência e pela pobreza, assim como todo o resto da família. Este é o terceiro filme da série "Trilogia do Luto", os anteriores abordavam a morte do pai e do irmão de Burlan. Diante da impunidade, o documentário mergulha numa viagem vertiginosa para reconstruir a imagem e a vida de Isabel.


________ 



5 a 10, sexta a quarta, entrada franca
19h - FILMAMBIENTE

Dia 5, sexta-feira | Exibição seguida de debate com os diretores Christiane Torloni e Miguel Przewodowski
AMAZONIA, O DESPERTAR DA FLORESTANIA
Brasil, 2018, 111’
De Christiane Torloni e Miguel Przewodowski

Sob a proposta de abordar como o meio ambiente vem sendo tratado desde o início do século XX, a produção resgata personagens históricos e reúne depoimentos de representantes dos mais diversos segmentos ligados ao tema: a lista inclui indígenas, ambientalistas, jornalistas, artistas e intelectuais, entre outras pessoas que vêm lutando para preservar esse legado. A “Florestania”, palavra que sintetiza os conceitos de cidadania e direitos florestais, é o código genético de nossa identidade.



_________

Dia 6, sábado
O JABUTI E A ANTA
Brasil, 2016, 71’
De Eliza Capaimin

Uma viagem até as gigantescas represas construídas nos rios Xingu, Tapajós e Ene, na floresta Amazônica, para entender por que reservatórios no sudeste estão vazios.


Dia 7, domingo
CURTAS EM ANIMAÇÃO

AQUÁRIO
Aquarium, Argentina, 2016, 4,3’
De Diego L Yánez Guzman
Os impactos das intervenções humanas na vida dos oceanos e como estes ecossistemas sobrevivem a tantos ataques.

ÁGUA QUE CAI
When it rains, EUA, 2016, 2,5’
De Nick Iannacomin
Uma gotinha de chuva está determinada a fazer a água chegar numa flor protegida da chuva.

CÍRCULO COMPLETO
Full circle, Canadá, 2015, 1,53’
De Tiffany Linmin
O filme acompanha a jornada de uma sacola plástica, da beira da praia até o mar aberto.

COPO D’ ÁGUA
Cup of water, Índia, 2017, 2,47’
De Manish Gupta
No caminho para a escola, um menino aprende como às vezes é difícil ter acesso à água.

KONAGXEKA – O DILÚVIO MAXAKALI
Brasil, 2016, 13’
De Isael Maxakali e Charles Bicalho
Um filme indígena, feito pelos Maxakali, tribo localizada no município de Ladainha, em Minas Gerais. Falado em Maxakali, narra o mito do diluvio, com ilustrações feitas por eles.

O CAÇADOR DE ÁRVORES GIGANTES
Brasil, 2016, 11’
De Antonio Pereiramin
Um menino brincando no quintal de casa descobre um baú enterrado revelando um segredo e, com a ajuda de seu amigo – raposa devoradora de insetos – vai caçar as árvores gigantes, que ele acredita estarem presas no céu.

PRIMAVERA, VERÃO, OUTONO, INVERNO... E PRIMAVERA
Spring, summer, autumn, winter... and spring, Turquia, 2018, 7,04’
De Hamza Uysalmin
A árvore solitária está prestes a perder as esperanças na guerra do homem contra a natureza. 

SEGREDOS DO RIO GRANDE
Brasil, 2017, 5,41’
De Analúcia Godoi
Brisa é aventureira, Dudu é medroso. Os dois peixinhos decidem buscar tesouros e descobrir os segredos do Rio Grande, numa jornada cheia de encontros inesperados.

SOCORRO
Eau secours, França, 2017, 3,12’
De Herrygers Nagegemin
A importância de economizar água.

TARTARUGUINHA
Chiripajas, Espanha, 2016, 1,55’
De Jaume Quiles e Olga Poliektovamin
Uma tartaruguinha enfrenta perigos para chegar ao mar e reunir-se com a família.

VIVA A ÁGUA
Save water, Algéria, 2016, 1’
De Mustapha Benghernaout
A importância de usar água com sabedoria e sem desperdício.

OFFHAND
França, 2017, 1,36’
De Nicolas de Oliveira
As consequências das ações humanas sobre o meio ambiente e na vida dos outros animais que habitam o planeta.

Dia 8 de abril, segunda - Exibição seguida de debate com o diretor Ricardo Gomes
BAÍA URBANA
Brasil, 2017, 70’
De Ricardo Gomes
A vida marinha na baia de Guanabara, com imagens inéditas de golfinhos, tartarugas, corais, esponjas e mais de 50 espécies de peixes que sobrevivem nestas águas poluídas.

_______

Dia 9 de abril, terça
RIO SAGRADO (DES)SACRALIZADO
USA, 2016, 60’
De Peter McBride and Jake Norton
Uma viagem por um dos rios mais venerados e aviltados do mundo, o Ganges, que é ao mesmo tempo fonte de vida e inspiração, bem como morte, poluição e tragédia.

Dia 10 de abril, quarta
SESSÃO DE CURTAS E MÉDIAS

EXILIA
Brasil, 2015, 23’36’’
De Renata Claus
Duas senhores da ilha de Tatuoca se visitam e comentam como estão sendo deslocadas pela subida das marés e das mudanças climáticas.

ESPERAS D'ÁGUA
Brasil, 2017, 1’35’’
De Dêniston Diamantinomin
Uma poesia visual sobre a vital importância da água para os animais silvestres, os ciclos da água na natureza e como ela dá vida a tudo.

POVO DA SECA
França, 2016, 3’
De Lior Sperandeomin
Estatísticas mostram que água poluída causa mais mortes que as guerras. Hoje em dia, mesmo com todo o conhecimento disponível, milhões de pessoas continuam sem nenhum acesso à água potável. Esse fardo recai, principalmente, sobre mulheres e crianças que passam os dias viajando longas horas em busca de sua única opção: água contaminada. Isso afeta não só sua saúde, como também suas oportunidades de ter educação e uma profissão, perpetuando um círculo vicioso de pobreza.

GUERREIROS DA ÁGUA
Water Warriors, Canadá/EUA, 2016, 21’31’’
De Michael Premomin
Resistindo contra a indústria de gás natural. Quando uma companhia de energia começa a procurar por gás natural em New Brunswick, Canadá, indígenas e brancos se unem para expulsar a empresa numa campanha para proteger sua água e estilos de vida.

O COMPLEXO
Brasil, 2016, 26’
De Thiago Forestimin
Construído sobre solo sagrado indígena, o complexo hidroelétrico Teles Pires resulta em impactos ambientais na bacia do Alto Tapajós, localizada nos estados do Pará e Mato Grosso. O filme revela os vícios de licenciamento, estudos ambientais e compensação das obras mais caras do Brasil.

OS FABRICANTES DE CHUVA DE NGANYI
The rain makers of Nganyi, África do Sul, 2017, 8’33’’
De Steve McDonaldmin
Como os fazedores de chuva de Nganyi, no Quênia, estão enfrentando as mudanças climáticas? E como isto está afetando suas vidas e seu ganha-pão.

TERRAFORM
Terraform, Reino Unido, 2017, 5’
De Sil Van Der Woerd e Jorik Dozy
A verdade sobre os sacrifícios e dificuldades que os mineiros de enxofre do Kawahljen, na Indonésia passam para sustentar suas famílias.

Ingressos
Inteira – R$ 14,00 | Meia – R$ 7,00 (exceto segundas-feiras)
Segunda-feira – Promoção “Meia-entrada para todos” – R$ 4,00

Endereço: Rua Miguel de Frias, 9 -   Icaraí - Niterói/RJ  
(21) 3674-7511 | 3674-7512      www.centrodeartes.uff.br




Dia 04
Quinta
14h20
CAFARNAUM
16h40
A MULA
20h
TUBARÃO – Cineclube Rã Vermelha – Entrada franca
Dia 05
Sexta
14h20
CAFARNAUM
16h40
A MULA
19h
AMAZONIA, O DESPERTAR DA FLORESTANIA (FILMAMBIENTE) – Ent. Franca + Debate
Dia 06
Sábado
14h20
CAFARNAUM
16h40
A MULA
19h
O JABUTI E A ANTA (FILMAMBIENTE) – Entrada franca
21h
AS FILHAS DO FOGO
Dia 07
Domingo
14h20
CAFARNAUM
16h40
A MULA
19h
CURTAS EM ANIMAÇÃO (FILMAMBIENTE) – Entrada franca
21h
ELEGIA DE UM CRIME
Dia 08
Segunda
14h20
CAFARNAUM
16h40
A MULA
19h
BAÍA URBANA (FILMAMBIENTE) – Entrada franca + Debate
21h
AS FILHAS DO FOGO
Dia 09
Terça
14h20
CAFARNAUM
16h40
A MULA
19h
RIO SAGRADO (DES)SACRALIZADO (FILMAMBIENTE) – Entrada franca
21h
ELEGIA DE UM CRIME
Dia 10
Quarta
19h
SESSÃO DE CURTAS E MÉDIAS (FILMAMBIENTE) – Entrada franca
21h
AS FILHAS DO FOGO


FONTE: Renata Cunha - Gerência de Comunicação/ Centro de Artes UFF


SHARE THIS

0 comentários:

Imprensa (3)(4)