Our social:

sábado, 25 de agosto de 2018

Cine Arte UFF recebe o Encontro de Cinema Negro Zózimo Bulbul - 30 e 31/08


                                        

O “Encontro de Cinema Negro Zózimo Bulbul – Brasil, África e Caribe”, é a maior janela de exibição afrodiaspórica de cinema negro no país e tem como propósitos fortalecer novos cineastas, promover a reunião de gerações e a valorização da ancestralidade. Organizado pelo Centro Afrocarioca de Cinema, o encontro terá sessões gratuitas no Cine Arte UFF no dias 30 e 31 de agosto.

A programação ocupará os espaços do Cine Odeon, Centro Cultural Justiça Federal (Cinelândia), MAR Museu de Arte do Rio (Praça Mauá) e Cine Arte UFF (Niterói), entre 29 de agosto e 9 de setembro. Com curadoria do cineasta Joel Zito Araújo e da pesquisadora Janaína Oliveira, a mostra incluirá, ao todo, 74 filmes nacionais, de cinco regiões do Brasil, e 18 filmes internacionais, entre longas e curtas.

No Cine Arte UFF, duas sessões serão seguidas de debate. No dia 30, quinta, às 14h, Janaína ReFem, Danddara, Safira Moreira, Viviane Laprovita, Rosa Miranda, Nalui Mahin discutem o tema “Cineastas Negras e suas Narrativas”. No dia 31, sexta, às 14h, o tema de debate é “Cinema de Animação”, com Wagner Novais (Brasil) e Laza Razanajatovo (Madagascar).


Sobre o Encontro de Cinema Negro Zózimo Bulbul

O evento firmou-se no Brasil e no mundo e mantém o objetivo de seu fundador Zózimo Bulbul, que é fortificar a identidade negra e incentivar o intercâmbio cultural Brasil-África através de exibições, debates e também de um processo formativo com palestras e seminários, promovendo relações entre realizadores negros brasileiros, africanos e da diáspora.

É uma alternativa para diminuir a lacuna existente em relação a produção cinematográfica negra brasileira, valorizando-a como patrimônio cultural. Zózimo não utilizava a palavra Festival, valorizava o conceito de ENCONTRO, pois queria estimular, de forma não competitiva, um estreitamento de relações e cooperação entre os realizadores.

Na curadoria do evento desde 2014, o premiado cineasta Joel Zito Araújo, convidado por Zózimo Bulbul, explica: – “Um encontro com a característica que o Zózimo imprimiu, onde a maioria dos convidados internacionais é da África, eu tenho, na curadoria, a preocupação de oferecer um painel do que está acontecendo neste continente, um painel do cinema feito pela África negra”.

Para Janaína Oliveira, importante pesquisadora de cinema Africano e curadora convidada desde 2017, “o cinema negro nacional finalmente ganha forma e corpo, apontando o crescimento inegável do número de realizadoras, realizadores e coletivos de cinema que afirmam o cinema negro tanto como gênero cinematográfico, quanto como espaço e luta política no cenário do audiovisual nacional. Uma geração de novos cineastas que assumiu para si a responsabilidade de transformação e aumento da presença negra no cinema nacional assim como Zózimo Bulbul tanto desejou e impulsionou, como visionário e artista militante que era.”

Em 2018, foram inscritos mais de 180 projetos, uma vitória para o evento, diante de tantas dificuldades provenientes do racismo presente na sociedade. Nesta edição, celebra-se o florescimento desta geração que tem grandes chances de alterar, a médio prazo, a representatividade da cultura negra no cinema brasileiro.

Sessões:

Dia 30 - quinta

14h - Encontro de Cinema Negro Zózimo Bulbul – Entrada franca
Exibição seguida da mesa “Cineastas Negras e suas Narrativas”, com Janaína ReFem, Danddara, Safira Moreira, Viviane Laprovita, Rosa Miranda, Nalui Mahin
DESAPARECIDOS, 15’, de Danddara
TRAVESSIA, 5’, de Safira Moreira

16h - Encontro de Cinema Negro Zózimo Bulbul – Entrada franca
EU, MINHA MÃE E WALLACE, 23’, de Irmãos Carvalho
CHILD OF RESISTANCE, 36’, de Haile Gerima
ALMA NO OLHO, 11’, de Zózimo Bulbul

18h - Encontro de Cinema Negro Zózimo Bulbul – Entrada franca
DESAPARECIDOS, 15’, de Danddara
TRAVESSIA, 5’, de Safira Moreira

Dia 31 - sexta

14h - Encontro de Cinema Negro Zózimo Bulbul – Entrada franca
Exibição seguida da mesa “Cinema de Animação”, com Laza Razanajatovo e Wagner Novais
MANDINGA, 14’, de Wagner Novais
ROUGH LIFE, 5’, de Sitraka Randriamahaly
AFROPOWER, 7’, de Manohiray Randriamanjo
DA TSISY DA, 4’, de Tojoniaina Rajaofera
RAY, 4’, de Herizo Ramilijaonina
LE PETIT BONHOMME DE RIZ, 26’, de Rianando Ludovic Randriamanantsoa
FASA, 16', de Laza Razanajatovo

16h - Encontro de Cinema Negro Zózimo Bulbul – Entrada franca
FÁBULA DE VÓ ITA, 4’, de Joyce Prado e Thalita Oshiro
EU SOU O SUPER-HOMEM, 19’, de Rodrigo Batista
A PISCINA DE CAÍQUE, 15’, de Raphael Gustavo da Silva
PERIPATÉTICO, 15’, de Jéssica Queiroz

18h - Encontro de Cinema Negro Zózimo Bulbul – Entrada franca
MANDINGA, 14’, de Wagner Novais
ROUGH LIFE, 5’, de Sitraka Randriamahaly
AFROPOWER, 7’, de Manohiray Randriamanjo
DA TSISY DA, 4’, de Tojoniaina Rajaofera
RAY, 4’, de Herizo Ramilijaonina
LE PETIT BONHOMME DE RIZ, 26’, de Rianando Ludovic Randriamanantsoa
FASA, 16', de Laza Razanajatovo

Entrada franca
Classificação etária: 16 anos


Fonte: Renata Cunha/ CINE ARTE UFF