Our social:

segunda-feira, 30 de julho de 2018

Programação CINE ARTE UFF - 02 a 08 de Agosto



02 a 08 de agosto de 2018 - quinta a quarta


Dia 02
quinta
14h20
HANNAH
16h20
PROMESSA AO AMANHECER
19h
7ª MOSTRA ECOFALANTE DE CINEMA AMBIENTAL - Abertura
Curta + Longa – Exibição seguida de debate – Entrada franca
NATUREZA: TODOS OS DIREITOS RESERVADOS + TRISTE OCEANO
03 a 08
sexta a quarta
14h20
HANNAH
16h20
PROMESSA AO AMANHECER
18h50
ILHA DOS CACHORROS
21h
7ª MOSTRA ECOFALANTE DE CINEMA AMBIENTAL – Entrada franca

14h20 > HANNAH
Hannah, Itália/Bélgica/França, 2017, 95´, 12 anos
De Andrea Pallaoro
Com Charlotte Rampling, André Wilms, Stéphanie Van Vyve

Hannah é uma mulher que perdeu quase tudo e tem que lidar com a prisão do marido, uma nova realidade econômica, a rejeição do filho, a completa solidão, a velhice. As aulas de teatro e os momentos na piscina constroem a busca por uma nova identidade. Através da história de Hannah, temos um retrato íntimo do isolamento e da alienação no mundo atual, a dificuldade de ter e manter relações, as linhas divisórias entre a identidade individual e as pressões sociais. Melhor Atriz no Festival de Veneza 2017 e Melhor Fotografia no Chicago International Film Festival 2017.



16h20 > PROMESSA AO AMANHECER
La promesse de l’aube, França, 2017, 131’, 14 anos
De Eric Barbier
Com Pierre Niney, Charlotte Gainsbourg, Didier Bourdon

Desde sua infância na Polônia até a adolescência em Nice, para seus anos de estudante em Paris e seu treinamento como piloto durante a II Guerra Mundial, Romain Gary atribui a vontade de viver intensamente à sua mãe, Nina. É a força desse amor que o consagra como um dos mais famosos romancistas franceses e o único escritor a vencer o Prêmio Goncourt pela literatura francesa duas vezes. Essa devoção, porém, também se torna um fardo em sua vida. Destaque para as atuações de Charlotte Gainsbourg (Anticristo e Melancolia) e Pierre Niney (Frantz e Saint Laurent).



18h50 > ILHA DOS CACHORROS (03 a 08, sexta a quarta)
Isle of dogs, EUA/Alemanha, 2018, 105’, 12 anos
De Wes Anderson
Com vozes de Bryan Cranston, Frances McDormand, Edward Norton, Greta Gerwig

Atari Kobayashi tem 12 anos de idade e habita um Japão futurista sob tutela do corrupto prefeito da cidade de Megasaki. O político aprova uma nova lei que proíbe os cachorros de morarem no local, fazendo com que todos os animais sejam enviados a uma ilha vizinha repleta de lixo. Atari não aceita ficar separado de seu cão Spots, então rouba um jato em miniatura e parte em busca de seu fiel amigo, numa aventura em que conta com a ajuda de vários cachorros.




7ª MOSTRA ECOFALANTE DE CINEMA AMBIENTAL – Entrada franca

Pela primeira vez no RJ, a Mostra Ecofalante terá sessões no CCBB e no Cine Arte UFF. No dia 02 teremos sessão com debate e de 03 a 08 as sessões acontecerão às 21h.

Dia 02, 19h, 10 anos
Curta + Longa - Exibição seguida de debate

NATUREZA: TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Nature: all rights reserved, Holanda, 2016, 21'
De Sebastian Mulder
Em um mundo onde a natureza está, cada vez mais, desaparecendo, ela parece ressurgir em uma nova forma: grama sintética na sacada, salas de reunião com papel de parede de floresta, palmeiras na sala de espera do dentista. Este documentário ensaístico investiga o papel das simulações da natureza em nossa sociedade moderna.

TRISTE OCEANO
Blue, Austrália, 2017, 76'
de Karina Holden
Metade da toda a vida marinha foi perdida nos últimos 40 anos. Em 2050, haverá mais plástico do que peixes nos mares. Diferente do que imaginamos nos últimos séculos, o oceano não é um lugar de recursos ilimitados, imune à mudança e ao declínio. Através de entrevistas com apaixonados ativistas, o filme desvela a história das mudanças em nosso oceano para defender a necessidade de preservá-lo.



Dia 03/08, sexta, 21h, 14 anos
IMIGRANTES DIGITAIS
Digital immigrants, Suíça, 2016, 21’
De Norbert Kottmann & Dennis Stauffe

1984 – O computador pessoal chega às nossas salas de estar e conquista toda uma geração. Logo ele também será essencial no trabalho e no entretenimento: apenas aqueles que dominam a nova tecnologia terão futuro. 2016 – Um grupo de terceira idade tenta se adaptar ao acelerado avanço tecnológico para encontrar seu lugar na era digital. Não deboche! O problema deles, hoje, será nosso amanhã: até quando acompanharemos o ritmo do progresso? Prêmio da Audiência de Melhor Curta-Metragem no Festival CineGlobe 2017.


SOCIEDADE DO ALMOÇO GRÁTIS
Free lunch society: Komm Komm Grundeinkommen, Alemanha, 2017, 95’
De Christian Tod

O que você faria se a sua renda básica estivesse garantida? Vista como uma utopia até alguns anos atrás, hoje essa ideia é mais palpável do que nunca. Através de entrevistas com especialistas e figuras-chave de diversas escolas de pensamento, da ala neoliberal à esquerda utópica, o filme explora a renda básica universal como uma possibilidade real nos dias de hoje.



Dia 04/08, sábado, 21h, 12 anos
ÀS MARGENS
On the edge, Coréia do Sul, 2017, 12’
De Kim Hyung-Cheol

Um bairro em Seul, capital da Coréia do Sul, cresce em ritmo acelerado. Pessoas são despejadas e testemunham a destruição de suas casas. Com cenas de violência, protestos e uma íntima entrevista com um ativista, o filme procura captar as emoções que emanam dessa situação.

CIDADÃ JANE: A LUTA PELA CIDADE
Citizen Jane: Battle for the city, EUA, 2016, 96’
De Matt Tyrnauer

Jane Jacobs foi uma ativista norte-americana envolvida em uma série de lutas, na Nova York de meados do século XX, contra o brutal processo de modificação da cidade. Em 1960, seu livro Morte e Vida das Grandes Cidades chocou o mundo da arquitetura e do planejamento urbano ao explorar as consequências da reconfiguração das cidades por arquitetos e planejadores. O filme examina as cidades atuais pela lente de uma de suas mais eminentes pensadoras.



Dia 05/08, domingo, 21h, 16 anos
INHIBITUM: BOICOTADOS
Inhibitum, Bélgica, 2016, 14’
De Atelier Collectif

Histórias do século XX: cinco incríveis invenções verdes boicotadas por poderosas indústrias interessadas em incentivar o consumismo.




CONGO EM GUERRA
This is Congo, Canadá/EUA/Con/Qat, 2017, 91’
De Daniel McCabe

Um olhar imersivo e sem intermédios sobre a atual guerra mais longa do mundo e sobre aqueles que sobrevivem a ela. Seguindo quatro personagens carismáticos — um informante, um comandante de uma milícia patriótica, um comerciante de minérios e um alfaiate expulso de sua terra — o filme oferece uma perspectiva verdadeiramente congolesa sobre os problemas que assolam essa exuberante nação.




Dia 06/08, segunda, 21h, 14 anos
DINHEIRO AMARGO
Ku Qian, China, 2016, 152’
De Wang Bing
Com Ling Ling

Fábricas de roupas na China: a imagem que nos vem à mente é de enormes e organizadas linhas de montagem. Mas o cenário é completamente diferente: em uma cidade no leste da China, que cresce em ritmo acelerado, migrantes que sonham com uma vida melhor encontram poucas oportunidades e péssimas condições de vida. Nesta amarga crônica da China contemporânea, a câmera segue de perto três jovens, capturando as verdadeiras emoções de seu árduo trabalho diário e sua decepção ao receberem seus salários. Prêmio Horizonte de Melhor Roteiro e prêmio de Direitos Humanos no Festival de Veneza 2016.




Dia 07/08, terça, 21h, 14 anos
OBRIGADO, CHUVA
Thank you for the rain, Noruega/Reino Unido, 2017, 87’
De Julia Dahr

Durante cinco anos, Kisilu, um pequeno agricultor queniano, usou sua câmera para registrar os impactos das mudanças climáticas na vida de sua família e de sua comunidade. Após ter a sua casa destruída por uma tempestade, ele decide formar um movimento para lutar contra os impactos dos novos fenômenos climáticos.



Dia 08/08, quarta, 21h, 12 anos
A TERRA NÃO PÔDE FALAR
The earth did not speak, EUA, 2016, 31’
De Javier Briones

No final dos anos 1970, o governo da Guatemala decidiu construir a hidrelétrica de Chixoy, no lugar onde por décadas viveram os índios de etnia Achi. Frente à resistência da comunidade, o Estado executou um massacre, no qual 177 mulheres e crianças foram brutalmente assassinadas. O filme entrevista os sobreviventes e visita os lugares onde ocorreu o inefável evento.



N-ÁGUA
N-Agua, Itália, 2015, 52’
De Pietro Belore e Martina Rosa

Em julho de 2013, o presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, e o magnata chinês Wang Jing firmaram um acordo para a construção de um novo canal interoceânico no país, uma alternativa comercial ao Canal do Panamá. O documentário explora a problemática social e ambiental por trás do projeto, através de entrevistas com ambientalistas e políticos locais, além de viajar pelos caminhos do futuro canal, conhecendo territórios e populações que sofrerão as consequências deste megaempreendimento.



Ingressos
Inteira – R$ 14,00 | Meia – R$ 7,00 (exceto segundas-feiras)
Segunda-feira – Promoção “Meia-entrada para todos” – R$ 4,00

Rua Miguel de Frias 9 Icaraí Niterói RJ (21) 3674-7511 | 3674-7512 www.centrodeartes.uff.br



Fonte: Renata Cunha - Gerência de Comunicação/ CENTRO DE ARTES UFF