Our social:

sexta-feira, 11 de maio de 2018

Confira a programação do CINE ARTE UFF


10 a 16 de maio de 2018 - quinta a quarta


Dia 10 (quinta)

15h NOSSO SAGRADO | Entrada franca | Exibição seguida de debate
19h TODOS OS PAULOS DO MUNDO | Lançamento seguido de debate

11 a 16 (sexta a quarta)

14h40 TODOS OS PAULOS DO MUNDO – Lançamento
16h20 PARA TER ONDE IR (dias 11, 13 e 15, sexta, domingo e terça) – Lançamento

16h20 HÍBRIDOS (dias 12, 14 e 16, sábado, segunda e quarta)
18h20 ANTES QUE TUDO DESAPAREÇA (dias 11 e 13, sexta e domingo)
18h20 O TERCEIRO ASSASSINATO (dias 12, 14 e 16, sábado, segunda e quarta)
20h40 QUASE MEMÓRIA (dias 11 e 13, sexta e domingo)
20h40 CIGANOS DA CIAMBRA (dias 12, 14 e 16, sábado, segunda e quarta)

Dia 15 terça 19h O PROCESSO | Pré-estreia seguida de debate
Dia 10, quinta, 15h – Entrada franca
Exibição seguida de debate com Mãe Meninazinha de Oxum, Mãe Tânia de Iansã, o diretor Jorge Santana e o deputado estadual Flavio Serafini

NOSSO SAGRADO
Brasil, 2017, 31, 12 anos
De Fernando Sousa, Gabriel Barbosa e Jorge Santana

O documentário investiga a perseguição e o racismo religioso contra o Candomblé e a Umbanda, que foram criminalizadas na Primeira República e na Era Vargas. Durante esse período, mais de 200 objetos foram apreendidos pela polícia. As peças sagradas da Umbanda e do Candomblé foram expostas como “Coleção Magia Negra” e ainda hoje encontram-se sob a posse do Museu da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro. A partir da fala de religiosos, pesquisadores e militantes, buscamos entender a importância do acervo sagrado afro-brasileiro, a luta pela sua libertação e os efeitos do racismo religioso.


Dia 10, quinta, 19h | Sessão Vitrine Petrobrás
Exibição seguida de debate com os diretores
14h40 - 11 a 16, sexta a quarta

TODOS OS PAULOS DO MUNDO – Lançamento
Brasil, 2017, 80’, 14 anos   
De Gustavo Ribeiro e Rodrigo de Oliveira

Paulo José é um ícone brasileiro. O talento sem igual, a voz inconfundível, o carisma e a versatilidade acompanham as seis décadas de sua trajetória como ator, diretor e pensador do país. “Todos os Paulos do mundo” narra a vida e a obra de um dos maiores atores do cinema brasileiro através do que viveu e das reflexões que o homem, há vinte cinco anos convivendo com o Mal de Parkinson, consegue articular ainda hoje, às vésperas de seu aniversário de 80 anos. Diante da perda da voz, um artista que insiste em falar e que encontra em “Todos os Paulos do mundo” a caixa amplificadora de seu verbo para o mundo.

Ingressos - R$ 12 e R$ 6
16h20 -  PARA TER ONDE IR (dias 11, 13 e 15, sexta, domingo e terça) – Lançamento Brasil, 2015, 100’, 12 anos - De Jorane Castro
Com Lorena Lobato, Ane Oliveira, Keila Gentil

No Pará, a história de três amigas inseparáveis mas completamente diferentes, que seguem juntas em uma mesma viagem: Eva, uma mulher formal e madura, cheia de incertezas; Melina, uma jovem livre que busca o grande amor; e Keithylennye, que por infortúnios da vida teve que abandonar sua adorada função de dançarina de tecnobrega.


16h20 - HÍBRIDOS, OS ESPÍRITOS DO BRASIL (dias 12, 14 e 16, sábado, segunda e quarta)
Brasil/França, 2017, 85’, 14 anos
De Priscilla Telmon e Vincent Moon

O filme desvela um dos grandes assuntos da nossa geração – a espiritualidade está em voga em nossa sociedade e o seu epicentro é o Brasil. Desde a maior procissão católica do mundo a um desconhecido ritual indígena no Mato Grosso, de passes de cura em centros espíritas a novos rituais com ayahuasca em São Paulo, o documentário revela os laços fraternos entre curandeiros, xamãs, místicos, devotos e iniciados. Sem comentários ou entrevistas, o filme é uma jornada musical através dos diversos rituais, enquanto tece, aos poucos e meticulosamente, um novo ritual – um ritual cinematográfico.



18h20 - ANTES QUE TUDO DESAPAREÇA (dias 11 e 13, sexta e domingo)
Sanpo suru shinryakusha, Japão, 2017, 129’, 14 anos
De Kiyoshi Kurosawa 
Com Masami Nagasawa, Ryuhei Matsuda, Hiroki Hasegawa

Narumi Kase está com uma desconfiança enorme e não faz ideia do que fazer. Isso porque seu marido, Shinji Kase, voltou para casa depois de dias desaparecido e, misteriosamente, parece ser outra pessoa, mais gentil e amável. O que ela nem imagina é que, na verdade, o corpo de Shinji foi assumido por um alienígena que veio anunciar uma invasão à Terra. Do premiado diretorde Sonata de Tóquio, Para o outro lado e Creepy.



18h20 - O TERCEIRO ASSASSINATO (dias 12, 14 e 16, sábado, segunda e quarta) Sandome no satsujin, Japão, 2017, 125’, 12 anos
De Hirokazu Koreeda
Com Masaharu Fukuyama, Koji Yakusho, Suzu Hirose

Shigemori, um renomado advogado, assume a defesa de Misumi, um suspeito de roubo e assassinato que já cumpriu pena há 30 anos por outro assassinato. As chances de ganhar o caso parecem extremamente baixas – Misumi assumiu livremente a culpa, sabendo que terá de enfrentar a pena de morte se for condenado. À medida que o advogado se aprofunda no caso, e escuta os testemunhos da família da vítima e do próprio Misumi, ele começa a duvidar se o seu cliente é realmente o assassino. Vencedor de 6 prêmios da Academia Japonesa, incluindo Melhor Filme, Melhor Diretor e Melhor Roteiro. Koreeda é diretor dos aclamados “Ninguém pode saber” e “Pais e filhos”.


20h40 - QUASE MEMÓRIA (dias 11 e 13, sexta e domingo)
Brasil, 2015, 95’, 12 anos
De Ruy Guerra
Com Charles Fricks, João Miguel, Tony Ramos, Mariana Ximenes

O jornalista Carlos recebe um pacote e logo percebe que o remetente é seu pai, Ernesto, que morreu há alguns anos. Espantado, fica em dúvida se deve ou não abrir, enquanto relembra histórias divertidas que viveu ao lado dele. Baseado no bestseller de Carlos Heitor Cony, o filme recebeu o Prêmio Especial do Júri no Festival do Rio 2015 e Melhor Direção no Festival de Puntal del Leste.


20h40 - CIGANOS DA CIAMBRA (dias 12, 14 e 16, sábado, segunda e quarta)
A Ciambra, Itália/BRA/ALE/FRA/SUE/EUA, 2017, 118’, 14 anos
De Jonas Carpignano

Com Pio Amato, Koudous Seihon, Damiano Amato
Em uma pequena comunidade romani na Calábria, Pio Amato, de 14 anos, está desesperado para crescer e se tornar um homem. Assim como seu irmão Cosimo, ele bebe, fuma e é um dos poucos a se infiltrar facilmente entre as facções da região, os italianos locais, os refugiados africanos e seus companheiros ciganos. Certo dia, seu irmão desaparece, fazendo com que Pio assuma seu lugar. Com uma função tão importante nas mãos, ele deve encarar uma escolha muito complicada. O filme ganhou dois prêmios David di Donatello: Melhor Montagem e Melhor Direção.

Dia 15, terça, 19h – Pré-estreia seguida de debate com o crítico Carlos Alberto Mattos e o professor Cezar Migliorin

O PROCESSO

Brasil/Alemanha, 2018, 137’, Livre
De Maria Augusta Ramos
“O Processo” oferece um olhar pelos bastidores do julgamento que culminou no impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff em 31 de agosto de 2016. O filme testemunha a profunda crise política e o colapso das instituições democráticas no país. Melhor longa-metragem pelo Público e Júri Silvestre no IndieLisboa 2018 e Melhor Filme no Visões do Real 2018, o mais importante festival de documentários do mundo.


Ingressos
Inteira – R$ 14,00 | Meia – R$ 7,00 (exceto segundas-feiras)
Segunda-feira – Promoção “Meia-entrada para todos” – R$ 4,00

Rua Miguel de Frias 9 Icaraí Niterói RJ (21) 3674-7511 | 3674-7512 www.centrodeartes.uff.br


Fonte: Renata Cunha/ Gerência de Comunicação - CINE ARTE UFF