Our social:

quinta-feira, 26 de abril de 2018

Cine Arte UFF recebe sessão da Cineorquestra Soundpainting Rio, com trilha sonora e sonoplastia do filme 'A General'


No dia 03 de maio, às 20h, com entrada franca, o Cine Arte UFF, em Icaraí, recebe mais uma sessão da Cineorquestra Soundpainting Rio, que realiza ao vivo a trilha sonora e sonoplastia do filme "A General" (1926).

O título não apresenta nenhum erro de concordância.'A General' foi assim denominado pois se refere a uma locomotiva. Esta é a obra-prima de Buster Keaton (1895-1966), um dos maiores comediantes do cinema inventivo. Acrobata perfeito e ligeiramente modesto, apenas co-assinava seus filmes   perfeitos em termos de posicionamento de câmera, no sentido de extrair um maior efeito humorístico.

A história ocorre durante a Guerra da Secessão. Buster quer se engajar nas tropas sulistas, mas, ao invés de trajar um uniforme, continua a conduzir a locomotiva "General" em missões perigosas, logo depois de roubá-la do inimigo. Sempre tirando proveito de sua "cara de pau" (ele era conhecido como "o homem que nunca ri" devido à sua expressão imutável), Buster denuncia com humor o absurdo da guerra e do processo mecânico, enfrentando impassível todos os cataclismas. A trama foi inspirada num caso real de guerra, onde um mecânico sulista realizou um feito parecido.
Com imagens esplêndidas, o filme atinge um clímax espetacular, jamais produzido para uma comédia.

////////// Cineorquestra Soundpainting Rio //////////
- Felipe Cotta (bateria)
- Marcelo Conti (contrabaixo acústico)
- Bryony Duncan (trompa)
- Karl Georges (gaite de fole e flautas)
- Ana Cândida Machado (voz)
- Vanessa Dias (voz e acordeon)
- Lucca Totti (guitarra)
- Achiles Lemos Neves (surdo)
- Alberto Goyena (voz e sax barítono)
- Jonas Ferreira (sax alto)
- Ana Martins (trompete)
- Juliana Cardoso Franco (lira metálica)
- Daniel Rodrigues Braz (baixo elétrico)
- Paula Soledad Otero (cello)
- Sergio Otero (violão)
- Michel Moreaux (clarinete, flautas)
- Eduardo Nogueira (percussão eletrônica e efeitos)
- Gabriel Serrano (teclado)
- Marlon Cardozo (rabeca)
- Leonardo Dias (percussão)
- Felipe Tupinambá (voz)
- Aline Andrade (percussão)
- Gabriel Lago (trombone)
- Nickolas Araujo Cardoso (harpa)
- Mitul Verma (voz)
- Heitor Cassa (guitarra)
- Veronica Lorena Calvo Mora (sax tenor)
- Samuel Azevedo (cello)

////////// Participação Especial //////////
- Cia. Baby Pedra e o Alicate
- Lucas de Casttelo
- Lula Mattos (eufônio)
- Dani Câmara (voz)
- Gregorio Carnevale (bateria)
- Cecília Salles (trombone)

////////// Regência e Coordenação //////////
- Taiyo Jean Omura

////////// Produção //////////
- Laura De Castro
- Otavio Lima

///////// Engenharia de som //////////
- Aleksander Palamarczuk
- Vitor Granete

////////// Video e Fotografia //////////
- Pablo Rossi

Realização: Centro de Artes UFF e Cineorquestra Soundpainting Rio


Sobre o soundpainting

Desenvolvida na década de 1970 pelo compositor nova-iorquino Walter Thompson, a linguagem do soundpainting é uma técnica de sinais para comunicação de músicos e outros artistas. Hoje já existe uma comunidade de "falantes" ao redor do mundo utilizando-a para a criação de música, dança, teatro e performance. O Soundpainting Rio, que estará à frente deste concerto, é o primeiro grupo carioca a trabalhar especificamente com o soundpainting desde 2013, sendo coordenado pelo soundpainter Taiyo Omura. Uma orquestra performática, com trinta músicos e convidados especiais, que já realizou mais de 10 cine-concertos.

Fonte: Renata Cunha/Gerência de Comunicação CINE ARTE UFF