Our social:

sábado, 24 de junho de 2017

“UM TIO QUASE PERFEITO”, COM MARCUS MAJELLA, É O FILME NACIONAL COM A SEGUNDA MAIOR ABERTURA DE 2017


Longa da H2O Films estreou no último dia 15 e, de quinta a domingo, levou 199 mil pessoas aos cinemas, com renda de R$ 3,2 milhões

Um Tio Quase Perfeito” estreou no dia 15 de junho e já é sucesso pelo país, com a segunda maior abertura de filme nacional de 2017. De quinta a domingo (15 a 18 de junho), a produção levou 199 mil pessoas aos cinemas, com bilheteria de R$ 3,2 milhões. Dirigido por Pedro Antonio e com produção de Mariza Leão e Erica Iootty, da Morena Filmes, o longa-metragem marca a estreia do ator e humorista Marcus Majella como protagonista nos cinemas. Entre títulos nacionais e estrangeiros, “Um Tio Quase Perfeito” alcançou a quinta posição no ranking dos mais assistidos em seu primeiro fim de semana no Brasil. 
Vivendo de bicos, como estátua viva, pastor, cartomante, vendedor de cachorro quente, cantor peruano, entre outras funções, tio Tony (Majella) leva a vida aos trancos e barrancos, ao lado da mãe, Cecilia (Ana Lucia Torre), que participa e acoberta todas as suas falcatruas. Até que eles são despejados do muquifo onde moram. Sem ter para onde ir, a dupla recorre a Angela (Leticia Isnard), a outra filha de Cecilia e irmã de Tony, que vive com os três filhos - a adolescente Patricia (Jullia Svacinna), de 14 anos, a pequena Valentina (Sofia Barros), de 5, e João (João Barreto), de 10 anos. De cara, os hóspedes não são bem-vindos, mas Angela precisa fazer uma longa viagem de trabalho e, por conta do misterioso sumiço da babá, se vê obrigada a deixar o irmão e a mãe tomando conta do trio. É então que a confusão começa: sem o menor jeito com os sobrinhos, Tony apronta todas, foge das obrigações e tenta se envolver minimamente com os pequenos, até ser arrebatado pelo papel de tio.

Voltado para toda a família, “Um Tio Quase Perfeito” tem coprodução da Globo Filmes e da Sony Pictures, e distribuição da H2O Films.


SINOPSE
 
Tony (Majella) é um adorável trambiqueiro que vive de bicos e de pequenos golpes, sempre com o apoio da mãe, Cecilia (Ana Lucia Torre). Quando são despejados do apartamento onde moram, ele procura a irmã Angela (Letícia Isnard), que está com uma viagem marcada e desesperada porque a babá sumiu. Mesmo contra a sua vontade, ela aceita que Tony e a mãe fiquem uns dias cuidando dos três filhos, que eles mal conhecem. Assim começam as divertidas confusões tamanho família. Com Marcus Majella, Ana Lucia Torre, Letícia Isnard, Jullia Svacinna, Sofia Barros, João Barreto, Eduardo Galvão e mais. Direção: Pedro Antonio (Brasil, 2017). Comédia. 96 minutos. Classificação livre.


FICHA TÉCNICA

Direção - Pedro Antonio
Produção - Mariza Leão e Erica Iootty
Produção Executiva - Camila Medina
Produtor Associado - Carlos Diegues
Roteiro - Leandro Muniz, Sabrina Garcia e Rodrigo Goulart
Fotografia - Julio Constantini
Direção de Arte - Rafael Ronconi
Figurino - Elisa Faulhaber
Som - Felipe Machado
Montagem - Maria Rezende


ELENCO - PERSONAGENS

Marcus Majella- Tio Tony
Ana Lucia Torre - Cecilia
Letícia Isnard- Angela
Jullia Svacinna- Patricia
Sofia Barros - Valentina
João Barreto - João
Gustavo Nader - Neco
Eduardo Galvão - Gustavo
Bia Montez - Coordenadora da escola
Osvaldo Mil - Henrique

Fonte: Fabiola Barbosa - Palavra Assessoria em Comunicação

Popular Posts

Google+ Followers