Our social:

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Confira a programação cultural de janeiro do CENTRO CULTURAL JUSTIÇA FEDERAL DO RIO

Centro Cultural Justiça Federal

Maio 2015
/exposições
Querubins da Grota / fotografia
Realizado com a Orquestra de Cordas da Grota, o projeto fotográfico Querubins da Grota, de Fernando Braune, é resultado do trabalho desenvolvido no Espaço Cultural da Grota, que
realiza ações voltadas para promoção da cidadania através da cultura, da arte e da educação. As imagens foram feitas em preto e branco e trabalhadas com lápis pastel seco e a óleo. Após tratamento manual, foram editadas em computador, onde, junto a imagens coloridas de vitrais de igrejas, foram superpostas umas às outras, levando-se em consideração transparências e opacidades das mesmas. Dessa forma, a tradição fotográfica das fotocolagens passa a ser atualizada ao universo digital por meio de “colagens digitais”.

Visita orientada dia 28, 17h
De 19/01 a 12/03
Terça a domingo
12h às 19h
Gabinete de Fotografia
simbolo L
Cetim / artes plásticas
Alessandra Cunha, que também usa o nome artístico Ropre, seduz o observador, levando-o à reflexão dos espaços de relacionamentos humanos contemporâneos. Sem chassis, costurado, amassado e enrugado, o cetim, suporte para as pinturas, é demarcado por uma forma irregular, um desenho ora linear, ora contorcido, reprimido, desvirtuado e preso pela aparência externa de um círculo, que representa o círculo da vida, a totalidade, o espaço infinito, sem começo e sem fim. Cada imagem traduz os sentidos e as sensações da presença de um indivíduo posto e exposto no cosmos.
De 26/01 a 15/03
Terça a domingo
12h às 19h
Galerias do 2º andar
simbolo L
Berlin<>Rio: Trajetos e Memórias / fotografia
Este trabalho, contemplado em 2015 com o Prêmio Marc Ferrez de   Fotografia da Funarte, apresenta releituras contemporâneas do arquivo   familiar de Andreas Valentin. Seu avô paterno, Bruno Valentin - médico,   pesquisador e professor universitário - reuniu um acervo documental que   se somou a fotografias, cartas e relatos de viagens de seu pai, Gerhard   Valentin, realizadas na Alemanha e no Brasil. Entre os poucos pertences   que puderam trazer na bagagem, vieram suas memórias e histórias.
Curadoria: Thomas Valentin 
Até dia 08
Terça a domingo
12h às 19h
Gabinete de Fotografia 
 simbolo L
Música no Museu2º Bienal Internacional da Caricatura / artes plásticas
A mostra é uma homenagem aos 100 anos do 1º Salão dos Humoristas de 1916. Além da exposição Centenário do 1º Salão dos Humoristas de 1916, a Bienal apresenta outras duas mostras no CCJF: O Kaiser - 100 Anos, comemorativa dos 100 anos da animação pioneira O Kaiser, desenho animado realizado pelo caricaturista brasileiro Seth (Álvaro Marins), precursor do nosso desenho animado; e a exposição: Jorge de Salles - Um Carioca no Mundo do Humor, sobre o desenhista de humor e produtor cultural Jorge de Salles.
Curadoria: Luciano Magno 
Até dia 15
Terça a domingo
12h às 19h
Galerias do 2º andar
simbolo L
A Sereia e o Sapo / artes plásticas
A artista visual Amanda Seiler apresenta pela primeira vez um acervo de   fotomontagens, no qual ela cria uma sequência de narrativas com   personagens que remetem às fábulas infantis, mas que carregam uma forte   carga dramática em seus enredos. Impressões fotográficas, projeções e   instalação sonora formam um ambiente inusitado na Galeria Cela.
Curadoria: Marco Antonio Teobaldo 
Até dia 22
Terça a domingo
12h às 19h
Galeria do térreo 
simbolo L
Bailado no Tempo / artes plásticas
Em sua primeira exposição individual, Juana Amorim propõe uma dupla   instalação nas galerias do CCJF. Bailado no Tempo é uma caixa de música   em escala humana e o participante é convidado a percorrer este ambiente,   intervindo nos dispositivos que ali se encontram. Na segunda sala, três   projeções exibem fragmentos audiovisuais que exibem a rotina, o   processo criativo e algumas memórias pessoais da artista.
Até dia 29
Terça a domingo
12h às 19h
Galerias do 1º andar
simbolo L
Ao Tapete Vermelho / artes plásticas
A cor é o tema desta exposição site-specific idealizada pelo   artista plástico Umberto França para marcar a presença da técnica da   têmpera/pigmento em razão de sua rara difusão no panorama da arte contemporânea brasileira. Um tapete vermelho, executado em carpete   pintado em têmpera foi criado para fazer as honrarias aos visitantes do   CCJF, em comemoração aos seus 15 anos de atividade.
Curadoria: Marcus Lontra 
Até 23/02
Terça a domingo
12h às 19h
Galerias do 1º andar 
simbolo L
/biblioteca
Papo Cosplay: o hobby e suas influências / bate-papo
Um papo com Renata Castro e convidados abordará a influência literária na juventude através do cinema e a prática do hobby chamado cosplay. Caracterizados como personagens das obras, os participantes convidados dividirão suas experiências, falarão de projetos futuros e explicarão um pouco da prática para o público. Através do cosplay os personagens tão adorados podem ser interpretados por fãs, tornando real a magia que os livros proporcionam.
Dia 26
Quinta
19h
Entrada franca
Vagas limitadas
Sala de Leitura do 2º andar
/teatro
Match / peça
Dois jovens se encontram quatro semanas após terem ficado juntos apenas por uma noite. O reencontro dá origem a uma longa jornada onde ambos terão que confrontar seus mundos bem estruturados com suas próprias angústias e vontades. A partir do original Phoenix, o espetáculo é o retrato de uma história a dois que começa num aplicativo, podendo ter qualquer desdobramento. Através do humor e da ironia, aparecem questões latentes desse tipo de relação, transitando por temas como sexo casual, gravidez, aborto e carreira, de forma leve e direta.
Texto: Scott Organ
Direção: Bruno Guida
Elenco: Carol Tilkian e Ciro Sales

De 25/01 a 23/02
Quartas e quintas
19h
60 minutos
R$ 30 e R$ 15 (meia)
Teatro
simbolo L
Instabilidade Perpétua / peça
A partir da escrita poética e filosófica do livro Instabilidade Perpétua, de Juliano Garcia Pessanha, o primeiro monólogo da consagrada atriz e cantora Soraya Ravenle parte da seguinte indagação: “Como oferecer ao espectador uma obra capaz de atravessá-lo, com delicadeza e contundência, e fazê-lo entrar em contato com os bálsamos e cruezas da vida humana em sociedade?”. Com esse mote, o espetáculo, uma maneira de enxergar a vida através das próprias feridas, revela-se um híbrido de performance, dramaturgia, filosofia, poesia, música, ensaios e pequenas histórias. Essa instigante tradução teatral da obra de Pessanha é um trabalho de natureza absolutamente coletiva e investe em um teatro mais ritualístico e energético, a fim de operar no limite tênue entre ficção e acontecimento presente, características evidentes na escrita do autor.
Direção: Georgette Fadel, Julia Bernat, Stella Rabello e Daniella Visco
Com Soraya Ravenle

De 20/01 a 19/02
Sexta, Sábado e Domingo
19h
60 minutos
R$ 40 e R$ 20 (meia)
Teatro
simbolo L
Paco e o Tempo / peça infantil
O que é o tempo? O tempo está sempre passando? Por onde? Paco vive cheio   de perguntas e curiosidades. Angustiado por estar sempre atrasado,   nosso protagonista decide que precisa conhecer o
tempo, e parte em uma jornada repleta de surpresas, perigos e novidades.   Com humor e poesia, a encenação utiliza-se de bonecos, máscaras e   formas animadas para abordar as relações de afeto que vão sendo   estabelecidas ao longo da saga do menino Paco.

Texto e Direção: Cecilia Ripoll
Elenco: Ademir de Souza e Tania Gollnick 

De 14/01 a 29/01
Sábados e domingos
16h
50 min
R$ 30 e R$ 15 (meia)
Teatro 
simbolo L
/música
Série Música no Museu / concerto
O projeto tem como característica a formação de novas plateias,   facilitando e incentivando a presença de crianças e jovens. A série   contempla gêneros que vão do clássico ao contemporâneo e mescla novos talentos e nomes consagrados da música.
Programação: www.musicanomuseu.com.br 
Dias 13 e 20, sextas, 15h,
Teatro
Dia 19, quinta, 18h,
Sala de Sessões
Entrada franca
Senhas 1h antes
60 min
simbolo L
Série Desafios Musicais / concertos em vídeo
Em janeiro, apresentaremos obras do compositor austríaco Gustav Mahler (1860-1911), no contexto do Projeto Mahler para as apresentações das suas sinfonias e canções. No primeiro programa do Projeto, teremos os mais destacados e significativos movimentos de quatro sinfonias e, na íntegra, Das Lied von der Erde (A Canção da Terra). Foram selecionados os seguintes movimentos: da 1ª Sinfonia "Titã", o IV - Stürmisch beweget (Tempestuoso agitado); da 3ª Sinfonia, o VI - Langsam - Ruhevoll - Empfundem (Lento - Tranquilo - Profundo); da 9ª Sinfonia, o IV - Adagio; e da 10ª Sinfonia "Inacabada", o Adagio. As orquestras que apresentaremos serão: a Staatskapelle Dresden, a Staatskapelle Berlin e, finalizando, a Filarmônica de Berlim com o Adagio da 10ª e a Canção da Terra, interpretada pelo tenor Jonas Kaufmann e pela mezzo-soprano Anne Sofie von Otter. Produção de Saulo Chermont e palestra do crítico musical e professor Rodolfo Valverde.
Dia 14
Sábado
15h
R$ 30 e R$ 15 (meia)
180 minutos
Cinema
simbolo L
Trio Samba, Bossa e Breque / show
Tania Malheiros, Pecê Ribeiro e Osmar do Breque
Os artistas reverenciarão ícones dos gêneros representados, relembrando a história das várias fases da música brasileira. Serão contempladas canções que vão do início do século XIX até os anos 70, com destaque para composições de Donga, Pixinguinha, Sinhô, Ismael Silva, Tom Jobim, Vinicius de Moraes, João Gilberto, Zé Ketty, Cartola, Nelson Cavaquinho, Geraldo Pereira e Moreira da Silva.

Dia 31
Terça
19h
R$ 40 e 20 (meia)
75min
Teatro
simbolo L
/educativo
Rio Antigo - Um Passeio no Tempo / contação de história
Os visitantes são conduzidos a um passeio pela história do Rio de Janeiro, desde sua origem até o advento da República. Narrativas sobre o prédio que abriga o CCJF pontuam as transformações políticas e urbanas pelas quais passou a cidade. Através do uso de acessórios e de   vestimentas especiais, além de histórias e curiosidades sobre a cidade, o   público é estimulado a participar das dramatizações.
Agendamento pelos telefones 3261-2567 e 3261-2552 
Terça a sexta
13h às 17h
Entrada franca
Da Justiça à Arte / visita orientada
A visita conta a história do prédio, de sua construção até os dias atuais. Projetado pelo arquiteto Adolpho Morales de Los Rios para ser originalmente o Palácio Arquiepiscopal, o edifício - exemplar   da arquitetura eclética - abrigou o Supremo Tribunal Federal de 1909 a 1960. Atualmente, é um dos poucos remanescentes da reformulação da cidade do Rio de Janeiro ocorrida no início do século XX.
Agendamento pelos telefones 3261-2567 e 3261-2552 
Terça a sexta
13h às 17h
Entrada franca
África Hereditária - Interativa / contação de história
Jogos, dramatizações e contações de histórias que convidam à reflexão sobre a cultura africana e estimulam o público a participar como personagem das narrativas. A atividade se utiliza da força da palavra, do canto e da música na tradição dos griots (sábios e contadores de histórias).
Agendamento pelos telefones 3261-2567 e 3261-2552 
Terça a sexta
13h às 17h
Entrada franca
/ideias
Projetos Culturais e Terceiro Setor / curso
Nas últimas duas décadas, o crescimento do trabalho no segmento cultural realizado pelas organizações do Terceiro Setor vem crescendo em quantidade e qualidade, tornando-as produtoras e disseminadoras de cultura. O curso abordará a relação de ONGs e demais instituições do Terceiro Setor com a cultura, criação de grupos culturais e realização de projetos. Os 12 encontros serão direcionados aos gestores, produtores culturais, agentes comunitários, agentes culturais e público em geral.
Professora: Fátima Magalhães
Informações e inscrições: culturaeterceirosetor@gmail.com

Dias 19, 24, 26 e 31
Terças e quintas
19h
R$ 450 (desconto de 10% para inscrições até o dia 10 e instituições com mais de um inscrito)
Sala de Cursos

FacebookTwitter
Centro Cultural Justiça Federal
Av. Rio Branco, 241 - Centro
Rio de Janeiro - RJ
CEP 20040-009
Terça a domingo,
das 12h às 19h
(55 21) 3261-2550
Bilheteria
(55 21) 3261-2565
Agende sua visita
com o Setor Educativo
(55 21) 3261-2552
Consulte a Biblioteca
(55 21) 3261-2582
Conheça a Sala de Leitura
(55 21) 3261-2581

Popular Posts

Google+ Followers