Our social:

sexta-feira, 25 de março de 2016

Documentários internacionais são os destaques da semana na TV BRASIL (28 de março a 03 de abril)

O documentário panamenho "O herói transparente" resgata o mito do general  e líder guerrilheiro Victoriano Lorenzo e a história da construção do Canal do Panamá. A emissora também exibe produções da Argentina, Colômbia, Costa Rica e Bolívia.

A partir de segunda (28), a TV Brasil vai exibir nas madrugadas, à 1h, filmes da sessão DOC TV Latinoamérica. De segunda para terça, o destaque é o documentário argentino "Os Olhos da América", sobre a relação entre América Scarfó e o anarquista Severino Di Giovanni.

Já de terça (29) para quarta (30), à 1h, está programado o filme boliviano "Quinuera".

De quarta (30) para quinta (31), à 1h, o longa nacional "Guataha" aborda viagem de líder indígena pela América do Sul.

De quinta (31 de março) para sexta (1 de abril), à 1h, o documentário colombiano "Travessia" acompanha épica aventura de uma família para sobreviver da extração de madeira.

De sexta (1) para sábado (2), à 1h, vai ao ar o filme "Os Caras da Esquina", da Costa Rica. 

No sábado (2), às 22h, a atração é o drama social “A Vizinhança do Tigre”, longa brasileiro que conquistou diversos prêmios em festivais de cinema no país. Mais tarde, à 0h15, estreia o documentário panamenho "Herói Transparente". Em seguida, à 1h15, a emissora traz o drama nacional "Nove crônicas para um coração aos berros".

Por fim, no domingo (3), às 16h30, a TV Brasil apresenta a comédia "Jeca e seu filho preto", com Amácio Mazzaropi. Já à noite, à 1h30, a emissora mostra o longa brasileiro "Questão Moral", com grande elenco. 

_________________________________________________________________________

Saiba mais sobre a programação da TV BRASIL (28 de março a 03 de abril)


Segunda-feira, 28 de março (madrugada de segunda para terça-feira)

Os Olhos da América
01h00, na TV Brasil

Título original: Los ojos de América. País de origem: Argentina. Ano de estreia: 2014. Gênero: documentário. Direção: Daiana Rosenfeld.

América Scarfó protagonizou uma das histórias de amor mais apaixonadas e polêmicas da história argentina. Aos catorze anos, ela conheceu Severino Di Giovanni, de 27 anos, e rapidamente nasceu o amor.

Severino foi uma das figuras mais importantes do anarquismo rioplatense, movimento que deixou rastros indeléveis na militância do país. A relação se baseou em encontros clandestinos, visitas fugazes e cartas de amor idealistas, e se interrompeu com o fuzilamento de Di Giovanni, nas mãos da primeira ditadura militar, em 1931. Assim também morreu uma parte da América.

Dirigido por Daiana Rosengeld, o documentário resgata, a partir das correspondências, arquivos fotográficos e recreações, a visão de uma jovem revolucionária que, apesar de ter permanecido no anonimato, ajudou a lançar as bases do anarcofeminismo.

Reprise. 52 min.
Classificação Indicativa: 14 anos
Horário: 01h00


Terça-feira, 29 de março (madrugada de terça para quarta-feira)

Quinuera
01h00, na TV Brasil

Título original: Quinuera. País de origem: Bolívia. Ano de estreia: 2014. Gênero: documentário. Direção: Ariel Soto.

O documentário é um retrato íntimo e familiar que retoma as raízes de uma terra inexplorada e transformada pelo cultivo da quinua. O filme é um chamado para dialogar com a terra, com uma comunidade e com a própria natureza.

A trama se desenvolve na comunidade de Villa Alota, no sul de Potosí. Uma zona que cresceu e que pouco a pouco se transforma com o auge econômico da quinoa.

Irineo Bautista é o protagonista da história, que depois de ter vivido vinte anos na cidade volta a suas origens para viver com sua família. Entre seus objetivos está o de cultivar a quinoa, mas, sobretudo, o de ensinar a seus filhos os valores culturais de sua comunidade e a vida na natureza.

O longo boliviano é dirigido por Ariel Soto.

Reprise. 54 min.
Classificação Indicativa: 14 anos
Horário: 01h00


Quarta-feira, 30 de março (madrugada de quarta para quinta-feira)

Guataha
01h00, na TV Brasil

Título original: Guataha. País de origem: Brasil. Ano de estreia: 2014. Gênero: documentário. Direção: Clarissa Knoll.

O documentário trata da viagem de Ñevangaju Tupa, um xamã Ava Guaraní de 85 anos de idade, que vive no vilarejo de Ava Guaraní Ocoy, município de São Miguel do Iguaçu, na tríplice fronteira entre Brasil, Argentina e Paraguai, até o seu vilarejo natal no Paraguai, acompanhado de seus netos aprendizes.

O filme brasileiro é dirigido por Clarissa Knoll.

Reprise. 52 min.
Classificação Indicativa: 14 anos
Horário: 01h00


Quinta-feira, 31 de março (madrugada de quinta para sexta-feira)

Travessia
01h00, na TV Brasil

Título original: Travessia. País de origem: Colômbia. Ano de estreia: 2014. Gênero: documentário. Direção: Alexander González Tascón.

O silêncio da chuvosa selva do pacífico colombiano é quebrado quando um tronco de mais de vinte metros de altura cai. É a primeira das mais de cem árvores que Robinson e sua família, a golpe de machado, vão derrubar.

Eles devem superar os obstáculos e contratempos que a natureza põe em seu caminho para extrair a madeira do interior da mata. Também precisam superar os impedimentos legais para a exploração artesanal da floresta úmida tropical.

A família arrasta as pesadas toras de madeiras por um caminho improvisado até chegar a um barranco e, dali, até o grande rio Anchicayá. No meio de suas águas, eles amarram várias partes dos troncos para dar forma a uma gigantesca balsa com a qual se lançam a uma épica travessia de mais de quarenta horas, na qual precisam vencer o rio torrencial e as bravas águas do Oceano Pacífico.

Robinson e seus parentes chegam finalmente ao Porto de Buenaventura onde, após meses de infatigável trabalho, vendem a madeira, culminando com uma façanha que é a busca incessante da humanidade: sobreviver.

Dirigido por Alexander Gonzáles Tascón, o documentário colombiano “Travessia” segue o percurso vital dos protagonistas que lutam para vencer as adversidades e conseguir sua subsistência. Durante um mês, a equipe de audiovisual liderada pelo cineasta gravou no povoado El Coco, na zona de Sabaletas, no município de Buenaventura, para registrar essa aventura de sobrevivência.

Reprise. 52 min.
Classificação Indicativa: 14 anos
Horário: 01h00



Sexta-feira, 1 de abril (madrugada de sexta-feira para sábado)

Os Caras da Esquina
01h00, na TV Brasil

Título original: Los Maes de la Esquina. País de origem: Costa Rica. Ano de estreia: 2014. Gênero: documentário. Direção: Juan Manuel Fernández.

Ambientado em La Carpio, comunidade na periferia de San José, capital da Costa Rica, o documentário apresenta o cotidiano de jovens que buscam sobrevier em meio à marginalização, à pobreza, e à indiferença social. Na região, moram mais de 35 mil pessoas que vivem em um clima de sufoco e desesperança.

Uma esquina da comunidade se tornou um ponto de encontro para Larry, Héctor, Douglas "O Transformer" e um grupo de adolescentes. Para eles esta esquina é sua última possibilidade, última via, não de fuga, mas de convívio sadio, e por que não, de salvação.

Douglas trabalhava como pintor de dia e roubava à noite enquanto Larry promovia brigas de rua e Héctor era viciado em drogas. O grupo social ajuda esses jovens que cresceram em uma realidade difícil.

Dirigido por Juan Manuel Fernández”, o documentário “Os Caras da Esquina” mostra que na interação os rapazes passam a se dedicar a atividades como o rap, o estudo e a fé.

Reprise. 54 min.
Classificação Indicativa: 14 anos
Horário: 01h00




Sábado, 2 de abril

A vizinhança do Tigre
22h00, na TV Brasil

Ano: 2014. Gênero: drama social. Direção: Affonso Uchôa, com Aristides de Souza, Eldo Rodrigues, Adilson Cordeiro, Maurício Chagas e Wederson Patrício.

Juninho, Menor, Neguinho, Adilson e Eldo são jovens moradores do bairro Nacional, periferia de Contagem, em Minas Gerais. Divididos entre o trabalho e a diversão, o crime e a esperança, cada um deles terá de encontrar modos de superar as dificuldades e domar o tigre que carregam dentro das veias.

Dirigido por Affonso Uchôa, o drama social “A Vizinhança do Tigre” conquistou diversos prêmios em festivais brasileiros de cinema.

O longa foi reconhecido com o Prêmio de Melhor Filme pelo Júri Oficial e pela Crítica na Mostra de Tiradentes. Também ganhou o Prêmio de Melhor Filme no Festilval Olhar de Cinema (Curitiba), no Cachoeira DOC (Bahia) e no Fórum DOC BH.

A produção ainda foi lembrada com o Prêmio Nova Mirada, na Semana dos Realizadores (Rio de Janeiro).

Inédito. 94 min.
Classificação Indicativa: 16 anos
Horário: 22h00



Sábado, 2 de abril (madrugada de sábado para domingo)

Herói Transparente
00h15, na TV Brasil

Título original: Héroe transparente. País de origem: Panamá. Ano de estreia: 2014. Gênero: documentário. Direção: Orgun Wagua.

O documentário traça um perfil do General Victoriano Lorenzo. Ele tinha descendência indígena, foi guerrilheiro da Guerra dos Mil Dias e morreu fuzilado pela oligarquia antes do nascimento do Panamá como República.

O filme reconstrói a trajetória do herói e a obra que deu origem ao Canal do Panamá feita pelos norte-americanos em 1903 através de vários personagens que conheceram a história de Victoriano Lorenzo, um mito para o povo daquele país.

Um pintor indígena, um cacique indígena, um camponês, um violinista, um cantor de décimas e um ex-guerrilheiro contam passagens da vida do Herói Transparente. O documentário ainda investiga a realidade de luta diária do país que se orgulha de seu crescimento econômico e, paulatinamente, tenta eliminar a memória de seu povo.

Dirigido por Orgun Wagua, o longa apresenta histórias que se tecem para ressaltar a figura de Victoriano Lorenzo por meio da imaginação que cria o tempo na consciência dos panamenhos entre lembranças, versões e contradições.

Inédito. 52 min.
Classificação Indicativa: 14 anos
Horário: 00h15


Sábado, 2 de abril (madrugada de sábado para domingo)

Nove crônicas para um coração aos berros
01h15, na TV Brasil

Ano: 2012. Gênero: drama. Direção: Gustavo Galvão, com Simone Spoladore, Júlio Andrade, Denise Weinberg, Leonardo Medeiros, Marat Descartes, Larissa Salgado, Mário Bortolotto, André Frateschi, Vinícius Ferreira, Vanise Carneiro, Rita Batata, Carolina Sudati, Paula Cohen, Felipe Kannenberg, Rejane Zilles, Cacá Amaral.

Em um surpreendente mosaico de relações e situações cotidianas, homens e mulheres de diferentes idades sentem uma intensa necessidade de se reinventar. Todos vivem o momento da guinada, cada um a seu modo.

Larissa não gosta mais de Mário; Leopoldo não sabe se vai ou se fica; Júlio mora com a mãe; Simone cansou de ser prostituta; Vanise descobriu o que significa ser mulher; Philipp não quer voltar para casa; Carol carrega um cemitério de lembranças; André quer fazer um som diferente; Denise decide viver novas experiências enquanto há tempo.

Longa de estreia do diretor Gustava Galvão, o drama “Nove Crônicas para um Coração aos Berros” tem no elenco Simone Spoladore, Júlio Andrade e Leonardo Medeiros. Com uma câmera inquieta, o filme ganhou prêmio de Melhor Direção no Festival de Cinema de Maringá.

Reprise. 84 min.
Classificação Indicativa: 14 anos
Horário: 01h15


Domingo, 3 de abril

Jeca e seu filho preto
16h30, na TV Brasil

Ano de estreia: 1978. Gênero: comédia. Direção: Pio Zamuner. Codireção: Berilo Faccio, com Amácio Mazzaropi, Mazzaropi, Geny Prado, Yara Lins, Elizabeth Hartman, Denise Assunção.

Em plenos anos 1970, Amácio Mazzaropi, com seu jeito simples, falou às multidões sobre assuntos importantes como o preconceito racial. Neste filme, o saudoso humorista interpreta Zé, o pai de um rapaz (misteriosamente) negro.

O fato nunca pareceu lhe atormentar, mas incomoda os outros quando seu filho se enamora de uma moça branca filha de um rico fazendeiro.

Reprise. 104 min.
Classificação Indicativa: Livre.
Horário: 16h30




Domingo, 3 de abril (madrugada de domingo para segunda-feira)

Questão Moral
01h30, na TV Brasil

Ano: 2010. Gênero: drama. Direção: Scheila Feital, com Marco Ricca, Daniel Dantas, Rita Guedes, Vanessa Lóes, Ernane Moraes e Mylla Cristie.

Um detetive e encarregado de investigar a morte de uma jovem. Desiludido com a condução do inquérito tradicional, ele adota uma forma inusitada de investigação à caça do criminoso. Ao encontrar seu principal suspeito, ele se depara com uma questão moral: o hiato entre a justiça e a lei.

Dirigido por Scheila Feital, o drama “Questão Moral” recebeu apoio da Secretaria para o desenvolvimento Audiovisual do Minc. através do "Prêmio Resgate Cinema Nacional”. No elenco, o longa traz nomes como Marco Ricca, Daniel Dantas, Rita Guedes, Vanessa Lóes e Mylla Cristie.

Reprise. 81 min.
Classificação Indicativa: 16 anos
Horário: 01h30



_______________________________________________________________

Fonte: Fernando Chaves /Coordenador de Comunicação

Gerência de Comunicação
Empresa Brasil de Comunicação|TV Brasil





Imprensa (2)Trailer/Divulgação

Imprensa (3) Teaser Trailer

Popular Posts

Google+ Followers