Our social:

domingo, 26 de fevereiro de 2012

OS GRANDES VENCEDORES DO OSCAR – HUGO CABRET E O ARTISTA




A cerimônia de premiação da 84ª festa do Oscar consagrou dois filmes que fazem uma homenagem aos primórdios do Cinema, A INVENÇÃO DE HUGO CABRET, de Martin Scorcese, e O ARTISTA do francês Michel Hazanavicius. Mas foi o filme O ARTISTA o grande premiado da noite.

Indicado a 10 categorias, entre as quais melhor filme e melhor diretor, O ARTISTA confirmou seu favoritismo na cerimônia de entrega do Oscar 2012, levando 5 estatuetas. O longa aclamado pela crítica repetiu o desempenho da temporada de premiações. Levou as estatuetas de melhor filme, melhor direção e melhor ator, além das categorias técnicas de melhor trilha sonora original e figurino. O filme de Michel Hazanavicius também tinha sido o grande vencedor do Spirit Awards (o Oscar do cinema independente), do prêmio do Sindicato dos produtores, o Goya de melhor filme europeu, o Bafta e o Globo de Ouro.

O roteiro de O ARTISTA apresenta a trajetória de George Valentin (Jean Dujardin), um astro do cinema mudo no final da década de 20 em Hollywood, que não acredita no sucesso do cinema falado.

A atriz Natalie Portman, vencedora do Oscar 2011 por sua atuação em O CISNE NEGRO, apresentou o prêmio de melhor ator. Jean Dujardin, que concorria com Demián Bichir, de "A Better Life", George Clooney, de "Os Descendentes", Gary Oldman, de "O Espião que Sabia de Mais" e Brad Pitt, de "O Homem que Mudou o Jogo”, subiu ao palco do Teatro Kodak e leu, com alguma dificuldade, o seu discurso fazendo uma declaração de amor à América.

O prêmio de melhor diretor foi apresentado pelo ator Michael Douglas. Ao subir ao palco para receber a estatueta, Michel Hazanavicius, segundo francês a receber o Oscar de direção, após o franco-polonês Roman Polanski,  disse ter esquecido o seu discurso, mas afirmou ser “o diretor mais feliz do mundo”. Também agradeceu a Billy Wilder.

O outro vencedor da noite foi o filme de Martin Scorcese, A INVENÇÃO DE HUGO CABRET. O filme que faz uma homenagem ao cinema de George Mèlies, foi indicado a 11 estatuetas e venceu nas categorias técnicas de edição de som, mixagem, fotografia, direção de arte e efeitos visuais.

Entre os destaques, a premiação do veterano Christopher Plummer, de 84 anos, como melhor ator coadjuvante por sua atuação em TODA FORMA DE AMOR (Beginners), e de Octávia Spencer, como melhor atriz coadjuvante (VIDAS CRUZADAS), aplaudidos de pé pelos membros da Academia Cinematográfica de Hollywood.

Meryl Streep venceu o Oscar de melhor atriz por A DAMA DE FERRO. A atriz já havia conquistado o Globo de Ouro e o prêmio da Associação de Críticos de Nova Yorque por sua interpretação como a ex-primeira ministra britânica Margareth Thatcher. Meryl concorria com Viola Davis (VIDAS CRUZADAS), Glenn Close (ALBERT NOBBS), Rooney Mara (“MILLENIUM – OS HOMENS QUE NÃO AMAVAM AS MULHERES”) e Michele Williams (“SETE DIAS COM MARILYN”).
O Oscar foi anunciado pelo ator britânico Colin Firth. Ao receber a estatueta, Meryl demonstrou surpresa, mas um certo constrangimento por vencer pela terceira vez. Ela já havia sido premiada  como melhor atriz coadjuvante por “Kramer vs Kramer”, em 1979, e como melhor atriz por “A escolha de Sofia”, em 1982. Esta foi a 17ª indicação de Meryl Streep.

O Brasil perdeu duas chances de Oscar. A primeira, o filme “OS MUPPETS”, que  venceu o Oscar de melhor canção original com “Man or Muppets”, desbancou a canção “Real in Rio”, do filme “RIO”, composta por Carlinhos Brown e Sérgio Mendes; A segunda chance, na categoria melhor longa de animação. O filme CHICO E RITA, dirigida por Javier Mariscal e Fernando Trueba, animado pelo brasileiro Marcelo de Moura perdeu a estatueta para o filme RANGO.

  Veja os vencedores da 84ª Cerimônia do Oscar:

MELHOR FILME – O ARTISTA
MELHOR DIREÇÃO – MICHEL HAZANIVICIUS ( O ARTISTA)
MELHOR ATOR – JEAN DUJARDIN ( O ARTISTA)
MELHOR ATRIZ – MERYL STREEP (A DAMA DE FERRO)
MELHOR ATOR COADJUVANTE – CHRISTOPHER PLUMMER (TODA FORMA DE AMOR)
MELHOR ATRIZ COADJUVANTE – OCTÁVIA SPENCER (VIDAS CRUZADAS)

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO – OS DESCENDENTES
MELHOR ROTEIRO ORIGINAL- MEIA NOITE EM PARIS (WOODY ALEN)

MELHOR TRILHA SONORA ORIGINAL- O ARTISTA
MELHOR CANÇÃO ORIGINAL – “MAN OR MUPPET” (THE MUPPETS)
MELHOR EDIÇÃO DE SOM – A INVENÇÃO DE HUGO CABRET
MELHOR MIXAGEM DE SOM –A INVENÇÃO DE HUGO CABRET

MELHOR FOTOGRAFIA – A INVENÇÃO DE HUGO CABRET
MELHOR MONTAGEM – MILLENIUM – O HOMEM QUE NÃO AMAVA AS MULHERES
MELHOR DIREÇÃO DE ARTE – A INVENÇÃO DE HUGO CABRET
MELHOR EFEITOS VISUAIS – A INVENÇÃO DE HUGO CABRET
MELHOR FIGURINO – O ARTISTA
MELHOR MAQUIAGEM – A DAMA DE FERRO

MELHOR DOCUMENTÁRIO – UNDEFEATED
MELHOR DOCUMENTÁRIO DE CURTA METRAGEM – SAVING FACE

MELHOR FILME EM LINGUA ESTRANGEIRA – A SEPARAÇÃO (IRÃ)
MELHOR CURTA – THE SHORE

MELHOR LONGA ANIMADO – RANGO
MELHOR CURTA ANIMADO THE FANTASTIC FLYING BOOKS OF MISTER MORRIS LESSMORE

Imprensa (2)Trailer/Divulgação

Imprensa (3) Teaser Trailer

Popular Posts

Google+ Followers