Our social:

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

'GUERRA FRIA' ESTREIA NESTA QUINTA, 7 DE FEVEREIRO

Filme dirigido por Pawel Pawlikowski, vencedor da Palma de Ouro de Melhor Direção em Cannes, recebeu três indicações ao Oscar.


GUERRA FRIA” estreia nesta quinta-feira, 7 de fevereiro, em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Salvador, Aracaju, Maceió, João Pessoa, Recife, Fortaleza, Teresina, Niterói e Jaboatão dos Guararapes. Filme recebeu três Indicações ao Oscar – Melhor Filme de Língua Estrangeira, Melhor Fotografia e Melhor Direção para Pawel Pawlikowski. O diretor já venceu o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro com “Ida” em 2015, e recebeu a Palma de Ouro de Melhor Direção em Cannes por seu trabalho em GUERRA FRIA. 

O longa conta uma história de amor arrebatador entra um homem e uma mulher que se conhecem no pós-guerra. O filme se passa no contexto da Guerra Fria, nos anos 50, na Polônia, em Berlim, na antiga Iugoslávia e Paris. Pawlikowski dedicou o filme aos seus pais, cujos nomes são os mesmos dos protagonistas: Wiktor e Zula. Seus pais morreram em 1989, pouco antes da queda do Muro de Berlim. Ao longo de 40 anos de relacionamento, eles viveram entre idas e vindas, sempre um atrás do outro. "Ambos eram pessoas fortes e maravilhosas, mas como casal, um desastre sem fim", reflete Pawlikowski.  


Embora o casal da ficção não se pareça tanto com o real, o diretor passou quase dez anos pensando em como contar a história dos pais. “A vida deles não tinha uma forma dramática óbvia e, embora meus pais e eu continuássemos muito próximos - eu era o único filho deles -, quanto mais eu pensava neles depois que eles iam embora, menos eu os entendia", revela.  

Pawlikowski conta ainda que, apesar da dificuldade de compreensão que tinha sobre a relação dos pais, a história dos pais deixa qualquer outra em segundo plano. “Eles foram os personagens dramáticos mais interessantes que eu conheci”. Para conseguir terminar o roteiro, o diretor resolveu não contar a história deles, mas deixou nos personagens traços bem marcantes. “Incompatibilidade de temperamento, incapacidade ficar juntos e anseio de estar quando estão separados, a dificuldade da vida no exílio, de permanecer em uma cultura diferente, a dificuldade da vida sob um regime totalitário e de se agir decentemente apesar das tentações”, detalha o diretor.  




SINOPSE  

GUERRA FRIA é uma história de um amor arrebatadora. Durante a Guerra Fria, entre a Polônia stalinista e a Paris boêmia dos anos 50, um músico amante da liberdade e uma jovem cantora com histórias e temperamentos completamente diferentes vivem um amor impossível.  

FICHA TÉCNICA  

Direção: Pawel Pawlikowski  
Elenco: Joanna Kulig, Tomasz Kot, Jeanne Balibar  
Gênero: Drama, Romance  
País: França, Polônia, Reino Unido  
Ano: 2018  
Duração: 84 min  

SOBRE O DIRETOR  

PAWEL PAWLIKOWSKI nasceu em Varsóvia e deixou a Polônia quando tinha catorze anos, foi primeiro para o Reino Unido, Alemanha e Itália, antes de finalmente se estabelecer no Reino Unido em 1977. Ele estudou literatura e filosofia em Londres e Oxford.  

Pawlikowski começou a fazer documentários para a BBC no final dos anos 80. Seus documentários, que incluem From Moscow to Pietushki, Dostoiévski’s Travel, Serbian Epic e Tripping Zhirinovsky, ganharam inúmeros prêmios internacionais, incluindo um Emmy e o Prix Italia. Em 1998, Pawlikowski se voltou para a ficção com um filme de TV de baixo orçamento, Twockers, que foi seguido por dois longas-metragens, Last Resort e Meu Amor de Verão, os quais ele escreveu e dirigiu. Ambos os filmes ganharam prêmios da Academia Britânica de Cinema e Televisão (BAFTA), bem como muitos outros em festivais ao redor do mundo.  

Ele fez The Woman in the Fifth em 2011, e seu filme mais recente, Ida, ganhou o Prêmio da Academia de Melhor Filme de Lingua Estrangeira em 2015, cinco European Film Awards, um Bafta e um Goya, entre muitos outros prêmios. Pawlikowski retornou à Polônia em 2013 enquanto completava Ida. Ele atualmente vive em Varsóvia e ensina direção e roteiro de cinema na Wajda School.

Fonte:Paula C Ferraz - Califórnia Filmes/ Sinny Assessoria e Comunicação

0 comentários:

Postar um comentário