Our social:

quarta-feira, 3 de outubro de 2018

Sala Baden Powell realiza 'Festival Domingos Clássicos'


Desde setembro, acontece no Rio de Janeiro, o Festival Domingos Clássicos que está reunindo na Sala Baden Powell – Casa da Bossa, em Copacabana, uma sequência de 16 espetáculos de música clássica com intérpretes, artistas de diferentes orientações musicais e com diferentes organizações instrumentais e/ou vocais. O Festival, com a pianista Fernanda Chaves Canaud, é um espaço aberto para novos compositores contemporâneos, bem como para grupos de câmera nacionais e estrangeiros, orquestras, coros, minióperas e solistas da música de concerto, sempre com cunho didático e de formação de plateia para todas as idades. A iniciativa é apresentada pelo Ministério da Cultura e Instituto CCR, por meio da Lei Rouanet.

Os concertos semanais nas tardes de domingo têm como objetivo proporcionar uma experiência ímpar para o público, que nem sempre conta com possibilidade de acesso à música clássica tocada ao vivo. E a oportunidade de um contato estreito com os músicos.

No domingo dia 07, às 15h, a apresentação será do TRIO Em Família com Paulo Sérgio Santos, Caio Márcio Santos e Fernanda Canaud.

O TRIO EM FAMÍLIA é um encontro no palco da família de músicos que têm trabalhos autorais e acadêmicos individuais. Formado por Paulo Sérgio Santos (clarinete), Caio Márcio Santos (violão) e Fernanda Canaud (piano), o trio apresentará obras de Guinga, Nazareth, Piazzola, entre outros mestres em programa emocionante.

Caio Márcio Violonista e compositor. Carioca nascido em 1982, Caio Márcio Santos é Bacharel em Violão Clássico sob a orientação de Paulo Pedrassoli Jr. e em Composição Erudita pelo Conservatório Brasileiro de Música. Participou de cursos complementares ligados à improvisação com Hélio Delmiro, Lula Galvão, Genil Castro e Nelson Faria e à composição com Antonio Guerreiro de Faria, Tim Rescala, Alexandre de Faria, David Tygel e Alexandre Negreiros. 

Caio já dividiu palco com nomes nacionais e internacionais, dentre os quais se destacam: Yamandú Costa, Quinteto Villa-Lobos, Hamilton de Holanda, Bebê Kramer, Lula Galvão, Nicolas Krassik, Zé da Velha e Silvério Pontes, Gabriel Improta, Chico Pinheiro, Kliff Korman, Guinga, Hélio Delmiro, Rogério Caetano, Durval Ferreira, Jacques Morelembaum, Maria Bethânia, Elza Soares, Chico Cesar, Fátima Guedes, Roberta Sá, Zélia Duncan e Joyce Moreno. 

Em 2012, lançou o disco "Rio em Vermelho e Azul", em parceria com o baixista Dinamarquês Morten Ankarfeldt. No ano seguinte, formou o Rio Jazz 4 com Christina Von Bullow (sax), Morten Ankarfeldt (contrabaixo) e Cassius Theperson (bateria), registrado em novo disco, intitulado "Rio Jazz 4". Em 2014, foi contemplado com o Prêmio Funarte de Composição Clássica pela peça "Variações livres para quinteto de sopros". 

Paulo Sérgio Santos Clarinetista. Iniciou seus estudos de clarineta na Escola Villa-Lobos com o professor José Botelho e na Universidade Federal do Rio de Janeiro com Jayoleno dos Santos e José Carlos de Castro.

Sua formação musical ficou marcada pelo ecletismo, tendo trilhado caminhos em diferentes bandas de música, rodas de choro e orquestras sinfônicas. Foi o primeiro clarinetista da Orquestra Sinfônica do Teatro Municipal do Rio de Janeiro, atuando entre os anos de 1977 a 1995. Formou-se na UFRJ. Venceu inúmeros concursos, como o "Sul-América"e o "Eldorado". 

Integrou várias orquestras filamônicas e sinfônicas. Pertenceu ao corpo docente da Uni-Rio, também lecionou no "Festival de Verão", de Brasília, em 2000. Lecionou clarineta durante cinco anos na Uni-Rio. 

Seu filho, Caio Márcio (Caio Márcio Ferreira Chaves dos Santos), também é músico, violonista (graduado pelo Centro Universitário Conservatório Brasileiro de Música), respeitado como um dos grandes virtuoses no instrumento, além de produtor musical de discos e projetos musicais, tais como o "Instrumental Sesc". Foi convidado para apresentação em congresso internacionais de clarinetistas e festivais de música como os de Lubock, Oklahoma, Porto, Caracas, Perugia e Atlanta, entre outros internacionais, além de festivais nacionais como os de Campos de Jordão, Brasília, Ouro Preto, João Pessoa, Recife, Fortaleza, Curitiba, Londrina, Tatuí, Natal, Caxias do Sul, Aracaju, Diamantina e Salvador, entre muitos outros.

Ministrou aulas do instrumento no "Brazil Camp Festival", em Casader, na Califórnia. (EUA).

Possui uma vasta discografia como solista e camerista pelo selo Kuarup e ao lado de Guinga pela gravadora Biscoito Fino.

Fernanda Canaud, pianista brasileira, é Doutora em Música pela UNIRIO. Trabalhou na organização e fundação da Escola Superior de Música da Universidade Cândido Mendes (Nova Friburgo) e foi sua primeira diretora de 2001 até 2004. Lecionou piano nas universidades: UNIRIO (RJ) e UNINCOR em Leopoldina (MG). Desde 2000, é professora de piano e música de câmara nos cursos Técnico e Básico da Escola de Música Villa-Lobos (RJ). 

Paralelamente às suas atividades acadêmicas, atua intensamente, como solista, camerista e concertista, sempre interessada na divulgação da música brasileira clássica e popular. Como produtora, trabalhou na Sala Cecília Meireles e desde abril 2017 tem realizado a direção artística do Projeto de concertos DOMINGOS CLÁSSICOS da Sala Municipal Baden Powell.  

Realizou concertos com diversas orquestras brasileiras. No exterior apresentou recitais de piano em Paris, Amsterdã, Todi, Londres, Leeds, Lisboa, Alcobaça, Coimbra, Madrid, Bilbao, Bogotá e diversas cidades dos EUA. Tem 8 CDs lançados, por diversos selos, entre os quais três Cds com o selo Biscoito Fino. Em 2016 lançou um DVD nos Estados Unidos, com o selo Majestic Mews (EUA).
Em 2012, recebeu a Medalha da Ordem do Mérito Cultural Carlos Gomes (SP, 2012). 

Em 2018 estreou no cinema, tocando na trilha sonora do longa ANTES QUE EU ME ESQUEÇA de Tiago Arakilian, música original de Caio Márcio.

REPERTÓRIO:
VILLA-LOBOS 
GUINGA
PIXINGUINHA
PIAZZOLLA
RADAMÉS GNATTALI
CAIO MARCIO
ERNESTO NAZARETH

A Sala Baden Powell, onde acontece o Festival, disponibiliza a venda antecipada dos ingressos a preços populares (20% ingressos para o público em geral) e cobra valores convidativos na bilheteria da sala (50% dos ingressos por meio da bilheteria do teatro). 

Acessibilidade 
Quanto à acessibilidade física, a sala Baden Powell dispõe de elevador de acesso do 1º piso à sala e atende aos critérios de acessibilidade para facilitação de livre acesso a cadeirantes e pessoas idosas, oriundos de programas especiais de incentivo à cultura. 
Democratização de Acesso 

Para fins de formação de plateia aos alunos de escolas públicas de música e de Ongs parceiras da sala Baden Powell, será feita a divulgação dos concertos para o público interessado, na imprensa e nas mídias sociais, além de articular com as escolas de música para disponibilização de, no mínimo, 5% dos ingressos para seus alunos, em caso de lotação de sala. De acordo com a IN no.5 art 20 do MINC, acontecerá a distribuição gratuita dos ingressos para os alunos de escolas públicas de música e para ONGs locais para os assentos vagos e restantes, até 10 minutos antes da apresentação, mediante comprovação.

Sobre o Instituto CCR: O Instituto CCR, uma entidade privada sem fins lucrativos, nasceu em 2014 com o objetivo de estruturar a gestão de projetos sociais, culturais, ambientais e esportivos apoiados há mais de dez anos pelo Grupo CCR. Por meio do Instituto CCR são viabilizados projetos, com recursos próprios da companhia e oriundos de leis de incentivo, com foco prioritário em quatro áreas: Saúde e Qualidade de Vida; Educação e Cidadania; Cultura e Esporte; Meio Ambiente e Segurança Viária. Comprometido com o desenvolvimento sustentável, socioeconômico e cultural nas regiões onde atua, o Grupo CCR se orgulha de ter levado mais de 500 projetos para 130 cidades que, desde 2003, já beneficiaram cerca de 8 milhões de pessoas com investimentos de R$ 261 milhões em projetos estruturados.


Serviço:

Festival Domingos Clássicos 
TRIO Em Família com Paulo Sérgio Santos, Caio Márcio Santos e Fernanda Canaud

Sala Baden Powell
Av. Nossa Sra. de Copacabana, 360 - Copacabana, Rio de Janeiro
Data
Domingo, 07 de outubro, às 15h

Ingressos
R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia)
Classificação 
Livre

Fonte: Luiz Cláudio de Almeida/Alessandra Lacet