Our social:

quinta-feira, 25 de outubro de 2018

Show Duo de Piano e Violoncelo na sala Baden Powell foi transferido para o dia 22 novembro

O Recital com David Chew (violoncelo) e Fernanda Canaud (piano) foi transferido para o dia 22 de novembro devido às eleições 2018. O evento faz parte da programação do Festival Domingos Clássicos. 

O Rio de Janeiro recebe desde setembro até dezembro o Festival Domingos Clássicos, que reúne, na Sala Baden Powell – Casa da Bossa, em Copacabana, uma sequência de 16 espetáculos de música clássica com intérpretes, artistas de diferentes orientações musicais e com diferentes organizações instrumentais e/ou vocais. O Festival, com a pianista Fernanda Chaves Canaud, é um espaço aberto para novos compositores contemporâneos, bem como para grupos de câmera nacionais e estrangeiros, orquestras, coros, minióperas e solistas da música de concerto, sempre com cunho didático e de formação de plateia para todas as idades. A iniciativa é apresentada pelo Ministério da Cultura e Instituto CCR, por meio da Lei Rouanet.

Os concertos semanais nas tardes de domingo têm como objetivo proporcionar uma experiência ímpar para o público, que nem sempre conta com possibilidade de acesso à música clássica tocada ao vivo. E a oportunidade de um contato estreito com os músicos.

Segundo a organização do evento, o Festival Domingos Clássicos, que aconteceria no domingo das eleições, foi transferido para o dia 22 de novembro (quinta-feira), com a apresentação do Duo David Chew e Fernanda Canaud. As demais apresentações aos domingos irão acontecer  normalmente. 

A apresentação do DUO CHEW CANAUD nos DOMINGOS CLÁSSICOS, faz uma celebração tripla: Os 15 anos de atividade do DUO, os Cinquenta anos de carreira de David Chew e os 30 anos de carreira de Fernanda Canaud, em imperdível e emocionante recital de violoncelo e piano. 

Duo Chew-Canaud, violoncelo e piano formado em 2003, para apresentações em Leeds, Oxford e Londres. Desde então, tem se apresentado em diversas salas de concerto em diversas cidades do Brasil, participando de projetos e festivais tais como o Musicafinidades e RICCE. Entre seus trabalhos destaca-se o CD Obra Completa Para Violoncelo E Piano De Radamés Gnattali - lançado em 2006, ano do Centenário do Compositor pelo Selo Radio MEC/Instituto Moreira Salles e o CD RETRATOS DO BRASIL com a gravação do Concerto para violoncelo e piano de Radamés Gnattali onde o Duo é acompanhado pela Orquestra Rio Strings sob a regência de Ernani Aguiar – Selo Rádio MEC -2006. Duo David Chew & Fernanda Canaud apresentam-se em 2013 em tournées para lançamento de DVD - comemorativo pelos 10 anos de atividades do DUO, e relançam de seus CDs. 

O repertório de 22 de novembro (quinta-feira) apresenta um recorte da música gravada pelo DUO CHEW CANAUD para o Centenário de Radamés Gnattali, além da música de Francisco Mignone e Villa-Lobos.  Destacam também, os compositores clássicos universais como Bach, Elgar, Saint Saens, Massenet entre outros. 

David Chew é um violoncelista britânico radicado no Brasil. 

Formado pela escola de música Guildhall, de Londres, Chew tocou em várias orquestras, como a BBC Symphony Orchestra, a London Mozart Players e a Orquestra Sinfônica Brasileira. Como violoncelista do quarteto de cordas da Universidade Federal Fluminense, especializou-se em música brasileira e desenvolveu sua paixão pelas obras de Heitor Villa-Lobos, que foram a base para seus estudos de pós-graduação na Universidade de Hull. 

É diretor do Rio International Cello Encounter e professor de violoncelo da University of Northern Colorado. 

Por seu álbum Brazilian Fantasy, foi indicado ao Grammy Latino de Música Clássica de 2006.

Ganhou prêmios na Alemanha, França e Grã-Bretanha por suas interpretações das Bachianas Brasileiras, de Villa-Lobos.

Foi primeiro-celista da Orquestra Nacional Jovem da Grã-Bretanha e da Orquestra Sinfônica Brasileira. É um dos mais ativos violoncelistas do Brasil.

Em 2009, David Chew recebeu da princesa Anne a Ordem do Império Britânico por seu trabalho no Brasil.

Fernanda Canaud, pianista brasileira, é Doutora em Música pela UNIRIO. Trabalhou na organização e fundação da Escola Superior de Música da Universidade Cândido Mendes (Nova Friburgo) e foi sua primeira diretora de 2001 até 2004. Lecionou piano nas universidades: UNIRIO (RJ) e UNINCOR em Leopoldina (MG). Desde 2000, é professora de piano e música de câmara nos cursos Técnico e Básico da Escola de Música Villa-Lobos (RJ). 

Paralelamente às suas atividades acadêmicas, atua como produtora, com trabalhos realizados na Sala Cecília Meireles e desde abril na direção artística do Projeto de concertos DOMINGOS CLÁSSICOS da Sala Municipal Baden Powell. 

Realizou concertos com diversas orquestras brasileiras. No exterior apresentou recitais de piano em Paris, Amsterdã, Todi, Londres, Leeds, Lisboa, Alcobaça, Coimbra, Madrid, Bilbao, Bogotá e diversas cidades dos EUA. Tem 8 CDs lançados, por diversos selos, entre os quais três Cds com o selo Biscoito Fino. Em 2016 lançou um DVD nos Estados Unidos, com o selo Majestic Mews (EUA).
Em 2012, recebeu a Medalha da Ordem do Mérito Cultural Carlos Gomes (SP, 2012). 

Em 2018 estreou no cinema, tocando na trilha sonora do longa ANTES QUE EU ME ESQUEÇA de Tiago Arakilian, música original de Caio Márcio.

REPERTÓRIO:
BACH/ GOUNOD – Ave Maria 
BACH - Ária quarta Corda
MASSENET – Après un Rêve
SAINT SAENS – Cisne
MIGNONE – Modinha
GNATTALI – Sonatina
VILLA-LOBOS – Bachiana 5 / Cisne Negro /Trenzinho Caipira

A Sala Baden Powell, onde acontece o Festival, disponibiliza a venda antecipada dos ingressos a preços populares (20% ingressos para o público em geral) e cobra valores convidativos na bilheteria da sala (50% dos ingressos por meio da bilheteria do teatro). 

Acessibilidade 
Quanto à acessibilidade física, a sala Baden Powell dispõe de elevador de acesso do 1º piso à sala e atende aos critérios de acessibilidade para facilitação de livre acesso a cadeirantes e pessoas idosas, oriundos de programas especiais de incentivo à cultura. 

Democratização de Acesso 
Para fins de formação de plateia aos alunos de escolas públicas de música e de Ongs parceiras da sala Baden Powell, será feita a divulgação dos concertos para o público interessado, na imprensa e nas mídias sociais, além de articular com as escolas de música para disponibilização de, no mínimo, 5% dos ingressos para seus alunos, em caso de lotação de sala. De acordo com a IN no.5 art 20 do MINC, acontecerá a distribuição gratuita dos ingressos para os alunos de escolas públicas de música e para ONGs locais para os assentos vagos e restantes, até 10 minutos antes da apresentação, mediante comprovação.

Sobre o Instituto CCR: O Instituto CCR, uma entidade privada sem fins lucrativos, nasceu em 2014 com o objetivo de estruturar a gestão de projetos sociais, culturais, ambientais e esportivos apoiados há mais de dez anos pelo Grupo CCR. Por meio do Instituto CCR são viabilizados projetos, com recursos próprios da companhia e oriundos de leis de incentivo, com foco prioritário em quatro áreas: Saúde e Qualidade de Vida; Educação e Cidadania; Cultura e Esporte; Meio Ambiente e Segurança Viária. Comprometido com o desenvolvimento sustentável, socioeconômico e cultural nas regiões onde atua, o Grupo CCR se orgulha de ter levado mais de 500 projetos para 130 cidades que, desde 2003, já beneficiaram cerca de 8 milhões de pessoas com investimentos de R$ 261 milhões em projetos estruturados.

Serviço:

Festival Domingos Clássicos 
Duo David Chew & Fernanda Canaud

Sala Baden Powell
Av. Nossa Sra. de Copacabana, 360 - Copacabana, Rio de Janeiro
Data
Quinta-feira, 22 de novembro, às 15h

Ingressos
R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia)
Classificação 
Livre

Fonte: Luiz Claudio de Almeida/ Assessoria de Imprensa

JP Assessoria em Comunicação e Produção