Our social:

quarta-feira, 26 de setembro de 2018

'O Homem perfeito' estreia dia 27/09 nos cinemas

Luana Piovani, Sérgio Guizé e  Marco Luque estrelam comédia romântica dirigida por Marcus Baldini

Com argumento e roteiro de Tati Bernardi e Patrícia Corso, a divertida comédia romântica " O Homem Perfeito" narra a história de Diana (Luana Piovani), uma ghostwriter que escreve biografias de pessoas famosas. Casada com Rodrigo (Marco Luque), um quadrinista alternativo, Diana está cansada de assumir todas as despesas da casa e vive em conflito com o marido. Tudo muda drasticamente quando ele decide abandoná-la por Mel (Juliana Paiva), uma jovem aspirante a bailarina. Com o fim do casamento, Diana decide criar um perfil virtual do "homem perfeito" para seduzir a namorada do ex-marido e tirá-la do seu caminho. Isso enquanto precisa escrever a "autobiografia" de Caique (Sergio Guizé), um rockstar que ela odeia. 

Dirigido por Marcus Baldini ("Bruna Surfistinha"), o filme é uma coprodução da Damasco Filmes, Downton Filmes e da Popcon, de Tatiana Quintella. Baldini, que também participou do processo de criação do roteiro, fala sobre os desafios das filmagens: "O primeiro desafio foi chegar num roteiro que eu achasse que estava pronto para ser filmado. (...) Um outro grande desafio era colocar tudo sob o olhar da Diana e fazer com que ela fosse uma pessoa ao mesmo tempo vista como chata, insuportável, mas uma chata e insuportável que a gente adora. Isso é o mais legal e acho que a Luana arrasou fazendo a Diana."

Convidada pela produtora Tati Quintella para dar vida à personagem, a atriz Luana Piovani assim que leu o roteiro ficou encantada com a personagem: "Ela é uma escritora muito bem-sucedida, feliz com o que faz e segura na profissão que atua. Tudo que ela faz, ela faz bem. Ela é casada há oito anos com o Rodrigo (Marco Luque), que é um cara que conheceu ainda muito jovem, só que o tempo passou, ele se manteve no mesmo lugar e ela evoluiu, o que acabou criando uma distância muito grande entre eles. Até que ela tem uma surpresa de levar um pé na bunda dele, logo do Rodrigo, que é praticamente um looser (risos). É aí que a história começa! E é maravilhosa. Tem a loucura de uma mulher abandonada, trocada, e esses momentos de quase psicopatia mesmo, da mulher que quer vingança...."

O ator Marco Luque, mais conhecido por seus trabalhos como apresentador e humorista na televisão, principalmente pelo programa CQC da TV Bandeirantes, e que atualmente faz participações em programas da Rede Globo como "Altas Horas" e "Escolinha do Professor Raimundo" também fala sobre o seu personagem: "Acho o Rodrigo sensacional. Eu queria ser o Rodrigo (risos). Ele é um cara de verdade, acho que existem muitos como ele por aí. Ele é totalmente desapegado desse mundo capitalista. Um cara que não precisa de muito para viver bem. Para o Rodrigo, se sentir realizado em sua profissão é um ideal. Ele quer poder se expressar de um jeito livre e sem cobranças, sem pensar em retorno financeiro e ele vai vivendo bem assim. Mas o longa mostra uma evolução da parte dele e é bem interessante mostrar essa transformação. Por mais sutil que seja, ela existe."

No filme, Sérgio Guizé é o roqueiro badboy Caíque, cuja relação com a personagem Diana permeia todo o filme. O ator, que também é músico, contribuiu para a caracterização do personagem, incluindo a participação de sua banda, que aparece no longa. "Quem me convidou foi o Marcus (Baldini), um pouco antes de começar a preparação. Li o roteiro, gostei bastante, achei diferente de outros trabalhos que já fiz. (...) Fiz alguns improvisos sim. Como não tive o tempo da preparação, procurei focar em quem é esse cara. Misturei várias referências para poder criar a trajetória desse personagem: começo, meio e fim. Ele começa de um jeito: super mau-caráter, em plena decadência profissional e termina apaixonado pela Diana. Também usei coisas da minha vida pessoal para ajudar a compor o Caíque. A minha banda, inclusive, tocou no filme. Foi muito legal."

Juliana Paiva, interpreta a aspirante a bailarina Mel, pivô do desenlace entre os personagens de Diana (Luana Piovani) e Rodrigo (Marco Luque). A personagem se apaixona pelo perfil fake de Carlos, criado por Diana. A atriz também conversou sobre sua personagem: " A Mel, com toda a inocência e expectativas dos seus 23 anos, cai que nem um pato na história da Diana. Mas o Carlos levanta várias questões para a Mel, sobre acreditar em seu próprio potencial, ficar com alguém que a admire, se entregar para seu sonho... Então acho que ela acaba passando por um processo de amadurecimento com ele. Todos os personagens passam por uma curva no filme. O Rodrigo sai um pouco da acomodação e a Diana também aprende muito com a Mel."

O novo filme de Marcus Baldini aborda questões como a independência feminina no mercado de trabalho, a quebra de expectativas no casamento e os riscos de relacionamentos através das redes sociais. Sobre os personagens de Piovani e Guizé, Baldini explica: "(...) Sempre estava presente, claro, a ideia central, que era a criação do homem perfeito pela Diana, essa mulher controladora, especialista em inventar pessoas, uma ghostwriter que tinha esse poder de seduzir a Mel através desse perfil fake na internet. Mas especialmente a relação de Diana com Caíque, que é uma relação que permeia o filme, não estava tão construída no começo. E essa relação acabou sendo uma história muito importante do longa."

O filme ainda conta com a presença de Eduardo Sterblitch e a participação especial de Dani Calabresa.


Elisabete Estumano Freire



* Trechos de entrevistas com o diretor e elenco extraída do PressBook do filme, disponibilizado pela Agência Febre. 

** Confira a crítica do filme no link do Cabine de Cinema.