Our social:

sábado, 29 de setembro de 2018

Confira a programação de filmes da TV BRASIL (29/09 a 06/10)

Entre os destaques, o drama social "A vizinhança do Tigre", dirigido por Affonso Uchôa. Premiado como melhor filme pelo júri oficial da Mostra Tiradentes, o longa também venceu os festivais "Olhar de Cinema" (Curitiba), "Cachoeira Doc" (Bahia) e no "Fórum Doc BH". 



“Jeca Tatu”
Sábado, 29 de setembro, às 16h
(Reprisa na madrugada de sábado para domingo, 30, à 1h)


Jeca é um roceiro preguiçoso, mas sua preguiça está com os dias contados. Seu ranchinho está ameaçado pela ganância de latifundiários sem coração. Jeca vai precisar de todo o seu jeito matreiro a fim de preservar seu cantinho de terra.



Em “Jeca Tatu” – declarada homenagem ao conterrâneo Monteiro Lobato, criador do personagem homônimo na obra Urupês –, Mazzaropi trata com singeleza a figura do homem do campo e a questão da reforma agrária.

Duração: 95 min. Ano: 1960. Gênero: Comédia. Direção: Milton Amaral. Roteiro: Milton Amaral, Amácio Mazzaropi. Classificação: livre.

_____________
“Chofer de Praça”
Sábado, 29 de setembro, às 23h30

Em “Chofer de Praça”, o ator e humorista Amácio Mazzaropi interpreta o humilde Zacarias, que se muda com a mulher para São Paulo a fim de arrumar emprego e ajudar o filho Raul a pagar a faculdade de Medicina.



Na comédia, o personagem começa a dirigir um modelo de carro antigo, muito barulhento e fumacento, que rapidamente vira motivo de piadas.



Primeira produção de Amácio Mazzaropi para o cinema, “Chofer de Praça” foi o primeiro filme do comediante ao lado da atriz Geny Prado, que viria a ser seu par constante. Os números musicais são com Lana Bittencourt e Agnaldo Rayol.

Duração: 97 min. Ano: 1958. Direção: Milton Amaral, com Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Ana Maria Nabuco, Lana Bittencourt e Agnaldo Rayol. Classificação: livre.

_____
“A vizinhança do Tigre”
Sábado, 29 de setembro, às 3h (madrugada de sábado para domingo)


Juninho, Menor, Neguinho, Adilson e Eldo são jovens moradores do bairro Nacional, periferia de Contagem, em Minas Gerais. Divididos entre o trabalho e a diversão, o crime e a esperança, cada um deles terá de encontrar modos de superar as dificuldades e domar o tigre que carregam dentro das veias.



Dirigido por Affonso Uchôa, o drama social “A Vizinhança do Tigre” conquistou diversos prêmios em festivais brasileiros de cinema.



O longa foi reconhecido com o Prêmio de Melhor Filme pelo Júri Oficial e pela Crítica na Mostra de Tiradentes. Também ganhou o Prêmio de Melhor Filme no Festival Olhar de Cinema (Curitiba), no Cachoeira DOC (Bahia) e no Fórum DOC BH. A produção ainda foi lembrada com o Prêmio Nova Mirada, na Semana dos Realizadores (Rio de Janeiro).

Duração: 94 min. Ano: 2014. Gênero: drama social. Direção: Affonso Uchôa, com Aristides de Souza, Eldo Rodrigues, Adilson Cordeiro, Maurício Chagas e Wederson Patrício.

_______
"A Filha Americana"
Segunda-feira, 1º de outubro, às 23h45


O russo Varakin é abandonado pela mulher, que decide viver com um americano nos EUA. Quatro anos depois, Varakin viaja à América para rever a filha, agora com sete anos de idade. A menina mora com a mãe e o padrasto em uma casa luxuosa e sua família é o estereótipo do "sonho americano". Contudo, a garota parece insatisfeita e logo se afeiçoa a Varakin, um homem divertido, verdadeiro e carismático. Mas que não fala inglês.

Duração: 93 min. Ano: 1995. País: Rússia. Gênero: drama/comédia. Direção: Karen Shakhnazarov. Elenco: com Allison Whitbeck, Vladimir Mashkov, Mariya Shukshina.

____
“As asas invisíveis do Padre Renzo”
Terça-feira, 2 de outubro, às 23h45


Documentário retrata a conturbada vida de um missionário italiano, o Padre Renzo Rossi, incansável defensor da liberdade e dos direitos humanos. O Padre desempenhou um importante papel social ao abraçar a tarefa de ajudar presos políticos durante a ditadura militar no Brasil.

Dedicado a amparar os encarcerados e seus familiares, Padre Renzo conseguiu mitigar a dor e o sofrimento das vítimas de tortura e de separação daqueles que amavam.

A solidariedade do missionário italiano foi muito além. Padre Renzo internacionalizou a luta pela anistia, procurou por exilados políticos e dirigentes de partidos, movimentou a opinião pública da Europa e percorreu 22 cidades do velho continente, incentivando o fim da ditadura no Brasil, em favor de uma anistia ampla, geral e irrestrita.

Dirigido Jorge Filipe, o documentário “As asas invisíveis do Padre Renzo” é inspirado no livro homônimo de Emiliano José.

Reprise. Duração: 78 min. Ano: 2013. Gênero: documentário. Direção: Jorge Alexandre Felipe Neto. Classificação Indicativa: Livre.

_____
“O Vendedor de Linguiça”
Quarta-feira, 3 de outubro, às 23h45


Na comédia musical “O Vendedor de Linguiça”, Mazzaropi é um vendedor que tem que se esforçar para conquistar a freguesia. Em meio a problemas com a família, vizinhos e cachorros (que adoram roubar suas linguiças), ele vive diversas situações inusitadas e cômicas.

Entre as canções do filme estão o “O Linguiceiro” e “Mocinho Lindo”, interpretadas por Mazzaropi; “Olhar de saudade”, interpretada por Pery Ribeiro; “Não ponha a mão”, por Elza Soares; e “Poema do adeus”, por Miltinho.

Ano: 1962. Gênero: comédia musical. Direção: Glauco Mirko Laurelli. Argumento e produção: Amácio Mazzaropi. Classificação: livre.

_____
“No murmúrio do vento”
Quinta-feira, 4 de outubro, às 23h45


O documentário “No murmúrio do vento” registra as histórias fantásticas narradas pelo pai de Nina Carrasco, o diretor, sobre a música do norte de Potosí, na Bolívia. Elas o levarão de volta a Llallaguita, seu lugar idílico de infância, para explorar os elementos que compõem o misticismo do ritual nessa área.

Enfrentando o desconforto da passagem do tempo, desenraizamento e alienação, na jornada à nostalgia, Nina descobre que a música é um bálsamo e um elo com o passado.

Inédito. Duração: 54 min. Ano: 2018. País: Bolívia. Título original: “Em el murmullo del viento”. Direção: Nina Wara Carrasco. Produção: CACI Conferencia de Autoridades Cinematográficas de Iberoamérica; Bolívia TV; Casa Productora Albor Cine;  Entrecruzar Films. Classificação Indicativa: 12 anos.

_____
“Casinha Pequenina”
Sábado, 6 de outubro, às 16h
(Reprise na madrugada de sábado para domingo, à 1h)

Considerado a obra-prima de Mazzaropi, o longa-metragem “Casinha Pequenina” traz um elenco de estrelas e marca a estreia de Tarcísio Meira no cinema. O filme tem o fim da escravidão como pano de fundo e mostra a luta dos abolicionistas contra os interesses dos senhores de engenho.

Ícone da sétima arte no país, Mazzaropi usou a figura do “Jeca” como personagem central em dezenas de produções nacionais.
Duração: 95 min. Gênero: Comédia. Ano: 1963. Classificação: livre.

Fonte: Ricardo Ribeiro/ TV BRASIL