Our social:

quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

Docfic 'Cora coralina, todas as vidas' estreia em mais 4 cidades brasileiras


Longa dirigido por Renato Barbieri estreia dia 21/12 em Maceió, Porto Alegre, Salvador e Batatais.

Em cartaz desde o dia 14 de Dezembro em São Paulo, Rio de Janeiro, Niterói, Brasília e Goiânia, o filme "Cora Coralina, todas as vidas", chega em mais quatro cidades brasileiras (Maceió, Porto Alegre, Salvador e Batatais). Primeiro longa-metragem sobre a poeta e ganhador de “Melhor Filme” pelo Júri Popular e de “Melhor Edição de Som”, no Festival de Cinema de Brasília, o longa “Cora Coralina” participou também do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (FICA 2015) e da 14ª Festa Literária Internacional de Paraty (FLIP 2016). Além, de ter sido o grande escolhido para abrir o 43º Festival Sesc Melhores Filmes, o mais antigo festival de cinema da cidade de São Paulo. Livremente inspirado na obra “Cora Coralina – Raízes de Aninha” de Clóvis Carvalho Britto e Rita Elisa Seda e direção de Renato Barbieri, o filme tem no elenco atrizes consagradas como Walderez de Barros e Tereza Seiblitz, as talentosas Camila Márdila (ganhadora de Sundance) e Maju Souza, além das participações especiais de Beth Goulart e Zezé Mota.


SINOPSE

CORA CORALINA - TODAS AS VIDAS, é um longa-metragem docfic (formato híbrido), que narra, com a força da poesia de Cora, aspectos pouco conhecidos da vida de Ana Lins dos Guimarães Peixoto Bretas, a Cora Coralina, uma das maiores escritoras brasileiras de todos os tempos. Em emocionantes 75 minutos, o filme revela a trajetória de Cora Coralina dos anos de infância até se casar e sair de Goiás; do largo tempo de 45 anos vividos em diferentes cidades no estado de São Paulo; e de seu retorno à Cidade de Goiás, quando se revelou ao Brasil com a força de sua poesia. Todas as vidas de Cora Coralina em uma narrativa poética nas vozes, sentimentos e interpretações de seis gerações de grandes atrizes brasileiras. Uma polifonia das vozes de Cora que revela, em prosa, verso e imagens, seu imenso talento literário e conteúdo humano. O filme é livremente baseado no livro “Raízes de Aninha”, de Clóvis Brito e Rita Elisa Seda.


FICHA TÉCNICA

DIREÇÃO - Renato Barbieri

PRODUÇÃO - AsaCine Produções

PRODUÇÃO EXECUTIVA - Márcio Curi, Elizabeth Curi e Carmen Flora

ROTEIRO - Renato Barbieri e Regina Pessoa
DIREÇÃO DE PRODUÇÃO - Elizabeth Curi
DIREÇÃO DE FOTOGRAFIA - Waldir de Pina
DIREÇÃO DE MONTAGEM - Neto Borges
TRILHA MUSICAL - Luiz Olivieri e Eduardo Canavezes
CÂMERA - Antoine D’artemare
TÉCNICO DE SOM - Francisco Creaesmeyer
EDITOR DE SOM - Micael Guimarães
DIRETOR DE ARTE - Henrique Dantas
FIGURINO - Cláudia Wiltgen
CENÓGRAFO - Anderson Solimões
EDITOR DE IMAGEM - Diego Cajueiro

DISTRIBUIÇÃO - Tucuman/Fênix Filmes
ELENCO
Camila de Queiroga Salles

Camila Márdila

Maju Souza

Tereza Seiblitz
Walderez de Barros

Participação Especial
Beth Goulart
Zezé Mota
João Antônio

SOBRE O ELENCO



BETH GOULART

De importante família de artistas, Beth Goulart é atriz e diretora de teatro, veículo onde construiu uma carreira notável, com produções importantes. Estreou em novelas em 1976, em Papai coração, produção da Tupi que reunia a família toda. Daí para a frente, desenvolveu carreira expressiva na TV e no cinema, com mais de 20 trabalhos no currículo. Beth interpreta poemas de Cora.

CAMILA MARDILA
Aos 26 anos, a atriz Camila Márdila, em seu segundo longa-metragem, ‘Que horas ela volta?’, dividiu com Regina Casé o prêmio de melhor atriz no Festival de Sundance. Camila Márdila participou do filme “O outro lado do paraíso”, dirigido por André Ristum, lançado em 2016. Camila vive a Cora de 21 anos.

MAJU SOUZA
Ela tem apenas 15 anos e uma carreira quase tão longa quanto. Maju Souza faz balé desde os três anos e teatro desde os oito. Já estrelou 10 peças, quatro filmes e lançou o seu primeiro livro quando tinha apenas nove anos. Maju também atuou no filme “O outro lado do paraíso”, dirigido por André Ristum, e vive a Cora de 14 anos.

TEREZA SEIBLITZ
Iniciou a vida artística como bailarina e participou de musicais no teatro. Estudou na CAL com Tizuka Yamazaki, com quem estreou no cinema no longa-metragem Fica Comigo. Estreou na televisão em Barriga de Aluguel e depois fez Pedra Sobre Pedra. Ganhou notoriedade na novela Renascer. Em 1994, atuou na novela Explode Coração, como a cigana Dara. Tereza dá vida ao “eu lírico” de Cora.

WALDEREZ DE BARROS
Artista de poderosos recursos, presente em exigentes produções artísticas. Casada com o dramaturgo Plinio Marcos, emprestou o seu talento a importantes montagens da obra do autor: “Navalha na Carne” e “Querô”, entre outras. Considerada pela crítica um dos grandes nomes da dramaturgia brasileira, voltou aos palcos em 2013 para comemorar 50 anos de carreira. Walderez dá vida à Cora madura.

ZEZÉ MOTTA
Uma das mais carismáticas artistas brasileiras. Atriz de sucesso no cinema e na televisão, é também cantora de talento. Zezé Motta participou de dois momentos importantes nas artes cênicas brasileiras: a peça Roda Viva, de Chico Buarque em 1967, e a novela Beto rockfeller, em 1968. No cinema, consagrou-se em 1976 como Xica da Silva, no filme dirigido por Carlos Diegues. Zezé interpreta poemas de Cora.

Festivais

- Mostra Brasília do 49º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro (2016)

- FLIP - Festa literária internacional de Paraty (2016)

- FICA – Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental, Goiás (2015)
- 43º Festival Sesc Melhores Filmes (2017)

PRÊMIOS
- Margarida de Prata da CNBB (2016)

- Troféu Câmara Legislativa do 49º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro (Melhor longa metragem – Júri Popular e Melhor edição de som)



Fonte: Narda Staël Gracine/ Fênix Distribuidora de Filmes

Popular Posts

Google+ Followers